Abrir menu principal

O Prêmio Turing é concedido anualmente pela Associação para Maquinaria da Computação (em inglês: Association for Computing Machinery, ou ACM) para uma pessoa selecionada por contribuições à computação. As contribuições devem ser duradouras e fundamentais no campo computacional.[1]

A denominação do prêmio é homenagem a Alan Mathison Turing, um matemático britânico considerado um dos pais da ciência da computação moderna. O prêmio é conhecido como o "Prêmio Nobel da computação". É patrocinado pela Intel Corporation e acompanhado atualmente por um prêmio monetário no valor de 250.000,00 USD (duzentos e cinquenta mil dolares americanos). A ACM anunciou em 13 de Novembro de 2014 que a premiação foi aumentada para 1.000.000 USD através de recursos fornecidos pelo Google.[2]

NacionalidadesEditar

A maior parte dos laureados é estado-unidense. De 1966 a 2008:

País Laureados Soma
  Estados Unidos 39 39
  Reino Unido 5 44
  Israel 3 47
  Canadá 2 49
  Noruega 2 51
  Países Baixos 1 52
  Suíça 1 53
  Dinamarca 1 54
  Grécia 1 55
  Venezuela 1 56
  China 1 57

Laureados[3]Editar

Ano Imagem Nome País Citação
1966 1   Alan Perlis   Estados Unidos Programação avançada e construção de compiladores.
1967 2   Maurice Vincent Wilkes   Reino Unido Professor Wilkes é mais conhecido pelo projeto do EDSAC, o primeiro computador com um programa embutido. Construído em 1949, o EDSAC usava uma mercury delay line memory. É também autor, com David Wheeler e Stanley Gill, de "Preparation of Programs for Electronic Digital Computers" em 1951, em que bibliotecas de programas foram introduzidas de forma eficiente.
1968 3   Richard Hamming   Estados Unidos Pelo seu trabalho em métodos numéricos, sistemas de códigos automáticos, e dectores e corretores de erros de código.
1969 4   Marvin Minsky Inteligência artificial.
1970 5   James H. Wilkinson   Reino Unido Pela sua pesquisa em análise numérica que facilitou o uso de computadores digitais rápidos, álgebra linear e análise de erros de "backward".
1971 6   John McCarthy   Estados Unidos Sua palestra "The Present State of Research on Artificial Intelligence".
1972 7   Edsger Dijkstra   Países Baixos Edsger Dijkstra foi o principal contribuidor no final dos anos 1950 para o desenvolvimento do ALGOL, uma linguagem de programação de alto nível, modelo de clareza e rigor matemático. Ele é um dos maiores expoentes na arte e ciência das linguagens de programação, e contribuiu enormemente para a compreessão de sua estrutura, representação, e implementação. Seus quinze anos de publicações vão de artigos teóricos na teoria dos grafos até manuais, textos expositores, e filosofia contemplativa no campo das linguagens de programação.
1973 8   Charles Bachman   Estados Unidos Pelas contribuições a tecnologia de banco de dados.
1974 9   Donald Knuth Pelas suas contribuições na análise de algoritmos e projeto de linguagens de programação, em particular por suas contribuições para "The Art of Computer Programming(A Arte da Programação de Computadores)" por uma série de livros com este título.
1975 10   Allen Newell Por juntarem esforços científicos por mais de vinte anos, inicialmente em colaboração com J. C. Shaw na RAND Corporation, e subsequenciamente com numerosos colegas na Carnegie Mellon University, fizeram contribuições básicas para a inteligência artificial, psicologia da cognitividade humana, e processo de listas.
11   Herbert Simon
1976 12   Michael Rabin   Israel Pelo artigo "Finite Automata and Their Decision Problem", escrito por ambos, que introduziu a idéia de máquina não determinista, o que se provou um conceito de enorme valor. O seu (Scott & Rabin) artigo clássico foi fonte de inspiração para vários trabalhos neste campo.
13   Dana Scott   Estados Unidos
1977 14   John Backus Por profundas, influentes, e duradouras contribuições para o projeto de sistemas práticos de programação de alto-nível, principalmente através de seu trabalho com o Fortran, e por publicações importantes na especificação formal de procedimentos de linguagens de programação.
1978 15   Robert Floyd Por deixar uma clara influência nas metodologias para a criação de software eficiente e confiável, e ajudar a fundar os seguintes campos importantes da ciência da computação: teoria do parsing, a semântica das linguagens de programação, verificação automática de programas, programação automática, e análise de algoritmos.
1979 16   Kenneth Iverson   Canadá Por seu esforço pioneiro nas linguagens de programação e na notação matemática num campo conhecido hoje como APL, por suas contribuições para a implementação de sistemas interativos, uso educacional das APL, e teoria e prática das linguagens de programação.
