Abrir menu principal

Michael Beasley

basquetebolista estadunidense

Michael Paul Beasley Jr. (nascido em 9 de janeiro de 1989) é um americano jogador de basquete profissional que joga como Ala pelo Detroits Pistons

Michael Beasley
Michael Beasley8 (cropped).jpg
Informações pessoais
Nome completo Michael Paul Beasley Jr.
Data de nasc. 9 de janeiro de 1989 (30 anos)
Local de nasc. Washington, D.C.,  Estados Unidos
Altura 2,08 m
Peso 106,6 kg
Apelido B-Easy
Informações no clube
Clube atual Detroit Pistons
Número 30
Posição Ala
Clubes de juventude
20072008 Estados Unidos Kansas State
Clubes profissionais
Ano Clubes Partidas (pontos)
2008–2010
2010–2012
2012–2013
2013–2014
2014–2015
2015
2015–2016
2016
2016–2017
2017–2018
2018–2019
2019–Presente
Estados Unidos Miami Heat
Estados Unidos Timberwolves
Estados Unidos Phoenix Suns
Estados Unidos Miami Heat
China Shanghai Sharks
Estados Unidos Miami Heat
China Shandong Golden Stars
Estados Unidos Houston Rockets
Estados Unidos Milwaukee Bucks
Estados Unidos New York Knicks
Estados Unidos Los Angeles Lakers
China Guangdong Southern Tigers
159 (2.279)
120 (1.942)
75 (759)
55 (436)
37 (1.060)
24 (212)
40 (1.276)
20 (255)
56 (528)
48 (596)
26 (181)
5 (112)
Seleção nacional
20062007 Estados Unidos Estados Unidos

Ele jogou basquete universitário na Universidade Estadual do Kansas antes de se declarar para o Draft de 2008.[1] Ele é considerado um dos melhores jogadores de basquete universitário dos anos 2000.[2] Embora ele seja ambidestro, ele arremessa com a mão esquerda.[3]

Carreira no ensino médioEditar

Enquanto crescia, Beasley jogou para uma das equipes da AAU de maior sucesso do país na época, o PG Jaguars. Beasley venceu vários campeonatos nacionais com esta equipe ao lado de Kevin Durant.[4] Ele mais tarde passou no time de DC Assault, atuando ao lado de Nolan Smith e Chris Wright.

Beasley frequentou um total de seis colégios: Bowie High School em Bowie, Maryland, National Christian Academy em Fort Washington, Maryland, The Pendleton School em Bradenton, Flórida, Riverdale Baptist School em Upper Marlboro, Maryland, Oak Hill Academy em Mouth of Wilson, Virginia, e a Notre Dame Preparatory School em Fitchburg, Massachusetts. Como um colegial, ele teve uma média de 28 pontos e 16 rebotes por jogo.

Em 2006, Beasley foi eleito para a Segunda-Equipe Parade All-American e também foi chamado para a Seleção Estadunidense de Basquetebol Sub-18 de 2006 em 26 de junho de 2006. Beasley teve uma média de 13,8 pontos e 8.3 rebotes n Copa América Sub-18 de 2006 em San Antonio, Texas.

No McDonald's All-American Boys Game de 2007, ele venceu o MVP depois de fazer 23 pontos e 12 rebotes.[5]

A Rivals.com classificou Beasley como o melhor jogador colegial da classe de 2007.[6]

Carreira universitáriaEditar

 
Beasley jogando pela Universidade do Kansas

Beasley começou seu primeiro ano na Universidade Estadual do Kansas no outono de 2007 e foi um dos jogadores mais dominantes do país. Seus 26,2 pontos (3º no pais) e 12,4 rebotes (1° no pais) foram os mais altos números de um jogador da Big-12. Seus 866 pontos e 408 rebotes ficaram em terceiro e segundo entre todos os calouros na história da NCAA. Ele também liderou a nação em duplos-duplos (28), jogos de 40 pontos (três), jogos de 30 pontos, jogos de 10 rebotes (13) e jogos de 20 pontos e 10 rebotes (22). Seus 28 duplos-duplos bateram o recorde de Carmelo Anthony em Syracuse em 2002-03. Em 23 de fevereiro de 2008, Beasley marcou um recorde de 44 pontos em uma derrota por 92-86 contra Baylor.[7] (Esta marca foi igualada por Denis Clemente da Universidade Estadual do Kansas[8])

