Abrir menu principal

Campeonato Africano das Nações de 2010

Equipa mais titular em angola
XXVII Campeonato Africano das Nações
Angola 2010
CAF 2010.png
Dados
Participantes 15
Organização CAF
Anfitrião Angola
Período 1031 de janeiro
Gol(o)s 71
Partidas 29
Média 2,45 gol(o)s por partida
Campeão Egito (7º título)
Vice-campeão Gana
3.º colocado Nigéria
Melhor marcador Egito Gedo – 5 gols
Melhor ataque (fase inicial) 7 gols:
Melhor defesa (fase inicial) 1 gol:
Maior goleada
(diferença)
Argélia 0 – 4 Egito
Estádio Nacional de OmbakaBenguela
28 de janeiro, Semifinais
Público 543 500
Média 18 741,4 pessoas por partida
Premiações
Melhor jogador
(CAF)
Egito Ahmed Hassan
◄◄ Gana 2008 Soccerball.svg 2012 GabãoGuiné Equatorial ►►

O Campeonato Africano das Nações de 2010 (português angolano), Taça de África das Nações de 2010 (pt) ou Copa Africana de Nações de 2010 (pt-BR), oficialmente Orange Africa Cup of Nations por motivos de patrocínio,[1] foi a 27 ª edição do campeonato de futebol da África, organizada a cada dois anos pela Confederação Africana de Futebol (CAF). Foi disputada entre 10 e 31 de janeiro em Angola.[2]

Além de Angola por ser o país-sede, outras 15 seleções obtiveram qualificação para o torneio após serem apuradas num processo de qualificação que envolveu 53 seleções. A qualificatória foi a mesma que apurou seleções para a Copa do Mundo FIFA de 2010, na África do Sul.

Em 9 de janeiro a seleção do Togo desistiu da competição devido ao ataque ao ônibus da delegação sofrido na província de Cabinda que resultou em três mortes.[3] Os jogadores chegaram a expressar a vontade de competir,[4] mas em seguida confirmaram a desistência exigida pelo governo do Togo.[5]

O Egito conquistou o título pela terceira vez consecutiva e sétima vez no total, ao vencer Gana na decisão por 1 a 0, com o gol marcado por Gedo, artilheiro da competição, aos 86 minutos da partida.[6]

Índice

Escolha do país-sedeEditar

Foi atribuída a organização do torneio a Angola pela CAF numa intenção de que novos países como Angola, Gabão, Guiné Equatorial, tenham a oportunidade de acolher o torneio. Propostas de Moçambique, Namíbia, Zimbabwe e Senegal foram rejeitadas. Gabão e Guiné Equatorial ficaram com os direitos de hospedar a Copa das Nações de 2012, enquanto que a Líbia será a organizadora do evento pela segunda vez em 2014. Sede por duas vezes, a Nigéria foi designada como o anfitrião de reserva da Copa das Nações de 2010, 2012 ou 2014 caso qualquer dos países escolhidos não cumpram os requisitos estabelecidos pela CAF.

Candidatos

EliminatóriasEditar

A Confederação Africana de Futebol anunciou que os jogos de qualificação para a Copa do Mundo FIFA de 2010 serviriam de qualificação também para este torneio. Apesar de Angola ser o anfitriã do torneio também precisou de participar nos jogos de qualificação para o Mundial 2010. Uma situação semelhante para a África do Sul, que embora sejam anfitriões, necessitaram passar pelos jogos de qualificação para este torneio, onde não obteve sucesso.

País Qualificação Participações
anteriores
Qualificações
consecutivas
Última
participação
Melhor resultado
  Angola Anfitriã 4 2 2008 Quartas-de-final (2008)
  Camarões Grupo A 15 8 2008 Campeão (1984, 1988, 2000, 2002)
  Gabão Grupo A 3 1 2000 Quartas-de-final (1996)
  Togo (desistente) Grupo A 6 1 2006 Primeira ronda (1972, 1984, 1998, 2000, 2002, 2006)
  Tunísia Grupo B 13 9 2008 Campeão (2004)
  Nigéria Grupo B 15 6 2008 Campeão (1980, 1994)
  Moçambique Grupo B 3 1 1998 Primeira ronda (1986, 1996, 1998)
  Argélia Grupo C 13 1 2004 Campeão (1990)
  Zâmbia Grupo C 13 3 2008 Vice-campeão (1974, 1994)
  Egito Grupo C 21 14 2008 Campeão (1957, 1959, 1986, 1998, 2006, 2008)
  Gana Grupo D 16 3 2008 Campeão (1963, 1965, 1978, 1982)
  Mali Grupo D 5 1 2004 Vice-campeão (1972)
  Benim Grupo D 2 1 2004 Primeira ronda (2004, 2008)
  Costa do Marfim Grupo E 17 3 2008 Campeão (1992)
  Burkina Faso Grupo E 6 1 2004 Quarto lugar (1998)
  Malawi Grupo E 1 0 1984 Primeira ronda (1984)

