Abrir menu principal

Geraldo Damasceno[24], mais conhecido, às vezes, como Geraldino Damasceno, ou apenas Geraldino (São Pedro do Turvo, 17 de novembro de 1937 — Curitiba, 29 de junho de 2012), foi um treinador, dirigente e ex-futebolista brasileiro, que atuou como meia.

Geraldo Damasceno
Informações pessoais
Nome completo Geraldo Damasceno
Data de nasc. 17 de novembro de 1937
Local de nasc. São Pedro do Turvo (SP),  Brasil
Falecido em 29 de junho de 2012 (74 anos)
Local da morte Curitiba (PR),  Brasil
Apelido Geraldino
Seu Geraldo
Informações profissionais
Posição Treinador / Dirigente
(ex-Meia)
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)
Década de 1950
Década de 1950
Década de 1950
Década de 1950
Década de 1950
1950–1955
Década de 1950
1957–1958
Brasil Trieste (clube amador)[1]
Brasil São Bento de Marília
Brasil Marília[1]
Brasil Santacruzense
Brasil Botafogo[1]
Brasil Esportiva de Jacarezinho[1]
Brasil Ferroviário-PR[1]
Brasil Atlético Paranaense[1]
Times/Equipas que treinou
1963
1965–1966
1967
1968
1969
1974
1976–1977
1981
1981
1982–1984
1983
1984
1987
1988
1989
1989
1992

Brasil Atlético Paranaense
Brasil Ferroviário-PR
Brasil Água Verde[2][3][4]
Brasil Coritiba (supervisor)[5]
Brasil Atlético Paranaense
Brasil Colorado[6]
Brasil Atlético Paranaense[7][8]
Brasil Colorado[9]
Brasil Coritiba
Brasil Atlético Paranaense[10][11][12][13][14]
Brasil Figueirense[15]
Brasil Figueirense[15][16]
Brasil Atlético Paranaense[17][18][19][20]
Brasil Joinville[21]
Brasil Figueirense
Brasil Juventude[22]
Brasil Atlético Paranaense[23]
Brasil Pinheiros
Brasil Paraná

CarreiraEditar

Como jogadorEditar

Nascido no Interior de São Paulo, Geraldino começou sua carreira na própria região, primeiro passando pela Santacruzense de Santa Cruz do Rio Pardo e depois pelo pequeno São Bento de Marília. Tempos depois, apareceu atuando no futebol amador de Curitiba, pelo Trieste[25]. Após uma breve passagem pelo tradicional Botafogo, Geraldino voltou ao Paraná para atuar por Esportiva de Jacarezinho, Ferroviário de Curitiba e, finalmente, pelo Atlético Paranaense, clube no qual encerrou sua carreira dentro das quatro linhas, e também onde conquistou o Estadual em 1958 — seu único título como jogador.

Como treinadorEditar

Após encerrar sua carreira como atleta no Paraná, Geraldino deu início a sua trajetória como técnico no próprio estado. Esteve no comando de Ferroviário (onde foi Bicampeão Paranaense em 1965 e 1966) e Água Verde (no qual voltou a erguer o troféu do Estadual, dessa vez em 1967), antes de chegar ao clube no qual encerrara sua carreira. E foi justamente no Furacão que o agora treinador consagrou-se e recebeu todo o carinho da torcida atleticana. Mais uma vez, Geraldino escreveu seu nome no futebol paranaense, conquistando seu quinto título estadual (um como jogador e quatro como técnico), agora com o Rubro-Negro em 1982. Pelo Atlético, o treinador ainda atuou inúmeras vezes como técnico interino e, décadas depois, como dirigente.

Até 1992, ano de sua última passagem como técnico pelo Atlético-PR, Geraldino foi o treinador com maior número de partidas (55 jogos) e de vitórias (16) pelo Furacão no Campeonato Brasileiro[26][27].

Também acumulou passagens por outros pequenos e grandes clubes sulistas: Coritiba, Colorado, Pinheiros, Paraná[25], Figueirense[28], Juventude e Joinville.