Beasley guiou os Wildcats para um recorde de 20-10 e um recorde de 10-6 na Big 12 Conference. Algumas das principais vitórias da conferência foram uma vitória em Oklahoma, uma vitória em casa contra Texas A&M e uma vitória contra o então invicto Kansas, marcando a primeira vez em quatro anos que o Kansas derrotou um time do Top 10 em casa. A vitória reforçou o que ele tinha feito antes da temporada: "Nós vamos derrotar Kansas em casa. Nós vamos vencê-los na casa deles. Nós vamos vencê-los na África. Onde quer que jogamos, vamos vencê-los."[9]

Em 1º de março de 2008, sua bravata não se tornou realidade, já que a Universidade do Kansas venceu a partida de volta em Lawrence por 88-74, apesar de 39 pontos e 11 rebotes de Beasley. Com seu esforço de 33 pontos e 14 rebotes contra o Colorado em 4 de março, ele quebrou o recorde de duplos-duplos da Big 12 em uma temporada com seu 26º no ano.[10] Ele é apenas o 27º jogador da história da Divisão I da NCAA a ter 26 ou mais duplos-duplos em uma temporada e o primeiro desde que Andrew Bogut (26), de Utah, o fez em 2004-2005.

Beasley liderou os Wildcats para um recorde de 10-6 em jogos da conferência, entrando como a 3° melhor campanha no Torneio da Big 12 de 2008 no Sprint Center em Kansas City, Missouri. Os Wildcats enfrentaram Texas A&M e perderam por 77-71 com Beasley fezendo 25 pontos e 9 rebotes. Os Wildcats ganharam uma vaga no Torneio da NCAA de 2008 na região Centro-Oeste. Eles venceram a Universidade do Sul da Califórnia com Beasley fezendo 23 pontos e 11 rebotes.[11] No entanto, a equipe perdeu por 72-55 para Wisconsin na segunda rodada do torneio. Beasley fez 23 pontos e 13 rebotes, seu 28º e último double-double.[12]

Em 14 de abril de 2008, Beasley anunciou que renunciaria aos últimos três anos de elegibilidade e entraria no Draft da NBA.[13]

Prêmios e honrasEditar

Beasley é um dos dois únicos jogadores da história da Universidade Estadual do Kansas a receber prêmios All-America da Associated Press. No geral, Beasley é o quinto jogador na história da universidade a ganhar reconhecimento para qualquer uma das três equipes All-America.

Ele foi um dos 24 finalistas do Prêmio John R. Wooden e foi selecionado pelos eleitores para os 10 finalistas do Prêmio John R. Wooden de 2008. Ele seguiu Kevin Durant como o segundo calouro de destaque consecutivo para ganhar os prêmios de Jogador e Calouro do Ano da Big 12.

Beasley tornou-se o quarto jogador na história da universidade a ser eleito como o Jogador do Ano da Conferência e o primeiro desde o início da Big 12.

Ele foi nomeado o Calouro Nacional do Ano pela CBS Sports.com, Rivals.com, The Sporting News e pela Associação Nacional de Escritores de Basquete (USBWA).[14] Ele também foi selecionado pra Primeira-Equipe All-American por numerosos canais, incluindo CBS Sports.com, Dick Vitale, ESPN.com, Rivals.com, Sports Illustrated, The Sporting News e Associação Nacional de Escritores de Basquete. Além disso, ele foi escolhido para a Primeira-Equipe de Calouros All-American pela CBS Sports.com e Rivals.com.

Além disso, ele foi nomeado um dos quatro finalistas do Prêmio Naismith de Jogador do Ano de 2008. Ele também foi um dos 10 finalistas para o Prêmio Oscar Robertson de Jogador do Ano.

