Grand Theft Auto

série de jogos eletrônicos
(Redirecionado de Grand Theft Auto (série))
Disambig grey.svg Nota: Este artigo é sobre a série de jogos. Para o primeiro jogo da série, veja Grand Theft Auto (jogo eletrônico).
Grand Theft Auto
Gênero(s) Ação-aventura
Tiro em terceira pessoa
Desenvolvedora(s) Rockstar North
Distribuidora(s) Rockstar Games
Criador(es) David Jones[1]
Dan Houser[2]
Sam Houser[2]
Mike Dailly[3]
Leslie Benzies
Aaron Garbut
Plataformas
Primeiro título Grand Theft Auto
Outubro de 1997
Último título Grand Theft Auto V
17 de setembro de 2013
Website oficial
Portal Portal de jogos eletrônicos

Grand Theft Auto (GTA) é uma série de jogos eletrônicos criada por David Jones e Mike Dailly, sendo posteriormente gerenciada pelos irmãos Dan e Sam Houser, Leslie Benzies e Aaron Garbut. A maioria dos jogos foi desenvolvida pela Rockstar North (antiga DMA Design) e publicada pela Rockstar Games. O nome da série é um termo policial utilizado nos Estados Unidos para identificar roubos de automóveis: Grand Theft refere-se a furtos de valor elevado (maior que US $ 40,00) e Auto designa os automóveis. O nome desse crime, no Brasil, é Roubo Qualificado de Automóveis e em Portugal designa-se por carjacking.

Os jogos da série se passam em cidades fictícias dominadas pelo crime e pelas gangues de rua, fortemente modeladas com base em grandes metrópoles, principalmente dos Estados Unidos. O personagem jogável (um criminoso, protagonista de um enredo repleto de atividades ilegais, como violência, tráfico de drogas, assassinato, prostituição etc.) pode cumprir missões para o progresso da história, bem como participar de ações não lineares num mundo aberto, consistindo de ação, aventura, RPG, corridas, entre outros. GTA também faz homenagens a diversas personalidades, como por exemplo Eazy-E, que inspirou o personagem Ryder em Grand Theft Auto: San Andreas.

O desenvolvedor de videogames DMA Design foi responsável pelo início da série em 1997, que atualmente conta com onze jogos autônomos e quatro pacotes de expansão. O terceiro jogo da cronologia, Grand Theft Auto III, foi muito elogiado, já que trouxe a série para um cenário 3D com muito mais experiência e inspirou o lançamento de vários clones. Títulos subsequentes, tais como Driv3r, tiveram seu desenvolvimento baseado no padrão introduzido em Grand Theft Auto III.

A franquia, assim como Call of Duty, é um dos produtos de entretenimento mais rentáveis da história, arrecadando com seu último jogo quase um bilhão de dólares nas primeiras 24 horas de lançamento. Bateu também vários recordes no Guinness Book, inclusive como o jogo de ação de videogame a alcançar o maior valor em vendas em 24 horas.[4] A franquia foi também considerada pelo The Telegraph como uma das maiores exportações do Reino Unido.[5] Até Novembro de 2016, a série Grand Theft Auto já havia vendido mais de 250 milhões de cópias, tornando-se assim na quinta franquia de videogames mais vendida de todos os tempos.[6]

Jogos

Ano Título Desenvolvedora Lançamento Universo[7]
Console Computador Portátil Mobile
Série principal
1997 Grand Theft Auto DMA Design PS1 Windows
MS-DOS
GBC 2D
1999 Grand Theft Auto 2 PS1
Dreamcast
Windows GBC
2001 Grand Theft Auto III PS2
Xbox
Windows
OS X
iOS
Android
Fire OS
3D
2002 Grand Theft Auto: Vice City Rockstar North PS2
Xbox
Windows
OS X
iOS
Android
Fire OS
2004 Grand Theft Auto: San Andreas PS2
Xbox
PS31
Xbox 3602
Windows
OS X
iOS
Android
WP
Fire OS
2008 Grand Theft Auto IV PS3
Xbox 360
Windows HD
2013 Grand Theft Auto V PS3
Xbox 360
PS4
Xbox One
PS5
Xbox Series X
Windows
Pacotes de expansão
1999 Grand Theft Auto: London, 1969 Rockstar Canada PS1 Windows
MS-DOS
2D
1999 Grand Theft Auto: London, 1961 Windows
MS-DOS
2009 Grand Theft Auto IV: The Lost and Damned Rockstar North PS3
Xbox 360
Windows HD
2009 Grand Theft Auto: The Ballad of Gay Tony PS3
Xbox 360
Windows
Portátil
2004 Grand Theft Auto Advance Digital Eclipse GBA 3D
2005 Grand Theft Auto: Liberty City Stories Rockstar Leeds PS2 PSP iOS
Android
Fire OS
2006 Grand Theft Auto: Vice City Stories PS2 PSP
2009 Grand Theft Auto: Chinatown Wars PSP
DS
iOS
Android
Fire OS
HD
Notas:
1. Originalmente disponível para PlayStation 3 como parte da linha PlayStation 2 Classics via PlayStation Network, mas posteriormente substituído por um lançamento nativo em HD.[8]
2. Originalmente disponível para Xbox 360 como parte da linha Xbox Originals via Xbox Live Marketplace, mas posteriormente substituído por uma versão nativa em HD.[9]

