Abrir menu principal

Wikipédia β

Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, comprometendo a sua verificabilidade(desde abril de 2017). Por favor, adicione mais referências inserindo-as no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Kung Fu Panda (Kung Fu Panda (título no Brasil) ou O Panda do Kung Fu (título em Portugal)) Um filme de animação em computação gráfica digital lançado em 2008, produzido pelos estúdios DreamWorks Animation e distribuído pelo Paramount.

Kung Fu Panda
O Panda do Kung Fu (PT)
Kung Fu Panda (BR)
 Estados Unidos
2008 •  Cor •  90 min 
Direção Mark Osborne
John Stevenson
Produção Melissa Cobb
Coprodução Jonathan Aibel
Glenn Berger
Produção executiva Bill Damaschke
Roteiro Jonathan Aibel
Glen Berger
História Ethan Reiff
Cyrus Voris
Narração Jack Black
Elenco Jack Black
Jackie Chan
Dustin Hoffman
Lucy Liu
Ian McShane
Angelina Jolie
Seth Rogen
Género Animação
Música Hans Zimmer
John Powell
Direção de arte Tang Kheng Heng
Edição Clare Knight
Companhia(s) produtora(s) DreamWorks Animation
Distribuição Paramount Pictures
Lançamento Estados Unidos 6 de Junho de 2008
Portugal 3 de Julho de 2008
Brasil 4 de Julho de 2008
Idioma Inglês
Orçamento US$ 130 milhões
Receita US$ 631.744.560
Cronologia
Kung Fu Panda 2 (2011)
Site oficial
Página no IMDb (em inglês)

Sua continuação, Kung Fu Panda 2, foi lançado em 26 de maio de 2011.

Índice

EnredoEditar

  Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

O panda Pô é fascinado pelo kung fu, apesar de não saber lutar ainda. Em sua casa, ele possui vários objetos relacionados à arte, e também gosta de inventar seu próprio estilo, embora meio desajeitado. Porém, seu maior sonho é conhecer os cinco mestres do Palácio de Jade, que foram treinados pelo melhor mestre de kung fu de toda a China, o Mestre Shifu. O quinteto denomina-se Os Cinco Furiosos, e é composto pelos mestres Macaco, Louva-A-Deus, Víbora, Garça e Tigresa. Apesar de querer vê-los de perto, Pô não pode ir até lá, pois tem de ajudar seu "pai", que na verdade é um ganso, no seu restaurante, que fica no vale abaixo do palácio.

Enquanto isso, no palácio, o mestre Shifu consulta seu professor, o mestre Oogway, uma velha e sábia tartaruga, depois de um pedido do mesmo para vê-lo. Lá, Oogway explica para seu aluno que teve uma visão: Tai Lung, o antigo aprendiz de Shifu, se libertará da prisão de Shogun e voltará ao vale para vingar-se. Isso deixa Shifu horrorizado, e então a velha tartaruga conta que aquele era o momento tão esperado por todos: deveria ser escolhido, em uma espécie de torneio, um dos Cinco Furiosos, para que este seja digno de obter o poder ilimitado e se tornar o tão poderoso Dragão Guerreiro. O escolhido receberia o sagrado Pergaminho do Dragão e teria a dura missão de salvar o vale das mãos de Tai Lung.

Ao saber da cerimônia, Po fica ansioso, e rapidamente chama a todos no restaurante e em todo o vale para assistir à mesma. Entretanto, há um pequeno problema: para chegar ao palácio, ele deverá subir uma extensa escada, o que, devido ao seu peso e seu jeito, poderia dificultar muito sua chegada até lá. Porém, depois de muito, mas muito esforço, o panda finalmente consegue chegar ao topo, mas os portões se fecham antes de ele conseguir entrar. Então ele decide criar vários métodos para conseguir ver o quinteto mostrar suas habilidades, e dentre eles está voar numa cadeira com a ajuda de fogos de artifício. Porém, esse método não dá muito certo, e Po acaba tendo uma queda brusca dentro da cerimônia, e desmaiando. Lá, ao acordar, ele, o quinteto e todos do vale têm uma surpresa: o mestre Oogway o escolheu para ser o Dragão Guerreiro. Essa decisão não é nem um pouco apoiada por Shifu, que questiona seu mestre, dizendo que aquilo foi um simples acidente, mas Oogway parece estar tomando a decisão certa.

Shifu, percebendo que não tem outra saída, tem duro desafio de treinar o panda para se tornar o Dragão Guerreiro, mesmo achando isso um engano. E ainda terá que contar com o aspecto desajeitado e atrapalhado do novo aluno.

Elencos de vozesEditar

Personagem Animais Original Dublador Brasil
Panda Gigante Jack Black Lúcio Mauro Filho
Shifu Panda-vermelho Dustin Hoffman Leonardo Camillo
Tai Lung Leopardo-das-neves Ian McShane Sérgio Fortuna
Tigresa Tigre-do-sul-da-china Angelina Jolie Juliana Paes
Víbora Serpente Lucy Liu Priscila Amorim
Macaco Macaco Jackie Chan Ricardo Schnetzer
Garça Garça David Cross Philippe Maia
Louva-Deus Louva-a-deus Seth Rogen Marco Ribeiro
Oogway Tartaruga Randall Duk Kim Jomeri Pozzoli
Sr. Ping Ganso James Hong Pietro Mário
Comandante Vachir Rinoceronte Michael Clarke Duncan Bruno Rocha
Zeng Pato Dan Fogler Reginaldo Primo
Chefe da Gangue Touro Wayne Knight Júlio César
Garçonete Coelha Coelho Tanya Haden Aline Ghezzi
Garçom Coelho Coelho Stephen Kearin Marcelo Coutinho
Jacaré Jacaré Jeremy Shipp Gutemberg Barros

RecepçãoEditar

Kung Fu Panda estreou no Festival de Cannes, com muitos aplausos, e em seguida recebeu ótimas críticas.[1]

Com tomatometer de 87% com base em 74 críticas, o Rotten Tomatoes publicou um consenso: “Kung Fu Panda tem uma mensagem familiar, mas a mistura agradável de humor, ação rápida de artes marciais e a colorida animação fazem ganhar um entretenimento de verão”. Tem 82% de aprovação por parte da audiência, usada para calcular a recepção do público a partir de votos dos usuários do site.[2]

O filme estreou em primeiro lugar nas bilheterias dos Estados Unidos, e faturou $215 milhões no país e $631 no mundo (terceira maior bilheteria do ano, atrás de The Dark Knight e Indiana Jones and the Kingdom of the Crystal Skull).[1] Também atraiu mais de 3,8 milhão de espectadores no Brasil (segundo maior público, atrás de The Dark Knight), [2] e 600.000 em Portugal (terceira maior bilheteria, atrás de Mamma Mia! e Madagascar: Escape 2 Africa).[3]

Referências

  1. «Kung Fu Panda - Rotten Tomatoes» (em inglês) 
  2. «Kung Fu Panda» (em inglês). Rotten Tomatoes. Consultado em 17 de abril de 2014 
  3. «Kung Fu Panda - Diário Digital - Noticias» 

Ligações externasEditar