Abrir menu principal

A Recopa Sul-Americana de 2018, oficialmente CONMEBOL Recopa 2018, foi a 25ª edição do torneio realizado anualmente pela Confederação Sul-Americana de Futebol (CONMEBOL), disputado entre os vencedores dos dois principais torneios de clubes da América do Sul, a Copa Libertadores e a Copa Sul-Americana.

Recopa Sul-Americana de 2018
Evento Recopa Sul-Americana
Primeiro jogo
Data 14 de fevereiro[1]
Local Estádio Libertadores de América, Avellaneda
Público 47 000
Segundo jogo
Data 21 de fevereiro[1]
Local Arena do Grêmio, Porto Alegre
Público 42 921

Foram duas partidas, no formato ida e volta, entre a equipe brasileira Grêmio, campeã da Copa Libertadores de 2017, e a equipe argentina Independiente, campeã da Copa Sul-Americana de 2017.[2] A primeira partida foi disputada no Estádio Libertadores de América em Avellaneda, no dia 14 de fevereiro, enquanto que a segunda partida foi disputada na Arena do Grêmio em Porto Alegre, no dia 21 de fevereiro.[3]

O Grêmio venceu a competição, na disputa de pênaltis (placar 5-4) subsequente à segunda partida.[4]

ContextoEditar

A equipe do Grêmio qualificou-se como sendo a atual campeã da Copa Libertadores da América de 2017. Durante a fase de grupos da competição, a equipe foi a terceira maior pontuadora da mesma, atingindo treze pontos em seis partidas, com quatro vitórias, um empate e uma derrota.[5][6] Classificada para as oitavas de final, enfrentou a equipe do Godoy Cruz, vencendo pelo placar agregado de 3–1.[7] Nas quartas de final, enfrentou o Botafogo, vencendo pelo placar agregado de 1–0.[8] Já nas semifinais, enfrentou o Barcelona de Guayaquil, vencendo novamente pelo placar agregado de 3–1.[9] Com isso, classificou-se pela quinta vez na história para a final, na qual venceu a equipe do Lanús da Argentina pelo placar agregado de 3–1, tendo ganho o primeiro jogo por 1–0 e o segundo jogo por 2–1.[10][11]

Já a equipe do Independiente qualificou-se como campeã da Copa Sul-Americana de 2017. A equipe começou a disputa na primeira fase, na qual enfrentou o Alianza Lima, vencendo pelo placar agregado de 1–0.[12] Na segunda fase, enfrentou o Deportes Iquique, vencendo novamente pelo placar agregado de 6–3.[13] Classificado para as oitavas de final, perdeu a primeira partida para o Atlético Tucumán por 1–0, mas venceu a segunda por 2–0, classificando-se às quartas de final.[14] Nesta fase, enfrentou o Nacional, vencendo pelo placar agregado de 6–1.[15] Já nas semifinais, enfrentou o Libertad, sendo derrotado novamente no primeiro jogo por 1–0, mas voltou a vencer na segunda partida, pelo placar de 3–1, classificando-se para a final.[16] Na grande decisão, enfrentou a equipe brasileira Flamengo, vencendo a primeira partida pelo placar de 2–1 e empatando no segundo jogo em 1–1.[17]

Foi a segunda vez que o Grêmio disputou a competição, enquanto que, para o Independiente, foi sua quarta participação.[18] As duas equipes já haviam se enfrentado em doze oportunidades anteriormente, contando com seis vitórias do Grêmio, três vitórias do Independiente, além de três empates. As partidas mais importantes que as equipes disputaram foram a final da Copa Libertadores da América de 1984, com vitória do Independiente, e a própria Recopa Sul-Americana de 1996, da qual o Grêmio saiu campeão.[19] Até o momento da partida, completarão dezoito anos do último confronto, válido pela Copa Mercosul de 1999, que teve a vitória da equipe argentina.[19]

ParticipantesEditar

As duas equipes possuíam até então um título cada. Foi a segunda vez que se enfrentaram nesta competição.[19]

Clube Cidade Classificação Participação Melhor participação
  Grêmio Porto Alegre Campeão da Copa Libertadores da América de 2017 Campeão (1996)
  Independiente Avellaneda Campeão da Copa Sul-Americana de 2017 Campeão (1995)

Formato de disputaEditar

A Recopa Sul-Americana foi disputada em duas partidas, no formato de ida e volta, de modo que o Grêmio, por ser o campeão da Copa Libertadores, foi o mandante da segunda partida. As datas estabelecidas para as partidas foram 14 de fevereiro, para o jogo de ida, no Estádio Libertadores de América em Avellaneda, e 21 de fevereiro, para o jogo de volta, na Arena do Grêmio em Porto Alegre. Cada partida teve noventa minutos de duração, compreendendo duas etapas de 45 minutos, além de um intervalo de quinze minutos entre as duas etapas. Os critérios de desempate foram o saldo de gols, ou seja, a diferença entre gols marcados e sofridos. Ao ao final da segunda partida, mantenha-se a igualdade, foi aplicada uma prorrogação de trinta minutos, divididos em duas etapas de quinze minutos. Como o resultado persistiu, foi realizada a disputa por pênaltis, para definir o campeão.[20][21]

