Abrir menu principal

Eleições estaduais no Amapá em 1998

As eleições estaduais no Amapá em 1998 aconteceram em 4 de outubro como parte das eleições gerais no Brasil. Nesta ocasião, foram realizadas eleições em todos os 26 estados brasileiros e no Distrito Federal.

1994 Brasil 2002
Eleições estaduais no  Amapá em 1998
25 de outubro de 1998
Segundo Turno
João Capiberibe 10abr2012.jpg Waldez2006.jpg
Candidato João Capiberibe Waldez Góes
Partido PSB PDT
Vice Dalva Figueiredo
(PT)
Jair Guimarães
(PSC)
Votos 93.680 92.122
Porcentagem 53,59% 46,41%


Brasão do Amapá.svg
Governador do Amapá

Os votantes escolheram candidatos para os cargos de Presidente da República, o Governador e um Senador por estado, além de deputados estaduais e federais. Para o Palácio da Alvorada, Fernando Henrique Cardoso (PSDB) foi eleito no primeiro turno com mais de 53% dos votos. Já para o Palácio do Setentrião, houve segundo turno entre João Capiberibe (PSB) e Waldez Góes (PDT), pois nenhum candidato ao cargo obteve mais da metade do votos válidos no primeiro turno.[1]

Com o crescimento da força eleitoral do PSB nas eleições municipais de 1996 — o partido elegeu 164 prefeitos contra 114 do PT —, vários candidatos a governos estaduais foram lançados pelos socialistas. Inicialmente contrário à emenda da reeleição, aprovada em 1997, no ano seguinte Capiberibe candidatou-se novamente ao governo do Amapá, na legenda do PSB, e foi eleito no segundo turno, derrotando o candidato do PDT, Waldez Góis. Na mesma ocasião Janete Capiberibe conquistou seu terceiro mandato na Assembleia estadual. O segundo governo de João Capiberibe se estendeu até 2002, quando renunciou para concorrer ao Senado Federal.

Após a derrota, Waldez foi para o estado do Rio de Janeiro no ano de 1999, a convite do colega de partido e recém eleito governador do Rio de Janeiro, Anthony Garotinho, para colaborar com a sua administração.

Pelo grupo do ex-presidente José Sarney, o candidato foi o senador Gilvam Borges, porém o poder do líder do PMDB não transfere votos para seu aliado, e pela terceira vez seguida, o grupo fica de fora da decisão pelo governo do estado.

Mesmo com revés para o governo, José Sarney foi eleito para o segundo mandato para o senado pelo estado do Amapá. Um dos fatores decisivos da vitória do maranhense, é a aproximação com o grupo de Waldez Góes.

Resultado da eleição para governadorEditar

Primeiro turnoEditar

Candidatos a governador do estado Candidatos a vice-governador Número Coligação Votos Percentual
João Capiberibe
PSB
Dalva Figueiredo
PT
40
Frente Popular do Amapá
(PSB, PT, PCdoB, PPS, PAN, PV, PRP)
71 806
43,05%
Waldez Góes
PDT
Jair Guimarães
PSC
12
Frente Trabalhista
(PDT, PTdoB, PSC)
54 721
32,8%
Gilvam Borges
PMDB
Sulamir Monassa

PFL

15
Muda Amapá
(PMDB, PSDB, PPB, PFL, PL, PSL, PTB, PRONA, PMN, PSD)
39 445
23,64%
Elton Corrêa
PSTU
Oclides Nunes
PSTU
16
PSTU
826
0,49%
  Segundo turno

Segundo turnoEditar

Candidatos a governador do estado Candidatos a vice-governador Número Coligação Votos Percentual
João Capiberibe
PSB
Dalva Figueiredo
PT
40
Frente Popular do Amapá
(PSB, PT, PCdoB, PPS, PAN, PV, PRP, PSTU)
93 680
53,59%
Waldez Góes
PDT
Jair Guimarães
PSC
12
Frente Trabalhista
(PDT, PTdoB, PSC, PMDB, PSDB, PFL, PTB, PPB, PL, PRONA, PSL, PSD, PMN)
81 122
46,40%
  Eleito(a)

Deputados federais eleitosEditar

São relacionados os candidatos eleitos com informações complementares da Câmara dos Deputados.[2] Ressalte-se que os votos em branco eram considerados válidos para fins de cálculo do quociente eleitoral nas disputas proporcionais até 1997 quando essa anomalia foi banida de nossa legislação.[3]

Deputados federais eleitos Partido Votação Percentual Cidade onde nasceu Unidade federativa
Benedito Dias PFL 13.466 7,59% Chaves   Pará
Sérgio Barcellos PFL 8.589 4,84% Rio de Janeiro   Rio de Janeiro
Jurandil Juarez PMDB 7.760 4,37% Afuá   Pará
Eduardo Seabra PTB 7.561 4,26% Belém   Pará
Fátima Pelaes PSDB 7.519 4,23% Macapá   Amapá
Antonio Feijão PSDB 7.227 4,07% Sobral   Ceará
Evandro Milhomem PSB 6.804 3,83% Macapá   Amapá
Badu Picanço PSDB 6.516 3,67% Belém   Pará

Referências

  1. TSE. «Resultado da Eleição - 1° turno». TSE. 2 páginas. Consultado em 7 de Janeiro de 2014 
  2. «Página oficial da Câmara dos Deputados». Consultado em 28 de setembro de 2014. Arquivado do original em 2 de outubro de 2013 
  3. «Presidência da República: Lei nº 9.504 de 30/09/1997». Consultado em 28 de setembro de 2014