Abrir menu principal

Luis Álvaro de Oliveira Ribeiro

ex-presidente do Santos FC
Luis Álvaro de Oliveira Ribeiro
Presidente do Santos
Período dezembro de 2009 a maio de 2014
Antecessor Marcelo Teixeira
Sucessor Odílio Rodrigues
Dados pessoais
Nascimento 16 de dezembro de 1942
Santos, São Paulo
Morte 16 de agosto de 2016 (73 anos)
São Paulo
Nacionalidade brasileiro
Profissão Empresário e dirigente esportivo

Luis Álvaro de Oliveira Ribeiro, também conhecido como LAOR (Santos, 16 de dezembro de 1942São Paulo, 16 de agosto de 2016), foi um empresário brasileiro do setor imobiliário e presidente do Santos Futebol Clube, tendo cumprido mandato entre dezembro de 2009 e maio de 2014 após suceder um mandato de dez anos de Marcelo Teixeira.[1]

Índice

BiografiaEditar

Nascido na cidade de Santos em 16 de dezembro de 1942, Luis Álvaro de Oliveira Ribeiro foi conselheiro do Santos FC por 17 anos (tendo renunciado ao cargo de conselheiro uma vez), Luis Álvaro foi candidato à presidência do Santos FC em 2003 contra o empresário Marcelo Teixeira, tendo alcançado 990 votos (40% dos votantes). "Meu médico e minha família me chamaram de louco por assumir a candidatura, pois em julho de 2003 havia sofrido um enfarto e quatro paradas cardíacas. Mas o amor pelo Santos falou mais alto, e dois meses depois de ver a morte de perto eu estava lá como candidato", conta Luis Álvaro.

PresidênciaEditar

Em novembro de 2009, em eleição marcada por manifestações, o candidato da oposição venceu com 62 % dos votos válidos - 1.882 votos, o maior quorum da história do clube - derrotando o mesmo Marcelo Teixeira, que desde então havia se mantido na presidência do clube.[2] Além deste recorde, é também o mais rápido presidente campeão do Santos, feito alcançado ao conquistar o Campeonato Paulista de 2010, depois de apenas 30 partidas no total (23 pelo campeonato).[3]

 
Equipes do Peñarol e do Santos perfiladas para a execução dos hinos antes da final da Libertadores no Estádio do Pacaembu

Luís Alvaro foi o 35° presidente do Santos Futebol Clube.

Um dos seus maiores feitos, logo no começo da gestão, foi a repatriação do ídolo Robinho, contratado por empréstimo junto ao Manchester City, da Inglaterra. Para obter êxito na negociação, Luis Álvaro contou com a ajuda de parceiros que, por meio de cotas, ajudaram a pagar os salários do atacante.

Após conquistar o Campeonato Paulista de Futebol estando por apenas cinco meses no comando executivo do Santos Futebol Clube, Luis Álvaro alcança outro feito notável: lidera o clube à sua segunda conquista no ano de 2010, a Copa do Brasil, título inédito para o Santos. Desde 1968, o Santos não conquistava dois títulos no mesmo ano.

Usando de sua habilidade e experiência no ramo dos negócios, Laor contraria todas as expectativas e renova por cinco anos o contrato do atacante Neymar, que vinha sendo fortemente assediado pelo Chelsea para trocar o Santos pelo clube londrino. A negociação salarial foi feita nos mesmos moldes da que já havia rendido sucesso com Robinho. E ainda em 2010, antes de completar um ano de mandato, repatria mais um ídolo da torcida santista, um dos destaques do Brasil na Copa da África, Elano.[4] Laor estabeleceu importante participação na conquista da Taça Libertadores de 2011 vencida pelo Santos.

Pós-presidência e morteEditar

Em 15 de maio de 2014, após dois meses afastado da presidência santista, Luís Álvaro renunciou ao cargo por problemas de saúde. Disse, na carta de renúncia: "Lamento, constrangido, este ato extremo por conta do expressivo percentual de 87% dos sócios que me confiaram a reeleição, a quem peço desculpas."[5]

Morreu na madrugada de 16 de agosto de 2016. Estava internado no hospital Albert Einstein para tratamento de um tumor no aparelho digestivo.[6]

TítulosEditar

Referências

  1. «Luís Álvaro é eleito presidente do Santos». Lance Net. 5 de dezembro de 2009. Consultado em 7 de dezembro de 2011. Arquivado do original em 27 de janeiro de 2010 
  2. «Em eleição confusa, Luis A. de Oliveira Ribeiro é o novo presidente do Santos». Globo Esporte. Consultado em 2 de abril de 2012 
  3. «Notícias» (em português). Lancenet.com.br. 15 de junho de 2012. Consultado em 15 de junho de 2012 
  4. Klaus Richmond e Marcelo Hazan. «Santos fecha com Elano pelo sonho do tri da Libertadores». Lancenet.com.br. Consultado em 30 de novembro de 2010 
  5. «Luis Álvaro renuncia à presidência do Santos». Gazeta Esportiva. 16 de agosto de 2016. Consultado em 16 de agosto de 2016 
  6. «Aos 73, morre Laor, ex-presidente do Santos». UOL. 16 de agosto de 2016. Consultado em 16 de agosto de 2016 
  7. Priscila Vilani (29 de novembro de 2011). «Sereias dão show na Vila e erguem a taça do Campeonato Paulista 2011» (em português). Santosfc.com. Consultado em 16 de junho de 2012 
  8. «Caçula, Santos FC conquista a Liga de Futsal, o "Brasileiro" da modalidade». Site oficial do Santos Futebol Clube. Consultado em 23 de Novembro de 2011 
  9. UOL Esporte (4 de março de 2011). «Falcão marca, Santos vence Krona e conquista título da Copa Gramado» (em português). UOL - Esporte. Consultado em 16 de junho de 2012 

Ligações externasEditar

Precedido por
Marcelo Pirilo Teixeira
Presidente do Santos F.C
de 2009 a 2014
Sucedido por
Odílio Rodrigues