Capacete Adrian

O capacete M15 Adrian (em francês: Casque Adrian) foi um capacete de combate feito para o exército francês durante a Primeira Guerra Mundial. Foi o primeiro capacete padrão para a infantaria francesa e foi desenvolvido para se adequar a guerra de trincheiras da Frente Ocidental, proporcionando proteção principalmente contra estilhaços de projéteis de artilharia, que causou a maioria dos ferimentos no conflito.[1]

Um capacete de infantaria M15 Adrian francês.
Soldados poloneses com seu capacete Adrian com uma metralhadora 7,92 mm Maxim WZ 08.

Introduzido em 1915, pelo design do general August-Louis, o M15 Adrian é considerado o primeiro capacete de aço moderno[2] e serviu de modelo para todos os capacetes desenvolvidos até a década de 1930. Foi utilizado por soldados de infantaria da França (e também de suas colônias), e, em versões modificadas, também foi adotado pela cavalaria e por tripulações de tanques. Uma subsequente versão, o M26, foi utilizado durante a Segunda Guerra Mundial.[3]

Mais de vinte milhões destes capacetes foram produzidos pela França durante o período da Primeira Guerra Mundial, sendo utilizados também por outros países, como Bélgica, Brasil, China, Grécia, Itália, Japão, Luxemburgo, México, Marrocos, Peru, Polônia, Romênia, Rússia, Sérvia, Espanha, Tailândia, Estados Unidos, União Soviética e Iugoslávia.[4]

Referências

  1. "Military Trader". Página acessada em 9 de setembro de 2017.
  2. "Military headgears". Página acessada em 9 de setembro de 2017.
  3. "The first modern steel combat helmet: the French 'Adrian'". Página acessada em 9 de setembro de 2017.
  4. Adrian au Spectra (2005). «Heaumes Page» (em francês). Consultado em 1 de novembro de 2006. Arquivado do original em 30 de novembro de 2006 

Ver tambémEditar

  Este artigo sobre tópicos militares é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.