Abrir menu principal

Quinto Fábio Postúmino

Quinto Fábio Postúmino
Cônsul do Império Romano
Consulado 96 d.C.

Quinto Fábio Postúmino (em latim: Quintus Fabius Postuminus) foi um senador romano nomeado cônsul sufecto para o nundínio de maio a agosto de 96 com Tito Priférnio[1].

OrigemEditar

Como o último membro conhecido da gente patrícia republicana dos Fábios foi Paulo Fábio Pérsico, que morreu na época de Cláudio, é provável que Postúmino seja descendente de uma família cliente ou liberta da gente Fábia. O historiador Ronald Syme lembra que há cerca de 300 Fábios conhecidos nas províncias hispânicas e mais 50 na Gália Narbonense[2]; provavelmente Postúmino era oriundo de uma delas.

Depois do assassinato de Domiciano, Postúmino estava presente no Senado quando Plínio, o Jovem, iniciou o processo contra Publício Certo e se juntou a Lúcio Domício Apolinário, Aulo Dídio Galo Fabrício Vejento e Quinto Fúlvio Gilão Bício Próculo na defesa dele[3].

Postúmino foi governador proconsular de duas províncias, da Mésia Inferior entre 102 e 103[4] e, quase uma década depois, da Ásia, entre 111 e 112[5]. Entre 113 e 117, foi prefeito urbano de Roma.

Ver tambémEditar

Referências

  1. Paul Gallivan, "The Fasti for A. D. 70-96", Classical Quarterly, 31 (1981), pp. 192, 218
  2. Syme, "The Friend of Tacitus", Journal of Roman Studies, 47 (1957), p. 133
  3. Plínio, o Jovem, Epístolas IX.13.13
  4. Werner Eck, "Jahres- und Provinzialfasten der senatorischen Statthalter von 69/70 bis 138/139", Chiron, 12 (1982), p. 338
  5. Eck, "Jahres- und Provinzialfasten", p. 351

BibliografiaEditar

  • Der Neue Pauly, Stuttgardiae 1999, T. 4, c. 378