Abrir menu principal
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Fuzil (desambiguação).
Rifle Ação Mauser Mauser-Vergueiro (1904)
AR ArmaLite Rifle M16A2 (1957)
Rifle'fuzil'FN FAL M964 A1(Para-FAL) - 7,62mm OTAN NATO
Rifle 'Fuzis' Tokarev e Simonov em selo da Rússia
Rifle Automático brasileiro tipo BullPup LAPA FA-03 c/baioneta. Projetado por Nelmo Suzano (1930-2013).[1]

Na verdade, Mundialmente o mais usado para se referir a fuzil é o termo Rifle. Sendo que Carabina ou Rifle são Designações usadas p/ armas de fogo portáteis, de cano Longo (maior que 28 cm). Podem ser de Repetição (bolt Action, Alavanca ou Corrediça "pump"), Semi-Automáticos ou totalmente automáticos. O termo Rifle ou Refle, são palavras de Origem Língua inglesa. A diferença entre RIFLE "fuzil" e CARABINA (carbine) é apenas o tamanho do cano, tendo a Carabina (carbine) cano menor que 46cm ou 18". Tanto RIFLE "fuzil" quanto a CARABINA para corretamente receberem essas designações precisam ter cano c/ alma raiada, sendo por definição "espingarda" apenas as armas de fogo c/ cano Longo de alma Lisa.

Eugene Stoner, um dos Maiores projetistas de Armas de todos os tempos, idealizou uma Arquitetura para Rifles, que ficou sendo uma das Duas mais conhecidas, o projeto recebeu a Designação de AR ArmaLite AR-15, atualmente de forma ERRADA, a mídia e tantos outros dizem se tratar de abreviação para Assalt Rifle, quando na verdade o Correto é ArmaLite RIFLE já que desde o inicio do projeto, o objetivo era uma Arma Segura, funcional e o + Leve possível.

A denominação "fuzil" tem origem no nome da peça metálica das antigas espingardas de pederneira que, percutida pelo silex (pederneira), produzia a faísca que originava a deflagração, viabilizando o disparo do projétil. A palavra "fuzil" (rifle) acabou por ser utilizada para designar, não apenas a peça metálica, mas toda a arma em si.

Até cerca de 1888 o termo Fuzil quase nunca foi utilizado na Língua Portuguesa se não no meio Militar, sendo no meio civil usada preferencialmente a designação "espingarda", o que é errado. Contudo, no final do século XIX, no Brasil, em virtude da influência militar francesa neste país, o termo começou a ser usado para designar as Armas Longas c/ cano de alma raiada. Já em Portugal, o termo "Fuzil" continuou a ser raramente utilizado, tanto em Portugal como no Resto do Mundo, o termo mais utilizado é Rifle, vide NRA ( National Rifle Association ) em USA.

O Exército Brasileiro, ainda mantem o FN FAL como seu Rifle padrão, o qual está a ser gradativamente substituído pela Carabina IMBEL IA-2 (parecido c/ o FN SCAR) no Exército Brasileiro e na Marinha do Brasil (e também o Heckler & Koch HK33 na Força Aérea Brasileira e o Colt M-16A2 no Corpo de Fuzileiros Navais).

Atualmente a Carabina Padrão no Exército dos Estados Unidos é a M4 (carabina), já o Rifle americano M16 (fuzil) foi usado como padrão pelo exercito estadunidense durante Guerra Fria e na guerra do Vietnã, ele enfrentava o AK-47 Russo, desenvolvido por Mikhail Kalashnikov. O AK-47 e seus derivados estão presentes pelo mundo em quantidades abundantes dadas as suas qualidades: rusticidade, confiabilidade e baixo custo; outro fator contribui decisivamente para a facilidade de obtenção desse RIFLE (fuzil) foi sua distribuição pela extinta União Soviética, de onde é originário, para os mais diversos movimentos de matiz socialista durante a Guerra Fria e, ainda, as variantes produzidas em variados graus de qualidade por diversos outros países, desde Bélgica, como China, Romênia, Sérvia e mesmo, mais recentemente, Estados Unidos. É interessante notar que tais derivados não são necessariamente cópias produzidas sob Licença, o que contribui ainda mais para disponibilidade praticamente universal desse Rifle fuzil, usado desde exércitos regulares, forças rebeldes das mais variadas, terroristas a organizações criminosas.

Espingarda vs. FuzilEditar

Em Portugal o termo Espingarda designa uma arma de fogo portátil de cano Longo. Abrange o que no Brasil é designado por rifle ou fuzil, termo que não é usado em Portugal. A designação espingarda é entendida vulgarmente como qualquer arma de cano longo, o que é errado pois de acordo com o Regime Jurídico das Armas e Munições (Lei 5/2006 de 23 de Fevereiro), só deverão ser classificadas como "Espingardas" as armas de fogo longas com cano de alma lisa, devendo as de alma raiada ser classificadas "Carabinas" . O Exército Português designa as suas armas longas de assalto como "Espingardas", apesar de serem de alma raiada.

No Brasil o termo espingarda é usado para designar o que em Portugal é chamado espingarda caçadeira ou, popularmente, caçadeira, ou seja uma arma longa de caça, de cano não raiado. Este tipo de arma utiliza, em geral, munições carregada com múltiplos bagos (ou balins) esféricos de chumbo. Em Portugal estes são divididos em 2 grupos chumbos de caça (vulgo chumbo) quando têm diâmetro até 4,5 mm ou zagalotes quando maiores. Dependendo da finalidade, podem empregar também projétil singular, balote no Brasil ou bala de caça em Portugal, ou eventualmente para caça os "flechettes", sendo os últimos proibidos em muitos países. Nomes populares, errados e que devem ser evitados são "cartucheiras" e "escopeta". As espingardas mais comuns são as de calibre 12. Um tipo de arma de fogo longa não raiada que às vezes é confundida com espingarda é a garrucha.

