Abrir menu principal

Real e Venerável Irmandade do Santíssimo Sacramento de Mafra

A Real e Venerável Irmandade do Santíssimo Sacramento de Mafra (RVISSM) é uma irmandade religiosa com sede na Basílica do Convento de Mafra.

A criação da RVISSM remonta ao século XVI, na Igreja de Santo André.

A primeira referência documental à RVISSM data de 14 de Março de 1597 e dá conta de uma verba do testamento de Jorge Rodrigues, de 1.1000 reais para dar à "Confraria do Santo Sacramento".

O mais antigo documento da irmandade é o compromisso de 5 de Junho de 1725.

Em 1835, após a extinção das ordens religiosas, a sede da RVISSM passou para a Basílica de Nossa Senhora e Santo António, em Mafra, tendo sido instalada no antigo corredor dos noviços, a convite da rainha D. Maria II.

Em 1866 recebeu do então governo civil o espólio da extinta Venerável Irmandade de Penitência da Ordem Terceira de São Francisco e, mais tarde, recebeu também o da extinta Irmandade do Senhor dos Passos de Mafra.

Em 1953, após o regresso da procissão das Sete Dores de Nossa Senhora, foi entregue à irmandade "o espólio e a responsabilidade pela organização anual da procissão".

Tem, entre outras atribuições, a missão de organizar as 4 tradicionais procissões da Quaresma da vila de Mafra: a Procissão do Senhor dos Passos; a Procissão da Penitência da Ordem Terceira de São Francisco (ou dos Terceiros); a Procissão das Sete Dores de Nossa Senhora (ou da Burrinha); e a Procissão do Enterro do Senhor.

Um dos juízes da RVISMM foi o 1.º Marquês de Ponte de Lima, Tomás Xavier de Lima.

Ligações externasEditar