Ricardo Mello

tenista brasileiro

Ricardo Mello (Campinas, 21 de dezembro de 1980) é um ex-tenista brasileiro. Profissional desde 1999, atingiu seu melhor ranking em 25 de julho de 2005, quando foi N° 50 do mundo. Sua maior conquista é o título do ATP de Delray Beach, em 2004. Se aposentou após o Brasil Open de 2013. Também foi comentarista de tênis do canal Sports+, durante o período de suas atividades.

Tenista Ricardo Mello
Ricardo Mello.jpg
Ricardo Mello, durante o Aberto de São Paulo de Tênis de 2009
País  Brasil
Residência Campinas, Brasil
Data de nascimento 21 de dezembro de 1980 (41 anos)
Local de nasc. Campinas, Brasil
Altura 1,75m
Peso 66kg
Treinado por Carlos Albano
Profissionalização 1999
Aposentadoria 2013
Mão Canhoto (revés de duas mãos)
Prize money US$ 1,484,044
Simples
Vitórias-Derrotas 60–94
Títulos 1
Melhor ranking Nº 50 (25 de julho de 2005)
Open da Austrália 2R (2005, 2012)
Roland Garros 1R (2004, 2005, 2010, 2011)
Wimbledon 2R (2011)
US Open 3R (2004)
Duplas
Vitórias-Derrotas 11–25
Títulos 0
Melhor ranking Nº 118 (11 de julho de 2005)
Open da Austrália 3R (2012)
Roland Garros 2R (2005)
Wimbledon 1R (2005, 2011)
US Open nunca participou
Última atualização em: 21 de janeiro de 2015.

BiografiaEditar

Ricardo começou a jogar aos 6 anos de idade em Araras, SP, cidade onde residia. Lá começou a jogar com o professor Wilson Benedito após ganhar uma raquete de presente do seu avô materno.[carece de fontes?] Como juvenil, foi número 1 do Brasil nas categorias 12, 14, 16 e 18 anos e em 1999, quando se profissionalizou, era o 15º melhor tenista juvenil do mundo. Foi o 2º tenista brasileiro mais jovem a conquistar pontos na ATP, aos 15 anos.

Seu principal titulo foi a conquista do ATP de Delray Beach, em 2004, nos Estados Unidos. O feito o colocou em um grupo seleto de apenas 8 tenistas na historia do tênis brasileiro masculino (Edison Mandarino, Luiz Mattar, Gustavo Kuerten, Fernando Meligeni, Thomaz Koch, Jaime Oncins e Thomaz Bellucci) que conseguiram conquistar torneios ATP em simples.[1]

Em 2005, alcançou o melhor ranking da carreira profissional como número 1 do Brasil e 50 do mundo.[1]

Outros bons resultados em torneios ATP foram as semifinais na Costa do Sauípe, Brasil, em 2005, 2010 e 2011.[1]

Foi integrante da equipe brasileira titular da Copa Davis, em confrontos nos anos de 2005, 2006 e 2007 e 2010.

Ganhou 15 títulos de Challengers, sendo considerado o maior vencedor no Brasil nesse tipo de torneio, e vem chegando perto do recorde mundial desta categoria, que pertence ao japonês Takao Suzuki com 16 títulos [2]<[1]

Encerrou o ano de 2011 como o número 85 do mundo.[1] Em 2013, anunciou que iria se aposentar após a disputa do Brasil Open, em São Paulo.[1] O brasileiro foi derrotado pelo argentino Martin Alund por 6-4 6-4 na primeira rodada, encerrando ali sua carreira.

RankingEditar

  • Melhor Ranking de Simples: 50° (25/07/2005)
  • Melhor Ranking de Duplas: 118° (11/07/2005)

Evolução do ranking de simplesEditar

Posição na última semana de cada ano:

  • 1997: N° 1366 do mundo
  • 1998: N° 918 do mundo
  • 1999: N° 485 do mundo
  • 2000: N° 311 do mundo
  • 2001: N° 133 do mundo
  • 2002: N° 144 do mundo
  • 2003: N° 128 do mundo
  • 2004: N° 71 do mundo
  • 2005: N° 111 do mundo
  • 2006: N° 134 do mundo
  • 2007: N° 257 do mundo
  • 2008: N° 198 do mundo
  • 2009: Nº 151 do mundo
  • 2010: Nº 76 do mundo
  • 2011: Nº 85 do mundo
  • 2012: Nº 286 do mundo
  • 2013: N° 1018 do mundo