Série principal

Linha do tempo de anos de lançamento
           Era 2D              Era 3D              Era HD[7]
1997Grand Theft Auto
1998
1999Grand Theft Auto: London, 1969
Grand Theft Auto: London, 1961
Grand Theft Auto 2
2000
2001Grand Theft Auto III
2002Grand Theft Auto: Vice City
2003
2004Grand Theft Auto: San Andreas
Grand Theft Auto Advance
2005Grand Theft Auto: Liberty City Stories
2006Grand Theft Auto: Vice City Stories
2007
2008Grand Theft Auto IV
2009Grand Theft Auto IV: The Lost and Damned
Grand Theft Auto: Chinatown Wars
Grand Theft Auto: The Ballad of Gay Tony
2010
2011
2012
2013Grand Theft Auto V

A série Grand Theft Auto é dividida em universos fictícios paralelos, nomeados após o nível primário de recursos gráficos usados em cada época.[7] O primeiro Grand Theft Auto, suas expansões e sua sequência fazem parte do "universo 2D". Grand Theft Auto III e suas sequências são consideradas do "universo 3D", enquanto Grand Theft Auto IV, suas expansões e Grand Theft Auto V são considerados o "universo HD". Cada universo é considerado paralelo apenas para marcas, nomes de lugares e personagens de plano de fundo compartilhados entre eles.[7]

Grand Theft Auto, o primeiro jogo da série, foi lançado para Microsoft Windows e MS-DOS em outubro de 1997, portado para PlayStation em 1998 e para Game Boy Color em 1999. Grand Theft Auto 2 foi lançado em 1999 para Microsoft Windows e, mais tarde, recebeu portes para PlayStation, Dreamcast e Game Boy Color.[10]

O PlayStation 2 também contou com três jogos da série principal, todos relançados em várias plataformas; um acordo entre a Take-Two Interactive e a Sony Computer Entertainment resultou em uma exclusividade temporária para PlayStation 2, antes de receber portes para Microsoft Windows e Xbox.[11] O título de 2001, Grand Theft Auto III, mudou de gráficos bidimensionais (2D) usados ​​nos dois primeiros jogos, para gráficos tridimensionais (3D).[12] Grand Theft Auto: Vice City foi publicado em 2002 e foi o primeiro a apresentar um protagonista que fala, dublado por Ray Liotta.[13] Grand Theft Auto: San Andreas, lançado em 2004, introduziu vários novos elementos, incluindo personalização de personagem e um mapa mais extenso que abrange três cidades e áreas rurais circundantes.[14]

Dois jogos da série principal foram publicados para PlayStation 3 e Xbox 360. O título de 2008, Grand Theft Auto IV, focou-se no realismo e nos detalhes, removendo vários recursos de personalização e adicionando um modo multijogador online.[15] Grand Theft Auto V, publicado em 2013, contou com três protagonistas jogáveis.[16] Foi lançado com um enorme sucesso financeiro, quebrando vários recordes.[17] Mais tarde, foi relançado em 2014 para PlayStation 4 e Xbox One e em 2015 para Microsoft Windows.[18] Relançamentos do jogo para PlayStation 5 e Xbox Series X estão previstos para meados de 2021.[19]