Ataque à seleção do TogoEditar

Em 8 de janeiro de 2010 o ônibus que transportava a Seleção Togolesa de Futebol foi metralhado pelo grupo separatista Frente de Libertação do Enclave de Cabinda (FLEC), após cruzar a fronteira entre o Congo e a província de Cabinda.[7] O motorista angolano do ônibus, o assistente-técnico e o assessor de imprensa morreram e outras nove pessoas ficaram feridas.[8][9] Entre os jogadores baleados com gravidade estão o goleiro Kodjovi Obilalé, o defensor Serge Akakpo e o meio-campista Serge Gakpe.[10]

A FLEC luta pela independência da região de Cabinda, local rico em petróleo e uma das 18 províncias de Angola, mesmo não fazendo ligação com o território contíguo do país.[11] Os ataques seriam dirigidos ao exército angolano que fazia a escolta da delegação de Togo, que jogaria a primeira fase da Copa das Nações em Cabinda.[12]

Mesmo após os incidentes que aconteceram três dias antes da abertura, a Confederação Africana de Futebol confirmou o início da competição para a data prevista e manteve as partidas do grupo B em Cabinda.[12][13] No entanto alguns jogadores como Emmanuel Adebayor, do clube inglês Manchester City, afirmaram que a seleção de Togo abandonaria a competição por medo de novos ataques.[14] Alguns clubes ingleses manifestaram preocupação com a situação e também poderiam solicitar o retorno dos atletas.[15]

No dia seguinte, o Togo anunciou que iria se retirar da competição devido ao atentado.[16] O governo togolês inclusive havia exigido o retorno de toda a delegação ao país e alguns jogadores como Adebayor estariam retornando a Europa.[17][18] Horas depois os jogadores mudaram de opinião e resolveram continuar na competição "em memória das vítimas", conforme anunciou o atacante Thomas Dossevi, do FC Nantes.[19] Mas seguindo a determinação do governo do país, e pela sensação de falta de segurança, Dossevi confirmou que a delegação deve mesmo desistir da competição, onde estreariam em 10 de janeiro contra Gana.[5][20]

A Confederação Africana de Futebol confirmou a desistência do Togo em 11 de janeiro e manteve o grupo B do Campeonato Africano das Nações com apenas três equipes: Burkina Faso, Costa do Marfim e Gana. Em 30 de janeiro, Togo foi suspenso das próximas duas edições da Copa Africana e recebeu uma multa de 50 mil dólares pela interferência governamental que culminou na desistência da equipe.[21]

Cidades e estádiosEditar

ÁrbitrosEditar

Foram seleccionados 16 árbitros e 16 árbitros auxiliares para o torneio:[26]

Escalações das selecçõesEditar

Cada uma das 16 seleções teve o direito de alistar 23 jogadores. Cada jogador enverga o mesmo número na camisola durante todos os jogos do torneio.

Sorteio dos gruposEditar

O sorteio para o torneio foi a 20 de Novembro de 2009, em Luanda. As dezasseis equipas foram divididas em quatro potes, de acordo com os seus desempenhos nas edições anteriores da prova.[27]

A distribuição das selecções pelos potes do sorteio foi da seguinte forma:[28]

Pote 1 Pote 2 Pote 3 Pote 4

  Angola
  Egito
  Camarões
  Costa do Marfim

  Tunísia
  Nigéria
  Gana
  Mali

  Zâmbia
  Benim
  Argélia
  Togo

  Burkina Faso
  Moçambique
  Gabão
  Malawi

Primeira faseEditar

Os jogos relativos as equipas do Grupo A foram na capital angolana, Luanda, o Grupo B em Cabinda, o Grupo C em Benguela e o Grupo D em Lubango.[29] Nesta fase, os jogos serão de 10 a 21 de Janeiro.[27]

