Abrir menu principal
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde agosto de 2012). Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.
Victoria Beckham
Beckham no evento LG Mobile Phone Touch em 2010.
Nome completo Victoria Caroline Adams
Outros nomes Posh Spice
Nascimento 17 de abril de 1974 (45 anos)
Residência
Nacionalidade britânica
Fortuna AumentoUS$ 450 milhões[1]
Estatura 1,67 m[2]
Progenitores Mãe: Jackie Adams
Pai: Anthony Adams
Cônjuge David Beckham (c. 1999)
Filho(s) 4
Ocupação
Período de atividade 1994 (1994)—presente
Carreira musical
Gênero(s)
Extensão vocal Contralto
Instrumento(s) Vocal
Gravadora(s) EMI
Página oficial
victoriabeckham.com

Victoria Caroline Beckham (Harlow, 17 de abril de 1974)[3][4] nascida Victoria Caroline Adams, é uma empresária, estilista e ex-cantora britânica. No final da década de 1990, Beckham ganhou fama com o grupo pop Spice Girls, e foi apelidada de Posh Spice pela edição de julho de 1996 da revista de música britânica Top of the Pops.[5] Depois que o grupo acabou, ela assinou com a Virgin Records e a Telstar Records e teve quatro singles no Top 10 do Reino Unido. Seu primeiro lançamento, "Out of Your Mind", alcançou o número 2 no UK Singles Chart.

Beckham participou de cinco documentários oficiais e reality shows sobre ela, incluindo Victoria's Secrets, Being Victoria Beckham, The Real Beckhams, Victoria Beckham - A Mile In Their Shoes e Victoria Beckham: Coming to America. Desde então, fez uma aparição em um episódio de Ugly Betty e foi jurada convidada em Project Runway, Germany's Next Topmodel, e American Idol.

Na última década, Beckham tornou-se um ícone e designer de moda reconhecida internacionalmente. Após colaborações de alto nível com outras marcas, ela lançou um selo homônimo em 2008 e um selo de preço mais baixo em 2011. O selo Victoria Beckham foi nomeado a marca de designer do ano no Reino Unido em 2011; em 2012, a marca foi avaliada como a estrela nos interesses comerciais da família Beckham.[6][7] Belinda White do Daily Telegraph em 2011, observou que a transição da maria-chuteira a designer de moda teve mais sucesso do que a maioria previu, dizendo: "Ela tornou-se uma celebridade significativa conquistando a moda que agora clama por um ingresso para seu show bianual no New York Fashion Week".[8] Ela é casada com o jogador David Beckham e com ele têm quatro filhos. Em setembro de 2015, a riqueza conjunta do casal foi estimada em £ 508 milhões.[9]

Índice

BiografiaEditar

Beckham nasceu no Hospital Princesa Alexandra, em Harlow, Essex, Reino Unido, e foi criada em Goffs Oak, Hertfordshire.[10] Ela é a mais velha de três filhos de Jacqueline Doreen, ex-funcionária de seguros e cabeleireira,[11][12] e Anthony William Adams, que trabalhou como engenheiro eletrônico.[10] Eles fundaram um negócio de atacado de eletrônicos que permitiu uma educação confortável para Victoria, sua irmã, Louise,[3] e seu irmão, Christian Adams.[13] O tataravô de Beckham foi o artista alemão e revolucionário de.[14][15]

Depois de assistir ao filme musical Fame em 1980, ela decidiu seguir uma carreira musical.[16][17] Jacqueline e Anthony Adams a matricularam na Jason Theatre School.[3] Em 1991, Beckham ingressou no Laine Theatre Arts em Epsom, Surrey e estudou dança e modelagem.[3][4] Beckham frequentou a St. Mary's High School em Cheshunt, onde ficou embaraçada com a riqueza de sua família e frequentemente implorava ao pai que não a deixasse fora da escola em seu carro Rolls Royce.[18] Eventualmente, ela se tornou membro de uma banda chamada Persuasion.[19]

Carreira musicalEditar

1994–2000: Carreira com as Spice GirlsEditar

Beckham fez um teste para uma propaganda em março de 1994 no The Stage, que exigia que as garotas fossem "espertas, extrovertidas, ambiciosas e capazes de cantar e dançar".[10] Em 1994, Beckham se juntou ao grupo feminino, as Spice Girls. Nas gravações antes de seu casamento, ela é creditada com seu nome de solteira como Victoria Adams. O primeiro single do grupo foi intitulado "Wannabe" (1996), e ela trabalhou ao lado de Geri Halliwell, Emma Bunton, Melanie Brown e Melanie Chisholm. Foi para o número um no Reino Unido e nos Estados Unidos e outros 35 países. Ele foi seguido por oito singles número um de seu álbum de estréia Spice, Spiceworld e Forever.[4] Cada membro do grupo recebeu um apelido da mídia e Beckham foi nomeado "Posh Spice".[20][21] O grupo é o conjunto feminino mais vendido de todos os tempos , vendendo mais de 80 milhões de discos em todo o mundo.[22][23] Após o lançamento de seu terceiro álbum, Forever, que alcançou o segundo lugar no Reino Unido, mas teve muito menos sucesso do que seus dois álbuns anteriores, as Spice Girls pararam de gravar, concentrando-se em suas carreiras solo em relação à sua futuro previsível.[24]

2000–02: Victoria BeckhamEditar

Em 14 de agosto de 2000, Beckham lançou seu primeiro single solo, "Out of Your Mind" em colaboração com Dane Bowers e Truesteppers.[10] A semana de lançamento coincidiu com o lançamento de "Groovejet (If This Ain't Love)" de Spiller com Sophie Ellis-Bextor, resultando em uma batalha de gráficos apelidado de "Posh vs. Posher" pelos tablóides.[25] Antes do lançamento do single, em 8 de julho de 2000, Beckham fez sua estréia solo no Hyde Park, em Londres, em um show para arrecadar dinheiro para a instituição de caridade Prince's Trust. Ela cantou "Out of Your Mind" para uma audiência de 100.000 pessoas. Beckham então assinou um contrato de gravação com a gravadora Virgin Records.[4] Seu próximo single como artista solo, "Not Such An Innocent Girl", foi lançado em 17 de setembro de 2001.[3] Novamente, ela enfrentou a concorrência em outra grande batalha, desta vez com o single "Can't Get You Out of My Head" de Kylie Minogue.[26] Apesar de uma enorme campanha promocional, Beckham foi vencida de oito a um, e seu single estreou no número 6.[27] Em 1 de outubro de 2001, chega às lojas seu primeiro disco, o homônimo Victoria Beckham.[28] O álbum custou 5 milhões de libras para ser produzido e vendeu modestas 50.000 cópias.[29]