Carreira profissionalEditar

Miami Heat (2008–2010)Editar

 
Beasley durante sua primeira passagem com os Heat

Em 26 de junho de 2008, Beasley foi selecionado pelo Miami Heat como a 2º escolha geral no Draft de 2008.[15] Ele assinou contrato com o Heat em 2 de julho.[16]

Em sua estréia na Summer League em 7 de julho, Beasley marcou 28 pontos, pegou 9 rebotes e teve 2 assistências em 23 minutos jogados.[17] Ele ficou em segundo lugar na média de rebote e empatou em terceiro na média de pontuação na Summer League de 2008. Durante seu primeiro treino oficial com o Heat, ele foi acidentalmente atingido no peito com o cotovelo de um colega de equipe.[18] Ele foi avaliado e voltou para os treinos um dia depois com hematomas no peito, mas só participou de exercícios sem contato.[19] Ele estalou levemente o esterno e retomou os exercícios de contato dois dias depois.[20]

Em seu primeiro jogo de pré-temporada, Beasley marcou 16 pontos contra o Detroit Pistons.[21] Ele acompanhou essas atuações com 21 pontos e 7 rebotes, 12 pontos e 11 rebotes, 14 pontos e 6 rebotes, 19 pontos e nenhum rebote, 14 pontos e 3 rebotes, e 19 pontos e 9 rebotes. Na noite de abertura da temporada de 2008-09, Beasley marcou 9 pontos em uma derrota contra o New York Knicks. Ele registrou um total de dois dígitos nos próximos nove jogos seguidos, incluindo 25 pontos em uma derrota para o Charlotte em 1 de novembro.[22]

Após a primeira eliminatória do Heat nos playoffs de 2009, foi relatado que Beasley, junto com seu companheiro Mario Chalmers, havia sido multado várias vezes durante toda a temporada por violações da política do time.[23]

Durante a temporada de 2009-10, ele foi titular durante toda a temporada. Em 19 de fevereiro de 2010, ele levou o Heat à vitória sobre o Memphis Grizzlies, com 30 pontos, além de 8 rebotes.[24] Na temporada, ele teve uma média de 14,8 pontos e 6,4 rebotes por jogo. Na derrota na primeira rodada dos playoffs para o Boston Celtics, as médias caíram para 10,4 pontos e 5,8 rebotes.[25]

Minnesota Timberwolves (2010–2012)Editar

Em 12 de julho de 2010, Beasley foi negociado para o Minnesota Timberwolves em troca das escolhas de segunda rodadas dos Drafts de 2011 e 2014. Beasley foi negociado com o objetivo de liberar espaço salarial para Miami, permitindo que eles assinassem com os agentes livres LeBron James e Chris Bosh, além de assinarem novamente com Dwyane Wade.[26]

Em 10 de novembro de 2010, ele levou os Timberwolves à vitória sobre o Sacramento Kings com 42 pontos, juntamente com 9 rebotes.[27] Ele terminou a temporada com uma média de 19,2 pontos por jogo, que ficou entre os 20 melhores da liga. [28]

Na temporada de 2011-12, Beasley torceu o pé contra o Cleveland Cavaliers em 06 de janeiro de 2012, que o manteve fora por 11 jogos consecutivos. Pouco depois de ele voltar da lesão, ele levou os Timberwolves à vitória sobre o Houston Rockets com 34 pontos. Durante a temporada de 2011-12, ele teve uma média de 11,5 pontos por jogo.

Phoenix Suns (2012–2013)Editar

Em 20 de julho de 2012, Beasley assinou um contrato de US $ 18 milhões por três anos com o Phoenix Suns.[29] Nessa época, ele decidiu treinar com o ex-bicampeão da NBA, Norm Nixon, para melhorar seu jogo. Em um jogo de 7 de novembro de 2012 contra o Charlotte Bobcats, Beasley marcou 21 pontos, pegou 15 rebotes e fez 7 assistências para ajudar os Suns a vencer por 117-110. Em 30 de janeiro de 2013, Beasley marcou 27 pontos com 27 rebotes e 5 roubos de bola para levar os Suns à vitória por 92-86 sobre o Los Angeles Lakers.