DesfalquesEditar

O Grêmio inicia o ano e a competição tendo que cumprir a suspensão do seu volante titular Ramiro. O atleta não jogará as duas partidas da Recopa por conta da punição referente a expulsão no segundo jogo da final da Copa Libertadores da América de 2017.[22][23]

PartidasEditar

Primeiro jogoEditar

14 de fevereiro Independiente   1 – 1   Grêmio Estádio Libertadores de América, Avellaneda
21:00
Cortez   33' Relatório Luan   22' Público: 47 000
Árbitro:  ECU Roddy Zambrano
     
 
 
Independiente
     
 
 
Grêmio
G 25   Martín Campaña  
LD 16   Fabricio Bustos   82'
Z 2   Alan Franco
Z 14   Fernando Amorebieta   89'
LE 20   Gastón Silva
M 10   Fernando Gaibor   66'
M 5   Nicolás Domingo   45+2'
M 7   Martín Benítez   63'
A 8   Maximiliano Meza
A 21   Jonathan Menéndez
A 9   Emmanuel Gigliotti   27'
Reservas:
G 1   Damián Albil
Z 4   Jorge Figal   82'
M 6   Juan Sánchez Miño
M 24   Jonás Gutiérrez   66'
A 11   Leandro Fernández   69'   63'
A 18   Silvio Romero
A 22   Juan Manuel Martínez
Treinador:
  Ariel Holan
 
G 1   Marcelo Grohe
LD 2   Léo Moura   31'
Z 3   Pedro Geromel   38'
Z 4   Walter Kannemann
LE 6   Bruno Cortez
M 25   Jailson
M 8   Maicon  
M 14   Lima   52'
M 17   Cícero   84'
M 11   Éverton   84'
A 7   Luan
Reservas:
G 12   Paulo Victor
LE 20   Marcelo Oliveira
Z 22   Bressan
M 5   Michel
M 18   Maicosuel   84'
M 23   Alisson   88'   52'
A 9   Jael   84'
Treinador:
  Renato Portaluppi

Bandeirinhas:[24]
  Byron Romero
  Christian Lescano
Quarto árbitro:
  Luis Quiroz
VAR:
  Mario Díaz de Vivar
AVAR:
  Gery Vargas
VAR2:
  Milcíades Saldívar

Segundo jogoEditar

21 de fevereiro Grêmio   0 – 0
(pro.)
  Independiente Arena do Grêmio, Porto Alegre
21:45
Público: 42 921
Árbitro:  PAR Enrique Cáceres
    Penalidades  
Maicon  
Cícero  
Jael  
Éverton  
Luan  
5 – 4   Fernando Gaibor
  Maximiliano Meza
  Nicolás Domingo
  Silvio Romero
  Martín Benítez
 
     
 
 
Grêmio
     
 
 
Independiente
G 1   Marcelo Grohe
LD 2   Léo Moura   22'
Z 3   Pedro Geromel   25'
Z 4   Walter Kannemann
LE 6   Bruno Cortez   116'
M 25   Jailson   62'
M 8   Maicon  
M 23   Alisson   2'   81'
M 7   Luan
M 11   Éverton
A 17   Cícero
Reservas:
G 12   Paulo Victor
LE 20   Marcelo Oliveira
Z 13   Paulo Miranda   36'   22'
M 5   Michel
M 18   Maicosuel   81'
M 14   Lima   116'
A 9   Jael   62'
Treinador:
  Renato Portaluppi
 
G 25   Martín Campaña  
LD 16   Fabricio Bustos   108'
Z 2   Alan Franco
Z 14   Fernando Amorebieta   42'
LE 20   Gastón Silva   24'
M 15   Diego Martín Rodríguez   16'   46'
M 5   Nicolás Domingo
A 8   Maximiliano Meza
M 10   Fernando Gaibor   35'
A 21   Jonathan Menéndez   75'
A 11   Leandro Fernández   45'
Reservas:
G 1   Damián Albil
Z 4   Jorge Figal   45'
M 6   Juan Sánchez Miño
M 7   Martín Benítez   46'
M 24   Jonás Gutiérrez   108'
A 18   Silvio Romero   75'
A 22   Juan Manuel Martínez
Treinador:
  Ariel Holan

Bandeirinhas:[24]
  Eduardo Cardozo
  Juan Zorrilla
Quarto árbitro:
  Éber Aquino
VAR:
  Andrés Cunha
AVAR:
  José Argote
VAR2:
  Nicolás Taran

Resultado FinalEditar

Ao fim da segunda partida, persistiu o empate pelo placar de 1 a 1. A disputa prosseguiu para a prorrogação, e o placar se manteve inalterado. Na disputa por pênaltis, o Grêmio venceu por 5 a 4, tendo o goleiro Marcelo Grohe defendido a última cobrança, de Martín Benítez. Dessa forma, o Grêmio sagrou-se bicampeão da Recopa Sul-Americana.[25]