TítulosEditar

Como jogadorEditar

Atlético-PR

Como treinadorEditar

Ferroviário-PR
Água Verde (atual Pinheiros-PR)
Colorado
  •   Taça Cidade de Curitiba: 1974 e 1975[29]
Atlético-PR

Campanhas de destaqueEditar

Como treinadorEditar

Atlético-PR
Colorado
Figueirense

Morte[33][34]Editar

Geraldino faleceu no dia 29 de junho de 2012, uma sexta-feira, no Hospital das Nações, onde estava internado. Naquele mesmo dia, ocorreu seu velório na Capela Mortuária Jardim da Saudade II e, mais tarde, às 17h, seu sepultamento no crematório da Associação Beneficente Jardim da Saudade, em Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba[35][36][37].

Referências

  1. a b c d e f g «Morre Geraldino Damasceno, ídolo do Atlético-PR». BandaB.com. 29 de junho de 2012. Consultado em 12 de março de 2015 
  2. BORGES TEIXEIRA, José Domingos (Zé Domingos). «Morte de Teteu: Dedicação, entusiasmo, raça e disciplina como jogador de futebol». FolhaDeTamandaré.com. Consultado em 22 de fevereiro de 2015 
  3. James (15 de outubro de 2012). Diário Tricolor: 16 de outubro de ... (em português) HistóriaDoParanáClube.com (blog). Visitado em 12 de março de 2015.
  4. James (11 de maio de 2013). Túnel do Tempo: Água Verde - Campeão Paranaense de 1967 (em português) HistóriaDoParanáClube.com (blog). Visitado em 22 de fevereiro de 2015.
  5. «Um bruxo no Caldeirão». Abril. Placar. 1 (338). 1 de outubro de 1976. Consultado em 22 de fevereiro de 2015 
  6. James (9 de maio de 2013). Túnel do Tempo: Colorado x Gesmy Army (em português) HistóriaDoParanáClube.com (blog). Visitado em 22 de fevereiro de 2015.
  7. Ivan, Milton (4 de fevereiro de 1977). «O Diabo está como quer». Abril. Placar. 1 (354): 67 (ver 22–23). Consultado em 22 de fevereiro de 2015 
  8. Ivan, Milton (8 de abril de 1977). «O ponta bóia-fria». Abril. Placar. 1 (363): 67 (ver 49–50). Consultado em 22 de fevereiro de 2015 
  9. «Relembre 5 duelos marcantes de outras equipes no Couto Pereira». JornalDeLondrina.com. 14 de agosto de 2011. Consultado em 22 de fevereiro de 2015 
  10. «Tabelão». Abril. Placar. 1 (633): 83 (ver 76). 9 de julho de 1982. Consultado em 22 de fevereiro de 2015 
  11. «Tabelão». Abril. Placar. 1 (645): 83 (ver 11). 1 de outubro de 1982. Consultado em 22 de fevereiro de 2015 
  12. «Tabelão». Abril. Placar. 1 (647): 83 (ver 11). 15 de outubro de 1982. Consultado em 22 de fevereiro de 2015 
  13. «Tabelão». Abril. Placar. 1 (744): 83 (ver 74). 24 de agosto de 1984. Consultado em 22 de fevereiro de 2015 
  14. «Luiz Carlos de Souza das Neves». GaloDigital.com. 4 de agosto de 2014. Consultado em 22 de fevereiro de 2015 
  15. a b DOS SANTOS VIEIRA, Roberto Luiz (31 de janeiro de 2014). «Roberto Luiz Vieira: A lista de todos os técnicos do Figueirense». MeuFigueira.com. Consultado em 22 de fevereiro de 2015. Arquivado do original em 2 de abril de 2015 
  16. «Tabelão». Abril. Placar. 1 (Número ilegível): 83 (ver 73). 6 de julho de 1984. Consultado em 14 de março de 2015 
  17. «Tabelão». Abril. Placar. 1 (889): 75 (ver 70). 15 de junho de 1987. Consultado em 14 de março de 2015 
  18. «Tabelão». Abril. Placar. 1 (891): 67 (ver 63). 29 de junho de 1987. Consultado em 14 de março de 2015 