Em 3 de setembro de 2013, Beasley foi dispensado pelo Suns.[30] A decisão veio logo depois que Beasley foi preso por suspeita de porte de maconha. Lon Babby, presidente de operações de basquete dos Suns, disse: "Nós trabalhamos duro para nos dedicar ao sucesso de Michael, mas temos que manter os padrões para construir uma cultura".[31]

Segunda passagem no Miami Heat (2013–2014)Editar

 
Beasley durante sua segunda passagem nos Heat, jogando contra o Washington Wizards em abril de 2014.

Em 11 de setembro de 2013, Beasley assinou com o Miami Heat.[32]

O Heat chegou às finais da NBA pela quarta vez consecutiva em 2014, com Beasley fazendo sua primeira aparição nas finais do Jogo 5 da série contra o San Antonio Spurs. O Heat perdeu o Jogo 5 e a série, já que o Spurs venceu por 4-1.

Xangai Sharks (2014–2015)Editar

Em 25 de setembro de 2014, Beasley assinou um contrato não garantido com o Memphis Grizzlies.[33] No entanto, ele foi dispensado pelos Grizzlies em 9 de outubro.[34] Naquele mesmo dia, ele assinou um contrato de um ano com o Shanghai Sharks da Chinese Basketball Association.[35]

Durante o All-Star Game da CBA de 2015, Beasley saiu do banco para marcar 59 pontos, estabelecendo um recorde da CBA para mais pontos no All-Star Game da liga.[36]

Apesar de médias de 28,6 pontos, 10,4 rebotes, 5,2 assistências e 1,9 roubos de bola em 37 jogos, Beasley não liderarou os Sharks para os playoffs do CBA, terminando em 12º com um recorde de 17-21.[37]

Terceira passagem no Miami Heat (2015)Editar

Em 26 de fevereiro de 2015, Beasley assinou um contrato de 10 dias com o Miami Heat.[38] No dia seguinte, ele fez seu retorno marcando sete pontos em uma derrota por 104-102 para o New Orleans Pelicans. Ele então assinou um segundo contrato de 10 dias com o Heat em 8 de março,[39] e pelo resto da temporada em 18 de março.[40]

Em 28 de junho de 2015, o Heat se recusou a usar a extensão e um contrato no valor de US $ 1,3 milhão, tornando-o um agente livre.[41]

Shandong Golden Stars (2015–2016)Editar

Em 30 de setembro de 2015, Beasley assinou com o Shandong Golden Stars para a temporada de 2015-16 da CBA, retornando à China para um segundo período.[42] Ele marcou 48 pontos na abertura da temporada e superou a marca com 49 pontos dez dias depois. Em 17 de janeiro de 2016, ele ganhou o Prêmio de MVP do All-Star Game da CBA pelo segundo ano consecutivo após registrar 63 pontos, 19 rebotes e 13 assistências.[43]

Shandong se classificou para os playoffs de 2016, mas foram derrotados por 3-0 pelo Guangdong Southern Tigers na primeira rodada. Em 40 jogos no Shandong, Beasley marcou 31,9 pontos, 13,4 rebotes, 3,8 assistências, 2,0 roubos de bola e 1,3 bloqueios por jogo. Posteriormente foi nomeado o MVP Estrangeiro da temporada de 2015-16.[44]

Houston Rockets (2016)Editar

Em 4 de março de 2016, Beasley assinou com o Houston Rockets.[45]

Em seu terceiro jogo pelos Rockets, ele registrou 18 pontos e 8 rebotes em pouco menos de 15 minutos em uma vitória por 102-98 sobre o Boston Celtics. Em 19 de março, ele registrou 30 pontos e 9 rebotes em uma derrota por 109-97 para o Atlanta Hawks. Em 31 de março, ele registrou seu primeiro duplo-duplo da temporada com 20 pontos e 11 rebotes em uma derrota por 103-100 para o Chicago Bulls.

Beasley ajudou os Rockets a terminar a temporada regular como a oitava melhor campanha da Conferência Oeste com um recorde de 41-41. Eles acabaram sendo eliminados pelo Golden State Warriors nos playoffs.