O segundo e último single a ser lançado do álbum foi "A Mind of Its Own" em 11 de fevereiro de 2002. O single alcançou o número 6 no Reino Unido[30] e vendeu 56.500 cópias.[31] Rumores logo se espalharam que Beckham deveria ser dispensada de sua gravadora por não estar no Top Três. Estes foram fortemente refutados na época.[32] Beckham comentou: "Você sabe como são os jornais, eles gostam apenas de colocar todas as coisas negativas dentro, mas tanto quanto eu não estou preocupada a gravadora também não está, tudo está ótimo".[32] Um terceiro single, "I Wish", foi promovido, mas nunca se concretizou. A versão single foi um remix com Robbie Craig, e foi performada na TV no programa Friday Night's All Wright.[33] Após o anúncio da segunda gravidez de Beckham, o single foi cancelado. Beckham teria sido demitida pela Virgin Records junto com outras ex-Spice Girls, Emma Bunton e Melanie B;[34][35] mas uma declaração de seu assessor negou os boatos, afirmando: "Ninguém foi demitida. O acordo com a Virgin chegou a um fim naturalmente e ambas as partes decidiram não continuar."[34][36]

2002–04: álbuns inéditos e fim da carreira soloEditar

Em 2002, Beckham assinou um contrato com a Telstar Records e 19 Management[29] no valor de £ 1,5 milhão.[4] Em 2003, ela começou a gravar um álbum influenciado por electropop, Open Your Eyes e escolheu "Let Your Head Go" como primeiro single.[37] Quando o álbum foi finalizado, Beckham ficou desapontada com o resultado final e decidiu voltar ao estúdio para gravar um novo material.[38] Ela queria um som mais urbano e trabalhou com o produtor Damon Dash para trabalhar no álbum Come Together, que deveria ter uma sonoridade mais próxima do R&B e hip hop.[29][30] Quando Dash foi perguntado por que ele gravou com Beckham, ele afirmou: "Porque eu vejo o quanto ela é fotografada aqui".[4] Uma faixa produzida pelo Dash, "It's That Simple", com M.O.P., estreou nas rádios em julho de 2003 como single promocional,[30] gerando críticas mistas.[30] O primeiro single de Beckham com Telstar, o lado duplo "Let Your Head Go"/"This Groove",[30] foi lançado no Reino Unido em 29 de dezembro de 2003, após grandes promoções e muitas aparições na TV durante o período de Natal com o vídeo sendo dirigido por Andy Hylton. O single ficou no terceiro lugar no Reino Unido.[30]

O Lado-A duplo foi um termômetro para Beckham - se "Let Your Head Go" tivesse sucesso, ela lançaria o álbum no estilo electropop Open Your Eyes, mas se "This Groove" fosse melhor avaliado, ela lançaria o álbum R&B Come Together.[30] Fora do Reino Unido, Damon Dash tinha planos para ela nos EUA, incluindo um potencial lançamento de "This Groove", e acreditava que Beckham seria bem sucedida porque o R&B estava no auge e seu estilo musical era similar ao de Jennifer Lopez.[39] Com os problemas financeiros da gravadora, combinado com um boato de um mal estar na relação de Dash e Fuller e a mídia britânica massacrando a carreira solo de Beckham, o lançamento de qualquer álbum foi adiado.[3][40] O plano final de Beckham em uma carreira solo foi o anúncio de um novo single, "My Love Is for Real", previsto para ser lançado em 2004. Mas em abril de 2004, a Telstar anunciou a falência e Beckham desistiu da música para se concentrar em sua carreira de moda.[41] Em 2007, uma nova música, inspirada no hip-hop "Full Stop", com o rapper Nas,vazou nas rádios americanas e a mídia informou que Beckman iria lançá-lo como single, mas nada aconteceu.[42]

2007–12: Retorno das Spice GirlsEditar

 
Beckham se apresentando com as Spice Girls em Las Vegas em dezembro de 2007

Em 2007, as Spice Girls reformaram e anunciaram planos para embarcar em uma turnê de reencontro,[43] a partir da qual teriam faturado 10 milhões de libras cada (aproximadamente 20 milhões de dólares).[44] Beckham havia afirmado anteriormente que ela e suas ex-colegas de banda estavam desfrutando de suas carreiras solo em vários campos, dizendo: "Estamos todas ainda fazendo o que queremos".[45] Seu álbum Greatest Hits foi lançado no início de novembro de 2007 e a turnê começou em 2 de dezembro de 2007. Em seu advento, Beckham disse: "Eu queria que meus filhos vissem que a mamãe era uma estrela pop. Foi a última oportunidade para eles ficar em uma multidão cheia de pessoas gritando para as Spice Girls".[46] Quando Beckham pintou seu cabelo de cor castanha para a turnê, ela afirmou que seus filhos imediatamente reagiram dizendo "Oh meu Deus, é a Posh Spice. Ela está de volta."[47] Ela era o única integrante do grupo a não cantar uma música solo na turnê, ao invés disso desfilou com ose estivesse em um desfile de moda em uma passarela improvisada, enquanto cada uma das outras integrantes cantou uma música de suas carreiras solo.[48]

O cineasta Bob Smeaton dirigiu um filme oficial da turnê intitulado Spice Girls: Giving You Everything, que foi exibido pela Fox8 na Austrália. Mais tarde, foi ao ar no Reino Unido em 31 de dezembro de 2007 na BBC One.[49] As Spice Girls foram contratadas para aparecer nos anúncios da Tesco, pelo qual receberam £ 1 milhão cada.[50]

Em outubro de 2009, relatos sugeriram que as Spice Girls iriam estrelar um reality show no qual elas escalariam atrizes para interpretar seus papéis em um musical.[51] No ano seguinte, Judy Craymer uniu-se com as Spice Girls e Simon Fuller para começar a desenvolver um musical das Spice Girls intitulado Viva Forever. Em 26 de junho de 2012, todas as cinco Spice Girls estiveram presentes em uma coletiva de imprensa em Londres para promover o lançamento do Viva Forever: The Musical.[52] O musical deve abrir no Piccadilly Theatre do West End em 11 de dezembro de 2012.[52] Em 12 de agosto de 2012, depois de muita especulação, Beckham e as Spice Girls realizaram um medley de "Wannabe" e "Spice Up Your Life" na Cerimônia de encerramento dos Jogos Olímpicos de Verão de 2012, reunindo apenas para o evento.[53] A performance foi o momento mais tweeted da cerimônia de encerramento dos Jogos Olímpicos com mais de 116.000 tweets no Twitter por minuto.[54]