No Brasil existia o Decreto nº 3665, de 20 de novembro de 2000 (conhecido como R-105) que foi substituído pelo Decreto 10030 de 30 de setembro de 2019. O 3665 estabelecia, entre outras coisas, no art 2º, a seguinte definição: Item XXXVII - Carabina: arma de fogo portátil semelhante ao fuzil, com dimensões reduzidas, menor que o fuzil, de cano longo, com alma raiada (estrias dentro do cano); Item XLIX - Espingarda: arma de fogo portátil, de cano longo, com alma lisa (sem estrias); Item LIII - Fuzil: arma de fogo portátil, de cano longo e alma raiada. Esse mesmo decreto não faz referências ao termo "rifle". Nenhuma classificação nesse assunto pode ser considerada conclusiva, pois não há padronização entre os países nem de nomenclatura, nem de definição.

Visão GeralEditar

Inicialmente, os rifles eram armas de precisão, enquanto a infantaria fazia uso regular da maior potência de fogo dos robustos mosquetes, com munição de mosquete com calibres até 19 mm (0,75 polegadas). Benjamin Robins, um matemático Inglês, percebeu que um projétil alongado conservaria a massa e a energia cinética de uma bola de mosquete e cortaria o ar com maior facilidade. O inovador trabalho de Robins e outros teria, até ao final de século XVIII, ganho aceitação. Por meados do século XIX, porém, a produção industrial tinha avançado suficientemente para que o mosquete fosse substituído por uma série de fuzis - geralmente de tiro simples, com carregamento pela culatra - concebidos para ser usado por soldados individualmente. Assim como agora, os fuzis tinham uma coronha, quer seja fixa ou dobrável, para serem apoiadas contra o ombro quando os fuzis eram disparados. Os primeiros fuzis militares, tais como os fuzis Baker, eram mais curtos que os mosquetes da época, e geralmente a arma de um atirador. Até o início do século XX os fuzis tendiam a ser muito longos, um Martini-Henry de 1890 tinha de quase 2 m (6 pés) de comprimento com uma baioneta fixa. A demanda por armas mais compactas para a cavalaria levou à carabina ou aos fuzis curtos.

ClassificaçãoEditar

No Brasil existia o Decreto nº 3665, de 20 de novembro de 2000 (conhecido como R-105) que foi substituido pelo Anexo 1 do Decreto 10030 de 2019 [2]

O 3665 estabelecia, entre outros fatores, no art 3º,[3] a seguinte definição: Item XXXVII - Carabina: arma de fogo portátil parecido com fuzil, mas com dimensões reduzidas, menor que o fuzil, de cano longo, com alma raiada (estrias dentro do cano); Item XLIX - Espingarda: arma de fogo portátil, de cano Longo, com alma Lisa (sem estrias); Item LIII - Fuzil: arma de fogo portátil, de cano longo e alma raiada. Esse mesmo decreto não faz referências ao termo "rifle". Nenhuma classificação nesse assunto pode ser considerada conclusiva, pois não há padronização entre os países nem de nomenclatura, nem de definição. A seguir, uma maneira simples e genérica de classificação:

AçãoEditar

Os fuzis podem ser classificados quanto à sua ação:

  • Monotiro ou single shot - a arma precisa ser alimentada diretamente na câmara após cada disparo;
  • De Repetição - a arma é recarregada por ação do atirador num mecanismo da arma, independente do curso do gatilho (ex.: ação - Karabiner 98k, ação de ferrolho (bolt action), alavanca - Winchester, ação de bomba (pump action);
  • Semi-automática ou auto - é recarregada automaticamente aproveitando a expansão dos gases após o disparo;
  • Rajada ou burst - dispara de 3 a 5 tiros, dependendo do modelo, a cada ação do gatilho.
  • Automática ou full auto - é recarregada automaticamente aproveitando a expansão dos gases e realiza disparos consecutivos com uma única ação do gatilho.

FinalidadeEditar

 
Short Rifle Kalashnikov AK-47 (1947)

Os Rifles podem ser classificados de acordo com sua aplicação tática:

  • Rifle de precisão (sniper rifle) - Dotado de mira telescópica, é geralmente mais longo. Tem aplicação bélica, policial ou para caça. É usado principalmente para tiros de longas distâncias em alvos certos;
  • Rifle de Assalto (assalto = p/ entrada rápida) (assault rifle) - é o principal tipo de arma longa utilizada em combates militares ou policiais. É dotado geralmente de um registro de seleção de ação Semi ou Full Auto. Alguns modelos mais modernos têm a opção de dois ou três tiros em seqüência (multi-burst mode). Em geral os Rifles para o uso policial na verdade são Carabinas "carbine" por ter menor comprimento e a coronha pode ser rebatível ou retrátil. (AK-47, FAL, ParaFAL, M4A1 e M16 são alguns exemplos).

Referências

  1. Plano Brazil - "Morre o projetista Nelmo Suzano." Visitado em 20 de janeiro de 2015.
  2. {{Citar web|título = Decreto 3665 - R105|URL = http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2019-2022/2019/decreto/D10030.htm
  3. «Decreto 3665 - R105». www.planalto.gov.br. Consultado em 13 de janeiro de 2016 

Ver tambémEditar

 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Fuzil