Finais de ATPEditar

Simples: 1 (1-0)Editar

Legenda
Grand Slam (0-0)
ATP World Tour Finals (0-0)
ATP Masters 1000 (0-0)
ATP 500 (0-0)
ATP 250 (1-0)
Títulos por Superfície
Dura (1-0)
Grama (0-0)
Saibro (0-0)
Carpete (0-0)
Resultado No. Data Torneio Superfície Adversário Placar
Vencedor 1. 13 de setembro de 2004   Delray Beach, Estados Unidos Dura   Vincent Spadea 7-6(7-2), 6-3

Títulos de ChallengersEditar

Simples: 15Editar

Legenda
ATP Challengers (15)
Títulos por superfície
Dura (13)
Grama (0)
Saibro (2)
Carpete (0)
No. Data Torneio Superfície Adversário Placar
1. 2 de julho de 2001   Campos do Jordão, Brasil Dura   Alexandre Simoni 7-6(8-6), 4-6, 7-6(7-5)
2. 22 de julho de 2002   Campos do Jordão, Brasil Dura   Maximilian Abel 7-6(7-2), 6-3
3. 29 de julho de 2002   Belo Horizonte, Brasil Dura   Alexandre Simoni 6-3, 6-3
4. 17 de novembro de 2003   Puebla, México Dura   Markus Hantschk 7-6(7-5), 6-4
5. 2 de agosto de 2004   Gramado, Brasil Dura   Janko Tipsarevic 2-6, 7-5, 6-4
6. 3 de janeiro de 2005   São Paulo, Brasil Dura   Giovanni Lapentti 4-6, 6-2, 7-6(7-0)
7. 10 de abril de 2006   Florianópolis, Brasil Saibro   Diego Junqueira 6-3, 5-7, 7-6(7-4)
8. 24 de julho de 2006   Campos do Jordão, Brasil Dura   Ivo Klec 6-3, 6-4
9. 5 de janeiro de 2009   São Paulo, Brasil Dura   Paul Capdeville 6-2, 6-4
10. 10 de agosto de 2009   Brasília, Brasil Dura   Juan Ignacio Chela 7-6(7-2), 6-4
11. 4 de janeiro de 2010   São Paulo, Brasil Dura   Eduardo Schwank 6-3, 6-1
12. 16 de agosto de 2010   Salvador, Brasil Dura   Thiago Alves 5-7, 6-4, 6-4
13. 3 de janeiro de 2011   São Paulo, Brasil Dura   Rafael Camilo 6-2, 6-1
14. 26 de setembro de 2011   Recife, Brasil Dura   Rogério Dutra Silva 7-6(7-5), 6-3
15. 24 de outubro de 2011   São José do Rio Preto, Brasil Saibro   Eduardo Schwank 6-4, 6-2

Estatísticas da Carreira (ATP)Editar

Torneio 2013 2012 2011 2010 2009 2008 2007 2006 2005 2004 2003 2002 2001 2000 1999 Total
Títulos-Finais 0-0 0-0 0-0 0-0 0-0 0-0 0-0 0-0 0-0 1-0 0-0 0-0 0-0 0-0 0-0 1-0
Vitórias-Derrotas 0-1 2-6 8-16 7-11 0-3 0-0 5-7 4-9 16-23 11-8 5-8 0-1 2-1 0-0 0-0 60-94
Ranking (final do ano) 1018 286 85 76 151 198 257 134 111 71 128 144 133 311 485 N/D
Premiação (em dólares) 6.820 88.885 216.019 167.869 69.839 38.349 69.890 84.390 227.879 181.003 66.220 33.285 43.192 7.034 5.336 1.484.044

Ver tambémEditar

Referências

  1. a b c d e «Aposentadoria de Mello, com dados da carreira». Globoesporte. 21 de janeiro de 2013. Consultado em 5 de março de 2013 
  2. Títulos Challenger de Suzuki

Ligações externasEditar