Bandeira de guerra

A bandeira de guerra constitui uma variante da bandeira nacional de um estado soberano para uso das suas forças armadas, sendo tipicamente arvorada nos navios de guerra e nas fortificações, bem como em outras instalações e recursos militares. A bandeira de guerra serve para assinalar a nacionalidade e - ao mesmo tempo - o estatuto militar do local onde é içada.

Bandeira de guerra da Ucrânia, içada à popa da fragata Hetman Sahaydachniy
Símbolo vexilológico para uma bandeira de guerra, de uso em terra e no mar

A vexilologia classifica as bandeiras de guerra em dois tipos. No primeiro tipo - em sentido restrito designado "bandeira de guerra" (do inglês war flag) e identificado pelo símbolo FIAV Bandeira de guerra - incluem-se as bandeiras usadas pelas forças armadas em terra. No segundo tipo - designado "pavilhão de guerra" (do inglês war ensign) ou "pavilhão naval" (do inglês naval ensign) e identificado pelo símbolo FIAV Insígnia de guerra - incluem-se as bandeiras usadas pelas forças navais. De observar que alguns países dispõem de uma bandeira nacional específica para uso das suas forças aéreas, a qual pode ser considerada um terceiro tipo de bandeira de guerra, mas que não tem uma classificação vexilológica própria.

No seu significado estrito, o termo "bandeira de guerra" refere-se apenas a uma bandeira com a dupla qualidade de bandeira nacional e militar. No entanto o termo presta-se a ser usado ambiguamente para designar qualquer tipo de bandeira militar, incluindo as que não se destinam a servir de bandeira nacional. Assim, por exemplo as forças militares de alguns países - como são os casos da Colômbia, Itália e Peru - designam os seus estandartes e outras bandeiras cerimoniais portáteis como "bandeiras de guerra". Este tipo de bandeiras contudo não se destina a ser içado num mastro, destinando-se sim a ser fixa a uma haste portátil envergada por um porta-bandeira em paradas ou outras situações cerimoniais.

A maioria dos países mantém ainda um modelo específico de bandeira de guerra para uso naval. Nalguns desses países, a bandeira para uso naval serve também para uso terrestre, como são os casos da Finlândia, Noruega e Suécia. O uso de uma bandeira de guerra específica de uso terrestre é no entanto bastante raro, ocorrendo em países como o Japão e a China. Muitos países - incluindo todos os da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, os EUA e a França - dispõem contudo de um único modelo de bandeira nacional, para uso tanto civil como militar. As Filipinas têm a particularidade de terem uma única bandeira nacional, mas que é içada de cabeça para baixo em caso de guerra, transformando-se assim numa espécie de bandeira de guerra.

Tipos de bandeiras de guerra editar

Bandeiras de uso naval editar

 Ver artigo principal: Bandeira de popa
 
Bandeira de guerra japonesa, arvorada no contratorpedeiro Matsuyuki.

No âmbito naval, a bandeira de guerra é também conhecida como "pavilhão de guerra", "pavilhão naval", "bandeira da marinha de guerra" ou "bandeira dos navios de guerra". Destina-se principalmente a servir de bandeira de popa ou pavilhão dos navios de guerra de um estado, identificando a respetiva nacionalidade e indicando que os mesmos . Como tal, é normalmente içada no pau da bandeira, situado à popa do navio. Tradicionalmente, as forças navais arvoram também as suas bandeiras de guerra nas respetivas bases navais ou outras instalações em terra.

As bandeiras de guerra de dimensões muito superiores ao normal, içadas em certas ocasiões pelos navios de guerra, são designadas "bandeiras de combate". As bandeiras de combate destinavam-se originalmente a ser içadas durante as batalhas navais, situações que - devido ao fumo e à confusão do combate - impediriam uma boa visibilidade de uma bandeira de dimensões normais e consequentemente uma correta identificação do navio. As bandeiras de combate são ainda usadas por algumas marinhas, mas hoje em dia sobretudo como bandeiras cerimoniais.

Bandeiras de uso terrestre editar

 
Bandeira de guerra da Finlândia, arvorada na Fortaleza de Suomenlinna.

As bandeiras de guerra para uso em terra destinam-se essencialmente a ser arvoradas em [fortificações, quarteis, bases e outras instalações das forças armadas terrestres de um país.

No âmbito da vexilologia, uma bandeira deste tipo é ocasionalmente referida como "bandeira militar" (tradução do inglês military flag), termo este que é no entanto mais ambíguo, sendo frequentemente usado para designar também qualquer outro tipo de bandeira em uso pelas forças militares, incluindo estandartes, insígnias e distintivos de patente. Sobretudo no passado, este tipo de bandeira era designado "bandeira das praças de guerra" , uma vez que o seu fim principal era o de ser içada nas fortalezas militares.

Ao contrário do que acontece no mar, a maioria dos países tem uma única bandeira nacional para uso em terra, que serve tanto para propósitos civis como militares. Dos países que dispõem de bandeiras de guerra para uso em terra distintas das respetivas bandeiras civis, as mesmas são normalmente idênticas às respetivas bandeiras de guerra de uso naval ou bandeiras estatais. Tais são os casos da Alemanha, dos países escandinavos e de vários países da América Latina. São raros países que dispondo de um modelo específico de bandeira de guerra apenas para uso em terra.

Bandeiras de guerra dos vários países editar

Países com bandeiras de guerra distintas das civis editar

País Bandeira civil ( ) Bandeira de guerra
para uso em terra ( )
Bandeira de guerra
para uso naval ( )
África do Sul      
Albânia      
Alemanha      
Arábia Saudita      
Argélia      
Austrália      
Áustria      
Bangladesh      
Bélgica      
Bolívia      
Brunei      
Bulgária      
Canadá      
Cazaquistão      
China      
Costa Rica      
Colômbia      
Croácia      
Dinamarca      
Egito      
Equador      
Estónia      
Filipinas      
Finlândia      
Gana      
Honduras      
Hungria      
Índia      
Israel      
Itália      
Japão      
Jordânia      
Letónia      
Líbia      
Lituânia      
Malásia      
Marrocos      
Maurícia      
Mianmar      
Mónaco      
Montenegro      
Nigéria      
Nova Zelândia      
Noruega      
Omã      
Paquistão      
Peru      
Polónia      
Quénia      
Reino Unido      
Russia      
Serra Leoa      
Sérvia      
Singapura      
Suécia      
Sri Lanka      
Tailândia      
Ucrânia      
Venezuela      

Algumas bandeiras de guerra históricas editar

Ver também editar

  Este artigo sobre vexilologia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.