Milwaukee Bucks (2016–2017)Editar

Em 22 de setembro de 2016, Beasley foi negociado com o Milwaukee Bucks em troca de Tyler Ennis.[46]

Em 12 de novembro de 2016, ele marcou 19 pontos em uma vitória por 106-96 sobre o Memphis Grizzlies. Em 10 de janeiro de 2017, ele fez 28 pontos em uma vitória por 109-107 sobre o San Antonio Spurs.[47]

Em 31 de março de 2017, ele retornou após perder 17 jogos com uma lesão no joelho esquerdo, marcando sete pontos em oito minutos em uma vitória por 108-105 sobre o Detroit Pistons.[48]

New York Knicks (2017 a 2018)Editar

Em 8 de agosto de 2017, Beasley assinou com o New York Knicks.[49]

Em 25 de novembro de 2017, ele teve 30 pontos sendo titular no lugar do lesionado Kristaps Porziņģis em uma derrota por 117-102 para o Houston Rockets. Em 16 de dezembro de 2017, mais uma vez sendo titular no lugar de Porziņģis, Beasley fez 30 pontos em uma vitória por 111-96 sobre o Oklahoma City Thunder. Em 21 de dezembro de 2017, ele marcou 28 de seus 32 pontos no segundo tempo da vitória sobre o Boston Celtics por 102-93.[50]

Beasley tornou-se o primeiro jogador da NBA desde que os titulares entraram nas estatísticas na temporada de 1970-71 a sair do banco e ter pelo menos 32 pontos e 12 rebotes ao jogar 25 minutos ou menos.

Em 10 de janeiro de 2018, ele registrou 26 pontos e 12 rebotes em uma derrota por 122-119 para o Chicago Bulls. Em 31 de março de 2018, ele teve 32 pontos em uma derrota por 115-109 para o Detroit Pistons.

Los Angeles Lakers (2018-2019)Editar

Em 23 de julho de 2018, Beasley assinou com o Los Angeles Lakers.[51] Ele perdeu muitos jogos da primeira metade da temporada por estar com sua mãe doente.[52]

Em 7 de fevereiro de 2019, Beasley e Ivica Zubac foram negociados para o Los Angeles Clippers em troca de Mike Muscala.[53] Ele foi dispensado pelos Clippers dois dias depois.[54]

Guangdong Southern Tigers (2019 – Presente)Editar

Em 20 de fevereiro de 2019, Beasley assinou com o Guangdong Southern Tigers.[55]

Problemas fora de quadraEditar

Em 3 de setembro de 2008, Beasley se envolveu em um incidente junto com Mario Chalmers e Darrell Arthur. A polícia chegou ao quarto de hotel de Chalmers e Arthur após um alarme de incêndio às 2 da manhã e alegou que a sala cheirava fortemente a maconha queimada, mas nada foi encontrado e nenhuma acusação foi registrada.[56] Todos negaram posteriormente qualquer envolvimento com a maconha. A história foi posteriormente atualizada e qualquer menção a Beasley foi removida do artigo.[57]

Em 18 de setembro de 2008, Beasley foi multado em US $ 50 mil pela liga por seu envolvimento no incidente depois que confessou aos oficiais da liga que havia saído quando a polícia chegou.[58]

Em 24 de agosto de 2009, Beasley supostamente se registrou em um centro de reabilitação de Houston, poucos dias depois que ele postou fotos dele no Twitter com o que alguns especularam ser maconha no fundo.[59] Não se sabe se a reabilitação estava relacionada com drogas; oficialmente ele estava recebendo aconselhamento para questões relacionadas ao estresse.[60]

Em 26 de junho de 2011, Beasley estava dirigindo no subúrbio de Minnetonka, Minneapolis, quando foi parado por um policial por excesso de velocidade. O policial notou que o carro tinha um forte cheiro de maconha. O policial supostamente encontrou maconha em uma sacola plástica embaixo do banco do passageiro. No entanto, Beasley disse que a maconha não era dele, mas pertencia a um amigo que ele acabara de deixar. Ele foi consequentemente multado.

Em agosto de 2011, Beasley estava em uma turnê de streetball em Nova York com o amigo Kevin Durant quando ele entrou em uma briga com um interlocutor o empurrando no processo.[61]

Em 6 de agosto de 2013, Beasley foi preso por suspeita de porte de maconha em Scottsdale, Arizona. De acordo com relatos da polícia, os narcóticos foram confiscados do carro de Beasley depois que ele foi parado por uma infração de trânsito.[62] Essa prisão foi um fator na dispensa de Beasley dos Suns um mês depois.