Equipes classificadas às quartas-de-final
Equipes eliminadas

Critérios de desempateEditar

Se duas ou mais equipas no final da fase de grupos terminassem com o mesmo número de pontos, a sua classificação seria determinada pelos seguintes critérios:[30]

  1. pontos ganhos nos jogos entre as equipas em questão;
  2. diferença de golos nos jogos entre as equipas em questão;
  3. número de golos marcados nos jogos entre as equipas em questão;
  4. diferença de golos em todos os jogos do grupo;
  5. número de golos marcados em todos os jogos do grupo;
  6. Fair Play tendo em conta o número de cartões amarelos e vermelhos;
  7. sorteio pela comissão organizadora.

Grupo AEditar

Selecção Pts J V E D GM GS +/-
  Angola 5 3 1 2 0 6 4 +2
  Argélia 4 3 1 1 1 1 3 -2
  Mali 4 3 1 1 1 7 6 +1
  Malawi 3 3 1 0 2 4 5 -1

Todas as partidas seguem o fuso horário local (UTC+1).

10 de Janeiro Angola   4 – 4   Mali Estádio 11 de Novembro, Luanda
20:00
Flávio   36',   42'
Gilberto   67' (pen)
Manucho   74' (pen)
Relatório Keita   76',   90+2'
Kanouté   85'
Yatabaré   90+5'
Árbitro:  EGY Essam Abd El Fatah

11 de Janeiro Malawi   3 – 0   Argélia Estádio 11 de Novembro, Luanda
14:45
Mwafulirwa   16'
Kafoteka   35'
Banda   48'
Relatório Árbitro:  SEN Badara Diatta

14 de Janeiro Mali   0 – 1   Argélia Estádio 11 de Novembro, Luanda
17:00
Relatório Halliche   42' Árbitro:  UGA Muhmed Ssegonga

14 de Janeiro Angola   2 – 0   Malawi Estádio 11 de Novembro, Luanda
19:30
Flávio   48'
Manucho   54'
Relatório Árbitro:  CIV Noumandiez Doué

18 de Janeiro Angola   0 – 0   Argélia Estádio 11 de Novembro, Luanda
17:00
Relatório Árbitro:  RSA Jerome Damon

18 de Janeiro Mali   3 – 1   Malawi Estádio do Chiazi, Cabinda
17:00
Kanouté   1'
Keita   3'
Bagayoko   85'
Relatório Mwafulirwa   58' Árbitro:  MRI Rajindraparsad Seechurn

Grupo BEditar

Selecção Pts J V E D GM GS +/-
  Costa do Marfim 4 2 1 1 0 3 1 +2
  Gana 3 2 1 0 1 2 3 -1
  Burkina Faso 1 2 0 1 1 0 1 -1
  •   Togo foi desclassificado da competição por não comparecer a partida contra Gana devido ao ataque sofrido por sua delegação em 8 de janeiro.[31]
11 de Janeiro Costa do Marfim   0 – 0   Burkina Faso Estádio do Chiazi, Cabinda
17:00
Relatório Árbitro:  TUN Kacem Bennaceur

11 de Janeiro Gana   (cancelado)   Togo Estádio do Chiazi, Cabinda
19:30

15 de Janeiro Burkina Faso   (cancelado)   Togo Estádio do Chiazi, Cabinda
17:00

15 de Janeiro Costa do Marfim   3 – 1   Gana Estádio do Chiazi, Cabinda
19:30
Gervinho   23'
Tiéné   67'
Drogba   90'
Relatório Gyan   90+3' (pen) Árbitro:  RSA Jerome Damon

19 de Janeiro Burkina Faso   0 – 1   Gana Estádio 11 de Novembro, Luanda
17:00
Relatório A. Ayew   30' Árbitro:  SEY Eddy Maillet

19 de Janeiro Costa do Marfim   (cancelado)   Togo Estádio do Chiazi, Cabinda
17:00