1980 17   C.A.R. Hoare   Reino Unido Por sua contribuição fundamental para a definição e projeto de linguagens de programação.
1981 18   Edgar Frank Codd Por sua contínua e fundamental contribuição para a teoria prática dos sistemas gerenciadores de banco de dados.
1982 19   Stephen Cook   Estados Unidos Pelo avanço no entendimento da complexidade da computação de forma significante e profunda.
1983 20   Ken Thompson Pelo desenvolvimento da teoria geral de sistemas operacionais e especialmente pela implementação do sistema operacional UNIX.
21   Dennis Ritchie
1984 22   Niklaus Wirth   Suíça Por desenvolver uma série de linguagens de computador inovadoras, EULER, ALGOL-W, MODULA e PASCAL.
1985 23   Richard Karp   Estados Unidos Por sua contínua contribuição para a teoria dos algoritmos, incluindo o desenvolvimento de algoritmos eficientes para fluxo de rede e outros problemas de combinação, a identificação de tempo-plinominal com a noção intuitiva de eficiência do algoritmo e, mais notadamente, contribuições para a teoria de NP-Completude.
1986 24   John Hopcroft Por realizações fundamentais no projeto e análise de algoritmos e estruturas de dados.
25   Robert Tarjan
1987 26   John Cocke Por contribuições significativas no projeto e teoria dos compiladores, a arquitetura de vários sistemas e o desenvolvimento da arquitetura RISC.
1988 27   Ivan Sutherland Por sua contribuição visionária e pioneira para a computação gráfica, começando com o Sketchpad, e continuação posterior.
1989 28   William Kahan   Canadá Por sua contribuição fundamental para a análise numérica. Um dos primeiros peritos em computação de ponto-flutuante, dedicou-se a "fazer o mundo seguro para computações numéricas".
1990 29   Fernando Corbató   Estados Unidos Por seu trabalho pioneiro organizando os conceitos e liderando o desenvolvimento de sistema de computação de general-purpose(propósito-geral), large-scale(larga-escala), time-sharing(compartilhamento de tempo) and resource-sharing (compartilhamento de recursos) , CTSS e Multics.
1991 30   Robin Milner   Reino Unido Por três diferentes contribuições: 1- LCF, a mecanização das funções lógicas de computação de Scott, provavelmente a primeira ferramenta prática para uma máquina de demonstração de teoremas (machine assisted proof construction); 2- ML, a primeira linguagem a incluir um tipo inferente polimórfico junto a um tipo de mecanismo de tratamento seguro de exceções; 3- CCS, uma teoria geral de computador concorrente. Além disto, ele formulou e avançou fortemente com a abstração, o estudo do relacionamento entre a semântica operacional e de denotação (operational semantics/denotational semantics).
1992 31   Butler Lampson   Estados Unidos Por contribuições para o desenvolvimento de ambientes de computação pessoal distribuídos e a tecnologia para a sua implementação: workstations, rede de computadores, Sistemas operacionais, sistemas de programação, displays, segurança e publicação de documentos.
1993 32   Juris Hartmanis Em reconhecimento ao seu artigo em que estabeleceu as fundações para o campo da teoria da complexidade computacional.
33   Richard Stearns
1994 34   Edward Feigenbaum Pelo pioneirismo no projeto de construção em larga escala de sistemas de inteligência artificial, demonstrando a importância prática e potencial comercial desta tecnologia.
35   Raj Reddy
1995 36   Manuel Blum   Venezuela Em reconhecimento a sua contribuição para os fundamentos da teoria da complexidade computacional e sua aplicação para criptografia e validação de programas.
1996 37   Amir Pnueli   Israel Pelo trabalho introdutório lógica temporal na ciência da computação e por importantes contribuições para a verificação formal de programas e sistemas.
1997 38   Douglas Engelbart   Estados Unidos Por uma visão inspirada do futuro da computação interativa e a invenção de tecnologias chaves que ajudaram a realizar esta visão.
1998 39   James Gray Por contribuições a pesquisa de banco de dados, processo de transações e liderança técnica na implementação de sistemas.
1999 40   Fred Brooks Por contribuições marcantes para a arquitetura de computadores, sistemas operacionais, e engenharia de software.
2000 41   Andrew Chi-Chih Yao   China Em reconhecimento pela sua contribuição fundamental para a teoria da computação, incluindo a teoria (complexity-based) da geração de números pseudo-aleatórios, criptografia, e Complexidade de comunicação.
2001 42   Ole-Johan Dahl   Noruega Por idéias fundamentais para o surgimento da programação orientada ao objeto, por meio do projeto das linguagens de programação Simula I e Simula 67.
43   Kristen Nygaard
2002 44   Ronald Rivest   Estados Unidos Por sua engenhosa contribuição em fazer uso prático da criptografia de chave pública.
45   Adi Shamir   Israel