Em setembro de 2014, um caso de agressão sexual de janeiro de 2013 envolvendo Beasley foi cancelado depois que nenhuma causa provável foi estabelecida.[63]

Estatística na NBAEditar

LEGENDA
 PJ  Partidas jogadas  PI  Partidas iniciadas  MPJ  Minutos por jogo  AP  Arremessos de quadra (%)
 3P  Arremessos de 3 pontos (%)  LL  Lances-livre (%)  RT  Rebotes por jogo  AS  Assistências por jogo
 BR  Roubos de bola por jogo  TO  Tocos por jogo  PPJ  Pontos por jogo  Negrito  Melhor da carreira

Temporada RegularEditar

Ano Time PJ MPJ AP 3P LL RT AS BR TO PPJ
2008–09 Miami 81 24.8 .472 .407 .772 5.4 1.0 .5 .5 13.9
2009–10 Miami 78 29.8 .450 .275 .800 6.4 1.3 1.0 .6 14.8
2010–11 Minnesota 73 32.3 .450 .366 .753 5.6 2.2 .7 .7 19.2
2011–12 Minnesota 47 23.1 .445 .376 .642 4.4 1.0 .4 .4 11.5
2012–13 Phoenix 75 20.7 .405 .313 .746 3.8 1.5 .4 .5 10.1
2013–14 Miami 55 15.1 .499 .389 .772 3.1 .7 .4 .4 7.9
2014–15 Miami 24 21.0 .434 .235 .769 3.7 1.3 .6 .5 8.8
2015–16 Houston 20 18.2 .522 .333 .776 4.9 .8 .6 .5 12.8
2016–17 Milwaukee 56 16.7 .533 .419 .743 3.4 .9 .5 .5 9.4
2017–18 New York 74 22.3 .507 .395 .780 5.6 1.7 .5 .6 13.2
2018–19 L.A. Lakers 26 10.7 .490 .176 .718 2.3 1.0 .3 .4 7.0
Carreira 609 22.8 .465 .349 .759 4.7 1.3 .6 .5 12.4

PlayoffsEditar

Ano Equipe PJ PT MPJ AP 3P LL RT AS BR TO PPJ
2008-09 Heat 7 0 25.4 .386 .308 .765 7.3 1.0 0.3 1.0 12.1
2009-10 Heat 5 5 27.0 .449 .500 .778 5.8 0.6 0.8 0.0 10.4
2013-14 Heat 4 0 5.8 .500 .000 .333 1.0 0.5 0.0 0.0 2.8
2015-16 Rockets 5 0 16.0 .478 .333 .857 4.2 0.6 0.2 0.0 10.4
2016-17 Bucks 4 0 12.0 .350 .600 .000 2.3 0.3 0.3 0.3 4.3
Carreira 25 5 18.6 .423 .385 .675 4.6 0.6 0.3 0.3 8.7