A banda se reuniu novamente para uma turnê em 2019, no entanto, Beckham optou por não participar, em vez disso optou por concentrar-se em sua marca de moda.[55]

TelevisãoEditar

 
Beckham em Düsseldorf promove seu novo jeans em outubro de 2008

Beckham filmou cinco documentários oficiais. A primeira, datada de 11 de janeiro de 2000, chamava-se Victoria's Secrets, um programa exibido apenas no Channel 4 do Reino Unido. Mostrou Beckham sendo seguida por câmeras enquanto também discutia e entrevistava outras celebridades britânicas, como Elton John.[56] A segunda, Being Victoria Beckham, foi transmitida em março de 2002 e mostrou Beckham discutindo sua carreira como artista solo com o lançamento de seu primeiro álbum, e também a mostrou em várias sessões de fotos e sessões de gravação. O documentário atraiu um público forte de 8,83 milhões,[57] chegando a liderança em sua exibição.[58] Um crítico descreveu-a como "tão claramente equilibrada, feliz com ela não muito desprezível e aparentemente imperturbável pela natureza loucamente intrusiva de sua fama monumentalmente ridícula".[59] O terceiro, The Real Beckhams, foi ao ar em 24 de dezembro de 2003 no ITV1 e se concentrou na mudança de Beckham para Madrid saindo de Londres depois de David Beckham foi contratado para o Real Madrid. Ele também contou com Victoria Beckham relançando sua carreira solo e mostrou-a zombando das histórias dos tablóides que ela lê no jornal todos os dias. O especial recebeu uma audiência de 6,10 milhões de espectadores[60] e mais tarde foi lançado em DVD em 2 de fevereiro de 2004.[61]

O quarto foi intitulado Full Length & Fabulous: The Beckhams e mostrou Victoria e David Beckham organizando e se preparando para sediar uma Copa do Mundo de 2006 em uma tenda nos jardins de sua mansão em Hertfordshire, que tinha como objetivo levantar dinheiro para caridade.[62] Dois ingressos para assistir o jogo foram leiloados on-line para caridade, e vendidos por £ 103.000.[63] O documentário foi ao ar em 28 de maio de 2006 e mostrou o evento em si, onde o menu foi projetado especialmente pelo amigo e chef Gordon Ramsay e o leilão de caridade foi apresentado por Graham Norton.[64] Ramsay serviu para 600 convidados, com a ajuda de 40 chefs e 100 funcionários em espera.[64] O documentário do ITV atraiu uma média de 7,56 milhões de espectadores.[65]

Para documentar os preparativos de Victoria Beckham para a mudança de sua família para os EUA, ela assinou um contrato com a NBC para seis episódios de uma série de TV improvisada de meia hora. Apesar dos planos originais para seis episódios, o programa foi cortado para um especial de uma hora apenas porque "não era suficiente (material) para uma série".[66] O programa, chamado Victoria Beckham: Coming to America, foi ao ar em 16 de julho de 2007 nos EUA e no Canadá. Ele foi fortemente examinado pela mídia e pelos críticos americanos, com o The New York Post descrevendo-o como "uma orgia de auto-indulgência" e também descrevendo Beckham como "insípida e condescendente".[66] O programa foi o terceiro programa mais assistido em seu horário e recebeu números de visualização de 4,9 milhões nos EUA, superado pela repetição de Wife Swap e duas comédias. O programa foi ao ar na Grã-Bretanha em 17 de julho de 2007 na ITV com 3,84 milhões de telespectadores sintonizados,[67] O programa foi produzido por Simon Fuller, que televisionava seu retorno com as Spice Girls em durante a turnê de retorno.[68]

Em julho de 2007, foi anunciado que Beckham logo começaria a filmar uma aparição como ela mesma em um episódio da segunda temporada da série de TV Ugly Betty da ABC.[69] O episódio, "A Nice Day for a Posh Wedding", foi ao ar em 9 de novembro de 2007 nos Estados Unidos e em 23 de novembro no Reino Unido. Apesar de suas incursões na televisão, Beckham negou planos de embarcar em uma carreira cinematográfica de Hollywood.[70] Em fevereiro de 2008, foi revelado que Beckham seria a juíza convidada do final da quarta temporada do Project Runway, que foi ao ar em 5 de março de 2008 nos EUA.[71]

Foi noticiado em outubro de 2007 que Beckham havia recusado a oportunidade de aparecer em Sex and the City: The Movie. Ela declarou em uma entrevista: "Eu fui convidada para estar no filme Sex and the City, que eu adoraria ter feito, mas porque eu estou me dedicando aos ensaios das Spice Girls, infelizmente, eu não posso fazer."[72]

Carreira na modaEditar

 
Beckham em Outubro de 2001

Beckham fez uma aparição na passarela para Maria Grachvogel em 17 de fevereiro de 2000, marcando sua estréia como modelo na Semana de Moda de Londres.[73] Beckham também atuou como embaixadora britânica para Dolce & Gabbana[74] e foi brevemente o rosto de Rocawear em 2003.[75] Beckham lançou uma linha de moda de edição limitada para Rock & Republic chamada VB Rocks em 2004, consistindo principalmente de jeans para a parte alta do mercado, vendendo aproximadamente US$ 300 nos EUA.[76]

Em 16 de janeiro de 2006, Beckham percorreu a pista para Roberto Cavalli na Semana da Moda de Milão, e foi por um período exclusivamente vestido por ele para eventos sociais e de tapete vermelho.[77] Para a edição de março de 2006 da Harper's Bazaar, Beckham atuou como editora de moda quando ela estilizou sua amiga, Katie Holmes, para um desfile de moda.[78] Ela admitiu ter um amor pessoal por óculos de sol, dizendo "Eu sou muito obcecada por óculos de sol. Eu coleciono Guccis e Carreras - eles conseguem fazer com que praticamente qualquer roupa pareça legal".[17] Após a saída de Beckham da Rock & Republic, em setembro de 2006, ela promoveu seus empreendimentos de moda lançando sua própria marca de jeans, a dvb Style.[76][79] Beckham, em seguida, lançou um novo site oficial, dvbstyle.com para promover o trabalho.[80]