PremiaçãoEditar

Recopa Sul-Americana de 2018
 
Grêmio
Campeão
(2º título)

Ver tambémEditar

Referências

  1. a b «Conmebol divulga calendário de 2018 com "eventual final única" para Libertadores». globoesporte.com. 27 de setembro de 2017. Consultado em 1 de dezembro de 2017 
  2. «Datas definidas para CONMEBOL Recopa e Suruga Bank». CONMEBOL. 3 de dezembro de 2017. Consultado em 10 de fevereiro de 2018 
  3. «Datas confirmadas da CONMEBOL Recopa». CONMEBOL. 22 de dezembro de 2017. Consultado em 10 de fevereiro de 2018 
  4. «Gremio campeón de la CONMEBOL Recopa Sudamericana 2018» (em Spanish). CONMEBOL.com. 22 de fevereiro de 2018 
  5. «Luan faz dois, Grêmio atropela o Zamora e confirma terceira melhor campanha». UOL. 25 de maio de 2017. Consultado em 2 de novembro de 2017 
  6. «Grêmio atropela Zamora na Arena e carimba vaga nas oitavas da Libertadores como líder». Globo Esporte. 25 de maio de 2017. Consultado em 2 de novembro de 2017 
  7. «Grêmio sai atrás, mas elimina Godoy Cruz-ARG e vai às quartas de final». UOL. 9 de agosto de 2017. Consultado em 2 de novembro de 2017 
  8. «Grêmio segura pressão do Bota, Barrios faz de cabeça e garante vaga na semifinal da Liberta». Globo Esporte. 20 de setembro de 2017. Consultado em 2 de novembro de 2017 
  9. «Grêmio perde para o Barcelona-EQU, mas garante vaga na final da Libertadores». GaúchaZH. 1 de novembro de 2017. Consultado em 2 de novembro de 2017 
  10. «Soy loco por tri, América! Grêmio vence Lanús de novo e é campeão da Libertadores». Globo Esporte. 29 de novembro de 2017. Consultado em 10 de fevereiro de 2018 
  11. «Grêmio bate o Lanús e conquista a Libertadores pela terceira vez». O Globo. 29 de novembro de 2017. Consultado em 10 de fevereiro de 2018 
  12. «Alianza Lima 0x1 Independiente - Copa Sudamericana». O Gol. 31 de maio de 2017. Consultado em 10 de fevereiro de 2018 
  13. «Iquique 2x4 Independiente - Copa Sudamericana». O Gol. 12 de julho de 2017. Consultado em 10 de fevereiro de 2018 
  14. «No drama, Independiente bate Tucumán e avança às quartas de final». Globo Esporte. 13 de setembro de 2017. Consultado em 10 de fevereiro de 2018 
  15. «Independiente volta a vencer Nacional-PAR e pega Libertad na semifinal da Sul-Americana». Globo Esporte. 2 de novembro de 2017. Consultado em 10 de fevereiro de 2018 
  16. «Independiente passa pelo Libertad e espera Flamengo ou Junior Barranquilla na decisão». Globo Esporte. 28 de novembro de 2017. Consultado em 10 de fevereiro de 2018 
  17. «Independiente busca empate, segura Fla no Maracanã e conquista a Copa Sul-Americana». Globo Esporte. 13 de dezembro de 2017. Consultado em 10 de fevereiro de 2018 
  18. «Campeão da Libertadores, Grêmio disputará Recopa em fevereiro». Gazeta Press. 1 de dezembro de 2017. Consultado em 10 de fevereiro de 2018 
  19. a b c «Grêmio e Independiente se reencontram na Recopa após 22 anos». GaúchaZH. 14 de dezembro de 2017. Consultado em 10 de fevereiro de 2018 
  20. «Regulamento CONMEBOL Recopa 2018» (PDF). Conmebol. Consultado em 10 de fevereiro de 2018 
  21. «Gremio campeón de la CONMEBOL Recopa Sudamericana 2018» (em Spanish). CONMEBOL.com. 22 de fevereiro de 2018 
  22. «Soy loco por tri, América! Grêmio vence Lanús de novo e é campeão da Libertadores». globoesporte.com. 29 de novembro de 2017. Consultado em 5 de fevereiro de 2018 
  23. Moura, Eduardo (23 de janeiro de 2017). «Ramiro desfalca o Grêmio na Recopa por expulsão na final da Libertadores». globoesporte.com. Consultado em 5 de fevereiro de 2018 
  24. a b «Árbitros para los juegos de la CONMEBOL Recopa 2018» (em espanhol). CONMEBOL.com. 19 de janeiro de 2018. Consultado em 22 de janeiro de 2018 
  25. «Gremio campeón de la CONMEBOL Recopa Sudamericana 2018» (em Spanish). CONMEBOL.com. 22 de fevereiro de 2018 

Ligações externasEditar