Abrir menu principal

Estação Ferroviária de Alcains

estação ferroviária em Portugal
(Redirecionado de Estação de Alcains)
Disambig grey.svg Nota: Este artigo é sobre a estação ferroviária na Linha da Beira Baixa. Se procura o antigo apeadeiro na Linha do Oeste, veja Apeadeiro de Alcainça-Moinhos.
Alcains
Estação da CP de Alcains (I)
Inauguração 6 de Setembro de 1891
Linha(s) L.ª B. Baixa (PK 106,874)
Coordenadas 39° 55′ 11,92″ N, 7° 26′ 10,12″ O
Concelho Castelo Branco
Serviços Ferroviários Regional
Horários em tempo real
Serviços Parque de estacionamento Acesso para pessoas de mobilidade reduzida Telefones públicos Lavabos

A Estação Ferroviária de Alcains é uma gare ferroviária da Linha da Beira Baixa, que serve a freguesia de Alcains e a metade norte do concelho de Idanha-a-Nova no Distrito de Castelo Branco, em Portugal.

Índice

CaracterizaçãoEditar

Localização e acessosEditar

Esta interface situa-se na localidade de Alcains , em frente ao Largo de S. Pedro.[1]

 
Passagem pedonal
 
Comboio da empresa Ferrovias na estação de Alcains, em 2010
 
Vista geral da Estação de Alcains, em 2009
 
Horário e preços, Linha da Beira Baixa em 1913, incluindo Alcains

Vias de circulação e plataformasEditar

Em Janeiro de 2011, a Estação dispunha de 2 vias de circulação, com 589 e 651 m de comprimento; as duas plataformas tinham 170 e 68 m de extensão, e 25 e 50 cm de altura.[2]

ServiçosEditar

A estação de Alcains é utilizada por serviços Regionais da operadora Comboios de Portugal.[3]


HistóriaEditar

Esta interface situa-se no troço da Linha da Beira Baixa entre as estações de Abrantes e Covilhã, que começou a ser construído nos finais de 1885, e entrou em exploração no dia 6 de Setembro de 1891, pela Companhia Real dos Caminhos de Ferro Portugueses.[4] A estação de Alcains foi uma das interfaces originais desta linha[5], tendo sido utilizada pelos comboios inaugurais, realizados pela Companhia Real nos dias 5 e 6 de Setembro.[6]

Em 1913, existia um serviço de diligências ligando Idanha-a-Nova à estação de Alcains.[7]

Em 1948, foram substituídos os carris no troço de Sarnadas e Alcains, no âmbito de um programa de renovação da Linha da Beira Baixa da Companhia dos Caminhos de Ferro Portugueses, no qual foram usados carris ingleses e americanos.[8]

A estação de Alcains sofreu obras de remodelação, no âmbito de uma empreitada de modernização da Rede Ferroviária Nacional, que abrangeu o troço entre as Estações de Castelo Branco e Vale de Prazeres.[9] Estas obras foram concluídas no princípio de Abril de 2011.[9]

Ver tambémEditar

Referências

  1. «Alcains - Linha da Beira Baixa». Infraestruturas de Portugal. Consultado em 3 de Julho de 2015 
  2. «Linhas de Circulação e Plataformas de Embarque». Directório da Rede 2012. Rede Ferroviária Nacional. 6 de Janeiro de 2011. p. 71-85 
  3. «Intercidades / Regional > Linha da Beira Baixa» (PDF). Comboios de Portugal. 29 de Agosto de 2017. Consultado em 2 de Novembro de 2017 
  4. TORRES, Carlos Manitto (16 de Janeiro de 1958). «A evolução das linhas portuguesas e o seu significado ferroviário» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. 70 (1682). p. 61-64. Consultado em 19 de Março de 2014 
  5. «Inauguração da Linha da Beira Baixa» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro de Portugal e Hespanha. 4 (89). 3 de Setembro de 1891. p. 261-263. Consultado em 2 de Novembro de 2017. Arquivado do original (PDF) em 27 de Setembro de 2017 
  6. «Tarifas de transporte» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro de Portugal e Hespanha. 4 (89). 3 de Setembro de 1891. p. 266-267. Consultado em 2 de Novembro de 2017. Arquivado do original (PDF) em 27 de Setembro de 2017 
  7. «Serviço de Diligencias». Guia official dos caminhos de ferro de Portugal. 39 (168). Outubro de 1913. p. 152-155. Consultado em 14 de Março de 2018 
  8. «Linha da Beira Baixa» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. 60 (1452). 16 de Junho de 1948. p. 349. Consultado em 19 de Março de 2014 
  9. a b «Modernização do troço Castelo Branco – Vale de Prazeres concluída». Rede Ferroviária Nacional. 20 de Abril de 2011. Consultado em 22 de Outubro de 2011 [ligação inativa] 

Ligações externasEditar