Abrir menu principal

Tauá é um município brasileiro do estado do Ceará, na região do sertão dos Inhamuns. É o segundo maior município cearense em área territorial, inserido por completo no bioma da caatinga. Sua colonização remonta ao século XVIII.

Município de Tauá
"Princesa dos Inhamuns"
"Terra do Carneiro"
"Terra do Queijo"
Igreja de São José

Igreja de São José
Bandeira de Tauá
Brasão de Tauá
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 3 de maio
Fundação 3 de maio de 1802 (217 anos)
Emancipação 2 de agosto de 1929
Gentílico tauaense
Lema Invencível e varonil
CEP 63660 - 000
Prefeito(a) Carlos Frederico Citó César Rêgo (DEM)
(2017 – 2020)
Localização
Localização de Tauá
Localização de Tauá no Ceará
Tauá está localizado em: Brasil
Tauá
Localização de Tauá no Brasil
06° 00' 10" S 40° 17' 34" O06° 00' 10" S 40° 17' 34" O
Unidade federativa Ceará
Mesorregião Sertões Cearenses IBGE/2008 [1]
Microrregião Sertão de Inhamuns IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes Norte: Independência e Pedra Branca; Leste: Mombaça; Sul: Arneiroz e Parambu; Oeste: Parambu e Quiterianópolis.
Distância até a capital 337 km
Características geográficas
Área 4 018,162 km² [2]
Distritos Tauá, Trici, Marrecas, Santa Teresa, Márruas, Carrapateiras, Inhamuns e Barra Nova
População 58 119 hab. IBGE/2017[3]
Densidade 14,46 hab./km²
Altitude 402 m
Clima Semiárido
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,633 médio PNUD/2010 [4]
PIB R$ 276 781,000 mil IBGE/2010[5]
PIB per capita R$ 4 964,24 IBGE/2010[5]
Página oficial
Prefeitura www.taua.ce.gov.br
Câmara www.camarataua.ce.gov.br
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Tauá (desambiguação).

A cidade tinha uma população de 58.119 habitantes no censo de 2017 do IBGE.

Índice

EtimologiaEditar

Tauá é uma palavra de origem indígena que significa "Barro vermelho" em tupi. Chamou-se inicialmente São João do Príncipe e São João do Príncipe dos Inhamuns. O topônimo Tauá também pode significar “barro vermelho”. Entretanto, Gomes de Freitas prefere que o significado de Tauá seja "cidade antiga".[6]

HistóriaEditar

 
Típica fazenda de criação de gado em Tauá. A expansão da pecuária foi importante na ocupação da região já durante o século XVIII.

Com a emancipação do Estado do Ceará, em 1799, surge a necessidade de povoar o sertão, ainda pouco habitado, a partir dessa necessidade são fundadas, a partir dos pequenos núcleos populacionais existentes, as primeiras vilas, esse processo de expansão e instalação de vilas inclui a então Fazenda dos Feitosa nos Inhamuns, que em uma homenagem singela ao Príncipe Regente (que viria a ser D. João VI), a vila instalada em maio de 1802, recebe o nome de São João Príncipe. No dia 2 de dezembro de 1889, o local passou a se chamar São João do Príncipe dos Inhamuns. Recebeu a categoria de cidade em 2 de agosto de 1929.

Surgimento da cidadeEditar

Em uma portaria de 14 de dezembro de 1801, foi indicado o ouvidor da Capitania Gregório da Silva para viajar até aquela localidade e estudar a possibilidade de sua elevação à vila.

Se observou a prestação de diversas homenagens à comitiva pela população e, em cerimônia realizada com a presença de todos, foi lida a ata que erigia a povoação em Vila com a denominação de São João do Príncipe, a 03 de maio de 1802. Comarca é uma divisão territorial representada pelo Poder Judiciário. Em 1889, o Marechal Deodoro da Fonseca Proclamou a República no nosso país. Em seus primeiros dias, procurou-se eliminar todos os traços do extinto regime monárquico.

Uma das consequências dessa nova ordem foi a mudança da designação da Vila para São João do Príncipe dos Inhamuns, em 2 de fevereiro de 1889. Esse nome veio a ser substituído pela Lei no 485 de 14 de outubro de 1898 pelo seu atual nome: Tauá. Pela Lei Estadual no 2677 de 02 de agosto de 1929, a vila foi transformada em cidade na administração de Dr. Manuel do Nascimento Fernandes Távora, primeiro interventor federal no Ceará.

Durante muitos anos ocorreu uma terrível luta entre Monte e Feitosa, com a participação de diversas localidades, cujos nomes servem de exemplo para aquela fase: Riacho do Sangue, Trincheiras, Cruzes, Tropas, Emboscada. Após essa luta, diversas outras também aconteceram e foram importantes para a formação da sociedade local.

