Waldemar Dalenogare Neto

crítico de cinema, pesquisador e professor universitário brasileiro

Waldemar Dalenogare Neto (Porto Alegre, 3 de abril de 1991), mais conhecido como Dalenogare, é um crítico de cinema, pesquisador, historiador e professor universitário brasileiro.[4] Foi o primeiro sul-americano[5] a entrar para a Critics Choice Association, que organiza o Critics' Choice Movie Awards.[6] Também é membro da Film Independent (onde vota no Prêmios Independent Spirit),[7] Academia Brasileira de Cinema,[8] Online Film Critics Society (OFCS)[9] e diretor do CINESOV (Centro de Estudos do Cinema Soviético).[10]

Waldemar Dalenogare Neto
Conhecido(a) por Dalenogare
Nascimento 3 de abril de 1991 (33 anos)[1][2]
Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil
Residência Estados Unidos
Nacionalidade brasileiro
Alma mater Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Universidade Wesleyan[3]
Profissão
Página oficial
dalenogare.com

É doutor em história pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, onde apresentou a tese "Os Estados Unidos e a Operação Condor", além de ser pós-graduado em cinema pela Universidade Wesleyan.[11] Atualmente mora nos Estados Unidos,[12] onde trabalha em um laboratório de pesquisa vinculado à Universidade de Boston, na qual é professor visitante.[2] A partir de 2019 passou a falar sobre cinema no próprio canal no YouTube, chamado Dalenogare Críticas.[13] Em junho de 2021, Dalenogare foi o responsável por descobrir a primeira menção ao termo Óscar na imprensa, que estava na coluna "Cinematters" do jornalista Relman Morin no "Los Angeles Evening Post-Record" em 5 de dezembro de 1933.[14]

Biografia e carreira editar

Waldemar Dalenogare Neto obteve seu doutorado em História pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Na mesma universidade obteve o Bacharel, e é Licenciado e Mestre em História, onde também recebeu duas láureas acadêmicas por conta de seu desempenho. Dalenogare pesquisa a história dos Estados Unidos com foco na área política, e o relacionamento da política externa com os direitos humanos. Teve um projeto de liberação de documentos aprovados pela National Archives and Records Administration, nos Estados Unidos, no qual foi o responsável por abrir registros da Argentina e Uruguai durante a administração de Ronald Reagan (1981 – 1989), sendo o primeiro brasileiro a conseguir realizar o trabalho na área. Autorizado pela Biblioteca do Congresso, fez a primeira compilação em língua inglesa os depoimentos pré-julgamento dos nazistas em Nuremberg. Também fez estágios de pesquisa na Ronald Reagan Presidential Foundation and Library e na Richard Nixon Presidential Library.[8]

Em relação ao cinema, Dalenogare começou a publicar suas críticas sobre filmes em 2011.[12] Em 2016 foi pessoalmente fazer a cobertura do Óscar como editor do IMDb (antes do site ser comprado pela Amazon) e posteriormente foi contratado para trabalhar como tradutor. Mais tarde, passou a reportar a premiação no próprio site e a publicar suas críticas no YouTube, no canal Dalenogare Críticas. Em 2020 foi o primeiro membro sul-americano aprovado pela Critics Choice Association, associação que organiza o prêmio Critics' Choice Movie Awards.[15]

Em maio de 2022, Dalenogare esteve envolvido no processo de discussão da Academia Brasileira de Cinema para redefinir o processo de escolha do candidato brasileiro ao Oscar, ao lado de nomes como Aly Muritiba e Bárbara Paz.[16] Em julho de 2022, foi anunciado como um dos membros do comitê para selecionar os filmes que representarão o Brasil no Oscar.[17]


Dalenogare Críticas
Ocupação crítico de cinema, pesquisador e professor universitário
Carreira no YouTube
Servidor(es) YouTube
Gênero Cinema
Período de atividade 2019-presente
Inscritos + 200 mil (em julho de 2023)
Visualizações + 31 milhões (em julho de 2023)
Afiliação(ões) Film Independent
Online Film Critics Society
Academia Brasileira de Cinema
Critics Choice Association

