João Canijo

cineasta português

João Manuel Altavilla Canijo (Porto, 10 de Dezembro de 1957) é um cineasta português.

João Canijo
João Canijo com Anabela Moreira em Miami (2012)
Nascimento 10 de dezembro de 1957 (63 anos)
Porto
Nacionalidade português
Ocupação Cineasta
Atividade 1980–presente
Cônjuge Margarida Marinho (separado, 1 filho)
Outros prêmios
Globo de Ouro (2005, 2012)

Prémio Autores de 2012

BiografiaEditar

Foi estudante de História, na Faculdade de Letras da Universidade do Porto, entre 1978 e 1980. Abandonou esses estudos para se dedicar ao cinema, tendo sido assistente de realização de Manoel de Oliveira, Wim Wenders, Alain Tanner ou Werner Schroeter.

Em 1988 estreou-se como realizador de uma longa-metragem com Três Menos Eu (1988), seleccionada para o Festival de Cinema de Roterdão do mesmo ano. Antes, em 1983, rodara a curta-metragem A Meio-Amor. Segue-se uma série para televisão, Alentejo Sem Lei, transmitida na RTP.

Nos anos 1990 rodou Filha da mãe (1991) e Sapatos Pretos (1998). Também trabalhou esporadicamente como encenador, tendo dirigido peças de David Mamet e Eugene O'Neill.

Em 2001 entusiasmou a crítica com Ganhar a Vida (2001), um drama trágico protagonizado por Rita Blanco sobre uma mulher portuguesa que vive numa comunidade de emigrantes nos arredores de Paris, onde trabalha muito, e que um dia vê o filho morrer num tiroteio confuso. A presença de Rita Blanco na sua filmografia repete-se nesta longa-metragem, depois de protagonizar Três menos eu e Filha da mãe.

Noite Escura (2004), que estreou no Festival de Cannes de 2004, foi o filme português escolhido como candidato ao Óscar de Melhor Filme Estrangeiro desse ano, arrecadando em Portugal, o Globos de Ouro para o Melhor Filme.

Em 2011, com Sangue do Meu Sangue ganhou o Prémio Melhor Realizador no Festival Caminhos do Cinema Português.[1]

Foi casado com Margarida Marinho, tendo sido esta relação fruto de um filho, Manuel, nascido em 1993.[carece de fontes?]

FilmografiaEditar

Colaboradores recorrentesEditar

Frequentes membros de elencoEditar

Membros de elenco recorrentes (4 ou mais filmes)
Intérprete
A Meio Amor (1983)
Três Menos Eu (1988)
Cluedo (1995)
Sai da Minha Vida (1996)
Mãe Há Só Uma (2006)
Mal Nascida (2007)
Raul Brandão Era um Grande Escritor... (2012)
É o Amor (2013)
O Dia do Meu Casamento (2016)
Fátima (2017)
Mal Viver (2022)
Total
Cleia Almeida           5
Vera Barreto           5
Beatriz Batarda         4
Rita Blanco                           13
Márcia Breia           4
Nuno Lopes         4
Fernando Luís               7
Adriano Luz           5
Teresa Madruga           5
Anabela Moreira                   9
Luís Pavão         4

Frequentes membros de equipa técnicaEditar

Membros de equipa técnica recorrentes (4 ou mais filmes)
Técnico
Três Menos Eu (1988)
Cluedo (1995)
Sai da Minha Vida (1996)
Mãe Há Só Uma (2006)
Mal Nascida (2007)
Raul Brandão Era um Grande Escritor... (2012)
É o Amor (2013)
O Dia do Meu Casamento (2016)
Fátima (2017)
Diário das Beiras (2017)
Fojos (2020)
Mal Viver (2022)
Total
João Braz (Edição)                                 16
Pedro Borges (Produção)                     10
Maria José Branco (Direção de arte)         4
Paulo Branco (Produção)             6
José Luís Carvalhosa (Cinematografia)         4
Mário Castanheira (Cinematografia)                           13
Elsa Ferreira (Som)         4
Mayanna von Ledebur (Argumento)         4
Patrick Mendes (Assistente de realização)         4
Anabela Moreira (Realização)           5
Gérard Rousseau (Som)         4
Carlos Santos (Câmara)           5

Bibliografia/MonografiasEditar

  • Ribas, Daniel (2019). Uma dramaturgia da violência: os filmes de João Canijo. Lisboa: Imprensa de História Contemporânea. ISBN 9789898956002 [2]

Ver tambémEditar

Referências

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre João Canijo