Em 14 de junho de 2007, Beckham lançou a coleção dvb Denim, em Nova York, na Saks Fifth Avenue, além de lançar sua coleção de óculos nos Estados Unidos pela primeira vez.[81] No mesmo mês, Beckham fez sua primeira aparição no Graduate Fashion Week de Londres como juíza ao lado de Glenda Bailey (editora-chefe do Harper's Bazaar) e Alber Elbaz da Lanvin, para escolher o vencedor do River Island Gold Award, no valor de £ 20.000.[82] Em agosto de 2007, o perfume Intimately Beckham foi lançado nas lojas dos EUA, um dos mais de 20 perfumes que ela e David Beckham introduziram ao longo dos anos.[83][84] Em setembro de 2007, sua linha de cosméticos V-Sculpt foi lançada em Tóquio.[85] Em uma aparição em uma coletiva de imprensa em 2007 no LA Galaxy, Beckham foi creditada por ter popularizado o vestido Roland Mouret e sua marca,[86] e Beckham foi também o rosto de Marc Jacobs para sua coleção Primavera de 2008.[87]

Beckham tem estampado inúmeras capas de revistas de moda durante sua carreira, incluindo I-D em 2004 e W em 2007.[88] Sua primeira aparição na Vogue foi na edição britânica de abril de 2008. Seguiram-se a Vogue India, a Vogue Paris, bem como as edições alemã, russa, australiana, turca, taiwanesa, chinesa e espanhola.[89] Beckham também estampou várias edições internacionais de Harper's Bazaar e Elle.

Em 17 de julho de 2018, a Victoria's collection de sua colaboração com a Reebok foi lançada.[90]

Lançamento de marcas de modaEditar

A marca homônima de Beckham foi lançado em setembro de 2008 em uma apresentação discreta.[91] Em 2011, tornou-se um elemento do New York Fashion Week e uma nova marca, de menor preço, foi lançada. No primeiro trimestre de 2011-12, foi previsto gerar vendas anuais de mais de £ 60 milhões.[8][92] Conhecida inicialmente por seus vestidos, a marca expandiu-se em separações e bolsas de luxo vendendo até £ 18.000. Juntamente com a linha de moda principal e faixa de difusão, a marca Victoria Beckham ainda inclui linhas separadas de jeans, óculos e fragrância.[8] Em novembro de 2011, Victoria Beckham ganhou como Marca de Designer do Ano no British Fashion Awards.[6]

Em setembro de 2012, Victoria Beckham foi a designer mais comentada no Twitter durante a New York Fashion Week, também adquirindo 57.000 novos seguidores durante os shows, de acordo com pesquisa do The Whispr Group.[93]

Escrevendo no The Independent em fevereiro de 2014, Alexander Fury descreveu como Victoria Beckham fez a transição de novidade para designer respeitada, citando sua recente participação como editora da Vogue francesa e participação em um painel de discussão com a reitora da escola de design Parsons em Nova York. O artigo concluiu que as vendas da marca foram reduzidas ao apelo dos próprios designs, e não à associação de celebridades.[94]

Em 2017, a nova coleção da Beckham para a Target inclui uma ampla variedade de tamanhos, de XS a 3X para mulheres. Beckham também está oferecendo uma nova linha para roupas infantis.[95]

Em 2018, a coleção foi apresentada na London Fashion Week em vez da New York Fashion Week como de costume.[96]

LivrosEditar

Em 13 de setembro de 2001, Beckham lançou seu primeiro livro, Learning to Fly.[97] O título foi tirado de uma parte de uma música do musical Fame , que Beckham tinha gostado quando criança. O verso que inspirou o título foi: "Vou viver para sempre, vou aprender a voar".[98] A autobiografia mostra sua infância, o tempo durante as Spice Girls, seu casamento e vida familiar, bem como sua carreira na época.[99] Ela descreve seu distúrbio alimentar associado à necessidade de ser magra. Learning to Fly se tornou o terceiro título de não-ficção mais vendido de 2001 e o total de vendas no Reino Unido é de mais de 500.000 cópias.[100] Quando o livro foi lançado, ele foi para o Número 1 nas paradas de livros depois de quatro semanas de lançamento, relegando o livro de Robbie Williams ao segundo lugar.[27] Uma participação especial em Parkinson, assistida por nove milhões de pessoas, ajudou a promover o livro.[27] Hello!, Daily Mail e The Mail on Sunday uniram-se para comprar os direitos de visualização e serialização do livro antes de sua publicação. O valor pago foi estimado em cerca de 1 milhão de libras.[19]

Beckham foi citada por um jornalista espanhol em 2005 dizendo: "Eu nunca li um livro na minha vida".[101] Mais tarde ela explicou que se tratava de um erro de tradução do espanhol original em que a entrevista foi impressa, dizendo que ela realmente afirmou que nunca teve tempo de terminar de ler um livro porque estava sempre ocupada demais cuidando de seus filhos.[102]

O segundo livro de Beckham, um guia de conselhos de moda chamado That Extra Half an Inch: Hair, Heels and Everything in Between, foi publicado em 27 de outubro de 2006.[103] That Extra Half an Inch: Hair, Heels and Everything in Between inclui dicas de Beckham em moda, estilo e beleza,[103] e também contém fotografias de Mario Testino, Annie Leibovitz e Steven Meisel. O livro tornou-se outro best-seller,[104] e vendeu 400.000 exemplares apenas na Grã-Bretanha desde que foi publicado em capa dura.[79] Desde então, os direitos foram vendidos para os Estados Unidos, Holanda, Japão, Portugal, Lituânia., Rússia e mais recentemente a China.[79]

Vida pessoalEditar

 
Beckham com seu marido David no Circuito de Silverstone durante o Grande Prêmio da Grã-Bretanha em julho de 2007.

Beckham começou um relacionamento com Corey Haim em 1995, que terminou em termos mútuos.[105]

No início de 1997, ela começou a namorar o jogador de futebol David Beckham depois que eles se conheceram em uma partida beneficente de futebol; Antes disso, ele assistiu aos videoclipes e comentou com os colegas de equipe que estava atraído por ela, mas foi superado pela timidez quando foi apresentado pela primeira vez.[106][107] Alguns meses antes, Victoria também havia expressado o desejo de conhecer David durante uma sessão de fotos de futebol das Spice Girls (por acaso, ela usou o kit de seu clube Manchester United para o filme, já que o empresário do grupo era torcedor).[108][109] De sua reunião inicial, ela disse: "Eu realmente não sei quem ele era. Eu nunca fui fã de futebol."[106] O casal anunciou seu noivado em 1998 e foi apelidado de "Posh e Becks "pela mídia.[110]

Ela coleciona bolsas e possui mais de 100 bolsas Birkin, fabricadas pela Hermès, que são amplamente consideradas as mais valiosas e procuradas, incluindo uma rosa choque de 100 mil libras e que vale um total de mais de 1,5 milhão de libras.[111]