46   Leonard Adleman   Estados Unidos
2003 47   Alan Kay Pelo pionerismo em muitas da ideias da raiz das atuais linguagens de programação orientadas a objeto, liderando o grupo que desenvolveu o Smalltalk, e por contribuições fundamentais para a computação pessoal.
2004 48   Vint Cerf Pelo trabalho pioneiro em internetworking, incluindo o projeto e implementação do TCP/IP , protocolo de comunicação base da Internet, e por inspirar liderança em networking (trabalho de rede).
49   Robert Kahn
2005 50   Peter Naur   Dinamarca Pela contribuição fundamental para o projeto das linguagens de programação e definição do Algol 60, e projeto de compilador, a para a arte e prática da programação de computadores.
2006 51   Frances Allen   Estados Unidos Pela contribuição que aumentaram o desempenho dos programas de computador resolvendo problemas, e acelerando o uso de computação de alto desempenho.
2007 52   Edmund Clarke Pelo desenvolvimento da Model Checking (Verificação de Modelos) em uma efetiva verificação tecnológica, largamente utilizada nas indústrias de hardware e software.
53   Ernest Allen Emerson
54   Joseph Sifakis   Grécia
2008 55   Barbara Liskov   Estados Unidos Pelas contribuições práticas e teóricas para os fundamentos da linguagem de programação e projeto de sistemas, especialmente relacionadas com a abstração de dados, tolerância a falhas, e computação distribuída.
2009 56   Charles Thacker Por sua concepção e realização pioneira do Alto, o primeiro computador pessoal moderno, e além de suas contribuições para a Ethernet e o Tablet PC.
2010 57   Leslie Valiant   Reino Unido Por contribuições transformativas à teoria da computação, incluindo a teoria do aprendizado provavelmente aproximadamente correto (PAC), a complexidade da enumeração e da computação algébrica, e a teoria da computação paralela e distribuida.
2011 58   Judea Pearl   Israel,   Estados Unidos Por contribuições fundamentais para a inteligência artificial, através do desenvolvimento de um cálculo de raciocínio probabilístico e causal.
2012 59   Silvio Micali   Itália,   Estados Unidos Pelo trabalho transformador que estabeleceu fundamentos de complexidade teórica para a ciência da criptografia e no processo de novos métodos para a verificação eficente de provas matemáticas da teoria de complexidade.
60   Shafrira Goldwasser   Estados Unidos
2013 61   Leslie Lamport Por contribuições fundamentais para a teoria e prática de sistemas distribuídos e concorrentes, notavelmente pela invenção de conceitos como causalidade e relógios lógicos, segurança e liveness, máquinas de estados replicados, e consistência seqüencial.
2014 60   Michael Stonebraker Inventou muitos dos conceitos que são utilizados em quase todos os sistemas modernos de bases de dados. Muitos dos sistemas que desenvolveu foram lançados como softwares abertos, o que garantiu a sua ampla adopção.
2015 61   Martin Hellman Por contribuições fundamentais para a criptografia moderna. O artigo inovador de 1976 de Diffie e Hellman, "New Directions in Cryptography",[4] introduziu as idéias de criptografia de chave pública e assinaturas digitais, que são a base para protocolos de segurança mais regularmente utilizados na internet na atualidade.[5]
62   Whitfield Diffie
2016 63   Tim Berners-Lee   Reino Unido Por inventar a World Wide Web, o primeiro navegador web, e os protocolos e algoritmos fundamentais que permitiram a escalabilidade da web.[6]
2017 64   David A. Patterson   Estados Unidos Por serem pioneiros em uma abordagem sistemática e quantitativa para o projeto e avaliação de arquiteturas de computadores com impacto duradouro na indústria de microprocessadores.[7]
65   John LeRoy Hennessy
2018 66   Yoshua Bengio   Canadá Por avanços conceituais e de engenharia que tornaram as redes neurais profundas um componente crítico da computação.[8]
67   Geoffrey Hinton   Reino Unido
68   Yann LeCun   França

Referências

  1. "A. M. Turing Award" (em inglês)
  2. Virginia Gold (13 de outubro de 2014). «ACM'S TURING AWARD PRIZE RAISED TO $1 MILLION» (PDF). ACM. Consultado em 25 de fevereiro de 2015 
  3. «Chronological Listing of A. M. Turing Award Winners» (em inglês). Association for Computing Machinery. Consultado em 18 de outubro de 2016. Cópia arquivada em 26 de março de 2016 
  4. Diffie, W.; Hellman, M. (1976). «New directions in cryptography» (PDF). IEEE Transactions on Information Theory. 22 (6): 644–654. doi:10.1109/TIT.1976.1055638 
  5. «Cryptography Pioneers Receive 2015 ACM A.M. Turing Award». ACM 
  6. «Turing award 2016». ACM 
  7. «Pioneers of Modern Computer Architecture Receive ACM A.M. Turing Award». ACM 
  8. Fathers of the Deep Learning Revolution Receive ACM A.M. Turing Award

Ligações externasEditar