Raoul Mesnier de Ponsard

engenheiro português
(Redirecionado de Raoul Mesnier du Ponsard)

Raul Ronson Mesnier de Ponsard (em francês: Raoul Ronson Mesnier de Ponsard; Porto, São Nicolau, 2 de abril de 1848Inhambane, Moçambique 26 de maio de 1914) foi um engenheiro português, de origem francesa, conhecido por ter construído muitos elevadores e funiculares em Portugal.

Raoul Mesnier de Ponsard
Nascimento 2 de abril de 1849
Porto
Morte 26 de maio de 1914
Inhambane
Cidadania Portugal
Alma mater
Ocupação engenheiro

Ao contrário do que se difunde, não existem registos de ter sido discípulo ou mesmo de ter trabalhado com ou para Gustave Eiffel[1].

BiografiaEditar

Foi filho do industrial Jacques Robert Mesnier de Ponsard e de Marie Élodie Ronson. O nome do pai por vezes aparece aportuguesado para Tiago Roberto Mesnier de Ponsard.

Estudou no Liceu do Porto e mais tarde, formou-se na Faculdade de Ciências da Universidade de Coimbra em Matemática e Filosofia e, em França, em Engenharia Mecânica, percorrendo França, a Suíça e a Alemanha onde frequentou as principais escolas-oficina, em contacto com projectistas e fabricantes de material ferroviário.

Como engenheiro de obras públicas, dirigiu a construção do Elevador do Bom Jesus em Braga (o mais antigo da Península Ibérica) e projectou o Funicular dos Guindais, no Porto (primeira versão), o Elevador da Nazaré, na Nazaré, o Comboio do Monte, no Funchal, (extinto), e os elevadores de Lavra, Glória, Santa Justa, Bica, e dos extintos da Biblioteca, Estrela, Graça, Chiado, e São Sebastião, em Lisboa.

O seu nome consta na lista de colaboradores do número prospeto do periódico Tiro civil [2] (1895-1903).

Casou no Porto, em Paranhos, a 3 de Setembro de 1871 com Sofia Adelaide Ferreira Pinto Basto, com geração.

Projectos não realizadosEditar

Mesnier de Ponsard publicou vários opúsculos com projectos que nunca chegou a realizar, entre os quais se encontram um novo sistema de obturador central (1879), dois projectos de carabinas de repetição (em 1879 e 1880) e uma máquina destinada a executar todas as operações aritméticas, a que chamou Aritmotecno (1882).

BibliografiaEditar

  • PORTUGAL, Diccionario Histórico, Chorographico, Biographico, Bibliographico, Heraldico, Numismático e Artístico Vol 4- Esteves Pereira e Guilherme Rodrigues - João Romano Torres Editores - 1909. Págs 1075 e 1076
  • Octaviano Correia: “Do Pombal ao Bom Jesus de BragaJornal da Madeira / Revista Olhar 2007.09.08

Referências

  1. Lopes Cordeiro, José Manuel (2 Maio 1999). «O homem dos elevadores». O Publico. Consultado em 26 Janeiro 2021 
  2. Rita Correia (3 de outubro de 2014). «Ficha histórica:O tiro civil : orgão da Associação dos Atiradores Civis Portuguezes (1895-1903)» (PDF). Hemeroteca Municipal de Lisboa. Consultado em 30 de novembro de 2014 

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Raoul Mesnier de Ponsard