Podemos citar os confrontos entre os Araújos e Maciéis, os Viriatos e Calangos e os Cunhas e Patacas. Após essas lutas, Tauá surgiu como um pacato lugarejo, em pleno sertão dos Inhamuns. Em uma portaria de 14 de dezembro de 1801, foi indicado o ouvidor da Capitania Gregório da Silva para viajar até aquela localidade e estudar a possibilidade de sua elevação à vila.[7]

Em 2011, entrou em operação a Usina Solar Tauá, primeira usina solar a gerar eletricidade em escala comercial no Brasil, com potência instalada de 1 MW.

Intendentes e Prefeitos[8][9]Editar

  1. Benone Teles de Sousa Vale, fazendeiro (1890-1894)
  2. Major João Freire Cidrão, fazendeiro (1894-1896)
  3. José de Sousa Vale, fazendeiro (1896-1900)
  4. Coronel Lourenço Alves Feitosa e Castro, fazendeiro (1900-1912)
  5. Coronel Eufrásio Alves de Oliveira, fazendeiro (1912-1914)
  6. Coronel Lourenço Alves Feitosa e Castro, fazendeiro (1914-1915)
  7. Francisco Alves Ferreira, comerciante (1915-1917)
  8. José de Araújo Feitosa, fazendeiro (1917-1919)
  9. Coronel Domingos Gomes de Freitas, comerciante (1919-1926)
  10. Capitão Joaquim Alves Ferreira, comerciante (1926-1928)
  11. Joel Marques, comerciante, (1928-1930)
  12. Aristides Cavalcante Freitas, fazendeiro (1930)
  13. Coronel Francisco das Chagas Nogueira Caminha, militar (1930-1931)
  14. Coronel Ózimo de Alencar Lima, militar (1931-1933)
  15. José Jaime de Alencar, funcionário público (1933)
  16. Manuel Trajano Borges, dentista (1933-1935)
  17. Odilon Silveira Aguiar, funcionário Público (1935-1936)
  18. Joel Marques, comerciante (19371943)
  19. Sebastião Marques, comerciante (1943-1945)
  20. Coronel Cristovão Peixoto de Holanda, militar (1945)
  21. Doutor Joaquim de Castro Feitosa, engenheiro agrônomo (1945)
  22. Antônio Jataí Sobrinho, fazendeiro (1945-1947)
  23. Marçal Alexandrino de Oliveira, fazendeiro (1947-1951)
  24. Flávio Alexandrino Nogueira, fazendeiro (1951-1955)
  25. Moacir Pereira Gondim, funcionário público (1955-1959)
  26. Gerardo Feitosa de Sousa, fazendeiro (1959-1963)
  27. Doutor Júlio Gonçalves Rêgo, médico (1963-1966)
  28. Genésio Rodrigues Loiola, fazendeiro (1966-1967)
  29. Doutor Domingos Gomes de Aguiar, médico (1967-1971)
  30. Doutor Alberto Feitosa Lima, médico (1971-1973)
  31. Doutor Domingos Gomes de Aguiar, médico (1973-1976)
  32. Joaquim de Sousa Bastos, comerciante (1976-1982)
  33. Pedro Pedrosa de Castro Castelo, fazendeiro (1982-1988)
  34. José Leitão da Costa Lima (1988-1992)
  35. Pedro Pedrosa de Castro Castelo (1992-1995)
  36. Marco Aurélio Moreira de Aguiar (1995-1996)
  37. Luiz Tomás Dino (1996)
  38. João Antônio da Luz (1997-1999)
  39. Roney Gonçalves Reis (1999)
  40. João Antônio da Luz (1999-2000)
  41. Patrícia Pequeno Gomes Aguiar (2001-2008)
  42. Odilon Silveira Aguiar (2009-2012)
  43. Patrícia Pequeno Gomes Aguiar (2013-2016)
  44. Carlos Windson Cavalcante Mota (2017-2018)

GeografiaEditar

 
Serrote Quinamuiú

O município de Tauá é formado por oito distritos, num total de 4.018,162 km² [10]. Está localizado a 337 quilômetros de distância da capital cearense, Fortaleza. O acesso sendo feito através da BR-020.

No município nasce o rio Jaguaribe, na vila da Barra, onde há a confluência dos principais rios que cortam o seu território, sendo eles: Trici, Carrapateiras, Favelas e Puiú.