Grupo CEditar

Selecção Pts J V E D GM GS +/-
  Egito 9 3 3 0 0 7 1 +6
  Nigéria 6 3 2 0 1 5 3 +2
  Benim 1 3 0 1 2 2 5 -3
  Moçambique 1 3 0 1 2 2 7 -5
12 de Janeiro Egito   3 – 1   Nigéria Estádio de Ombaka, Benguela
17:00
Moteab   34'
Hassan   54'
Gedo   87'
Relatório Obasi   12' Árbitro:  MRI Rajindraparsad Seechurn

12 de Janeiro Moçambique   2 – 2   Benim Estádio de Ombaka, Benguela
19:30
Miro   29'
Fumo   54'
Relatório Omotoyossi   14' (pen)
Dario Khan   20' (g.c.)
Árbitro:  SUD Khalid Abdel Rahman

16 de Janeiro Nigéria   1 – 0   Benim Estádio de Ombaka, Benguela
17:00
Yakubu   42' (pen) Relatório Árbitro:  ANG Hélder Martins de Carvalho

16 de Janeiro Egito   2 – 0   Moçambique Estádio de Ombaka, Benguela
19:30
Dario Khan   47' (g.c.)
Gedo   81'
Relatório Árbitro:  TOG Kokou Djaoupe

20 de Janeiro Egito   2 – 0   Benim Estádio de Ombaka, Benguela
17:00
Al-Muhammadi   7'
Moteab   23'
Relatório Árbitro:  RSA Daniel Bennett

20 de Janeiro Nigéria   3 – 0   Moçambique Estádio da Tundavala, Lubango
17:00
Odemwingie   45',   47'
Martins   86'
Relatório Árbitro:  MLI Koman Coulibaly

Grupo DEditar

Selecção Pts J V E D GM GS +/-
  Zâmbia 4 3 1 1 1 5 5 0
  Camarões 4 3 1 1 1 5 5 0
  Gabão 4 3 1 1 1 2 2 0
  Tunísia 3 3 0 3 0 3 3 0
  •   Zâmbia,   Camarões e   Gabão venceram uma partida e perderam uma partida entre eles no confronto direto. Excluíndo os jogos contra a   Tunísia, as três equipes finalizaram com saldo de gols 0; Zambia marcou 4 gols, Camarões marcou 3 gols, e Gabão marcou 2 gols.
13 de Janeiro Camarões   0 – 1   Gabão Estádio da Tundavala, Lubango
17:00
Relatório Cousin   17' Árbitro:  RSA Daniel Bennett

13 de Janeiro Zâmbia   1 – 1   Tunísia Estádio da Tundavala, Lubango
19:30
J. Mulenga   19' Relatório Dhaouadi   40' Árbitro:  MLI Koman Coulibaly

17 de Janeiro Gabão   0 – 0   Tunísia Estádio da Tundavala, Lubango
17:00
Relatório Árbitro:  BEN Coffi Codjia

17 de Janeiro Camarões   3 – 2   Zâmbia Estádio da Tundavala, Lubango
19:30
Geremi   68'
Eto'o   71'
Idrissou   86'
Relatório J. Mulenga   8'
C. Katongo   81' (pen)
Árbitro:  KSA Khalil Al Ghamdi

21 de Janeiro Gabão   1 – 2   Zâmbia Estádio de Ombaka, Benguela
17:00
Do Marcolino   82' Relatório Kalaba   28'
Chamanga   61'
Árbitro:  ALG Mohamed Benouza

21 de Janeiro Camarões   2 – 2   Tunísia Estádio da Tundavala, Lubango
17:00
Eto'o   46'
N'Guémo   64'
Relatório Chermiti   1'
Chedjou   63' (g.c.)
Árbitro:  CIV Noumandiez Doué

Fases finaisEditar

As fases finais estão previstas a realizarem-se de 24 a 31 de Janeiro. Neste último dia realizar-se-à a final no Estádio 11 de Novembro, em Luanda.[27]

Quartas de final Semifinais Final
                   
24 de Janeiro - Luanda        
   Angola  0
28 de Janeiro - Luanda
   Gana  1  
   Gana  1
25 de Janeiro - Lubango
     Nigéria  0  
   Zâmbia  0 (4)
31 de Janeiro - Luanda
   Nigéria (pen)  0 (5)  
   Gana  0
24 de Janeiro - Cabinda
     Egito  1
   Costa do Marfim  2
28 de Janeiro - Benguela
   Argélia (pro)  3  
   Argélia  0 Terceiro lugar
25 de Janeiro - Benguela
     Egito  4  
   Egito (pro)  3    Nigéria  1
   Camarões  1      Argélia  0
30 de Janeiro - Benguela