Outros jogos

Grand Theft Auto gerou vários jogos adicionais e pacotes de expansão. Em 1999, o jogo original recebeu dois pacotes de expansão: Grand Theft Auto: London, 1969 e Grand Theft Auto: London, 1961.[10] Grand Theft Auto Advance, lançado em 2004 para Game Boy Advance, apresenta uma perspectiva de cima para baixo. Três jogos foram lançados para PlayStation Portable (PSP). O jogo de 2005, Grand Theft Auto: Liberty City Stories, é uma pré-sequência de Grand Theft Auto III, enquanto o jogo de 2006, Grand Theft Auto: Vice City Stories, é uma pré-sequência de Vice City; os dois jogos foram posteriormente portados para PlayStation 2. Em 2009, Grand Theft Auto: Chinatown Wars foi lançado para Nintendo DS e, posteriormente, portado para PlayStation Portable.[20] Em 2009, The Lost and Damned e The Ballad of Gay Tony foram lançados para Xbox 360 como pacotes de expansão para Grand Theft Auto IV; uma "aliança estratégica" entre a Rockstar e a Microsoft resultou em uma exclusividade temporária. Mais tarde, eles foram lançados para Xbox 360, PlayStation 3 e Microsoft Windows como parte de uma compilação, intitulada Grand Theft Auto: Episodes from Liberty City.[21]

Inúmeros títulos da série receberam portes para dispositivos móveis. Nos seus décimos aniversários, Grand Theft Auto III e Vice City foram relançados para iOS e Android em 2011 e 2012, respectivamente.[22][23] Em 2013, San Andreas foi portado para iOS, Android e Windows Phone;[24] o porte mobile foi posteriormente relançado para Xbox 360 em 2014, o ano do décimo aniversário do jogo,[25] e no ano seguinte para PlayStation 3.[26] Chinatown Wars foi lançado para iOS em 2010 e para Android e Fire OS em 2014.[27] Em 2015, Liberty City Stories foi portado para iOS, Android e Fire OS.[28][29]

Compilações

Grand Theft Auto Double Pack é uma compilação que inclui Grand Theft Auto III e Vice City e foi lançado em 2003 para PlayStation 2 e Xbox.[30] Grand Theft Auto: The Trilogy é uma compilação de Grand Theft Auto III, Vice City e San Andreas. A compilação foi lançada pela primeira vez em 2005 para Xbox.[31] Mais tarde, foi lançado para PlayStation 2, Windows, Mac OS X e PlayStation 4.[32][33][34][35] The Trilogy também serviu como um pacote revisado de San Andreas, que tinha que ser retirado das prateleiras devido ao controverso mod Hot Coffee.[36]

Grand Theft Auto: Episodes from Liberty City é uma compilação autônoma dos pacotes de expansão de Grand Theft Auto IV. Ele contém The Lost and Damned e The Ballad of Gay Tony em um único disco. Foi lançado em 29 de outubro de 2009 para Xbox 360 e em 13 de abril de 2010 para Microsoft Windows e PlayStation 3. A Microsoft adicionou Episodes from Liberty à sua lista de compatibilidade com versões anteriores do Xbox One em fevereiro de 2017.[37]

Jogabilidade

A jogabilidade consiste em uma mistura de ação, aventura e direção, com alguns elementos de RPG e stealth. O jogo é considerado exclusivamente dedicado a adultos devido a temas como violência, assassinato, drogas, incitações e exposições sexuais, tortura, mutilação etc., além da grande liberdade que o jogo dá em relação ao que os personagens controláveis podem fazer: agredir e matar pessoas, roubar veículos, propagar o caos, entre muitas outras coisas.[carece de fontes?]

O protagonista é um criminoso, movido muitas vezes pelo seu desejo de vingança em relação a algo, disposto para fazer qualquer coisa para atingir seus objetivos. Dessa maneira, ele se associa a gangues de rua e outras ilegalidades. A maioria dos jogos da franquia possui uma só história com um protagonista; exceções incluem o Grand Theft Auto original e suas expansões, que possuem vários protagonistas e o último título numerado da série, Grand Theft Auto V, que possui três protagonistas diferentes.[carece de fontes?]

Níveis de procurado

A polícia, que está presente em todos os jogos da série, é um dos elementos mais importantes. Quando o personagem comete delitos e é percebido pelas autoridades, fica sujeito a perseguição. A medida que o jogador consegue escapar e permanecer vivo, o nível de procurado aumenta, ou seja, o Estado usa forças mais poderosas contra o mesmo, aumentando as chances de captura ou morte.[carece de fontes?]

O nível de procurado é medido por um mostrador com seis ícones paralelos no formato de estrelas, localizado no canto superior direito da tela, junto com outros dados. Quanto maior o número de ícones de estrela acesos, mais poderosos são os recursos utilizados pelo Estado para capturar o protagonista criminoso. A seguir uma breve definição do que acontece a cada número de estrelas acesas. Tais definições são genéricas, ou seja, não são válidas para todos os jogos da série.[carece de fontes?]

