Grande Prêmio da Índia de 2013

corrida de Fórmula 1

O Grande Prêmio da Índia de 2013 foi a décima sexta corrida da temporada de 2013 da Fórmula 1. A prova foi disputada no dia 27 de outubro no Circuito Internacional de Buddh, Nova Deli, Índia.[1]

Grande Prêmio da Índia de Fórmula 1 de 2013
Jaypee International Circuit 2011.svg
Circuito Internacional de Buddh
Detalhes da corrida
Categoria Fórmula 1
Data 27 de outubro de 2013
Local Circuito Internacional de Buddh, Nova Deli, Índia
Total 60 voltas / 308,600 km
Pole
Piloto
Alemanha Sebastian Vettel Red Bull Racing
Tempo 1:24:119
Volta mais rápida
Piloto
Finlândia Kimi Raikkonen Lotus
Tempo 1:27.679 (na volta 60)
Pódio
Primeiro
Alemanha Sebastian Vettel Red Bull Racing
Segundo
Alemanha Nico Rosberg Mercedes
Terceiro
França Romain Grosjean Lotus

A corrida foi vencida pelo piloto alemão Sebastian Vettel e garantiu a ele, com três corridas de antecedência, o tetra campeonato.[2]

ResumoEditar

CorridaEditar

Vettel largou bem, mantendo o primeiro lugar, enquanto Massa tomou a segunda posição à frente das duas Mercedes, e Alonso teve a asa dianteira danificada, o que deixava Vettel ainda mais tranquilo. A escolha de pneus na Índia era um tanto diferente das demais corridas, com compostos macios e médios num asfalto em que os compostos de faixa amarela não funcionavam tão bem em corrida. Com isso, Vettel optou por tirar os pneus macios logo no fim da segunda volta.

Felipe Massa, então, assumiu a liderança por seis voltas antes de fazer seu primeiro pit stop. Quem fez a troca de pneus antes levou vantagem sobre o brasileiro, que, depois da rodada de paradas, caiu para sexto - foi, aliás, a última vez que Massa liderou uma corrida como piloto da Ferrari. Quem tomou a ponta foi Webber, que, no entanto, era o único dos ponteiros com pneus médios, para tentar uma estratégia inversa à de Vettel e dos outros ponteiros.

Com isso, Webber liderou até a 28ª volta, quando finalmente parou. Isso deu novamente a liderança a Vettel, que, no entanto, fez seu segundo pit stop na volta 31 de 60 para ir até o fim da corrida, também com pneus médios, que funcionavam melhor. Enquanto isso, Webber, que colocara pneus macios em seu pit stop pela obrigatoriedade do regulamento, voltou aos médios apenas quatro voltas depois. Depois da segunda troca, Webber voltou em segundo, mas logo depois o carro quebrou.

Vettel então ficou folgado na liderança muito à frente de Raikkonen e Rosberg. Mas o Homem de Gelo vinha perdendo terreno cada vez mais devido ao desgaste dos pneus. O finlandês não resistiu a um ataque de Rosberg e ainda teve uma disputa fratricida com o companheiro Romain Grosjean, que passou Kimi na marra, depois de a equipe insistir sem sucesso para que ele abrisse passagem.

Nas voltas finais, Kimi ainda seria ultrapassado por Felipe Massa, Sergio Pérez (McLaren) e Lewis Hamilton. Diga-se de passagem, a manobra do mexicano para superar Raikkonen e Hamilton foi a melhor de toda a corrida.

Tranquilo na frente, Vettel cruzou a linha de chegada com 29 segundos de vantagem sobre Rosberg, enquanto Grosjean completou o pódio apenas dois segundos à frente de Massa.

Terminada a corrida, Vettel quebrou o protocolo e, em vez de entrar nos boxes, estacionou seu carro no grid de largada depois de dar vários "zerinhos" na frente do público na reta principal. Depois, o alemão saiu do carro e reverenciou o modelo RB9 projetado por Adrian Newey.

Vettel ainda venceria as últimas duas provas de 2013, totalizando 13 triunfos e igualando o recorde de Michael Schumacher em 2004. Com as nove vitórias seguidas no fim da temporada, o alemão ainda igualou a marca estabelecida por Alberto Ascari entre 1952 e 1953.[3]

