Manga (fruta)

fruto da mangueira
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Mangueira.

A manga é o fruto da mangueira (Mangifera indica L.), árvore frutífera da família Anacardiaceae, nativa do sul e do sudeste asiático[1] desde o leste da Índia até as Filipinas, e introduzida com sucesso no Brasil, em Angola, em Moçambique, Portugal e Espanha.

Manga cortada.
Mangas verdes.

HistóriaEditar

A manga é a fruta nacional da Índia, onde há mais de 100 variedades,[2] Filipinas e Paquistão. São encontradas menções a ela em canções do século IV em poemas escritos em sânscrito, por poetas como Kalidasa.[2] Se acredita ter sido provada por Alexandre, o Grande (século 3 aC) e o peregrino chinês Xuanzang (7º século dC). Mais tarde, no século 16, o imperador mogol Akbar plantou 100.000 árvores de manga em Darbhanga, Bihar em um lugar agora conhecido como Lakhi Bagh.[2]

A referência mais antiga conhecida ao cultivo de mangas pode ser encontrada na Índia em torno de 2000 a.C. A manga foi trazida para o leste da Ásia entre 400 e 500 aC, no século 15 para as Filipinas e no século 16 para África e Brasil por exploradores portugueses.[3]

DescriçãoEditar

A manga é uma fruta de coloração variada: amarelo, laranja e vermelha, sendo mais roseada no lado que sofre insolação direta e mais amarelada ou esverdeada no lado que recebe insolação indireta. Normalmente, quando a fruta ainda não está madura, sua cor é verde, mas isso depende da variedade cultivar. A polpa é suculenta e muito saborosa, em alguns casos fibrosa, doce, encerrando uma única semente grande no centro. As mangas são usadas na alimentação das mais variadas formas, mas é mais consumida ao natural.

 
Ramo de frutos em formação.
 
 
Flores de uma mangueira.

Acredita-se que a manga é a fruta fresca mais consumida em todo o mundo.[1] Foi introduzida na Califórnia (Santa Barbara) nos anos de 1880.

 
Ilustração de uma mangueira pelo jesuíta Michael Boym, no livro Flora Sinensis de 1656

Produção econômicaEditar

Maiores produtores globais de mangas, mangostins e goiabas, 2017
País Produção em
Toneladas
  Índia 19.506.000
  China 4.791.271
  Tailândia 3.824.279
  Indonésia 2.566.046
  México 2.197.313
  Paquistão 1.685.304
  Brasil 1.547.600
  Bangladesh 1.517.691
  Egito 1.351.316
Total Mundial 50.649.143

Dados do ano de 2017. Fonte: FAO[4]

Propriedades nutricionaisEditar

Uma manga fresca contém cerca de 15% de açúcar, até 1% de proteína e quantidades significativas de vitaminas, minerais e antioxidantes, podendo conter vitamina A, B e C.

Graças à alta quantidade de ferro que contém, a manga é indicada para tratamentos de anemia e é benéfica para as mulheres grávidas e em períodos de menstruação. Pessoas que sofrem de cãimbras, stress e problemas cardíacos, podem se beneficiar das altas concentrações de potássio e magnésio existentes que também auxiliam àqueles que sofrem de acidose. As mangas também suavizam o intestino, tornando mais fácil a digestão.[5] Na Índia, onde a manga é a fruta nacional,[2] acredita-se que as mangas estancam hemorragia, fortalecem o coração e trazem benefícios ao cérebro. É também utilizada em afecções pulmonares (bronquite asmática, bronquite catarral e tosse), Gengivas inflamadas (gengivites, feridas na boca e no canto dos lábios). Úlcera de decúbito (escaras), úlceras varicosas.

TabelaEditar

Manga, crua
Valor nutricional por 100 g (3,53 oz)
Energia 272 kJ (70 kcal)
Carboidratos
Carboidratos totais 17 g
 • Açúcares 14,8 g
 • Fibra dietética 1,8 g
Gorduras
Gorduras totais 0,27 g
Proteínas
Proteínas totais 0,51 g
Vitaminas
Vitamina A equiv. 38 µg (5%)
- Betacaroteno 445 µg (4%)
Tiamina (vit. B1) 0.058 mg (5%)
Riboflavina (vit. B2) 0.057 mg (5%)
Niacina (vit. B3) 0.584 mg (4%)
Ácido pantotênico (B5) 0.160 mg (3%)
Vitamina B6 0.134 mg (10%)
Ácido fólico (vit. B9) 14 µg (4%)
Vitamina C 27.7 mg (33%)
Minerais
Cálcio 10 mg (1%)
Ferro 0.13 mg (1%)
Magnésio 9 mg (3%)
Fósforo 11 mg (2%)
Potássio 156 mg (3%)
Zinco 0.04 mg (0%)
Fonte: USDA
Percentuais são relativos ao nível de ingestão diária recomendada para adultos.

CultivoEditar

Podem ser cultivadas em climas tropicais e subtropicais. Devem ser plantadas em uma área com boa drenagem e um solo ligeiramente ácido. Devem ser regadas regularmente quando jovens, porém, ao atingirem a maturidade, devem ser regadas com intervalos entre 10 e 15 dias. Cerca de 4 a 5 meses após a floração, as mangas estão maduras. Quando a manga já chegou em seu tamanho final e está pronta para ser colhida, ela se torna fácil de ser tirada do pé, com um simples puxão.

Pestes e doençasEditar

Diversas doenças atacam as plantações de manga. Agentes patogénicos podem provocar diversos tipos de doenças, podendo causar pesadas perdas na produção de mangahopper .[6]

Há mais de 492 espécies de insetos, 17 espécies de ácaros e 26 espécies de nemátodes que são conhecidas por atacarem as várias variedades de mangueiras.[6]


Variedades cultivadas de mangaEditar

Referências

  1. a b London Fruit, Inc. «All about mangos featuring mangoe recipes, mango history, eating mangoes, selecting mangos - FreshMangos.com». FreshMangos.com 
  2. a b c d «National Fruit - National Symbols - Know India: National Portal of India (Fruta nacional da Índia) (em inglês)». India.gov.in 
  3. Gepts, P. The evolution of crop plants. Departamento de Ciências, Universidade da California, em Davis. «PLB143: Crop of the Day: Mango, Mangifera indica». https://web.archive.org/web/20131206095819/http://www.plantsciences.ucdavis.edu/gepts/pb143/CROP/MANGO/mango.htm. Consultado em 28 de fevereiro de 2020 
  4. «Estatísticas da FAO (Nações Unidas) (em inglês)». www.fao.org/faostat/en 
  5. «Manga - USP.br». Universidade de São Paulo 
  6. a b «Diseases - Mangoes in India». HorticultureWorld.net. Consultado em 13 de março de 2016 


Ligações externasEditar