CasamentoEditar

Em 4 de julho de 1999, eles se casaram com o Bispo de Cork, Paul Colton, no Castelo de Luttrellstown , na Irlanda.[112] O casamento atraiu muita cobertura da mídia.[113] O companheiro de equipe de Beckham, Gary Neville, era o padrinho,[107] e o filho de quatro meses do casal Brooklyn era o portador do anel.[114] A maioria da mídia foi mantida longe da cerimônia como um acordo exclusivo com a revista OK! tinha sido feito, mas fotografias foram divulgadas mostrando os Beckhams sentados em tronos de ouro.[115] Victoria usava uma coroa de diamantes criada para ela pelo designer de jóias Slim Barrett. Um total de 437 funcionários foram empregados para a recepção de casamento, que foi estimada em £ 500.000 (US $ 823.650).[112]

O casal comprou o que se tornou sua casa mais famosa por 2,5 milhões de libras em 1999;[116] a propriedade, que fica em 24 acres (9,7 ha) de terra, recebeu uma reforma de £ 3 milhões e foi posteriormente apelidada de Beckingham Palace pela mídia.[116]

CriançasEditar

Victoria e David Beckham têm quatro filhos: os filhos Brooklyn Joseph Beckham (nascido em 4 de Março de 1999, Portland Hospital, Londres),[117] Romeo James Beckham (nascido em 01 de setembro de 2002 em Portland Hospital, Londres),[118] Cruz David Beckham (nascido 20 de fevereiro de 2005 no Hospital Internacional Ruber, Madri);[119][120] e filha Harper Seven Beckham (nascida em 10 de julho de 2011 no Cedars-Sinai Medical Center, Los Angeles).[121][122][123] Elton John e David Furnish são declaradamente os padrinhos de Brooklyn e Romeo, e sua madrinha é Elizabeth Hurley.[124]

Imagem públicaEditar

Poder e influênciaEditar

Em 2007, foi relatado que Beckham era a 52ª mulher mais rica da Grã-Bretanha[125] e a 19ª pessoa mais rica da Grã-Bretanha com o marido David, com uma fortuna conjunta estimada de £ 112 milhões (US$ 225 milhões).[9] De acordo com o The Guardian, a Beckham Ventures, uma empresa ligada ao negócio de moda Victoria Beckham, foi a marca com melhor desempenho nos três negócios da família em 2012, chegando perto do faturamento correspondente em uma empresa irmã que promove a marca David Beckham.[7]

Em 2010, o trabalho de caridade de Beckhams com a Save the Children lhe rendeu uma indicação para o prêmio Do Something With Style, produzido pela VH1.[126] Ela é uma dos sócios da Elton John AIDS Foundation.[127] Beckham promove peles artificiais ou sintéticas. Sua posição contra a indústria de peles gerou elogios de organizações de defesa dos direitos dos animais, incluindo a PETA. Beckham afirmou que "apoia suas campanhas antipolo caras" e prometeu "nunca trabalhar com peles em nenhuma de suas próprias coleções de moda".[128] Em fevereiro de 2013, ela foi avaliada como uma das 100 mulheres mais poderosas do Reino Unido na categoria de moda pela Woman's Hour na BBC Radio 4.[129][130]

Em 2014, Beckham se juntou à campanha de Ban Bossy como porta-voz defendendo papéis de liderança para meninas.[131][132][133]

Beckham foi nomeada Diretor da Ordem do Império Britânico (OBE) no Ano Novo de 2017, por serviços prestados à indústria da moda.[134] Ela declarou que "se deleitava e se animou pelo reconhecimento", que seu marido também recebeu em 2003.[135] No entanto, como os homenageados de honrarias devem jurar segredo, e Beckham anunciou sua honra antes das honras da publicação oficial de Ano Novo de 2017, ela foi criticada pela "falta de ética" pelo deputado conservador Peter Bone.[136]

Supostos sequestros e ameaças de morteEditar

Em janeiro de 2000, uma denúncia aos detetives da Scotland Yard expôs um plano para seqüestrar Victoria e Brooklyn Beckham e mantê-los em uma casa em Hampstead, Londres.[137] A família foi então transferida para um local secreto, mas nenhuma prisão foi feita.[137] Mais tarde, em março de 2000, ela recebeu uma ameaça de morte antes de se apresentar no Brit Awards com as Spice Girls,[137] e no ensaio, uma luz laser vermelha apareceu em seu peito e ela saiu correndo do palco.[137] Depois que uma porta de incêndio foi encontrada aberta, foi pensado que havia um assassino lá, e Beckham revelou mais tarde que ela havia ficado apavorada com a experiência.[137] Em novembro de 2002, cinco pessoas foram presas depois que outro complô para o sequestro dela foi noticiado por um tablóide.[138] Todas as acusações foram retiradas depois que uma testemunha foi considerada não confiável.[139]

FilmografiaEditar

Televisão
Ano Título Papel Notas
2000 Victoria's Secrets Ela mesma Reality Show
2002 Being Victoria Beckham Ela mesma Reality Show
2003 The Real Beckhams Ela mesma Reality Show
2004 Victoria: A Mile In Their Shoes Ela mesma Reality Show
2007 Victoria Beckham: Coming to America Ela mesma Reality Show
2007 Ugly Betty Ela mesma Episódio: "A Nice Day for a Posh Wedding"
2008 Project Runway Juíza convidada Episódio: "Finale"
2009 Germany's Next Topmodel Juíza convidada Episódio: "Bed of Roses"
2010 American Idol Juíza convidada Episódio; "Denver Audition", Temporada 9
2010 SpongeBob SquarePants Queen Amphitrite Voz; Episódio: "The Clash of Triton"
Filmes
Ano Título Papel Notas
1997 Spice World Ela mesma / Posh Spice Framboesa de Ouro
Indicada – Prêmio Razzie por Pior Nova Estrela
Indicada – Nickelodeon Kids' Choice Awards por Atriz de Filme Favorito
Indicada – Blockbuster Entertainment Awards por Atriz Favorita - Comédia
2000 Manchester United: Beyond the Promised Land Ela mesma Documentário
2001 Zoolander Ela mesma
2007 Giving You Everything Ela mesma Documentário
2012 The Spice Girls Story: Viva Forever! Ela mesma Documentário

DiscografiaEditar

ÁlbunsEditar

Ano Álbum Posições nos Charts[140][141] [140][141][142][143][144] Vendas
UK IRL ALE AUT FRA HOL SUI SUE ITA DIN BEL NOR ISR CHI JAP BRA AUS
2001 Victoria Beckham
1 5 4 8 9 4 4 2 9 2 6 9 4 2 5 5 1 3,000,000

