Abrir menu principal

Wikipédia β

Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, comprometendo a sua verificabilidade(desde novembro de 2017). Por favor, adicione mais referências inserindo-as no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Kung Fu Panda 3 (no Brasil e no original / Portugal, O Panda do Kung Fu 3) é um filme 3D Americano-Chinês[4] de 2016 de animação computadorizada dos gêneros comédia de ação e artes marciais, produzido pela DreamWorks Animation e Oriental DreamWorks,[5] e distribuído pela 20th Century Fox. Foi dirigido por Jennifer Yuh Nelson e Alessandro Carloni. O filme foi escrito por Jonathan Aibel e Glenn Berger, produzido por Melissa Cobb, com produção executiva de Guillermo del Toro. É a sequência do filme de 2011, Kung Fu Panda 2 e o terceiro filme da franquia Kung Fu Panda. O filme contou com as vozes de Jack Black, Angelina Jolie, Dustin Hoffman, J. K. Simmons, Jackie Chan, Lucy Liu, Seth Rogen, David Cross, Bryan Cranston, Kate Hudson, e James Hong. Jean-Claude Van Damme e Randall Duk Kim reprisaram seus papéis de Mestre Crocodilo e Oogway dos dois filmes anteriores.

Kung Fu Panda 3
O Panda do Kung Fu 3 (PT)
Kung Fu Panda 3 (BR)
Pôster brasileiro de lançamento
 Estados Unidos
 China

2016 •  cor •  95 [1] min 
Direção Jennifer Yuh Nelson
Alessandro Carloni
Produção Melissa Cobb
Roteiro Jonathan Aibel
Glenn Berger
Baseado em Personagens criados por Ethan Reiff & Cyrus Voris
Elenco Jack Black
Bryan Cranston
Dustin Hoffman
Angelina Jolie
J.K. Simmons
Seth Rogen
David Cross
Lucy Liu
Randall Duk Kim
Jackie Chan
Gênero Comédia
Aventura
Ação
Animação
Música Hans Zimmer[2]
Companhia(s) produtora(s) DreamWorks Animation
Oriental DreamWorks
Distribuição 20th Century Fox
Lançamento Estados Unidos 29 de Janeiro de 2016
Brasil 3 de Março de 2016
Portugal 17 de Março de 2016
Idioma Inglês
Mandarim
Orçamento US$ 145 milhões
Receita US$ 521 170 825 [3]
Cronologia
Kung Fu Panda 2 (2011)
Kung Fu Panda 4
Site oficial
Página no IMDb (em inglês)

O filme teve uma rápida estreia primeiro na China em 23 de janeiro como um especial, depois marcando estreia na Coreia do Sul e Rússia em 28 de janeiro, e 29 de janeiro nos Estados Unidos e Canadá, com estreias para março e abril em outros países. O filme chegou nos cinemas do Brasil em 3 de março, estreando na liderança dos cinemas brasileiros.§[6]

O filme, como seus antecessores, recebeu críticas positivas dos críticos e do público. Ele teve a maior abertura na sua estreia na China, do que nos Estados Unidos e Canadá e em outros países que registraram a mais baixa abertura da franquia. Até no dia 03 de Abril de 2016, o filme já tinha arrecadado mais de US$ 521 milhões em todo o Mundo. Um sucesso comparado a outros filmes da DreamWorks.

Índice

SinopseEditar

  Aviso: Esta secção contém revelações sobre o enredo.

O filme começa com a luta do mestre Oogway contra o iaque malvado Kai (O Coletor) que vence a batalha. No vale da paz, mestre Shifu treina seus guerreiros e logo declara que Po será o mestre dos cinco furiosos. No restaurante do pai adotivo Sr. Ping, Po fica impressionado com outro panda que apareceu na vila e logo descobre que é o seu pai biológico perdido há muito tempo que reaparece de repente, a dupla se reúne para viajar para uma vila secreta dos pandas junto com Sr. Ping, para conhecer dezenas de novos personagens pandas divertidos. Mas quando o vilão sobrenatural Kai (O Coletor) começa a varrer toda a China derrotando todos os mestres de kung fu em busca de tomar o seu Chi, Po deverá treinar os seus amigos pandas e aprender a dominar o seu Chi, e tornar-se o verdadeiro Dragão Guerreiro.

  Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Elencos de VozesEditar

Personagem   Original   Brasil   Portugal Animal
Po (Xiao Po) / Lotus Jack Black Lúcio Mauro Filho Marco Horácio[7] Panda-gigante
Mestre Tigresa Angelina Jolie Maíra Góes Fernanda Serrano[7] Tigre-do-sul-da-china
Mestre Shifu Dustin Hoffman Leonardo Camilo José Raposo[7] Panda-vermelho
Mestre Víbora Lucy Liu Priscila Amorim Isabel Ribas[7] Víbora
Mestre Macaco Jackie Chan Ricardo Schnetzer Pedro Rodrigues[7] Macaco-dourado
Mestre Garça/Grou David Cross Philippe Maia Jorge Mourato[7] Grou-da-manchúria
Mestre Louva-a-Deus Seth Rogen Marco Ribeiro João Ricardo[7] Louva-a-deus
Mestre Oogway Randall Duk Kim Carlos Gesteira João Lagarto[7] Tartaruga
Sr. Ping James Hong Pietro Mário Octávio Matos[7] Ganso
Li Shan / Lee Bryan Cranston Anderson Coutinho Pedro Bargado[7] Panda gigante
Mei Mei Kate Hudson Aline Ghezzi Ana Catarina[7] Panda gigante
Kai, O Coletor J. K. Simmons Leonardo José José Nobre[7] Iaque
Bao Steele Gagnon Rafael Mezadri António Contente[7] Panda gigante

ProduçãoEditar

DesenvolvimentoEditar

Em 2010, o CEO da DreamWorks Animation, Jeffrey Katzenberg anunciou que a franquia Kung Fu Panda foi planejada para ter seis filmes, ou "capítulos", completamente.[8] Em julho de 2012, Kung Fu Panda 3 foi oficialmente confirmada por Bill Damaschke, chefe de criação da empresa.[9]

O filme foi feito como uma co-produção entre a DreamWorks Animation e a Oriental DreamWorks, um estúdio com sede em Xangai, fundada em 2012 como uma parceria entre a DreamWorks Animation e as empresas chinesas. Um terço do filme foi feito na China, e o restante nos Estados Unidos, pelo DreamWorks.[10][11] Esta foi a primeira vez que qualquer grande filme de animação americano foi co-produzido com uma empresa chinesa.[5] Os cineastas trabalharam de perto com a SAPPRFT para garantir o lançamento do filme na China. O status de co-produção do filme na China permitiu que as empresas de produção de contornar estritamente a quota de importação do país e tomar uma fatia maior da receita de bilheteria de filmes importados.[11][12] Para garantir o sucesso do filme na China, além da versão em Inglês, a versão chinesa do filme foi também totalmente animado, tornando-as únicas versões que terão lábios dos personagens sincronizados com as suas vozes.[13]

ElencoEditar

Kung Fu Panda 3 teve seu elenco reunido a partir do segundo filme, incluindo a diretora Jennifer Yuh Nelson, a produtora Melissa Cobb, os roteiristas Jonathan Aibel e Glenn Berger, e Guillermo del Toro como produtor executivo.[14] Inicialmente, Nelson estava dirigindo o filme sozinha, mas em fevereiro de 2015, Alessandro Carloni se juntou a ela como co-diretor. De acordo com o relatório, Carloni, foi um supervisor de animação no primeiro filme e um artista de história no segundo, juntou a Nelson nos seguintes pedidos de reforçar a "bancada do diretor" para garantir que o filme fosse concluído em tempo hábil.[15] Dennis Haysbert e Michelle Yeoh deveriam voltar na voz de Mestre Boi e Fala Macia no terceiro filme, mas em última análise, não os fizeram.