Quartos-finaisEditar

24 de Janeiro Angola   0 – 1   Gana Estádio 11 de Novembro, Luanda
17:00
Relatório Gyan   15' Árbitro:  ALG Mohamed Benouza

24 de Janeiro Costa do Marfim   2 – 3 (pro)   Argélia Estádio do Chiazi, Cabinda
20:30
Kalou   4'
Keïta   89'
Relatório Matmour   39'
Bougherra   90+2'
Bouazza   92'
Árbitro:  SEY Eddy Maillet

25 de Janeiro Egito   3 – 1 (pro)   Camarões Estádio de Ombaka, Benguela
17:00
Hassan   37',   103'
Gedo   92'
Relatório Emana   25' Árbitro:  RSA Jerome Damon

25 de Janeiro Zâmbia   0 – 0 (pro)   Nigéria Estádio da Tundavala, Lubango
20:30
Relatório Árbitro:  EGY Essam Abd El Fatah
    Penalidades  
Chivuta  
C. Katongo  
Mayuka  
Nyrienda  
Mweene  
4 – 5   Mikel
  Martins
  Obinna
  Odemwingie
  Enyeama
 

SemifinaisEditar

28 de Janeiro Gana   1 – 0   Nigéria Estádio 11 de Novembro, Luanda
17:00
Gyan   21' Relatório Árbitro:  RSA Daniel Bennett

28 de Janeiro Argélia   0 – 4   Egito Estádio de Ombaka, Benguela
20:30
Relatório Abd Rabo   38' (pen)
Zidan   65'
Abdel-Shafy   80'
Gedo   90+2'
Árbitro:  BEN Coffi Codjia

Terceiro lugarEditar

30 de Janeiro Nigéria   1 – 0   Argélia Estádio de Ombaka, Benguela
17:00
Obinna   55' Relatório Árbitro:  SEN Badara Diatta

FinalEditar

31 de Janeiro Gana   0 – 1   Egito Estádio 11 de Novembro, Luanda
17:00
Relatório Gedo   86' Árbitro:  MLI Koman Coulibaly

PremiaçõesEditar

Campeonato Africano das Nações de 2010
 
EGITO
Campeão
(7º título)

Ao final da competição o comitê técnico da CAF selecionou a seleção do torneio:[32]