  19. «Tabelão». Abril. Placar. 1 (892): 67 (ver 63). 6 de julho de 1987. Consultado em 14 de março de 2015 
  20. «Tabelão». Abril. Placar. 1 (893): 75 (ver 70). 13 de julho de 1987. Consultado em 14 de março de 2015 
  21. Tiago Gabriel (Badoug) (25 de fevereiro de 2012). «Memória Tricolor: 07/02/1988 – JEC 1×0 Brusque (O primeiro confronto)». NasceuCampeão.com. Consultado em 22 de fevereiro de 2015 
  22. «Tabelão». Abril. Placar. 1 (979): 47 (ver 37). 17 de março de 1989. Consultado em 22 de fevereiro de 2015 
  23. SCHMIDT, André (9 de fevereiro de 2011). «Baú do Portuga: há 19 anos, Vasco vencia o Atlético-PR de Paulo Rink». BlogDoGarone.com. Consultado em 22 de fevereiro de 2015 
  24. ROZENBERG, Marcelo. «Que Fim Levou? Geraldino». TerceiroTempo.com. Consultado em 22 de fevereiro de 2015 
  25. a b PUGLIESI, André (em reportagem da Gazeta do Povo) (29 de junho de 2012). «Geraldo Damasceno, adeus». ZéBeto.com. Consultado em 22 de fevereiro de 2015 
  26. «Atlético-PR - Os recordes no Brasileiro». Abril. Placar. 1 (1233): 127 (ver 13). Agosto de 2002. Consultado em 22 de fevereiro de 2015 
  27. «Atlético-PR - Os recordes no Brasileiro». Abril. Placar. 1 (1256): 163 (ver 15). Março de 2003. Consultado em 22 de fevereiro de 2015 
  28. JÚNIOR, Polidoro (24 de abril de 2014). «Túnel do Tempo». PolidoroJúnior.com. Consultado em 22 de fevereiro de 2015 
  29. FONSECA, Adriano; COMANDULLI, Lia & BARBOSA DA SILVA, Sidney (13 de maio de 2012). «Campeões da Taça Cidade de Curitiba / Comandulli (1974 a 1978) de Profissionais». CampeõesDoFutebol.com. Consultado em 22 de fevereiro de 2015 
  30. G1 (18 de maio de 2012). «Após 16 anos na elite, Atlético-PR joga a Série B pela sexta vez na história». RGL.com. Consultado em 22 de fevereiro de 2015 
  31. DE PAULA DIEGUEZ, Marcelo. «Marinho, ex-meio-campo do Colorado-PR, Operário-MS, Pinheiros-PR, Matsubara-PR, Sport de Campo Mourão-PR». MarceloDieguez.com. Consultado em 22 de fevereiro de 2015 
  32. MATOS, Felipe (30 de março de 2012). «Figueirense x Avaí no aniversário da cidade (1984)». MemóriaAvaiana.com. Consultado em 22 de fevereiro de 2015. Arquivado do original em 2 de abril de 2015 
  33. BUBNIAK, Geraldo (29 de junho de 2012). «Morre Geraldino Damasceno, ex técnico e jogador do Furacão». FutebolParanaense.com. Consultado em 22 de fevereiro de 2015 
  34. LORENZ, Juliano (4 de julho de 2012). «Geraldino Damasceno, um homem de sorte». GloboEsporte.com. Consultado em 22 de fevereiro de 2015 
  35. «Falecimentos do dia 29 de junho». BandaB.com. 29 de junho de 2012. Consultado em 22 de fevereiro de 2015 
  36. YARED FILHO, Jorge (29 de junho de 2012). Morre ex-jogador e treinador Geraldo Damasceno, o Geraldino, aos 80 anos (em português) JorgeYared.com (blog). Visitado em 22 de fevereiro de 2015.
  37. LIMA, Airton (30 de junho de 2012). «Futebol está de luto! Morre Geraldino». JornalFênix.com. Consultado em 22 de fevereiro de 2015 
Precedido por

Valdemar Carabina


Técnico do Atlético-PR
1969
1976–1977
1982–1984
1987
1992
Sucedido por




Precedido por
Técnico do Coritiba
1981
Sucedido por
Precedido por
Danilo Alvim
Zé Mário
Bellini (interino)
Técnico do Figueirense
1983
1984
1989
Sucedido por
Balduíno
Zé Mário
Daltro Menezes
Precedido por
Técnico do Joinville
1988
Sucedido por
Hélio dos Anjos