  • Uma estrela - Os policiais perseguem o personagem a pé, com cassetete e pistolas, ou com carros à baixa velocidade e com somente um agente. Consegue-se uma estrela matando ou assaltando um pedestre, roubando carros ou assaltando lojas.[carece de fontes?]
  • Duas estrelas - Os policiais usam pistolas ou metralhadoras de baixo poder de fogo na tentativa de deter o personagem. Há dois policiais por veículo, que são um pouco mais agressivos. O personagem também é perseguido por barcos policiais se for para o mar. Consegue-se duas estrelas não obedecendo aos policiais em descer do carro para ser preso ou roubando um carro-forte.[carece de fontes?]
  • Três estrelas - Os policiais estão em grande número e atiram para matar; alguns usam até rifles. Dirigem em máxima velocidade, criam barreiras nas principais avenidas e começam a aparecer em helicópteros (que podem, inclusive, atirar) e carros da SWAT. Consegue-se três estrelas provocando uma chacina, destruindo veículos aéreos, invadindo uma delegacia (em Grand Theft Auto V), invadindo um aeroporto comercial ou matando um policial.[carece de fontes?]
  • Quatro estrelas - A SWAT passa a usar metralhadoras de nível médio e veículos emergenciais grandes para ajudar a polícia. Agora podem aparecer dois helicópteros, um da polícia, de onde podem descer policiais, e outro de notícias. Caças militares também começam a aparecer para deter o personagem se este estiver em algum veículo aéreo, disparando mísseis. Em Grand Theft Auto IV e Grand Theft Auto V, a polícia é acompanhada pelo FBI e pela SWAT. Consegue-se quatro estrelas invadindo uma base militar ou invadindo a base de segurança da NOOSE (SWAT).
  • Cinco estrelas - O FBI substitui a polícia e a SWAT, com carros mais potentes, com quatro agentes em cada um deles, armados com submetralhadoras (SMGs). Dois helicópteros da polícia aparecem para deter o personagem.[carece de fontes?]
  • Seis estrelas - Os recursos mais poderosos de captura. Nos jogos da era 3D, o exército americano substitui o FBI e utiliza com fuzis de assalto (M4/M16) de altíssimo nível, além dos caminhões e tanques militares poderosíssimos. Em Grand Theft Auto IV, o exército foi removido para dar mais realismo ao jogo (porque não se utiliza as forças armadas para perseguir apenas um indivíduo), então ao invés do exército começar a atuar, o FBI (no caso do jogo, o FIB) usa recursos mais avançados para deter o personagem. Em Grand Theft Auto V, a sexta estrela é extinta.[carece de fontes?]

Recepção

Controvérsias

A série sempre causou controvérsias mundialmente, devido a seus enredos cheios de violência, assassinato, uso de armas, drogas, forte apelo sexual, entre outros conteúdos considerados antiéticos. Além disso, o jogo faz referências ofensivas a diversas etnias, o que acabou muitas vezes por chamar a atenção de tais grupos. Em Grand Theft Auto: Vice City, por exemplo, são retratados membros de gangues cubanas matando integrantes de gangues haitianas. A situação causou uma enorme controvérsia por parte dos habitantes dos dois países, que alegaram um enorme desrespeito à sua cultura. Jean-Robert Lafortune da Coligação Haitiana-Americana pronunciou-se negativamente sobre o caso, dizendo que o jogo fazia apologia à destruição humana entre grupos e etnias. Em resposta, a Rockstar Games retirou a palavra "haitianos" da legenda de uma das falas do jogo, em que um personagem dizia "Kill the Haitians dickheads".[carece de fontes?]

O caso Hot Coffee foi um dos mais famosos escândalos relacionados à série. Tratava-se de um minigame de sexo em Grand Theft Auto: San Andreas supostamente descoberto por hackers em que o jogador podia ter relações sexuais com sua namorada e seu objetivo é chegar ao orgasmo. A empresa alegou que o minigame tratava-se de uma modificação, e não fazia parte do jogo original, mas mesmo assim, depois de muitos processos e multas, o jogo recebeu uma nova classificação da ESRB: passou de Mature, 17+ (para jogadores conscientes de 17 anos ou mais), para Adults Only, 18+ (somente para Adultos de 18 anos ou mais).[carece de fontes?]

