Abrir menu principal
Cristina Carvalhal
Nome completo Cristina Maria Metelo Retto Carvalhal
Nascimento 11 de setembro de 1966 (53 anos)
Lisboa, Portugal Portugal
Nacionalidade Portugal Portugal
Ocupação Atriz , Dobradora e encenadora

Cristina Maria Metelo Retto Carvalhal[1] (Lisboa, 11 de setembro de 1966) é uma atriz, dobradora e encenadora portuguesa.

FamíliaEditar

Filha de Francisco Manuel Carvalhal e de sua mulher Aida de Almeida Desterro Retto, tem um irmão mais novo de nome Pedro Manuel Metelo Retto Carvalhal. É neta materna de Eurico Retto (8 de Março de 1902 - ?) e de sua mulher Maria Jovita Metelo de Almeida Desterro (12 de Março de 1912 - ?), filha de Joaquim Desterro de Almeida e de sua mulher Aida Metelo Corte-Real e Almeida.[2] É solteira e sem geração.

BiografiaEditar

Bacharel em Teatro / Formação de Atores pela Escola Superior de Teatro e Cinema do Instituto Politécnico de Lisboa, estreou-se profissionalmente no Teatro Aberto com a peça A Dama do Maxim's de Georges Feydeau, sob a direcção de João Lourenço (1987), encenador com que continuou a trabalhar regularmente até à década de 90 em espectáculos como A Rua de Jim Cartwright, Romeu e Julieta de William Shakespeare (Prémio de Actriz Revelação pelo jornal Se7e), Happy End a partir de Bertolt Brecht e Kurt Weill, Desejo Sobre Ulmeiros de Eugene O'Neill, O Suicidário de Nicolai Erdman, Um Sabor a Mel de Shelag Delaney e Ópera dos Três Vinténs de Bertolt Brecht.

Trabalhou ainda em peças dirigidas por Fernanda Lapa (como A Rapariga da Varsóvia de Mário de Carvalho, Top Girls de Caryl Churchill ou As Bacantes de Eurípedes), Diogo Infante, Ana Nave, Graça Correia, Isabel Medina, Fernando Gomes e, recentemente interpretou Hotel dos Dois Mundos de Éric-Emmanuel Schmitt encenado por Cucha Carvalheiro no Teatro Nacional.

Assistente de encenação de Natália Luiza, dirigiu, como encenadora, Eu Sei Que Vou Te Amar de Arnaldo Jabor, no Teatro Villaret (2002) e Erva Vermelha de Boris Vian, no Teatro da Trindade (2006).

Regular na televisão, onde interpretou autores como Anton Tchekov ou Eça de Queirós e trabalhou com Jorge Listopad, Luís Filipe Costa e Artur Ramos, integrou o elenco de séries como A Mala de Cartão (1998) ao lado de Irene Papas; Jornalistas (1999); A Febre do Ouro Negro (2000); Sonhos Traídos (2002). Mais recentemente esteve em Pai à Força (2008) e Cidade Despida (2009). Neste último esteve nomeada na categoria de Melhor Atriz para o Festival de Monte Carlo.

No cinema estreou-se em 1989 no filme Um Passo, Outro Passo e Depois... de Manuel Mozos, realizador que também a dirigiu em Xavier (1992), e Adão e Eva (1995), realizado por Joaquim Leitão. Apareceu depois em películas de Rui Goulart, Luís Filipe Rocha, Joaquim Leitão, Margarida Gil e, recentemente, trabalhou com Solveig Nordlund em A Filha (2003).

TelevisãoEditar

Ano Projeto Personagem Canal Notas
1987 A Relíquia RTP pequena participação
1988 A Mala de Cartão RTP pequena participação
1991 O Mandarim Eulália RTP pequena participação
1994 Sozinhos em Casa Júlia RTP pequena participação
Na Paz dos Anjos Maria Ribeiro RTP telenovela
1995 Desencontros Dra. Ricardina RTP telenovela
1996/1997 Perdidos de Amor Céu Band telenovela brasileira
1997 Senhores Doutores Rita Duarte SIC série
Riscos Eduarda RTP série
1998 Diário de Maria Rita Ramos RTP série
1999 A Hora da Liberdade Clarisse Guerra SIC mini-série
1999/2000 Jornalistas Laura SIC série
2000 A Febre do Ouro Negro Leonor RTP mini-série
2002 Sonhos Traídos Luísa TVI telenovela
2003/2005 Ana e os Sete Carminho TVI série
2005 Inspector Max Bianca TVI pequena participação
2010 Cidade Despida Rosa RTP série
Pai à Força Raquel RTP série
2011 Liberdade 21 Juíza RTP série
2012 Velhos Amigos Inês RTP pequena participação
Jogos Cruéis Sofia Dias RTP telefilme
O Outro Lado da Mentira Helena TVI telefilme
2015 A Única Mulher Juíza TVI pequena participação

CinemaEditar

Referências

  1. «Certidão de lista de associadas da Audiogest» (PDF). IGAC/Ministério da Cultura. 25 de julho de 2007. Consultado em 11 de Janeiro de 2014. Arquivado do original (PDF) em 24 de dezembro de 2013 
  2. Manuel Dejante Pinto de Magalhães Arnao Metelo; João Carlos Metelo de Nápoles. Metellos de Portugal, Brasil e Roma. 1.ª Edição, Lisboa, 1998. [S.l.]: Nova Arrancada - Sociedade Editora. 101 

Ligações externasEditar