Bibliografia editar

Livros editar

  • Pelas lentes da televisão: Propaganda e política na eleição presidencial estadunidense de 1960, Createspace Independent Publishing Platform (21 julho 2015) - ISBN-10 150095876X - ISBN-13 978-1500958763
  • Guia de cinema 2015 ISBN: 1537498630[18]
  • Guia de cinema 2016 ISBN: 154429574X[18]
  • A Política Externa dos Direitos Humanos Do Governo Carter Para O Chile, Createspace Independent Publishing Platform (4 maio 2016), ISBN-10 1533108781 - ISBN-13 978-1533108784
  • Guia de cinema 2017 ISBN: 198638621X[18]
  • Histórias do Oscar: Os anos iniciais, ASIN: B07R2JHZHV, Editora: Dalenogare Books (9 maio 2019)[19]
  • Repulsion, assinatura do livreto do blu-ray do filme a ser lançado pela Brotherhood no Brasil [20]

Artigos acadêmicos editar

Prêmios editar

Ver também editar

Referências

  1. «One-Eyed Jacks (A Face Oculta) – 1961». Dalenogare. Consultado em 12 de fevereiro de 2021 
  2. a b «Dalenogare se torna o primeiro sul-americano membro da Critics Choice». Feededigno. Consultado em 13 de fevereiro de 2021 
  3. «Little Caesar (Alma no Lodo) – 1931». Consultado em 13 de fevereiro de 2021 
  4. «Fundaj debate os impactos da pandemia no cinema brasileiro». Folha de Pernambuco. Consultado em 8 de fevereiro de 2021 
  5. «Põe na Lista: crítico Dalenogare fala sobre o Critics Choice e as principais premiações do mundo do cinema». NSC Total. Consultado em 13 de abril de 2021 
  6. «Waldemar Dalenogare Neto». Critics Choice. Consultado em 7 de fevereiro de 2021 
  7. «Sobre o autor». dalenogare.com. Consultado em 8 de fevereiro de 2021 
  8. a b «Waldemar Dalenogare Neto». Academia Brasileira de Cinema. Consultado em 8 de fevereiro de 2021 
  9. «Waldemar Dalenogare Neto». Online Film Critics Society. Consultado em 6 de fevereiro de 2021 
  10. a b «Escuridão, resistência e silêncio em Le silence de la mer, de Jean-Pierre Melville». Revista USP. Consultado em 8 de fevereiro de 2021 
  11. «Waldemar Dalenogare Neto». Currículo Lattes. Consultado em 14 de julho de 2023 
  12. a b «"Conheça o primeiro e único votante brasileiro do Critics Choice Awards"». Santa Portal. Consultado em 8 de julho de 2021 
  13. Dalenogare Críticas (vídeo). Brasil: Dalenogare Críticas (YouTube). Consultado em 12 de fevereiro de 2021 
  14. «Descoberta: primeira menção ao nome Oscar na imprensa». Dalenogare. Consultado em 7 de julho de 2021 
  15. ELE SE TORNOU O PRIMEIRO SUL-AMERICANO MEMBRO DA CRITICS CHOICE | BATE-PAPO COM @Dalenogare Críticas (vídeo). Brasil: Feededigno (YouTube). Consultado em 8 de julho de 2021 
  16. «"Oscar 2023 - Regulamento». Portal Exibidor. Consultado em 5 de maio de 2022 
  17. «ACADEMIA BRASILEIRA DE CINEMA ANUNCIA OS 25 MEMBROS DA COMISSÃO DE SELEÇÃO DO OSCAR». Portal Exibidor. Tonks. Consultado em 20 de julho de 2022 
  18. a b c d «Artigos e Livros». Dalenogare. Consultado em 12 de fevereiro de 2021. Cópia arquivada em 29 de novembro de 2020 
  19. «Histórias do Oscar: Os anos iniciais». Amazon. Consultado em 14 de fevereiro de 2021 
  20. Rodrigo Oliveira (2 de novembro de 2021). «Confira todos os detalhes do primeiro título da BROTHERHOOD!». Blog do Jotacê. Consultado em 6 de novembro de 2021 
  21. Waldemar Dalenogare Neto. «O mito de Camelot a partir do filme Jackie, de Pablo Larraín». Uni Rio. Consultado em 1 de novembro de 2021 
  22. «Tese de doutorado em História da PUCRS vence Prêmio Fulbright-Capes de Tese 2021». PUCRS. 10 de dezembro de 2021. Consultado em 10 de dezembro de 2021. Cópia arquivada em 10 de dezembro de 2021 

Ligações externas editar