Vida Roubada

telenovela brasileira produzida e exibida pelo SBT

Vida Roubada é uma telenovela brasileira produzida e exibida pelo SBT entre 14 de novembro de 1983 e 7 de junho de 1984, em 178 capítulos, às 19h, substituindo O Anjo Maldito e sendo substituída Meus Filhos, Minha Vida. Baseada na mexicana Ha llegado una intrusa, de Marissa Garrido, foi escrita por Raymundo López, sob direção de Antonino Seabra e Eduardo Linardi e direção geral de Waldemar de Moraes.[1] Foi a primeira novela de longa duração do SBT e a primeira com cenas externas.[1]

Vida Roubada
Vida Roubada
Informação geral
Formato Telenovela
Gênero Melodrama
Duração 45 minutos
Criador(es) Raymundo López
Baseado em Ha llegado una intrusa, de Marissa Garrido
Elenco
País de origem  Brasil
Idioma original português
Episódios 178
Produção
Diretor(es) Waldemar de Moraes
Tema de abertura "Vida", Altemar Dutra
Exibição
Emissora original SBT
Formato de exibição 480i (SDTV)
Transmissão original 14 de novembro de 1983 – 7 de junho de 1984

Conta com Suzy Camacho, Eliane Giardini, Fausto Rocha Jr., Maria Estela, Rogério Márcico, Ana Rosa, Maria Luíza Castelli e Mário Cardoso nos papéis principais.

Enredo editar

Alice é uma orfã criada por caridade num refinado internato em Porto Alegre, onde se tornou amiga da rebelde Hilda, que não volta para casa desde a morte da mãe aos 6 anos. As duas fogem do internato, porém quando Hilda morre num acidente, Alice, sem ter ninguém no mundo, assume a identidade da amiga e volta à fazenda dos Albuquerque, onde encontra um clima hostil: o pai Afonso nunca gostou da filha por remeter à primeira mulher, a madrasta Virgínia a odeia por ser herdeira da metade dos bens e a governanta Esperança – que foi amante do fazendeiro – logo descobre a verdadeira identidade da intrusa e passa a ameaça-la.

Em meio a crise familiar, Alice se apaixona por Carlos, administrador da fazenda, porém ela se torna alvo de desejo do médico Alfredo, enquanto o rapaz é amado pela fútil Nely. Quem também gosta de Alice é o órfão Gabriel, o amor secreto de Margarida, noiva de Carlos que não o ama. Tudo se complica quando Hilda, que sobreviveu ao acidente, volta sob o nome de Verônica para infernizar Alice quando também se apaixona por Carlos. Em dado momento também ressurge Daniela, mãe de Hilda que todos pensavam estar morta, mas que havia sido expulsa da fazenda por Afonso após trai-lo.

Elenco editar

Ator/Atriz Personagem
Suzy Camacho Alice Campos / falsa Hilda
Eliane Giardini Hilda de Albuquerque Rosas / Verônica
Fausto Rocha Jr. Carlos Moraes
Maria Estela Virgínia Albuquerque Rosas
Rogério Márcico Afonso de Albuquerque Rosas
Ana Rosa Daniela de Albuquerque Rosas
Maria Luíza Castelli Esperança Montenegro
Mário Cardoso Alfredo Carvalho
Thaís de Andrade Nely Carvalho
Roberto Scudero Gabriel
Antônio Petrin Henrique Moraes
Yara Lins Maria Amélia Carvalho
Luiz Carlos de Moraes Maurício Carvalho
Marta Volpiani Margarida Junqueira
Ruthinéa de Moraes Cibele Junqueira
Henrique César Estevão Junqueira
Marisa Fully Coelho Berta Junqueira
Renato Borghi Juca Tam-Tam
Fábio Mássimo Luiz Montenegro
Bruno Barroso Rica
Alberto Baruque Tonho
Rubens Rollo Tadeu
Noeli Pinne Nina
Felipe Donovan Fábio
Rubens Rollo Eder

Participações especiais editar

Ator/Atriz Personagem
Raymundo de Souza Johnny Reagan
Yara Grey Diretora Noemia

Reprise editar

Foi reprisada entre 19 de Junho de 1986 a 13 de fevereiro de 1987, às 14h30, em 171 capítulos substituindo Angelito e sendo substituída por Jogo do Amor.

Trilha sonora editar

Vida roubada não teve trilha sonora lançada comercialmente. As canções a seguir fazem parte do LP do programa Vamos Nessa, lançado pela gravadora RCA (hoje Sony BMG) e foram aproveitadas para a novela, que traz na capa o aviso: "Incluindo temas da novela Vida Roubada do SBT".

Referências

  1. a b Xavier, Nilson. «Vida Roubada». Teledramaturgia. Consultado em 6 de novembro de 2020 
  Este artigo sobre telenovelas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.