Modificações

As modificações (ou mods) são alterações do jogos feitas por fãs da série com auxílio de programas de computador para adicionar ou mudar coisas no jogo, como substituir as roupas originais, adicionar veículos armas, missões, modo multiplayer e até mesmo mudar o jogador e o cenário.[carece de fontes?]

As modificações são obtidas através de download via internet e na maioria das vezes são exclusivas para as versões de computador, pois as modificações nos jogos para consoles são muito mais difíceis de serem feitas e são consideradas pirataria pois é necessário copiar o jogo.[carece de fontes?]

O ponto fraco de se adicionar modificações é que algumas delas podem afetar o desempenho do jogo, provocando diversos bugs, obrigando o jogador a perder o progresso no jogo e até mesmo tirando a sua integridade. Por outro lado, há também um número significativo de modificações com o objetivo de corrigir os bugs originais do jogo, além de adicionar funções antes não suportadas oficialmente, como o suporte a monitores widescreen.[carece de fontes?]

Remasterização

No final de 2015 foi confirmada pela própria Sony, a remasterização da trilogia da série Grand Theft Auto, a trilogia contém três jogos: Grand Theft Auto III, Grand Theft Auto: Vice City e Grand Theft Auto: San Andreas para a plataforma PlayStation 4, também vieram sete clássicos para a plataforma junto com a trilogia.[38] Com gráficos de 1080p, recursos aprimorados, tais como, os troféus, Share Play, Uso Remoto, Feed de Atividades e suporte para Segunda Tela para manuais de jogo com o PlayStation Vita ou o Playstation App, conforme escrito na descrição da trilogia na PlayStation Store.[39] Os jogadores podem adquirir a trilogia pela própria loja da plataforma, a PlayStation Store.

