The Holy Bible

The Holy Bible é o terceiro álbum de estúdio da banda galesa de rock Manic Street Preachers, lançado em agosto de 1994. É o último disco do grupo antes do desaparecimento do guitarrista e compositor Richey Edwards. Autor da maioria das letras, as composições do músico exploram temas como a depressão, alcoolismo e anorexia nervosa.[1][2]

The Holy Bible
No topo da imagem, na frente de um fundo branco, está o título "The Holy Bible" em letras pretas maiúsculas, seguido logo abaixo pelo nome da banda "Manic Street Preachers" também em letras pretas maiúsculas, mas em tamanho menor. No meio da capa está uma pintura tríptica retangular de uma mulher obesa vestida apenas com suas roupas íntimas. A primeira das imagens do tríptico mostra a mulher de um ângulo a partir do lado direito. A imagem seguinte mostra a mulher de frente. Por fim, a última imagem exibe a mulher pelo lado esquerdo. Abaixo do tríptico, na parte inferior da imagem, sobre um fundo branco em letras pretas maiúsculas e menores que todas as demais letras da capa, estão listadas as músicas da edição original do disco, da primeira à décima terceira faixa.
Álbum de estúdio de Manic Street Preachers
Lançamento 30 de agosto de 1994
Gravação Janeiro a maio de 1994
Estúdio(s) Sound Space Studios em Cardiff, País de Gales
Gênero(s)
Duração 56:17
Idioma(s) Inglês
Gravadora(s) Epic
Produção
  • Manic Street Preachers
  • Steve Brown
Cronologia de Manic Street Preachers
Gold Against the Soul
(1993)
Everything Must Go
(1996)
Singles de The Holy Bible
  1. "Faster"
    Lançamento: 6 de junho de 1994
  2. "Revol"
    Lançamento: 1 de agosto de 1994
  3. "She Is Suffering"
    Lançamento: 3 de outubro de 1994

O disco foi gravado sob a intenção do grupo em se aproximar da sonoridade britânica em contraponto à influência norte-americana dos discos anteriores. Richey, apesar de ter escrito a maioria das músicas, não participou diretamente das gravações de instrumentos. O músico, que estava em processo profundo de depressão, desapareceu logo no ano seguinte. Apesar das poucas vendas, o disco foi aclamado pela mídia especializada, e esteve em várias listas de melhores discos de todos os tempos,[3][4][5][6][7] incluindo a obra 1001 Álbuns para Ouvir Antes de Morrer.[8]

FaixasEditar

Todas as letras escritas por Richey James e Nicky Wire, todas as músicas compostas por James Dean Bradfield e Sean Moore, exceto onde anotado.

N.º Título Duração
1. "Yes"   4:59
2. "Ifwhiteamericatoldthetruthforonedayit'sworldwouldfallapart"   3:39
3. "Of Walking Abortion"   4:00
4. "She Is Suffering"   4:44
5. "Archives of Pain"   5:29
6. "Revol"   3:04
7. "4st 7lb"   5:05
8. "Mausoleum"   4:12
9. "Faster"   3:55
10. "This Is Yesterday"   3:58
11. "Die in the Summertime"   3:05
12. "The Intense Humming of Evil"   6:12
13. "P.C.P."   3:59

Ficha técnicaEditar

Referências

  1. Erlewine, Stephen Thomas. «The Holy Bible - Manic Street Preachers: Songs, Reviews, Credits, Awards». Allmusic. Consultado em 17 de janeiro de 2016 
  2. Fricke, David (21 de abril de 2005). «Manic Street Preachers: The Holy Bible: 10th Anniversary Edition». Wenner Media. Rolling Stone. Consultado em 21 de agosto de 2012. Cópia arquivada em 12 de março de 2008 
  3. «Quintessential Newsnight». bbc.co.uk. 5 de agosto de 2005. Consultado em 21 de agosto de 2012 
  4. «Melody Maker Top 100 Albums of All Time». IPC Media. 5 de janeiro de 2000 
  5. «BBC News - Radiohead Romp Home in Q Poll». BBC News. 13 de setembro de 2001. Consultado em 30 de dezembro de 2014 
  6. «Readers Best Albums Ever». Q. Fevereiro de 2006: 161 
  7. «Kerrang! article». Kerrang!. 19 de fevereiro de 2005 
  8. Robert Dimery; Michael Lydon (23 de março de 2010). 1001 Albums You Must Hear Before You Die: Revised and Updated Edition. [S.l.]: Universe. ISBN 978-0-7893-2074-2 
  Este artigo sobre um álbum de Manic Street Preachers é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.