ClimaEditar

 
Aspecto da vegetação durante o período de estiagem

Tauá apresenta clima semiárido,[11] quente e com chuvas concentradas de janeiro a abril e índice pluviométrico de aproximadamente 600 milímetros (mm) anuais.[12] A umidade do ar chega a níveis críticos na estação seca, especialmente entre os meses de agosto a novembro, podendo ficar abaixo dos 20%, caracterizando estado de atenção, bem abaixo dos 60% recomendados pela Organização Mundial da Saúde (OMS).[13]

Segundo dados da estação convencional do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) no município, situada no bairro dos Colibris, referentes ao período de 1968 a 1970, 1973 a 1985 e a partir de 1994, a menor temperatura registrada em Tauá foi de 11,6 °C em 26 de julho de 1975,[14] e a maior atingiu 39,4 °C em 19 de outubro de 2016.[15] O maior acumulado de precipitação em 24 horas atingiu 101,4 mm em 20 de fevereiro de 1985.[16] O mês de maior precipitação foi abril de 1974, com 365 mm, seguido por abril de 1985 (345,5 mm).[17]

Dados climatológicos para Tauá
Mês Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Ano
Temperatura máxima recorde (°C) 37,6 37,1 37,6 36,2 35,7 35,9 35,1 37,1 37,8 39,4 38 37,5 39,4
Temperatura máxima média (°C) 32,6 32 31,6 30,8 30,9 31,2 31,9 33 34,4 34,9 34,8 34 32,7
Temperatura média compensada (°C) 27,4 26,7 26,3 25,7 25,6 25,4 26 26,9 28,1 28,9 29,1 28,6 27,1
Temperatura mínima média (°C) 23 22,4 22,1 21,8 21,2 20,1 20,2 21 22,2 22,9 23,3 23,4 22
Temperatura mínima recorde (°C) 18,2 16,8 17,3 15,8 14 13,1 11,6 13,7 16,4 19,3 19,4 19,4 11,6
Precipitação (mm) 109,3 94,8 142 126,9 50,4 16,5 9,8 6 1,8 5,9 5,7 30,7 599,8
Dias com precipitação (≥ 1 mm) 7 8 11 11 7 2 2 1 1 1 0 2 53
Umidade relativa compensada (%) 62,3 67,5 72,5 75,9 71,3 60,6 51,3 44,4 42 43,4 44,8 49,7 57,1
Horas de sol 175,3 152,8 168,8 164,9 196,7 222,5 253,5 277,2 277,8 272,3 242,2 208,9 2 613,1
Fonte: Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) (normal climatológica de 1981-2010;[12] recordes de temperatura:
01/01/1968 a 31/07/1970, 01/01/1973 a 31/12/1985 e a partir de 01/01/1994)[14][15]

DemografiaEditar

A população do município de Tauá é do tipo diversa, com cerca de 42,1% na zona rural e 57,9% na zona urbana[10].A maioria da população vive da agricultura e pecuária. Parte da população vive dos serviços, dos programas de transferência de renda do Governo Federal, serviço público e de aposentadoria/pensionato.

O Índice de Desenvolvimento Humano Municipal, o IDH-M é de 0,633.

Crescimento populacional [18]
Ano 1991 1996 2000 2007 2010
População 51.339 50.090 51.948 54.273 55.716

Em 2010 a população era constituída por 27.393 homens e 28.359 mulheres.[10]

ReligiãoEditar

As primeiras manifestações religiosas datam da doação de um patrimônio para a construção da capela dedicada a Nossa Senhora do Rosário, feita pelo Sargento-Mor José Rodrigues de Matos. Destacam-se também as Festas Religiosas que ocorrem no decorrer do ano, como a de Jesus, Maria e José em Marrecas, onde é festejada a terceira maior festa religiosa do Estado do Ceará. Santa Rita de Cássia de Marruás, Nossa Senhora do Carmo na vila de Flores, entre outras.

A maior parte da população professa a fé católica, o município conta com uma população expressiva de evangélicos.

SubdivisõesEditar

Os oito distritos de Tauá são:[19]

  • Tauá – sede da administração municipal.
  • Barra Nova – com sede na vila de Bom Jesus.
  • Carrapateiras – com sede na vila de Santo Antônio.
  • Inhamuns – com sede na vila de Vera Cruz.
  • Marrecas – com sede na vila homônima.
  • Marruás – com sede na vila homônima.
  • Santa Tereza – com sede na vila homônima.
  • Trici – com sede na vila de Flores.

EducaçãoEditar

Tauá conta com escolas nos três níveis de educação (pré-escolar, fundamental e médio), suprindo a demanda de sua população e atendendo alguns alunos de municípios vizinhos.