Referências

  1. «David Jones Returns To APB – Edge Magazine». Edge-online.com. 12 de maio de 2011. Consultado em 6 de setembro de 2012  (em inglês)
  2. a b «IGN Presents: The History of Grand Theft Auto». IGN. 28 de março de 2008. Consultado em 19 de junho de 2014  (em inglês)
  3. «GTA: "Max Clifford made it all happen" | GamesIndustry International». Gamesindustry.biz. 22 de outubro de 2012. Consultado em 22 de junho de 2013  (em inglês)
  4. — Confirmed: Grand Theft Auto 5 breaks 6 sales world records (em inglês)
  5. GTA 5: a Great British export – The Telegraph (em inglês)
  6. [1] (em inglês)
  7. a b c d Rockstar. «Grand Theft Auto III: Your Questions Answered – Part One (Claude, Darkel & Other Characters)». Rockstar”: “The “universes” are the worlds interpreted at different definitions, 2D, 3D and high definition, so we felt brands and radio / back ground characters would exist in both, but 3 dimensional characters would not. 
  8. Harradence, Michael (16 de novembro de 2015). «GTA San Andreas for PS3 gets rated for upcoming re-release». psu.com. Consultado em 18 de novembro de 2015 
  9. Makuch, Eddie (23 de outubro de 2014). «GTA: San Andreas Re-Release Coming to Xbox 360 [UPDATE]». GameSpot. CBS Interactive. Consultado em 25 de outubro de 2014 
  10. a b Usher, William (14 de março de 2015). «Grand Theft Auto Drama Heading to BBC Television». Cinema Blend. Consultado em 14 de março de 2015 
  11. Walker, Trey (21 de maio de 2002). «E3 2002: Sony gets Grand Theft Auto exclusive». GameSpot. CBS Interactive. Consultado em 14 de março de 2015 
  12. Moses, Travis (23 de janeiro de 2008). «Preview : Grand Theft Auto IV». Gamepro.com. Consultado em 21 de julho de 2009. Arquivado do original em 22 de abril de 2009 
  13. McLaughlin, Rus; Thomas, Lucas M. (6 de maio de 2013). «IGN Presents The History of Grand Theft Auto». IGN. Ziff Davis. p. 3. Consultado em 14 de março de 2015 
  14. McLaughlin, Rus; Thomas, Lucas M. (6 de maio de 2013). «IGN Presents The History of Grand Theft Auto». IGN. Ziff Davis. p. 4. Consultado em 14 de março de 2015 
  15. McWhertor, Michael (2 de agosto de 2007). «Take-Two Execs Explain Grand Theft Auto IV Delay». Kotaku. Gawker Media. Consultado em 14 de março de 2015 
  16. R* Q (16 de setembro de 2013). «Grand Theft Auto V Reviews». Rockstar Games. Consultado em 25 de setembro de 2013 
  17. Karmali, Luke (9 de outubro de 2013). «GTA 5 Currently Holds Seven Guinness World Records». IGN. Consultado em 10 de outubro de 2013 
  18. R* Q (12 de setembro de 2014). «Grand Theft Auto V Release Dates and Exclusive Content Details for PlayStation 4, Xbox One and PC». Rockstar Newswire. Rockstar Games. Consultado em 12 de setembro de 2014 
  19. «Grand Theft Auto V Coming to New Generation Consoles in 2021». Rockstar Games. 11 de junho de 2020. Consultado em 12 de junho de 2020 
  20. Robert Purchese (22 de junho de 2009). «Grand Theft Auto: Chinatown Wars for PSP». Eurogamer.net. Consultado em 21 de julho de 2009 
  21. Ashcraft, Brian (29 de janeiro de 2010). «Grand Theft Auto: Episodes from Liberty City Announced for PS3 and PC». Kotaku. Gawker Media. Consultado em 14 de março de 2015 
  22. Q, R*. «Announcing Grand Theft Auto III: 10th Anniversary Edition for Select Mobile Devices & the Limited Edition Claude Action Figure» 
  23. «Grand Theft Auto: Vice City 10th Anniversary Edition Coming to iOS and Android Devices on December 6th». Rockstar Games. 21 de novembro de 2012. Consultado em 30 de abril de 2013 
  24. Johnson, Leif (18 de dezembro de 2013). «Grand Theft Auto: San Andreas iOS Review». IGN. Consultado em 3 de março de 2014 
  25. Makuch, Eddie (23 de outubro de 2014). «GTA: San Andreas Re-Release Coming to Xbox 360 [UPDATE]». GameSpot. CBS Interactive. Consultado em 26 de outubro de 2014 
  26. Harradence, Michael (16 de novembro de 2015). «GTA San Andreas for PS3 gets rated for upcoming re-release». psu.com. Consultado em 18 de novembro de 2015. Cópia arquivada em 17 de novembro de 2015 
  27. R* Q (18 de dezembro de 2014). «Grand Theft Auto: Chinatown Wars Updated for iOS and Now Available for Android and Amazon Devices». Rockstar Newswire. Rockstar Games. Consultado em 14 de março de 2015 
  28. Vas, Gergo (17 de dezembro de 2015). «PSP Classic Grand Theft Auto: Liberty City Stories». Kotaku. Consultado em 18 de dezembro de 2015 
  29. Fingas, Roger (17 de dezembro de 2015). «GTA: Liberty City Stories comes to iOS, Pixelmator adds Apple Pencil tilt to more brushes». Apple community. Consultado em 18 de dezembro de 2015 
  30. Boulding, Aaron (4 de novembro de 2003). «Grand Theft Auto Double Pack». IGN. Ziff Davis. Consultado em 28 de março de 2017 
  31. «IGN: Grand Theft Auto: The Trilogy». Uk.xbox.ign.com. Consultado em 11 de agosto de 2010. Arquivado do original em 13 de julho de 2011 
  32. «IGN: Grand Theft Auto: The Trilogy on PS2». Uk.ps2.ign.com. Consultado em 11 de agosto de 2010 
  33. «IGN: Grand Theft Auto: The Trilogy on PC». Uk.pc.ign.com. Consultado em 11 de agosto de 2010 
  34. «IGN: Grand Theft Auto: The Trilogy on Mac». Uk.mac.ign.com. Consultado em 19 de outubro de 2010 
  35. «Grand Theft Auto: The Trilogy on PS4». 12 de janeiro de 2016. Consultado em 13 de janeiro de 2016 
  36. «IGN: Grand Theft Auto: The Trilogy». Xbox.ign.com. Consultado em 11 de agosto de 2010 
  37. Matulef, Jeffrey (9 de fevereiro de 2017). «Grand Theft Auto 4 and Episodes from Liberty City get Xbox One backwards compatibility». Eurogamer. Consultado em 10 de fevereiro de 2017 
  38. «Oito clássicos PS2 chegam amanhã à PS4 - Grand Theft Auto: San Andreas para PS2 Notícia». pt.videogamer.com. Consultado em 20 de junho de 2016. Arquivado do original em 9 de agosto de 2016 
  39. «PlayStation®Store oficial Brasil - Grand Theft Auto: The Trilogy no PS4». store.playstation.com. Consultado em 20 de junho de 2016 

Ligações externas

 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Grand Theft Auto