ResultadoEditar

Treino ClassificatórioEditar

Pos. No. Piloto Construtor Q1 Q2 Q3 Grid
1 1   Sebastian Vettel Red Bull-Renault 1:25.943 1:24.568 1:24.119 1
2 9   Nico Rosberg Mercedes 1:25.833 1:25.304 1:24.871 2
3 10   Lewis Hamilton Mercedes 1:25.802 1:25.259 1:24.941 3
4 2   Mark Webber Red Bull-Renault 1:25.665 1:25.097 1:25.047 4
5 4   Felipe Massa Ferrari 1:25.793 1:25.389 1:25.201 5
6 7   Kimi Räikkönen Lotus-Renault 1:25.819 1:25.191 1:25.248 6
7 11   Nico Hülkenberg Sauber-Ferrari 1:25.883 1:25.339 1:25.334 7
8 3   Fernando Alonso Ferrari 1:25.934 1:24.885 1:25.826 8
9 6   Sergio Pérez McLaren-Mercedes 1:26.107 1:25.365 1:26.153 9
10 5   Jenson Button McLaren-Mercedes 1:25.574 1:25.458 1:26.487 10
11 19   Daniel Ricciardo Toro Rosso-Ferrari 1:25.673 1:25.519 11
12 14   Paul di Resta Force India-Mercedes 1:25.908 1:25.711 12
13 15   Adrian Sutil Force India-Mercedes 1:26.164 1:25.740 13
14 18   Jean-Éric Vergne Toro Rosso-Ferrari 1:26.155 1:25.798 14
15 17   Valtteri Bottas Williams-Renault 1:26.178 1:26.134 15
16 12   Esteban Gutiérrez Sauber-Ferrari 1:26.057 1:26.336 16
17 8   Romain Grosjean Lotus-Renault 1:26.577 17
18 16   Pastor Maldonado Williams-Renault 1:26.842 18
19 22   Jules Bianchi Marussia-Cosworth 1:26.970 19
20 21   Giedo van der Garde Caterham-Renault 1:27.105 20
21 20   Charles Pic Caterham-Renault 1:27.487 21
22 23   Max Chilton Marussia-Cosworth 1:28.138 22
107% time:1:31.564
Source:[4]

CorridaEditar

Pos. No. Piloto Construtores Volta Tempo Grid Points
1 1   Sebastian Vettel Red Bull-Renault 60 1:31:12.187 1 25
2 9   Nico Rosberg Mercedes 60 +29.823 2 18
3 8   Romain Grosjean Lotus-Renault 60 +39.892 17 15
4 4   Felipe Massa Ferrari 60 +41.692 5 12
5 6   Sergio Pérez McLaren-Mercedes 60 +43.829 9 10
6 10   Lewis Hamilton Mercedes 60 +52.475 3 8
7 7   Kimi Räikkönen Lotus-Renault 60 +1:07.988 6 6
8 14   Paul di Resta Force India-Mercedes 60 +1:12.868 12 4
9 15   Adrian Sutil Force India-Mercedes 60 +1:14.734 13 2
10 19   Daniel Ricciardo Toro Rosso-Ferrari 60 +1:16.237 11 1
11 3   Fernando Alonso Ferrari 60 +1:18.297 8
12 16   Pastor Maldonado Williams-Renault 60 +1:18.951 18
13 18   Jean-Éric Vergne Toro Rosso-Ferrari 59 +1 Lap 14
14 5   Jenson Button McLaren-Mercedes 59 +1 Lap 10
15 12   Esteban Gutiérrez Sauber-Ferrari 59 +1 Lap 16
16 17   Valtteri Bottas Williams-Renault 59 +1 Lap 15
17 23   Max Chilton Marussia-Cosworth 58 +2 Laps 22
18 22   Jules Bianchi Marussia-Cosworth 58 +2 Laps 19
19 11   Nico Hülkenberg Sauber-Ferrari 54 Gearbox/Brakes 7
Ret 2   Mark Webber Red Bull-Renault 39 Alternator 4
Ret 20   Charles Pic Caterham-Renault 35 Hydraulics 21
Ret 21   Giedo van der Garde Caterham-Renault 1 Collision 20
Source:[5]
  • 1 - Nico Hülkenberg retired from the race, but was classified of 90% of the winner.

2: This was the last ever Indian GP. The circuit had tax disputes with the Uttar Pradesh government, and was closed after this race.

Ver tambémEditar

Referências

  1. «Calendar F1 2013». Fia.com. Consultado em 27 de setembro de 2013. Arquivado do original em 22 de setembro de 2013 
  2. «Na despedida do GP da Índia da F-1, Vettel pode eternizar pista com tetra». GloboEsporte.com. Consultado em 27 de outubro de 2013 
  3. Sabino, Fred (27 de outubro de 2018). «Quarto - e por enquanto último - título de Sebastian Vettel já completa cinco anos». Globoesporte.com. Consultado em 27 de outubro de 2018 
  4. «2013 Formula 1 Airtel Indian Grand Prix Qualifying Results». Formula1.com. Formula One Administration. Consultado em 26 October 2013. Cópia arquivada em 29 October 2013  Parâmetro desconhecido |url-status= ignorado (ajuda); Verifique data em: |acessodata=, |arquivodata= (ajuda)
  5. «2013 Indian Grand Prix Results». BBC. British Broadcasting Corporation. 27 October 2013. Consultado em 27 October 2013. Cópia arquivada em 29 October 2013  Parâmetro desconhecido |url-status= ignorado (ajuda); Verifique data em: |acessodata=, |arquivodata=, |data= (ajuda)
Corrida anterior:
GP do Japão de 2013
Campeonato Mundial de Fórmula 1 da FIA
Temporada 2013
Próxima corrida:
GP de Abu Dhabi de 2013

Corrida anterior:
GP da Índia de 2012
Grande Prêmio da Índia Próxima corrida: