Partido Popular da Galiza

O Partido Popular da Galiza (PPdeG; em galego e castelhano: Partido Popular de Galicia) é um partido político da Galiza, representação na Galiza do Partido Popular. Desde 15 de janeiro de 2006, seu presidente é Alberto Núñez Feijóo,[1] tendo sido reeleito pela quinta vez consecutiva em 17 de julho de 2021.[2]

Partido Popular da Galiza
Partido Popular de Galicia
Presidente Alberto Núñez Feijóo
Fundação 1989
Sede Avda. Fernando Casa Novoa - Edif. C.N.L. Bloco 2,
Santiago de Compostela
Ideologia Conservadorismo
Centro-direita
Centro
Liberalismo
Galeguismo
Democracia cristã
Parlamento da Galiza
42 / 75
Deputados pela Galiza
10 / 23
Senadores pela Galiza
13 / 19
Deputados provinciais na Galiza
49 / 108
Alcaides na Galiza
161 / 313
www.ppdegalicia.gal

IdeologiaEditar

O PPdeG é o único partido de direita representado na câmara do parlamento galego. Historicamente, foi conservador e liberal. Também cobre um amplo espectro, que vai do autoproclamado regionalismo ao nacionalismo espanhol.[3][4] Por outro lado, se apresenta como um partido com um passado democrático caracterizado por um espírito reformista, centrado e de raízes cristãs.[5][6]

Nas fileiras do próprio partido popular existe uma corrente que defende o caráter galeguista do partido. As personalidades de referência que aderem a esta tendência são ou foram Xosé Cuiña,[7] Xesús Palmou[8] ou o próprio presidente do partido, Alberto Núñez Feijóo.[9] Há também uma outra posição muito mais homogênea que é entender o partido como uma organização social e econômica de centro-direita. Isso é defendido pela maioria de seus militantes, começando pelos ex-presidentes da Espanha, Mariano Rajoy[10] e José María Aznar.[11] No entanto, algumas posições nacionais e europeias do partido conflitam com as visões de esquerda, centro-esquerda e até mesmo grupos nacionalistas de centro-direita.[12][13][14]

Referências

  1. «El día en que Fraga entregó el relevo» (em espanhol). La Voz de Galicia. 15 de janeiro de 2016. Consultado em 24 de agosto de 2021 
  2. «Alberto Núñez Feijoó, reelegido presidente del PP gallego por quinta vez consecutiva» (em espanhol). Antena 3. 17 de julho de 2021. Consultado em 24 de agosto de 2021 
  3. Fraga avoga polo galeguismo e o autogoberno solidario (em galego)
  4. «Galicia-Hoxe engloba ao Partido Popular, UPD e Galicia Biligüe dentro do nacionalismo español» (em galego). Consultado em 7 de abril de 2009. Arquivado do original em 12 de fevereiro de 2009 
  5. «PP, o centrismo e o reformismo» (em galego). Consultado em 7 de abril de 2009. Arquivado do original em 27 de abril de 2009 
  6. «Aznar alienta la persecución del "peligro real del comunismo"» (em catalão). Público. 16 de abril de 2009 
  7. «Fallece a los 57 años Xosé Cuiña, el político que galleguizó el PP y encarnó el poder rural» (em espanhol). Faro de Vigo. 29 de dezembro de 2007. Consultado em 24 de agosto de 2021 
  8. «Galiza, entre se manter no statu quo ou ir a unha aposta soberanista» (em galego). Nos Diario. 25 de agosto de 2017. Consultado em 24 de agosto de 2021 
  9. «Feijóo reivindica en Lalín "o galeguismo útil" do PPdeG» (em galego). Faro de Vigo. 24 de julho de 2019. Consultado em 24 de agosto de 2021 
  10. «Mariano Rajoy defiende un PP de centro que debe "mejorar"» (em espanhol). La Red 21. 22 de junho de 2008. Consultado em 24 de agosto de 2021 
  11. «José María Aznar: "O centro-direita espanhol está desarticulado"». Observador. 5 de junho de 2018. Consultado em 24 de agosto de 2021 
  12. «La tercera ola de la privatización» (em espanhol). El País. 6 de setembro de 2008 
  13. «El PP apoya también la marcha contra los matrimonios gays» (em espanhol). El Mundo. 24 de junho de 2005. Consultado em 24 de agosto de 2021 
  14. «El Parlamento Europeo, salvo PP y ultraderecha, censura el franquismo». Terra. 4 de julho de 2006. Consultado em 24 de agosto de 2021. Arquivado do original em 7 de julho de 2012 
  Este artigo sobre a Galiza é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
  Este artigo sobre um partido político ou coligação partidária é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.