Abrir menu principal
Um foguete V-2, em Peenemünde, no leste da Alemanha.

Wunderwaffen foi um termo usado durante a Segunda Guerra Mundial pelo Ministério da Propaganda do Terceiro Reich para se referir as "super-armas" criadas e/ou planejadas pela indústria bélica alemã.

A situação da guerra começou a piorar pra a Alemanha ao final de 1942 e começo de 1943. O governo alemão passou então a afirmar, para o povo e os militares, que as "super armas" iriam reverter o quadro da guerra. Na realidade, vários projetos ficaram no papel ou encontraram enormes problemas nas fazes de design e testes. Na realidade, não havia prospecto dessas armas entrarem em ação ou se elas realmente fariam a diferença já que a Alemanha sofria, desde a metade do conflito, com a falta de pessoal e falta de matérias-primas e combustíveis. Algumas dessas armas chegaram a ser produzidas em massa, mas não alteraram o curso da guerra. Entre elas estão os submarinos Tipo XXI e o tanque Panther V que foram apressadamente colocados nas linhas de produção e seu resultado operacional foi decepcionante.[1][2] Contudo, vários designs foram reaproveitados após a guerra, como o fuzil modelo StG 44, os foguetes V-2 e os caças a jato Me 262.

MarinhaEditar

Carros de combateEditar

AviõesEditar

Helicópteros de combateEditar

Bombas e explosivosEditar

ArtilhariaEditar

MísseisEditar

 
Míssil Wasserfall.
 
Um foguete V2 sendo disparado, no verão de 1943.

FuzisEditar

Equipamento de suporteEditar

Ver tambémEditar

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre tópicos militares é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
  1. Willy Ley, "V-2: Rocket Cargo Ship" Astounding Science Fiction, May 1945, repr. Famous Science-Fiction Stories: Adventures in Time and Space, (ed. J. Francis McComas, Raymond J. Healy, [1946], 1957), p. 359.
  2. «Wunderwaffe – How The Nazi's Planned A Futuristic 'Super War'». Consultado em 31 de outubro de 2019