Álbuns cancelados/EPSEditar

Ano Álbum Faixas
2004 Open Your Eyes
  • Ano: 2004[145]
  • Gênero: Pop, Dance
  • Tipo: Álbum
  • Informação: Cancelado
  1. Let Your Head Go
  2. Open Your Eyes
  3. Be With You
  4. Full Stop
  5. Generate The Flow
  6. The Hustler
  7. 25 Minutes
  8. Me Without You
  9. I Should Have Known Better
  10. I'd Give It All Away
  11. Gone
  12. This Groove
2004 Come Together
  • Ano: 2004[145]
  • Gênero: R&B, Pop
  • Tipo: EP
  • Informação: Cancelado
  1. Come Together (feat. Wild Dragon)
  2. It's That Simple (feat. M.O.P.)
  3. That Dude
  4. Valentine
  5. Me & You This Time
  6. Resentment
2007 My Love Is For Real
  • Ano: 2007[145]
  • Gênero: R&B, Pop, Dance
  • Tipo: Álbum
  • Informação: Cancelado
  1. Every Little Thing
  2. My Love Is For Real
  3. Shake It (feat. Damon Dash)
  4. Can't Get Enought Of You DJ
  5. Right Back To You
  6. Back To Life
  7. Always Be My Baby
  8. Resentment
  9. Come Together (feat. Wild Dragon)
  10. It's That Simple (feat. M.O.P.)
  11. Let My Hair Down
  12. Feels So Good
  13. In Your Dreams

SinglesEditar

Ano Single Melhores posições Certificações Álbum
UK IRL ITA DIN AUT BEL NOR ESP ROM ISR CHI JAP FIL BRA AUS
2000 "Out of Your Mind" (feat. True Steppers & Dane Bowers) 2 4 3 20 10 39 10 4 1 2 2 5 3 27

Victoria Beckham
2001 "Not Such An Innocent Girl" 6 23 20 15 15 67 1 1 7 1 1 36

"A Mind of Its Own" 6 23 62 40 20 37 8

2003 "Let Your Head Go" 3 17 17 3 2 5 10

Open Your Eyes
"This Groove" 3 17 17 3 2 5 10

LivrosEditar

  • Learning To Fly - 13 de setembro de 2001
  • That Extra Half an Inch - 27 de outubro de 2006

