Abrir menu principal

Wikipédia β

Disambig grey.svg Nota: Para a cidade, veja Missal.
Missal Romano
Missale Romanum
O Missal Romano sobre a mesa do altar
Autor(es) Congregação para o Culto Divino e Disciplina dos Sacramentos
Idioma Latim
Assunto Orações própias do sacerdote nas missas
Gênero Religioso
Lançamento 1 de janeiro de 1997 (21 anos)
Páginas 1088
Edição brasileira
Tradução Comissão Episcopal de Liturgia da CNBB
Editora Paulus

O Missal Romano é o livro usado nas missas de rito romano para as leituras próprias do celebrante (um clérigo). Ele contém vários tipos de orações eucarísticas.

Índice

ComposiçãoEditar

Orações eucarísticasEditar

TradicionaisEditar

Das diversas circunstânciasEditar

Para missas com criançasEditar

Formulários fora do Ano LitúrgicoEditar

Apêndice geral do Missal RomanoEditar

  • Apêndice, que abrange:
  • Vigília de Pentecostes
  • Bênção da Água
  • Exemplos de Orações dos Fiéis
  • Cantos da Celebração Eucarística

Reformas recentes dos textos do Missal RomanoEditar

 
Um missal Romano de 1511, com os textos da missa tridentina.

A reforma mais recente dos textos do missal, aconteceu durante e após o Concílio Vaticano II, onde o papa Paulo VI, através Constituição Apostólica Missale Romanum, promulgou a mesma. O Papa João Paulo II promulgou, em 2002, a terceira edição típica do novo Missal Romano, que ainda não foi traduzida para o português.

Antes da grande reforma litúrgica efetuada por Paulo VI, o Missal Romano previa a celebração da chamada Missa tridentina, que era a forma anterior do rito romano e cujo uso foi amplamente restaurado pelo papa Bento XVI através do motu proprio Summorum Pontificum e da instrução Universae Ecclesiae. A forma ordinária da celebração da Missa segundo o rito romano continua a ser a do Missal Romano reformado e publicado por Paulo VI (chamada também de Novus Ordo Missae).

Ver tambémEditar

ReferênciasEditar

  • Apresentação do Missal Romano, no contexto do livro.
  • Consultas ao próprio Missal Romano.

Ligações externasEditar