Abrir menu principal
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados do nome, veja Galarza.

Ramón Galarza (Lisboa, 1 de Novembro de 1957) é um músico, produtor e empresário, filho de pais de origem basca radicados em Portugal.

O seu pai, Shegundo Galarza, foi um conhecido pianista e maestro.

BiografiaEditar

Ramón Galarza iniciou a sua formação musical, com professores particulares, aos 7 anos de idade.

Começou por aprender piano e bateria, optando pela bateria como instrumento principal.

A sua carreira musical profissional tem início em 1976, tocando como baterista no grupo de Shegundo Galarza e em algumas sessões de estúdio.

Em 1977 fez parte da banda Tempo com Zé Nabo (guitarra), Carlos (teclas), Júnior (baixo) e Zé Diogo (voz).

Colabora como baterista e compositor, no disco "10.000 anos depois Entre Vénus e Marte" de José Cid.

Em 1980 faz parte da fundação da Banda Sonora de Rui Veloso e participa nos discos "Ar de Rock", "Um Café e Um Bagaço", "Fora de Moda" e "Rui Veloso", assim como nos respectivos concertos ao vivo.

Trabalha como director musical e baterista no programa "Tal Canal" (1981).

Repetirá a experiência de trabalhar com Herman José, nos programas "Hermanias" e "Crime na pensão Estrelinha".

Abandona o grupo de Rui Veloso em 1983 para se dedicar exclusivamente ao trabalho de produção e orquestração.

Como orquestrador, participa em vários certames em Portugal e no estrangeiro (Bulgária, Malta, Espanha, U.S.A., Turquia, Paraguai e Brasil).

Participa como músico em espectáculos de Luis Madureira e Anamar, no bar "Frágil" e é baterista no disco "Banda do Casaco com Ti Chitas".

Em 1986, cria a "TCHATCHATCHA, " empresa de produções musicais com estúdios próprios de gravação.

Nesse ano produziu o disco "Entre Um Coco e Um Adeus" de Adelaide Ferreira, colabora no disco "As Noites Íntimas De Um Hotel Com Estrelas (Imagens Sonoras)" de Tózé Brito.

Foi produtor e director musical das séries da RTP "Rua Sésamo" e dos projectos "Clássicos Disney" e "Uma História Por Dia" da Walt Disney.

Inicia a colaboração com o grupo Xutos e Pontapés em 1988.

Co-produz com Paulo Junqueiro, os álbuns "88", o triplo "Xutos ao Vivo", "Gritos Mudos" e os singles "Submissão" e "Inimigos".

Toca como teclista e percussionista do grupo até fins de 1991.

Em 1990 faz a adaptação e a direcção da comédia musical "Os Bancários Também Têm Alma", com Raul Solnado.

Produz a banda sonora da série televisiva "Claxon".

A banda sonora da série "Claxon" viria a sair no selo A&R, sendo o R de Ramón.

É autor do Hino da RTP Internacional.

Em 1992 é consultor e director musical do programa de televisão Cultura/RTPi "Em Português Nos Entendemos" de Carlos Pinto Coelho,.

Começa a produção da série infantil "Jardim da Celeste" em 1994 e faz parte do júri fixo do programa "Chuva de Estrelas".

Em 1996 compõe a música do filme "Tempestade da Terra" de Fernando D´Almeida e Silva e foi júri do programa Ídolos da estação portuguesa SIC.

Colaborou com os Xutos, em 1998, na banda sonora do filme "Tentação" de Joaquim Leitão.

Em 2000 inicia a colaboracão, como director musical, nos programas de Natal da SIC.

Em 2002 é responsável musical do programa "Bravo Bravíssimo" e director de dobragens de várias séries de animação para a RTP.

Em 2003 faz a produção musical do programa "Academia de Famosos" da TVI.

Mantém o trabalho de composição, orquestração e produção, simultaneamente com a direcção dos seus estúdios de gravação.

É autor de diversos genéricos de televisão e de rádio, assim como de bandas sonoras incidentais das telenovelas "Último Beijo", "Jóia de Africa", "Saber Amar", "Amanhecer" e "Coração Malandro".

Em 2006 é autor do tema do genérico de "Diz Que É Uma Espécie de Magazine" do Gato Fedorento. Num dos programas, o tema foi interpretado pelos Xutos & Pontapés.

Em 2007 foi convidado para produzir uma canção para Festival RTP da Canção.: "As minhas guitarras", interpretada por Cuca Roseta.

Em 2009 lançou o seu primeiro disco, "51.11", a solo, usando o nome Herr G. , 50% das receitas de todo o projecto reverteram para a instituição de solidariedade "Ajuda de Berço".

Ao longo dos anos tem trabalhado como produtor e músico com alguns nomes da música portuguesa como:

Adelaide Ferreira, Beto, Berg, Chapitô, Clemente, Doce, José Cid, Joko, Lília Kramer, Neno, Nicolau Breyner, Figo Maduro, Marco Paulo, Olga Sotto, Pedro Brito, Produções Fictícias, Carlos Guilherme, Pedro Miguéis, Rui Veloso, Xutos & Pontapés, Rão Kyao, Dino Meira, Banda do Casaco, Doce, Afonsinhos do Condado, Carlos Paião, Avô Cantigas, Dulce Pontes, Rita Guerra, Beto, Blind Zero, António Pinto Basto, Maria Rueff, (Zé Manel), Roadies, Lotus Fever, entre muitos outros.

Como produtor musical, recebeu 10 discos de platina, 16 de ouro e 25 de prata.

Foi galardoado com os prémios de orquestração no Festival RTP da Canção e Festival da Nova Gente.

Participações na Eurovisão como, corista, maestro, produtor musical e comentador:

-1980 : Haia

-2006: Bucarest

-2009 : Moscovo

-2011 : Dusserdolf

-2012 : Baku

-2014 : Copenhaga

-2015 : Viena

Em 2018, lança o seu 2º disco: GALARZA, com a recente formada Ramón Galarza´s Band ( Bernardo Fesch, António Mão de Ferro, Diogo Santos e Moisés Fernandes).

Ligações externasEditar