Em 09 de abril de 2013, a DreamWorks Animation anunciou que Rebel Wilson, Bryan Cranston, e Mads Mikkelsen tinham se juntado ao elenco do filme.[16] Em abril de 2015, J. K. Simmons tinha substituído Mikkelsen, no personagem que interpretaria.[17] Cinco meses mais tarde, Wilson foi substituído por Kate Hudson devido a um cronograma de produção estendida.[18] O estúdio tinha de reanimar cenas concluídas anteriormente para refletir a interpretação de Hudson no personagem.[18]

O antagonista do filme, Kai, é o primeiro vilão sobrenatural da série Kung Fu Panda.[19] Descrito por del Toro como "o vilão mais formidável ainda",[20] os criadores queriam que ele se distingui-se dos seus antecessores.[19] Nelson respondeu: "Você não pode ir lutar, porque Tai Lung foi um lutador. Você não pode ser mais esperto, porque Shen era o mais esperto. Onde você pode ir? Você tem que ir pelo sobrenatural, maior, e ainda mais intimidante."[19]

MúsicaEditar

Em 25 de julho de 2014, foi anunciado que Hans Zimmer voltaria a marcar presença no filme.[2] A pontuação inclui apresentações de renomados músicos asiáticos, como pianista chinês Lang Lang, violoncelista chinês Jian Wang e o tocador de Erhu Karen Hua-Qi Ottosson voltaram pela 3ª vez em Kung Fu Panda 3. Desta vez, não só em Erhu mas também Zhong Hu e Gao Hu, músico erhu Guo Gan, e o cantor de Taiwan Jay Chou e o jovem cantor canadense de Taiwan Patrick Brasca. O álbum da trilha sonora foi lançado em 22 de janeiro de 2016.[21] John Powell, que colaborou com Zimmer nos dois primeiros filmes, não retornou para o terceiro filme por causa de seu trabalho em Peter Pan e A Era do Gelo 5. Uma parte da pontuação incluiu uma melodia da canção "I'm So Sorry" da banda de rock Imagine Dragons. A The Vamps gravaram a canção "Kung Fu Fighting" para a trilha sonora.

LançamentoEditar

Em 10 de setembro de 2012, foi anunciado que o Kung Fu Panda 3 seria lançado em 18 de março de 2016.[14] Em 09 de abril de 2013, a data do lançamento do filme foi transferida de volta para 23 de Dezembro de 2015.[16] Em dezembro de 2014, o filme foi movido para a frente de sua data de lançamento original para 18 de Março de 2016, para evitar a concorrência com Star Wars: O Despertar da Força.[22] Em abril de 2015, a data de lançamento foi novamente deslocada, desta vez para 29 de janeiro de 2016.[23] A AMC Theatres formou parceria com a Fox e a DWA para reproduzir o filme em mandarim em sete cinemas e em espanhol em 14 localizações nos EUA e Canadá que significaria que haveria uma mistura de formatos legendados e dublados de Kung Fu Panda 3. Isso marcou a primeira vez que a AMC fez um filme legendado/dublado em mandarim.[24] O filme teve um lançamento dia-e-data inicial de 28 de janeiro na China, Rússia, Ucrânia, Jamaica, Porto Rico e Coreia do Sul, e nos EUA e Canadá em 29 de Janeiro, de 2016.[25][26] De acordo com o Deadline.com, a estratégia por trás de uma liberação escalonada era tirar tal proveito de determinadas datas oportunistas que se apresentaram como o Ano Novo Chinês em fevereiro para China.[25]