Referências

  1. «K-State Forward Michael Beasley Headed for NBA - Salem-News.Com Sports». salem-news.com. Consultado em 29 de junho de 2019 
  2. «Rivals.com». n.rivals.com. Consultado em 29 de junho de 2019 
  3. «T'wolves' Michael Beasley working to change perceptions». USATODAY.COM (em inglês). Consultado em 29 de junho de 2019 
  4. «Michael Beasley ready to rock in the NBA». Chicago Bulls (em inglês). Consultado em 29 de junho de 2019 
  5. «Beasley wills West to McDonald's all-star win - USATODAY.com». web.archive.org. 2 de novembro de 2012. Consultado em 29 de junho de 2019 
  6. «Rivals.com». n.rivals.com. Consultado em 29 de junho de 2019 
  7. «Kansas State vs. Baylor - Game Recap - February 23, 2008 - ESPN». ESPN.com (em inglês). Consultado em 29 de junho de 2019 
  8. «Kansas State vs. Texas - Game Recap - January 31, 2009 - ESPN». ESPN.com (em inglês). Consultado em 29 de junho de 2019 
  9. «Kansas vs. Kansas State - Game Preview - January 30, 2008 - ESPN». ESPN.com (em inglês). Consultado em 29 de junho de 2019 
  10. «Colorado vs. Kansas State - Game Recap - March 4, 2008 - ESPN». ESPN.com (em inglês). Consultado em 29 de junho de 2019 
  11. «Kansas State vs. USC - Game Recap - March 20, 2008 - ESPN». ESPN.com (em inglês). Consultado em 29 de junho de 2019 
  12. «Kansas State vs. Wisconsin - Game Recap - March 22, 2008 - ESPN». ESPN.com (em inglês). Consultado em 29 de junho de 2019 
  13. «Kansas State frosh Beasley decides to enter NBA». ESPN.com (em inglês). 14 de abril de 2008. Consultado em 29 de junho de 2019 
  14. «USBWA > News > Freshman of the Year». www.sportswriters.net. Consultado em 29 de junho de 2019 
  15. «HEAT Select Michael Beasley In The 2008 NBA Draft». Miami Heat (em inglês). Consultado em 29 de junho de 2019 
  16. «HEAT Sign Michael Beasley». Miami Heat (em inglês). Consultado em 29 de junho de 2019 
  17. «HEAT: Beasley, Chalmers Shine in Pro Debut». web.archive.org. 3 de janeiro de 2009. Consultado em 29 de junho de 2019 
  18. «Elbow to chest cuts Beasley's first practice short». ESPN.com (em inglês). 2 de julho de 2008. Consultado em 29 de junho de 2019 
  19. «Beasley returns to Heat's summer-league practice». ESPN.com (em inglês). 3 de julho de 2008. Consultado em 29 de junho de 2019 
  20. «Beasley resumes contact drills at Heat practice». ESPN.com (em inglês). 6 de julho de 2008. Consultado em 29 de junho de 2019 
  21. Associated, The (6 de outubro de 2008). «Stuckey, Pistons spoil Beasley's preseason opener». mlive.com (em inglês). Consultado em 29 de junho de 2019 
  22. «Michael Beasley Game by Game Stats and Performance». ESPN (em inglês). Consultado em 29 de junho de 2019 
  23. «Rookies Beasley, Chalmers repeatedly fined». ESPN.com (em inglês). 6 de maio de 2009. Consultado em 29 de junho de 2019 
  24. «NBA.com - The Game Happens Here». www.nba.com. Consultado em 29 de junho de 2019 
  25. «Michael Beasley Career Stats Page | NBA.com». web.archive.org. 7 de dezembro de 2013. Consultado em 29 de junho de 2019 
  26. «Source: Heat trade Beasley to Wolves for pick». ESPN.com (em inglês). 9 de julho de 2010. Consultado em 29 de junho de 2019 
  27. «Timberwolves at Kings». NBA.com. Consultado em 29 de junho de 2019 
  28. «NBA.com:». web.archive.org. 9 de agosto de 2013. Consultado em 29 de junho de 2019 
  29. «Suns Sign Michael Beasley». Phoenix Suns (em inglês). Consultado em 29 de junho de 2019 
  30. «Phoenix Suns Waive Michael Beasley». Phoenix Suns (em inglês). Consultado em 29 de junho de 2019 
  31. Coro, Paul. «Phoenix Suns waive Michael Beasley». azcentral.com. Consultado em 29 de junho de 2019 
  32. «HEAT Signs Michael Beasley». Miami Heat (em inglês). Consultado em 29 de junho de 2019 
  33. «Grizzlies add Beasley to training camp roster». NBA.com (em inglês). Consultado em 29 de junho de 2019 