Referências

  1. «Victoria Beckham Net Worth». TheRichest (website). TheRichest.com. Consultado em 28 de setembro de 2013 
  2. Descubra qual é o peso e altura das mulheres mais famosas do mundo .Resumo da Net.
  3. a b c d e f «Victoria Beckham». People. Consultado em 28 de setembro de 2013 
  4. a b c d e f «Watch this Spice». The Guardian. Consultado em 28 de setembro de 2013 
  5. «Spice Girls Facts». Consultado em 15 de dezembro de 2018. Arquivado do original em 24 de setembro de 2012 
  6. a b Whitworth, Melissa. «British Fashion Awards 2011: Victoria Beckham wins designer brand of the year». Telegraph. London. Consultado em 28 de setembro de 2013 
  7. a b Bowers, Simon. «Brand it like Beckham: family empire boasts combined profits of £4m». The Guardian. Consultado em 28 de setembro de 2013 
  8. a b c White, Belinda. «Victoria Beckham's fashion line on track to make £60m». Daily Telegraph. Consultado em 28 de setembro de 2013 
  9. a b «Britain's rich list – David and Victoria Beckham». The Sunday Times. London: Times Newspapers. Consultado em 28 de setembro de 2013 
  10. a b c d «Just an ordinary couple?». BBC News. Consultado em 28 de setembro de 2013 
  11. Morton, Andrew (2007). Posh & Becks. London: Simon and Schuster. p. 320. ISBN 978-1416953869 
  12. "Victoria Beckham". NNDB.
  13. «Victoria Beckham leaves hospital». BBC News. Consultado em 28 de setembro de 2013 
  14. «Frau Power! Victoria Beckham has German roots». 2008. Consultado em 15 de dezembro de 2018. Arquivado do original em 13 de outubro de 2017 
  15. «Victoria Beckham's 'alien' ancestry revealed». 2010 
  16. «Victoria Beckham». Celebrity Central. People.com. Consultado em 28 de setembro de 2013 
  17. a b Herman, James Patrick. «Victoria Beckham's guilty pleasures». cnn.com. Consultado em 28 de setembro de 2013 
  18. «Wannabe». Hello!. Consultado em 28 de setembro de 2013 
  19. a b «Posh breaks record book deal». BBC News. Consultado em 28 de setembro de 2013 
  20. "Posh v Posh: Spice Girl launches bid to claim club's nickname". The Independent. 6 November 2002.
  21. "Spice Girls Then... and Now". About.com.
  22. «My Life as a Spice Girl: Geri "Ginger Spice" Halliwell (Now Horner) Looks Back at the Beginnings of a Pop Culture Phenomenon». Marie Clarie. Consultado em 28 de setembro de 2013 
  23. «Spice Girls collection mission for Liz West». London: BBC News. Consultado em 28 de setembro de 2013 
  24. Spice Girls dismiss comeback plan BBC. Retrieved 18 September 2011
  25. «Here One She Made Earlier...». Dooyoo. Consultado em 28 de setembro de 2013. Arquivado do original em 12 de fevereiro de 2011 
  26. «Kylie and Beckham begin chart race». BBC News. Consultado em 28 de setembro de 2013 
  27. a b c «Posh Spice tops book chart». BBC News. Consultado em 24 de novembro de 2015 
  28. «Double chart triumph for Kylie». BBC News. Consultado em 28 de setembro de 2013 
  29. a b c «Beckham producer slights her talent». BBC News. Consultado em 7 de agosto de 2012 
  30. a b c d e f g «Beckham misses out on number one». BBC News. Consultado em 7 de agosto de 2012 
  31. «Victoria Beckham – A Mind of Its Own». foreverspice.com. Consultado em 28 de setembro de 2013. Arquivado do original em 12 de julho de 2013 
  32. a b «Beckham: 'I'm staying with label». BBC News. Consultado em 28 de setembro de 2013 
  33. Arlidge, John. «Is this Mr Right?». The Guardian. Consultado em 28 de setembro de 2013 
  34. a b «Posh parts with label». BBC News. Consultado em 28 de setembro de 2013 
  35. «Fuller scores Beckham brand deal». The Guardian. Consultado em 28 de setembro de 2013 
  36. «Posh gets push from her record label». The Guardian. Consultado em 28 de setembro de 2013 
  37. «Victoria Beckham's scrapped album leaked». Female First. Consultado em 7 de agosto de 2012 
  38. Regan, Susannah. «Beckham angry about album leak». Digital Spy. Consultado em 7 de agosto de 2012 
  39. «MTV News Round-Up 25 May 2004». MTV. Consultado em 7 de agosto de 2012. Arquivado do original em 10 de dezembro de 2007 
  40. «Beckham's Rapping Ridiculed». Contact Music. Consultado em 7 de agosto de 2012 
  41. «Posh Spice has finally done something to improve pop music». The Times. Consultado em 7 de agosto de 2012 
  42. «Nas spices up new Posh single». EW Magazine. Consultado em 7 de agosto de 2012 
  43. «Spice Girls announce reunion tour». BBC News. Consultado em 7 de agosto de 2012 
  44. «A decade on, Spice Girls rock in London gig». The Daily Telegraph. Consultado em 7 de agosto de 2012 
  45. «Victoria Beckham Confident in Spice Girls' Reunion». Softpedia. Consultado em 7 de agosto de 2012. Arquivado do original em 15 de novembro de 2005 
  46. «Shock! Horror! Posh Spice sleeps naked». news.com.au. Consultado em 7 de agosto de 2012 
  47. «Victoria Beckham's kids tell her: 'Posh Spice is back!'». The New Zealand Herald. Consultado em 7 de agosto de 2012 
  48. Schmidt, Veronica. «Spice Girls wow Canada in first of reunion concerts». The Times. London. Consultado em 7 de agosto de 2012 
  49. «New Spice Girls documentary on BBC One on 31 December». BBC Press Office. Consultado em 7 de agosto de 2012 
  50. «Spice Girls front Tesco advertising campaign». The Daily Telegraph. Consultado em 7 de agosto de 2012 
  51. Metcalfe, Luisa. «The Truth about the Spice Girls Reunion». OK!. Consultado em 7 de agosto de 2012. Arquivado do original em 3 de maio de 2012 
  52. a b "Spice Girls unveil West End show". BBC. Retrieved 26 June 2012
  53. «Spice Girl Mel B Dishes on New Musical». ABC News. Consultado em 7 de agosto de 2012 
  54. «Bolt's fast, but he can't outrun the Spice Girls!». HLN. Consultado em 7 de agosto de 2012 
  55. Copsey, Rob. «Spice Girls announce 2019 reunion tour - support act and ticket details». Official Charts Company. Consultado em 7 de agosto de 2012 
  56. «Watch this». The Guardian. London 
  57. «Weekly Viewing Summary. Scroll to w.e 10/03/02». BARB 
  58. «Beckham brings 8m to ITV1». The Guardian 
  59. «Nights with the laydeez». The Guardian 
  60. «Weekly Viewing Summary. Scroll to w.e 28/12/03». BARB 
  61. «The Real Beckhams». Amazon 
  62. «Beckhams 'may stay on in Spain'». BBC News 
  63. «Beckham tickets for secret bidder». BBC News 
  64. a b «What a swell party». The Times 
  65. «Weekly Viewing Summary. Scroll to w.e 28/05/06». BARB 
  66. a b «Victoria Beckham savaged by US critics». The Daily Telegraph 
  67. «Weekly Viewing Summary. Scroll to w.e 22/07/07». BARB 
  68. Silverman, Stephen M.«Victoria Beckham to Star in NBC Reality Show». People 
  69. Welsh, James. «Victoria Beckham to guest on 'Ugly Betty'». Digital Spy 
  70. Serjeant, Jill. «Victoria Beckham says no plans for LA movie career». Reuters 
  71. Foxley, David. «At Project Runway Show, Victoria Beckham Nearly Releases Cat From Bag 8 February 2008». The New York Observer. Consultado em 16 de dezembro de 2018. Arquivado do original em 12 de julho de 2013 
  72. Tippetts, Cher. «Victoria Beckham Turned Down Sex and the City». Entertainment Wise 
  73. «Posh spices up Fashion Week». BBC News. Consultado em 24 de novembro de 2015 
  74. «Posh sticks with D&G». Vogue. Consultado em 24 de novembro de 2015. Arquivado do original em 5 de agosto de 2007 
  75. «Posh outs Naomi as Rocawear Queen». Contact Music. Consultado em 24 de novembro de 2015 
  76. a b «Victoria Beckham». OK! Magazine. Consultado em 24 de novembro de 2015. Arquivado do original em 1 de setembro de 2007 
  77. «Posh on the catwalk». The Age. Consultado em 24 de novembro de 2015 
  78. «Katie Holmes: I Love Calling Tom 'Husband'». People. Consultado em 24 de novembro de 2015 
