Abrir menu principal

Solange Paiva Vieira

Solange Paiva Vieira
Em 11 de dezembro de 2007, já indicada para exercer o cargo de presidente da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), participa da reunião da Comissão de Serviços de Infra-Estrutura. Foto:Marcello Casal Jr/ABr
Diretora-presidente da Agência Nacional de Aviação Civil do  Brasil
Período 11 de dezembro de 2007
até 17 de março de 2011
Antecessor Milton Zuanazzi
Sucessor Marcelo Guaranys
Dados pessoais
Nascimento 1969 (49–50 anos)
Valença, RJ
Profissão Economista

Solange Paiva Vieira (Valença,[1]1969[2]) é uma economista brasileira. Foi diretora-presidente da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) e, também, considerada pela Revista Época uma dos 100 brasileiros mais influentes do ano de 2009.[3]

Formação acadêmicaEditar

É bacharel em Economia pela Universidade Federal de Juiz de Fora. Fez pós-graduação em Ciências Contábeis e mestrado em Economia, ambos na Fundação Getulio Vargas.[2] Seu orientador no mestrado foi o ex-diretor do Banco Central no governo Fernando Henrique Cardoso e atual diretor-executivo do Banco Itaú, Sérgio Werlang.[4][5]

Foi professora de Economia na Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio) e na Universidade Candido Mendes, ambas no Rio de Janeiro.[2]

Carreira profissionalEditar

BNDESEditar

Em 1993, ingressou, através de concurso público, no Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Como técnica atuou nas áreas de crédito, planejamento e financeira. Foi gerente da área de crédito (cargo que ocupava quando foi convidada para a ANAC[4]), gerente das áreas financeira e internacional e, também, assessora da presidência,[2] quando Andrea Sandro Calabi era o presidente, de julho de 1999 a fevereiro de 2000.[6] Quando Calabi saiu, surpreendeu os colegas ao se recusar trabalhar com seu substituto, Francisco Roberto André Gros, que era considerado por ela muito liberal.[1]

Ministério da PrevidênciaEditar

No Ministério da Previdência Social, foi responsável pela criação do fator previdenciário, que ajusta o valor dos beneficios de aposentadoria.[1]

Agência Nacional de Aviação CivilEditar

Foi indicada para a ANAC pelo então ministro da defesa, Nelson Jobim. Sob seu comando foram instituídas várias instruções normativas e atualizações de regulamentações. Também foi adotado um sistema de ponto eletrônico para controlar a frequência dos funcionários.

Sua entrada se deu em meio à crise no sistema de aviação civil que ficou conhecida como "caos aéreo", que provocou a renúncia do seu antecessor.

Referências

  1. a b c Leitão, Matheus (30 de outubro de 2007). «A musa e os aviões». Época Online. Consultado em 19 de junho de 2008 
  2. a b c d «Parecer nº 1.241 de 2007 – Comissão de Serviços de Infra-Estrutura» (PDF). Senado Federal. 12 de dezembro de 2007. Consultado em 19 de junho de 2008 [ligação inativa]
  3. «Os 100 brasileiros mais influentes de 2009». Revista Época. Consultado em 20 de dezembro de 2009 
  4. a b «Jobim convida Solange Paiva Vieira para Ministério da Defesa». Estadão Online. 2 de agosto de 2007. Consultado em 19 de junho de 2008 
  5. Sorima Neto, João; Revista Época (28 de junho de 2004). «Ex-diretor do BC diz que o governo precisa economizar ainda mais para que o país cresça». Banco Itaú. Consultado em 24 de junho de 2008 
  6. BNDES. «Galeria dos Presidentes». Consultado em 24 de junho de 2008. Arquivado do original em 5 de maio de 2008 

Ligações externasEditar