  34. «Memphis Grizzlies waive Michael Beasley». Memphis Grizzlies (em inglês). Consultado em 29 de junho de 2019 
  35. «Michael Beasley signs one-year deal with Shanghai Sharks». sports.yahoo.com (em inglês). Consultado em 29 de junho de 2019 
  36. Insiders, Basketball. «Beasley's CBA Success May Generate NBA Interest». www.basketballinsiders.com (em inglês). Consultado em 29 de junho de 2019 
  37. Pineda, Matt (16 de fevereiro de 2015). «Beasley working out in Miami: Should Heat call?». Hot Hot Hoops. Consultado em 29 de junho de 2019 
  38. «HEAT Signs Michael Beasley». Miami Heat (em inglês). Consultado em 29 de junho de 2019 
  39. «HEAT Signs Michael Beasley». Miami Heat (em inglês). Consultado em 29 de junho de 2019 
  40. «HEAT Signs Michael Beasley For Remainder Of Season». Miami Heat (em inglês). Consultado em 29 de junho de 2019 
  41. Winderman, Ira. «Heat decline Michael Beasley option, making him a free agent». sun-sentinel.com. Consultado em 29 de junho de 2019 
  42. «NBA滚动新闻_虎扑NBA新闻». voice.hupu.com. Consultado em 29 de junho de 2019 
  43. «Michael Beasley named Chinese All-Star Game MVP after scoring record 59 points». sports.yahoo.com (em inglês). Consultado em 29 de junho de 2019 
  44. Conway, Tyler. «Michael Beasley Named Foreign MVP, Yi Jianlian Named Domestic MVP of CBA». Bleacher Report (em inglês). Consultado em 29 de junho de 2019 
  45. «Rockets Sign Free Agent Michael Beasley». Houston Rockets (em inglês). Consultado em 29 de junho de 2019 
  46. «Bucks Acquire Michael Beasley From Houston». Milwaukee Bucks (em inglês). Consultado em 29 de junho de 2019 
  47. «Bucks vs. Spurs - Game Recap - January 10, 2017 - ESPN». ESPN.com (em inglês). Consultado em 29 de junho de 2019 
  48. «Pistons vs. Bucks - Game Recap - March 31, 2017 - ESPN». ESPN.com (em inglês). Consultado em 29 de junho de 2019 
  49. «Knicks Sign Michael Beasley». New York Knicks (em inglês). Consultado em 29 de junho de 2019 
  50. «Celtics vs. Knicks - Game Recap - December 21, 2017 - ESPN». ESPN.com (em inglês). Consultado em 29 de junho de 2019 
  51. «Lakers Sign Michael Beasley». Los Angeles Lakers (em inglês). Consultado em 29 de junho de 2019 
  52. «Knicks vs. Lakers - Game Recap - January 4, 2019 - ESPN». ESPN.com (em inglês). Consultado em 29 de junho de 2019 
  53. «L.A. Clippers Acquire Ivica Zubac And Michael Beasley». Los Angeles Clippers (em inglês). Consultado em 29 de junho de 2019 
  54. «L.A. Clippers Waive Michael Beasley». Los Angeles Clippers (em inglês). Consultado em 29 de junho de 2019 
  55. «Marshon Brooks and Michael Beasley officially join Guangdong Southern Tigers». Sportando (em inglês) 
  56. «Sources: Ex-KU stars caught with pot at NBA camp». ESPN.com (em inglês). 3 de setembro de 2008. Consultado em 29 de junho de 2019 
  57. «Michael Beasley Was In The Room With Darrell Arthur And Mario Chalmers When They Were Busted For Marijuana | NBA». web.archive.org. 6 de outubro de 2014. Consultado em 29 de junho de 2019 
  58. «Beasley fined $50K for rookie program incident». ESPN.com (em inglês). 18 de setembro de 2008. Consultado em 29 de junho de 2019 
  59. «NBA Basketball News, Scores, Standings, Rumors, Fantasy Games». sports.yahoo.com (em inglês). Consultado em 29 de junho de 2019 
  60. «Reports: Heat's Beasley enters Houston rehab». ESPN.com (em inglês). 24 de agosto de 2009. Consultado em 29 de junho de 2019 
  61. «Beasley has altercation with fan at game in NYC». ESPN.com (em inglês). 5 de agosto de 2011. Consultado em 29 de junho de 2019 
  62. «Phoenix Suns' Michael Beasley booked for pot possession». USA TODAY (em inglês). Consultado em 29 de junho de 2019 
  63. Pollack, Seth (24 de setembro de 2014). «Michael Beasley sexual assault case resolved». Grizzly Bear Blues. Consultado em 29 de junho de 2019