  79. a b c «Chinese get new fashion guru: Victoria Beckham». Reuters. Consultado em 24 de novembro de 2015 
  80. «Victoria Beckham Launches A Fashion Website». Entertainment Wise. Consultado em 24 de novembro de 2015 
  81. Nichols, Michelle. «Victoria Beckham debuts fashion label in New York». Reuters. Consultado em 24 de novembro de 2015 
  82. «Graduate Fashion Week». The Daily Telegraph. London. Consultado em 24 de novembro de 2015 
  83. «Smell like Posh and Becks with new fragrances». MSN. Consultado em 24 de novembro de 2015 
  84. Niven, Lisa. «Victoria Beckham's luxury fragrance». Consultado em 24 de novembro de 2015 
  85. «Victoria Beckham's Make-Up Line – V-Sculpt in Tokyo». styleteria.com. Consultado em 24 de novembro de 2015 
  86. «Grinning isn't glamorous». The Guardian. Consultado em 24 de novembro de 2015 
  87. «Marc Jacobs latest look: Posh». The New Zealand Herald. Consultado em 24 de novembro de 2015 
  88. «In Pictures: Victoria Beckham's Best Magazine Covers». LDN Fashion. Consultado em 24 de novembro de 2015 
  89. «Victoria Beckham in Russian Vogue». Vogue. Consultado em 24 de novembro de 2015 [ligação inativa]
  90. Park, Andrea. «Victoria Beckham's First Collection for Reebok Is Here—and It's Inspired by Shaq». Glamour (em inglês). Consultado em 24 de novembro de 2015 
  91. «Victoria Beckham impresses on debut». The Guardian. Consultado em 24 de novembro de 2015 
  92. Milligan, Laura. «Beckham's Boost». Consultado em 24 de novembro de 2015 
  93. «On Twitter». Vogue. Consultado em 24 de novembro de 2015 
  94. Fury, Alexander (9 de fevereiro de 2014}). «Fashion victim to style victor: Victoria Beckham's journey from Spice Girl to respected fashion designer». The Independent. Consultado em 24 de novembro de 2015  Verifique data em: |data= (ajuda)
  95. «You Can Shop Victoria Beckham For Target Right Now». POPSUGAR Fashion (em inglês). Consultado em 24 de novembro de 2015 
  96. «Victoria Beckham Sells Her Clothes Herself». The New York Times. Consultado em 24 de novembro de 2015 
  97. «Learning to Fly». Amazon. Consultado em 24 de novembro de 2015 
  98. «I've never read a book, says Posh». The Guardian. Consultado em 24 de novembro de 2015 
  99. «I've never read a book, says Posh». The Guardian. Consultado em 24 de novembro de 2015 
  100. «Tough-love diet book in the spotlight after plug from Victoria Beckham». The Independent. Consultado em 24 de novembro de 2015 
  101. Ford Rojas, John-Paul. «I've never read a book in my life, admits Victoria Beckham». The Independent. Consultado em 24 de novembro de 2015 
  102. «Beckham Reads First Chapter». San Francisco Chronicle. Consultado em 24 de novembro de 2015 
  103. a b «That Extra Half an Inch: Hair, Heels and Everything In Between». Amazon. Consultado em 24 de novembro de 2015 
  104. «The Sunday Times Bestsellers». The Sunday Times. Consultado em 24 de novembro de 2015 
  105. "Victoria Beckham To Corey Haim: 'You Never Touched My Raspberry'". E!. September 2007.
  106. a b «American Idols». W. Consultado em 14 de setembro de 2013. Arquivado do original em 14 de fevereiro de 2009 
  107. a b «David and Victoria Beckham: Can they mend it like Beckhams?». The Independent. Consultado em 14 de setembro de 2013 
  108. Juliette Wills. «Victoria Beckham owes me everything». Consultado em 14 de setembro de 2013 
  109. «Girl Power». Shoot. Consultado em 14 de setembro de 2013 – via "The Spice Girls wearing football kits in Shoot!, January 25, 1997" by 'Museum of Jerseys' on Twitter 
  110. «Will Brand Beckham break America?». BBC News. Consultado em 14 de setembro de 2013 
  111. Rupert Neate. «What am I bid? Prices go through the roof at Christie's handbag auction | Fashion». The Guardian. Consultado em 2 de junho de 2017 
  112. a b «Wedded spice». BBC News. Consultado em 14 de setembro de 2013 
  113. «David and Victoria tie the knot». BBC News. Consultado em 14 de setembro de 2013 
  114. «Beckhams Coming to America». Fox News. Consultado em 14 de setembro de 2013 
  115. «Sun pips OK! to Posh wedding photos». BBC News. Consultado em 14 de setembro de 2013 
  116. a b «Beckingham Palace, our lovely home». The Independent. Consultado em 14 de setembro de 2013 
  117. Pook, Sally. «Posh Spice gives birth to baby boy called Brooklyn». The Daily Telegraph. Consultado em 14 de setembro de 2013 
  118. «Posh gives birth to second son». BBC News. Consultado em 14 de setembro de 2013 
  119. «Beckhams celebrate birth of Cruz». BBC News. Consultado em 14 de setembro de 2013 
  120. Silverman, Stephen M. «David, Victoria Beckham Have a Third Son». People. Consultado em 14 de setembro de 2013 
  121. Byrne, Alla and Perry, Simon «Victoria and David Beckham Welcome a Daughter». People. Consultado em 14 de setembro de 2013 
  122. "Victoria Beckham and David Beckham welcome baby girl". Washington Post. 10 July 2011. Retrieved 10 July 2011.
  123. "Victoria Beckham – Beckhams Celebrate As Baby Girl Is Born". Contactmusic.com. 10 July 2011. Retrieved 10 July 2011.
  124. «Beckhams host glitzy christening». BBC News. Consultado em 14 de setembro de 2013 
  125. «Women's rich list – Victoria Beckham». The Times. London. Consultado em 14 de setembro de 2013 
  126. «Do Something». Do Something. Consultado em 14 de setembro de 2013 
  127. «Our Patrons - Elton John AIDS Foundation». Consultado em 14 de setembro de 2013 
  128. «Victoria Beckham says 'No' to Fur». Contact Music. Consultado em 14 de setembro de 2013 
  129. http://www.bbc.co.uk/programmes/b007qlvb/features/power-list-100 BBC Radio 4, Woman's Hour Power list
  130. news release. «Woman's Hour Power List highlights success of extraordinary women but reveals serious gaps in key areas». bbc.co.uk. BBC. Consultado em 14 de setembro de 2013 
  131. Lee, Jolie. «Beyonce, Jennifer Garner, Jane Lynch join 'Ban Bossy" campaign. USA Today 10 March 2014 | Retrieved 8 Aug 2014». USAToday.com. Consultado em 14 de setembro de 2013 
  132. «Facebook COO Sandberg's ludicrous crusade against bossy». New York Post. Consultado em 14 de setembro de 2013 
  133. «Beyoncé, Jennifer Garner, Jane Lynch join prominent women in #BanBossy campaign». New York Daily News. Consultado em 14 de setembro de 2013 
  134. «Beyoncé, Jennifer Garner, Jane Lynch join prominent women in #BanBossy campaign». Consultado em 14 de setembro de 2013 
  135. «Victoria Beckham 'delighted and humbled' to receive OBE in Queen's New Year's Honours list». International Business Times UK. Consultado em 14 de setembro de 2013 
  136. «Fury as Victoria Beckham 'reveals OBE honour'». Sky News. Consultado em 14 de setembro de 2013 
  137. a b c d e Foggo, Daniel; Bamber, David; Lusher, Adam. «Five are held in Beckham kidnap plot». The Daily Telegraph. Consultado em 14 de setembro de 2013 
  138. «PCC clears NoW over Beckham kidnap case». The Guardian. Consultado em 14 de setembro de 2013 
  139. «Beckham 'kidnap' case collapses». BBC News. Consultado em 14 de setembro de 2013 
  140. a b [1]
  141. a b [2].
  142. "Geri Halliwell > Charts & Awards > Billboard Albums". Allmusic. Consultado em maio 10 2008.
  143. "Chartverfolgung / Geri Halliwell / Longplay". MusicLine.de. Consultado em 28 julho 2008.
  144. "Discography Geri Halliwell". ItalianCharts.com. Consultado em maio 10 2008.
  145. a b c «Lady GaGa». Allmuisc (em inglês). Rovi Corporation. Consultado em 14 de dezembro de 2009 
  146. a b c http://www.aria.com.au/pages/aria-charts-accreditations-singles-1999.htm
  147. a b c http://www.aria.com.au/pages/aria-charts-accreditations-singles-2001.htm

Ligações externasEditar