Santa Izabel do Pará

município brasileiro no estado do Pará

Santa Izabel do Pará[8] é um município brasileiro do estado do Pará, situado na Região Norte do Brasil, fundado em 1934 e faz parte da Região Metropolitana de Belém e da Região Geográfica Imediata de Belém, localizado à uma latitude 01º17'55" sul e a uma longitude 48º09'38" oeste.[9]

Santa Izabel do Pará
  Município do Brasil  
Rua principal de Santa Isabel do Pará
Rua principal de Santa Isabel do Pará
Rua principal de Santa Isabel do Pará
Símbolos
Bandeira de Santa Izabel do Pará
Bandeira
Brasão de armas de Santa Izabel do Pará
Brasão de armas
Hino
Lema União e labor (trabalho)
Gentílico izabelense [1]
Localização
Localização de Santa Izabel do Pará no Pará
Localização de Santa Izabel do Pará no Pará
Localização de Santa Izabel do Pará no Pará
Santa Izabel do Pará está localizado em: Brasil
Santa Izabel do Pará
Localização de Santa Izabel do Pará no Brasil
Mapa
Mapa de Santa Izabel do Pará
Coordenadas 1° 17' 56" S 48° 09' 39" O
País Brasil
Unidade federativa Pará
Região metropolitana Belém
Municípios limítrofes Santo Antônio do Tauá, Bujaru, Benevides, Santa Bárbara do Pará e Castanhal
Distância até a capital 36 km
História
Fundação 7 de janeiro de 1934 (90 anos)[2]
Administração
Prefeito(a) Evandro Barros Watanabe (UNIÃO[3], 2021 – 2024)
Características geográficas
Área total [4] 717,615 km²
População total (IBGE/2017[5]) 68 836 hab.
Densidade 95,9 hab./km²
Clima Equatorial
Altitude 24 m
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
Indicadores
IDH (PNUD/2010[6]) 0,659 médio
 • Posição PA: 15º
PIB (IBGE/2014[7]) R$ 553 703,08 mil
 • Posição PA: 36º
PIB per capita (IBGE/2014[7]) R$ 8 485,74
Sítio www.santaizabel.pa.gov.br (Prefeitura)

História

editar

A história de Santa Izabel está ligada à construção da antiga Estrada de Ferro de Bragança que ligava as cidades de Bragança e Belém (localizadas no nordeste do estado) com objetivo de fornecer produtos agrícolas à capital paraense (período de expansão da atividade gomífera).[10]

Por esta estrada vieram muitos migrantes nordestinos cooptados para a região principalmente durante a "Batalha da Borracha" e dos projetos de "colonização agrícolas" promovidos pelo Governo Federal para colonizar a zona bragantina paraense,[10] ocupando o corredor logístico da estrada de ferro.

O povoado surgiu com a implantação do Núcleo Colonial Nossa Senhora de Benevides em 1877, quando fora encarregado de demarcar essas terras o capitão Valentim José Ferreira que se instalou estrategicamente na Boca da Sexta Travessa (Aratanha), (hoje um extenso bairro), dando início ao povoado -sendo portanto considerado o fundador do município.

A primeira estação ferroviária do município (que fazia parte da antiga Estrada de Ferro de Bragança no período de 1884-1965) foi construída na rua do Colégio Antônio Lemos (atual Av. Antonio Lemos), em estilo requintado. Depois fora edificada a segunda, à Av. da República (leste da cidade), cujo prédio atualmente abriga uma escola municipal.

O morador mais famoso da cidade foi o cantor e drag queen Pabllo Vittar, que ali residiu durante sua juventude.[11][12]

A cidade também é o berço de artistas da terra como Valéria Paiva, vocalista da Banda Fruto Sensual, e da cantora Viviane Batidão.

Geografia

editar

Localiza-se a uma latitude 01º17'55" sul e a uma longitude 48º09'38" oeste, estando a uma altitude de 24 metros.[9] Pertence à Região Metropolitana de Belém, distando 36 quilômetros da capital paraense. Possui uma população estimada, segundo estimativas do IBGE em 2017, era de 68.836 habitantes, distribuídos em uma área territorial de 717,6 Km².[9]

Tem como principal acidente geográfico o rio Caraparu que nasce no distrito de Americano, com uma extensão aproximada de 85 km, que deságua no rio Guamá (limite sul do município). A bacia caraparuense se completa com os rios afluentes: Maguari, Itá, Mucuiambá e Jundiaí, com uma área aproximada de 380 km.

Subdivisões

editar

O município é composto de 3 distritos sendo, a sede municipal (Sta. Izabel), Americano e Caraparu e inúmeros lugarejos. Na cidade existem vários bairros como: Centro, Jardim das Acácias*, Jardim Tókio*, Jardim Paraíso*, Jardim Miraí*, Jardim Florestal*, Santa Lúcia I e II, Triângulo, Nova Divinéia, Novo Horizonte*, Bairro Novo, São Raimundo, Santa Rita de Cassia, conhecida como Piçarreira*, Nova Brasília, Sagrada Família*, Juazeiro, Jurunas e, o bairro de Moema.

* Bairros que surgiram a partir de áreas de ocupações urbanas.

Economia

editar

Santa Izabel do Pará carrega na sua economia a presença marcante da produção de hortaliças, bovinos, suínos, equinos e aves. O Município é um grande produtor de ração, abastecendo a si mesmo e outros locais do estado do Pará.[13]

Ver também

editar

Referências

  1. [1]
  2. «Santa Isabel do Pará» (PDF). IBGE. Consultado em 27 de abril de 2011 
  3. «Representantes». União Brasil. Consultado em 29 de setembro de 2022 
  4. IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  5. «Estimativa populacional 2017» (PDF). Estimativa populacional 2017. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2017. Consultado em 31 de outubro de 2017 
  6. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 21 de setembro de 2013 
  7. a b «PIB Municipal 2010-2014». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 1 de janeiro de 2017 
  8. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. «Cidades do Pará, Santa Izabel do Pará». cidades.ibge. Consultado em 17 de outubro de 2016 
  9. a b c «Coordenadas Geográficas de Santa Isabel do Pará, Pará». Organização Geógrafos. Consultado em 7 de junho de 2023 
  10. a b Leandro, Leonardo Milanez de Lima; da Silva, Fábio Carlos (2012). «A estrada de ferro de Bragança e a colonização da zona bragantina no estado do Pará». UFPA. Novos Cadernos NAEA. 15 (2). ISSN 2179-7536. doi:10.5801/ncn.v15i2.578. Consultado em 6 de janeiro de 2020 
  11. «Relembre a carreira de Pabllo Vittar em dez hits». Imirante. 1 de dezembro de 2018 
  12. Querino, Rangel (4 de dezembro de 2017). «"Nunca me proibiu de fazer as coisas que viam antinatural", diz Pabllo Vittar sobre sua mãe no Caldeirão do Huck». Brasil Online. Observatório Gay. Consultado em 5 de dezembro de 2018. Cópia arquivada em 6 de dezembro de 2018 
  13. Economia de Santa Izabel do Pará

Ligações externas

editar
  Este artigo sobre municípios do estado do Pará é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.