Taça do Atlântico 1976

Taça do Atlântico de 1976
Taça do Atlântico
Dados
Participantes 4
Período 25 de fevereiro9 de junho
Gol(o)s 39
Partidas 12
Média 3,25 gol(o)s por partida
Campeão Brasil
Vice-campeão Argentina
3.º colocado Paraguai
Melhor marcador Argentina Mario Kempes – 6 gols
Melhor ataque (fase inicial) Argentina – 13 gols
Melhor defesa (fase inicial) Brasil – 5 gols
Maior goleada
(diferença)
Argentina 4–1 Uruguai
Estádio José AmalfitaniBuenos Aires
8 de abril
◄◄ 1960 Soccerball.svg

A Taça do Atlântico, criada em 1956, teve como organizadores a Argentina, Brasil e Uruguai.

A disputa tinha como objetivo fortalecer a competição entre os países que possuíam o melhor futebol do continente.

Em 1960, na segunda edição, o Paraguai foi incluído.

O torneio foi realizado pela última vez em 1976 com o Brasil sagrando-se campeão, como em todas as outras.

Na última edição, em 1976, foram disputados jogos de ida e volta. Os resultados também valiam para a disputa de outras taças: Copa Roca (disputada com a Argentina), Copa Rio Branco (disputada com o Uruguai) e a Taça Oswaldo Cruz (disputada com o Paraguai). Apesar da estreia com empate, o Brasil venceu as demais partidas, conquistando pela primeira vez o título de forma invicta..[1]


PartidasEditar

25 de fevereiro Paraguai   2 – 3   Argentina Defensores del Chaco, Assunção

Aquino   4' (pen)
Báez   53'
Héctor Scotta   11',   38',   52' Árbitro:  PAR Héctor Ortiz
25 de fevereiro Uruguai   1 – 2   Brasil Centenario, Montevidéu
21:00
Ocampo   23' Nelinho   9'
Zico   85'
Público: 60 000
Renda: $ 58.000,00
Árbitro:  URU Roque Cerullo
27 de fevereiro Argentina   1 – 2   Brasil Monumental, Buenos Aires

Kempes   74' (pen) Lula   5'
Zico   67'
Público: 60 000
Renda: $ 58.000,00
Árbitro:  ARG Roberto Barreiro
07 de abril Paraguai   1 – 1   Brasil Defensores del Chaco, Assunção

Osvaldo Aquino   36' (pen) Enéas de Camargo   36' Árbitro:  PAR J. Romei
08 de abril Argentina   4 – 1   Uruguai José Amalfitani, Buenos Aires

Kempes   21'  57'
Luque   50'
Scotta   89'
Pereyra   79' Árbitro:  ARG Arturo Ithurralde
28 de abril Brasil   2 – 1   Uruguai Maracanã, Rio de Janeiro

Rivelino   59'
Zico   73'
Daniel Torres   Árbitro:  BRA Romualdo Arpi Filho
28 de abril Argentina   2 – 2   Paraguai Amalfitani, Buenos Aires

Kempes   48'  50'
Rivera   70'
Aquino   72' (pen)
Árbitro:  ARG Ángel Coerezza
19 de maio Brasil   2 – 0   Argentina Maracanã, Rio de Janeiro

Lula   64'
Neca   88'
Árbitro:  BRA Agomir Martins
09 de junho Uruguai   0 – 3   Argentina Centenário, Montevidéu

Luque   2'
Kempes   11'
René Houseman   28'
09 de junho Brasil   3 – 1   Paraguai Maracanã, Rio de Janeiro

Dinamite   
Zico  
Díaz Árbitro:  BRA Romualdo Arppi Filho

ClassificaçãoEditar

Lugar País J V E D GP GC SG PG
1   Brasil 6 5 1 0 12 5 7 11
2   Argentina 6 3 1 2 13 9 4 7
3   Paraguai 6 1 3 2 9 11 -2 5
4   Uruguai 6 0 1 5 5 14 -9 1

PremiaçãoEditar

Ano Campeão Vice Campeão
1976   Brasil   Argentina

ArtilhariaEditar

1º Lugar 2º Lugar 3º Lugar
  Mario Kempes - 6 Gols   Zico - 4 Gols   Scotta - 4 Gols

Ver tambémEditar

Ligações externasEditar

Referências

  1. CBF. «Taça do Atlântico». Consultado em 20 de dezembro de 2009 
  Este artigo sobre futebol é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.