Goleiro Defensores Meio-campistas Atacantes

 EGY Essam El-Hadary

 ALG Madjid Bougherra
 EGY Wael Gomaa
 ANG Mabiná

 CMR Alexandre Song
 EGY Ahmed Fathy
 EGY Ahmed Hassan
 NGA Peter Odemwingie

 GHA Asamoah Gyan
 EGY Mohamed Zidan
 ANG Flávio

ArtilhariaEditar

Referências

  1. Sports City (28 de julho de 2009). «Orange becomes main sponsor of Africa Cup of Nations» (em inglês). Consultado em 9 de janeiro de 2010 
  2. BBC Sport (4 de setembro de 2006). «SPORT-Angola to host 2010 Nations Cup» (em inglês). Consultado em 8 de janeiro de 2010 
  3. The Dailly Telegraph (9 de janeiro de 2010). «Togo pull out of African Nations Cup after bus attack in Angola» (em inglês). Consultado em 9 de janeiro de 2010 
  4. GloboEsporte.com (9 de janeiro de 2010). «Jogadores de Togo mudam de ideia e vão jogar a Copa Africana das Nações». Consultado em 10 de janeiro de 2010 
  5. a b UOL Esporte (10 de janeiro de 2010). «Jogador de Togo diz que a seleção vai abandonar a Copa Africana». Consultado em 10 de janeiro de 2010 
  6. Confederação Africana de Futebol (31 de janeiro de 2010). «Egypt, champions, set record» (em inglês). Consultado em 1 de fevereiro de 2010 
  7. GloboEsporte.com (8 de janeiro de 2010). «Ônibus da seleção do Togo é metralhado ao chegar a Angola para a Copa Africana». Consultado em 8 de janeiro de 2010 
  8. GloboEsporte.com (8 de janeiro de 2010). «Morre motorista de ônibus da seleção do Togo que foi metralhado em Angola». Consultado em 8 de janeiro de 2010 
  9. GloboEsporte.com (9 de janeiro de 2010). «Mais duas pessoas morrem por causa do atentado ao ônibus de Togo em Angola». Consultado em 9 de janeiro de 2010 
  10. UOL Esporte (8 de janeiro de 2010). «Ônibus da seleção do Togo é metralhado; motorista morre e três atletas saem feridos». Consultado em 8 de janeiro de 2010 
  11. GloboEsporte.com (8 de janeiro de 2010). «Rebeldes de Cabinda assumem autoria de ataque à seleção de Togo em Angola». Consultado em 8 de janeiro de 2010 
  12. a b UOL Esporte (8 de janeiro de 2010). «Separatistas reivindicam autoria de ataque a togoleses; CAF garante Copa». Consultado em 8 de janeiro de 2010 
  13. Confederação Africana de Futebol (9 de janeiro de 2010). «CAF deeply moved after visiting the city of Cabinda» (em inglês). Consultado em 9 de janeiro de 2010 
  14. UOL Esporte (8 de janeiro de 2010). «Adebayor diz que Togo pode deixar Copa Africana de Nações neste sábado». Consultado em 8 de janeiro de 2010 
  15. GloboEsporte.com (8 de janeiro de 2010). «Após ataque a Togo, clubes ingleses podem pedir retorno de jogadores». Consultado em 8 de janeiro de 2010 
  16. Terra Esportes (9 de janeiro de 2010). «Togo abandona Copa Africana; número de mortes pode chegar a 4». Consultado em 9 de janeiro de 2010 
  17. GloboEsporte.com (9 de janeiro de 2010). «Governo de Togo pede retorno do time ao país; goleiro tem lesão neurológica». Consultado em 9 de janeiro de 2010 
  18. GloboEsporte.com (9 de janeiro de 2010). «City confirma retorno de Adebayor». Consultado em 9 de janeiro de 2010 
  19. Terra Esportes (10 de janeiro de 2010). «"Em memória das vítimas", Togo recua e vai à Copa Africana». Consultado em 10 de janeiro de 2010 
  20. Terra Esportes (10 de janeiro de 2010). «Por ordem do governo, Togo abandona Copa Africana». Consultado em 10 de janeiro de 2010 
  21. UOL Esporte (30 de janeiro de 2010). «Suspenso das duas próximas Copas Africanas, Togo recorrerá de punição». Consultado em 30 de janeiro de 2010 
  22. Página oficial da CAN 2010. «Guía do Adepto - Estádio Nacional 11 de Novembro». Consultado em 8 de janeiro de 2010 
  23. Página oficial da CAN 2010. «Guía do Adepto - Estádio Nacional de Ombaka». Consultado em 8 de janeiro de 2010 
  24. Página oficial da CAN 2010. «Guía do Adepto - Estádio Nacional do Chiazi». Consultado em 8 de janeiro de 2010 
  25. Página oficial da CAN 2010. «Guía do Adepto - Estádio Nacional da Tundavala». Consultado em 8 de janeiro de 2010 
  26. Página oficial da Confederação Africana de Futebol. «REFEREES» (em inglês). Consultado em 14 de janeiro de 2010 
  27. a b c CAF.com (25 de Maio de 2009). «Angola 2010 ACN draw set for Nov. 30, Fixtures out» (em inglês). Consultado em 10 de janeiro de 2010 
  28. can-angola2010.com (17 de Novembro de 2009). «Definidos os potes para o sorteio». Consultado em 10 de janeiro de 2010 
  29. Confederação Africana de Futebol (20 de novembro de 2009). «Hosts Angola face Mali in opener». Consultado em 10 de janeiro de 2010 
  30. Confederação Africana de Futebol (9 de Janeiro de 2010). «Regulations of the Orange Africa Cup of Nations Angola 2010, art. 72, p. 29» (PDF). Consultado em 18 de Janeiro de 2010 
  31. BBC Sport (11 de janeiro de 2010). «Togo officially disqualified from Africa Cup of Nations» (em inglês). Consultado em 12 de janeiro de 2010 
  32. Confederação Africana de Futebol (31 de janeiro de 2010). «CAF Releases top 11 of Orange CAN». Consultado em 1 de fevereiro de 2010 

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Campeonato Africano das Nações de 2010