Referências

  1. «KUNG FU PANDA 3 [2D] (PG)». British Board of Film Classification. 8 de janeiro de 2016. Consultado em 8 de janeiro de 2016 
  2. a b «Hans Zimmer to Return for 'Kung Fu Panda 3'». Film Music Reporter. 25 de julho de 2014. Consultado em 1 de agosto de 2014 
  3. «Kung Fu Panda 3 (2016)». Box Office Mojo. Consultado em 14 de maio de 2016 
  4. Clifford Coonan (23 de janeiro de 2015). «'Kung Fu Panda 3' Gets Co-Production Status in China». The Hollywood Reporter. Consultado em 23 de janeiro de 2015 
  5. a b DreamWorks Animation (6 de agosto de 2012). «Rising Dreams in the Orient: Oriental DreamWorks To Establish Headquarters in Xuhui» (Nota de imprensa). PR Newswire. Consultado em 10 de dezembro de 2014. Cópia arquivada em 4 de dezembro de 2012 
  6. http://cinema.uol.com.br/noticias/redacao/2016/03/07/kung-fu-panda-3-supera-os-dez-mandamentos-e-estreia-em-1-no-brasil.htm
  7. a b c d e f g h i j k l m Luís Costa (15 de abril de 2016). «O Panda do Kung Fu 3». RTP Açores. Consultado em 19 de outubro de 2017 
  8. O'Hara, Helen (3 de dezembro de 2010). «Katzenberg Talks DreamWorks Sequels». Empire. Consultado em 7 de setembro de 2011. Arquivado do original em 31 de maio de 2011 
  9. Oldham, Stuart; Maxwell, Erin (12 de julho de 2012). «Comic-Con: D'Works fires up 'Kung Fu Panda 3'». Variety. Consultado em 12 de julho de 2012 
  10. «DreamWorks Animation SKG Management Discusses Q3 2012 Results - Earnings Call Transcript». Seeking Alpha. 1 de novembro de 2012. Consultado em 26 de novembro de 2012 
  11. a b Tsui, Clarence (17 de junho de 2013). «'Kung Fu Panda 3' to Begin Production in August». The Hollywood Reporter. Consultado em 17 de junho de 2013 
  12. Jaafar, Ali (23 de janeiro de 2015). «'Kung Fu Panda 3′ To Get China Co-Production Status». Deadline. Consultado em 7 de março de 2015 
  13. Frater, Patrick (19 de abril de 2015). «Jeffrey Katzenberg Pumps Up 'Panda 3,' Puts Down Deal Talk». Variety. Consultado em 19 de abril de 2015 
  14. a b DreamWorks Animation SKG (9 de setembro de 2012). «New Distributor Twentieth Century Fox Unveils DreamWorks Animation's Release Slate Through 2016» (Nota de imprensa). PR Newswire. Consultado em 5 de setembro de 2015 
  15. Patten, Dominic (24 de fevereiro de 2015). «'Kung Fu Panda 3′ Gets Co-Director As DWA Looks To Shore Up Franchises». Deadline. Consultado em 28 de fevereiro de 2015 
  16. a b DreamWorks Animation (9 de abril de 2013). «DreamWorks Animation Packs A Powerful Punch With New Cast Additions For Kung Fu Panda 3» (Nota de imprensa). PR Newswire. Consultado em 30 de janeiro de 2014 
  17. den Hartog, Max (27 de abril de 2015). «Mads Mikkelsen Leaves 'Kung fu Panda 3′ Voice Cast + More New Details!». Rotoscopers. Consultado em 27 de abril de 2015. The studio confirmed that Mads Mikkelsen is indeed no longer on the project, but because his character has been rewritten. 
  18. a b Erro de citação: Código <ref> inválido; não foi fornecido texto para as refs de nome THRHudsonReplace
  19. a b c Smith, C. Molly (28 de julho de 2015). «Kung Fu Panda 3 filmmaker explains why Kai is the series' first supernatural villain». Entertainment Weekly. Consultado em 5 de setembro de 2015 
  20. Chitwood, Adam (12 de novembro de 2012). «Guillermo del Toro Talks Puss in Boots 2, Kung Fu Panda 3 & Trollhunters; Says Panda 3 Has the 'Most Formidable Villain in the Series'». Collider.com. Consultado em 12 de novembro de 2012 
  21. http://www.china.org.cn/arts/2015-11/07/content_37005429.htm
  22. «'Kung Fu Panda 3' Moves Out of 2015 to Avoid 'Star Wars'». The Hollywood Reporter. 11 de dezembro de 2014. Consultado em 11 de dezembro de 2014 
  23. Rebecca Ford (14 de abril de 2015). «'Kung Fu Panda 3' Release Date Moves Up Two Months». The Hollywood Reporter. Consultado em 15 de abril de 2015 
  24. Erro de citação: Código <ref> inválido; não foi fornecido texto para as refs de nome track
  25. a b Erro de citação: Código <ref> inválido; não foi fornecido texto para as refs de nome Deadlinetrack
  26. Erro de citação: Código <ref> inválido; não foi fornecido texto para as refs de nome BOMtrack

Ligações externasEditar