Para o ensino superior, o município conta com um campus do IFCE - Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará, que oferece os cursos técnicos em Agropecuária e Redes de Computadores, e os cursos superiores de Tecnologia em Telemática e Letras Português/Inglês. Tem também uma escola de ensino médio que oferece cursos profissionalizantes para os alunos com estágio no terceiro ano que é uma EEEP - Escola Estadual de Educação Profissional, cujo cursos técnicos são de Administração, Agropecuária, Enfermagem e Informática. A cidade ainda tem um campus da Universidade Estadual do Ceará o CECITEC, que conta com os curso de Ciências Biológicas, Química e Pedagogia. E um polo da Unopar - Universidade Norte do Paraná (particular) que funciona no Colégio Antônio Araripe. A Universidade Vale do Acaraú, também tem polo em Tauá.

ComunicaçãoEditar

Existem quadro rádios locais: Difusora, Cultura dos Inhamuns, Rádio Trici FM e FM Gospel. Os acontecimentos locais e regionais são veiculados a partir dessas quatro emissoras, que além de informações disponibilizam narrações esportivas, sorteios e outros serviços.

CulturaEditar

 
Portal da cidade
 
Jovita Feitosa

Turismo e lazerEditar

O município conta com diversas opções de turismo e lazer, são algumas dessas:

  • Açude Várzea do Boi, represa no rio Carrapateiras, afluente do rio Jaguaribe;
  • Memorial do Cólera;
  • Museu dos Inhamuns;
  • Parque da Cidade;
  • Mercado Público de Tauá;
  • Centro de Artesanato;
  • Centro de Negócios;

Atrativos naturaisEditar

O maior ícone natural é o Serrote Quinamuiú. Ele pode ser avistado de qualquer ponto da cidade.

Atrativos culturaisEditar

Como atrativos culturais o município de Tauá possui três sítios paleontológicos e 15 arqueológicos, que podem ser visitados, porém só podem ser explorados por pesquisadores profissionais e cadastrados.

Igreja de Nossa Senhora do Rosário: inaugurada em 17 de outubro de 1762, por doação do sargento-mor José Rodrigues de Matos, em área com abrangência de 600 braças de terra. A Igreja foi construída com teto em cúpula cilíndrica, sendo à época o terceiro do Brasil. Em 1906, sua estrutura foi ampliada com a construção de espaços em suas laterais. Este monumento cultural também está tombado pelo Poder público estadual.

Igreja de Jesus, Maria e José: no distrito de Marrecas, em Tauá, foi construída no início do século XVIII, por volta do ano de 1717. A construção é bastante singela, porém apresenta características significativas. Construída em alvenaria estrutural, a igreja possui paredes que chegam a ter 1 metro de largura.

Filhos ilustresEditar

  O município possui sítio arqueológico (arte rupestre brasileira) de interesse histórico e turístico!

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  2. IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  3. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil» (PDF). Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 9 de setembro de 2013 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2010». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 9 de setembro de 2013 
  6. Biblioteca IBGE. «Histórico Tauá» (PDF). Biblioteca IBGE. Consultado em 5 de fevereiro de 2015 
  7. «IBGE | Cidades | Ceará | Tauá | Histórico». cidades.ibge.gov.br. Consultado em 3 de novembro de 2017 
  8. Freitas, Antonio Gomes de (2008). Inhamuns (Terra e Homens). Fortaleza: Editora Mandacaru. pp. p.p.70 71 
  9. Mota, Aroldo (2002). História Política de Tauá. Fortaleza: ABC Editora. pp. p.p 63 a 71 
  10. a b c Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE. «Tauá». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE. Consultado em 5 de fevereiro de 2015 
  11. «PERFIL BÁSICO MUNICIPAL 2015: TAUÁ» (PDF). Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará. 2015. Consultado em 10 de maio de 2018 
  12. a b «NORMAIS CLIMATOLÓGICAS DO BRASIL». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 10 de maio de 2018 
  13. «Cidades do Ceará registram baixa umidade relativa do ar». Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos. 4 de setembro de 2017. Consultado em 10 de maio de 2018 
  14. a b «BDMEP - série histórica - dados diários - temperatura mínima (°C) - Tauá». Consultado em 10 de maio de 2018 
  15. a b «BDMEP - série histórica - dados diários - temperatura máxima (°C) - Tauá». Consultado em 10 de maio de 2018 
  16. «BDMEP - série histórica - dados diários - precipitação (mm) - Tauá». Consultado em 10 de maio de 2018 
  17. «BDMEP - série histórica - dados mensais - precipitação total (mm) - Tauá». Consultado em 10 de maio de 2018 
  18. «IBGE | Cidades | Infográficos | Ceará | Tauá | População». cidades.ibge.gov.br. Consultado em 3 de novembro de 2017 
  19. «Distritos do Município | Prefeitura Municipal de Tauá-Ce». www.taua.ce.gov.br. Consultado em 3 de novembro de 2017 

Ligações externasEditar