Tito Sálvio Rufino Minício Opimiano

Tito Sálvio Rufino Minício Opimiano (em latim: Titus Salvius Rufinus Minicius Opimianus) foi um senador romano nomeado cônsul sufecto em algum momento no segundo semestre de 123 com Cneu Sêncio Aburniano[1][2].

Tito Sálvio Rufino Minício Opimiano
Cônsul do Império Romano
Consulado 123 d.C.

OrigemEditar

A origem de sua família é incerta, mas é certo que era de origem italiana. Werner Eck sugere que ela era da cidade de Túsculo, nos montes Albanos, com base em três evidências: sua tribo (Papira) tinha vários membros da região, Opimiano e sua esposa foram enterrados lá e inscrições com o nome da família foram recuperadas lá[3]. Além disto, Eck reconstituiu uma genealogia para Opimiano, com um pai, (Tito?) Sálvio Rufino Minício Opimiano, que foi procurador na Ásia durante o reinado de Trajano, um filho, Minício Opimiano, cônsul sufecto em 155, e um neto, Minício Opimiano, cônsul sufecto em 186 ou 187 e procônsul da África em 202-203[3].

CarreiraEditar

Além do consulado, sabe-se que Opimiano foi procônsul da África entre 138-139, um posto considerado o ápice de uma carreira senatorial bem sucedida (juntamente com a Ásia)[4].

Ver tambémEditar

Cônsul do Império Romano
 
Precedido por:
'Mânio Acílio Avíola

com Lúcio Corélio Nerácio Pansa
com Tibério Júlio Cândido Capitão (suf.)
com Lúcio Vitrásio Flaminino (suf.)
com Caio Trébio Máximo (suf.)
com Tito Caléstrio Tirão Órbio Esperato (suf.)

Quinto Articuleio Petino
123

com Lúcio Venuleio Aproniano Otávio Prisco
com Tito Priférnio Gêmino (suf.)
com Públio Metílio Segundo (suf.)
com Tito Sálvio Rufino Minício Opimiano (suf.)
com Cneu Sêncio Aburniano (suf.)

Sucedido por:
'Mânio Acílio Glabrião

com Caio Belício Flaco Torquato Tebaniano
com Aulo Lárcio Macedo (suf.)
com Públio Ducênio Verres (suf.)
com Caio Júlio Galo (suf.)
com Caio Valério Severo (suf.)


Referências

  1. Alison E. Cooley, The Cambridge Manual of Latin Epigraphy (Cambridge: University Press, 2012), pp. 469ss
  2. Werner Eck and Andreas Pangerl, "Neue Diplome mit den Namen von Konsuln und Statthaltern," Zeitschrift für Papyrologie und Epigraphik, 187 (2013), pp. 287f
  3. a b Eck, "Ergänzungen", p. 327
  4. Eck, "Ergänzungen zu den Fasti Consulares des 1. und 2. Jh.n.Chr.", Historia, 24 (1975), pp. 324-327

BibliografiaEditar

  • Ronald Syme. Hadrianic Proconsuls of Africa. Zeitschrift für Papyrologie und Epigraphik, Bd. 37 (1980), pp. 5, 12.