Abrir menu principal

Helena Pavlovna (Carlota de Württemberg)

Helena Pavlovna
Princesa de Württemberg
Grã-Duquesa da Rússia
Retrato por Franz Xaver Winterhalter, 1862
Marido Miguel Pavlovich da Rússia
Descendência Maria Mikhailovna da Rússia
Isabel Mikhailovna da Rússia
Catarina Mikhailovna da Rússia
Alexandra Mikhailovna da Rússia
Ana Mikhailovna da Rússia
Casa Württemberg (nascimento)
Holstein-Gottorp-Romanov (casamento)
Nome completo
Frederica Carlota Maria
Nascimento 9 de janeiro de 1807
  Estugarda, Württemberg
Morte 2 de fevereiro de 1873 (66 anos)
  Estugarda, Württemberg, Império Alemão
Pai Paulo de Württemberg
Mãe Carlota de Saxe-Hildburghausen
Religião Ortodoxa Russa
(anteriormente Luteranismo)
Brasão

Helena Pavlovna da Rússia (9 de janeiro de 1807 - 2 de fevereiro de 1873) foi a esposa do grão-duque Miguel Pavlovich da Rússia, filho mais novo do czar Paulo I da Rússia e da sua consorte, a czarina Maria Feodorovna (nascida princesa Sofia Doroteia de Württemberg).

Índice

BiografiaEditar

 
Helena Pavlovna com a filha Maria

Helena Pavlovna nasceu como princesa Frederica Carlota Maria de Württemberg, sendo a filha mais velha do príncipe Paulo de Württemberg e da sua esposa, a princesa Carlota de Saxe-Hildburghausen. Em criança, Carlota viveu em Paris com o pai e com a irmã Paulina. A sua casa era bastante modesta comparada com os padrões da realeza e foi aí que ela estudou, sendo ensinada por vários intelectuais da cidade.[1]

Em 1822, Carlota ficou noiva do grão-duque Miguel Pavlovich da Rússia. Dizia-se que Carlota era uma mulher excepcional, muito inteligente e madura para a sua tenra idade de quinze anos. Miguel ficou impressionado com a sua beleza e postura e, durante um baile organizado em sua honra, ela encantou todos os convidados com as suas conversas.

Em 1823, converteu-se à Igreja Ortodoxa Russa, mudando de nome para Helena Pavlovna. No dia 20 de fevereiro de 1824 casou-se com Miguel em São Petersburgo e passou a viver no Palácio Mikhailovsky. Quando a imperatriz viúva Maria Feodorovna morreu em 1828, a vila e palácio de Pavlovsk passaram para Miguel e Helena visitava-os com frequência.

O seu casamento, contudo, não foi feliz. Miguel apenas se interessava pelo exército e ignorava-a. Apesar de tudo o casal teve cinco filhas:

  1. Maria Mikhailovna da Rússia (9 de março de 1825 - 19 de novembro de 1846), morreu aos vinte-e-um anos de idade; sem descendência.
  2. Isabel Mikhailovna da Rússia (26 de maio de 1826 - 28 de janeiro de 1845), casou-se com Adolfo de Luxemburgo; sem descendência (morreu ao dar à luz uma filha natimorta).
  3. Catarina Mikhailovna da Rússia (28 de agosto de 1827 - 12 de maio de 1894), casou-se com o duque Jorge de Mecklemburgo-Strelitz; com descendência.
  4. Alexandra Mikhailovna da Rússia (28 de janeiro de 1831 - 27 de março de 1832), morreu aos dois anos de idade.
  5. Ana Mikhailovna da Rússia (27 de outubro de 1834 - 22 de março de 1836), morreu aos dezassete meses de idade.

Helena era uma amiga chegada do seu cunhado Alexandre I da Rússia e da sua esposa Isabel Alexeievnae também não demorou a fazer amizade com a tímida Maria Alexandrovna, esposa do então czarevitch Alexandre.

Quando o seu marido morreu em 1849, tornou-se patrocinadora de várias organizações de caridade e artes. Fundou também o Conservatório de São Petersburgo bem como um grupo de freiras enfermeiras que mais tarde evoluiria para a Cruz Vermelha russa.

Helena morreu em 1873, aos sessenta-e-seis anos de idade.

GenealogiaEditar

Referências

  1. Lincoln, W. Bruce. The Romanovs: Autocrats of All the Russians. 1983
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Helena Pavlovna (Carlota de Württemberg)

BibliografiaEditar

  • Lincoln, W. Bruce. The Romanovs: Autocrats of All the Russians. 1983
  • Zeepvat, Charlotte. Romanov Autumn. 2001

Ligações externasEditar