Lucélia

município brasileiro do estado de São Paulo

Lucélia é um município brasileiro do estado de São Paulo. Localiza-se a uma latitude 21º43'13" sul e a uma longitude 51º01'08" oeste, estando a uma altitude de 438 metros. Sua população de acordo com o Censo 2022 (IBGE) era de 20 061 habitantes.[3]

Lucélia
  Município do Brasil  
Símbolos
Bandeira de Lucélia
Bandeira
Brasão de armas de Lucélia
Brasão de armas
Hino
Lema Lucent Officia tua Lucélia
Gentílico luceliense
Localização
Localização de Lucélia em São Paulo
Localização de Lucélia em São Paulo
Localização de Lucélia em São Paulo
Lucélia está localizado em: Brasil
Lucélia
Localização de Lucélia no Brasil
Mapa
Mapa de Lucélia
Coordenadas 21° 43' 12" S 51° 01' 08" O
País Brasil
Unidade federativa São Paulo
Municípios limítrofes Adamantina, Bento de Abreu, Rubiácea, Salmourão, Inúbia Paulista, Sagres, Pracinha e Mariápolis
Distância até a capital 589 km[1]
História
Fundação 24 de junho de 1939 (84 anos)
Emancipação 30 de novembro de 1944 (79 anos)
Administração
Prefeito(a) Tatiana Guilhermino Tazinazzio Coelho Costa (PV, 2021 – 2024)
Características geográficas
Área total [2] 314,455 km²
População total (Censo 2022 (IBGE)[3]) 20 061 hab.
Densidade 63,8 hab./km²
Clima Subtropical (Cfa)
Altitude 438 m
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
Indicadores
IDH (PNUD/2000[4]) 0,782 alto
PIB (IBGE/2008[5]) R$ 190 617,628 mil
PIB per capita (IBGE/2008[5]) R$ 9 475,45
Sítio Sítio oficial (Prefeitura)

História editar

Origem editar

A colonização da região iniciou-se por volta de 1920, com a vinda de imigrantes russos e eslavos, atraídos pelo prolongamento da Companhia Paulista de Estradas de Ferro. João de Arruda abriu uma clareira e em 1929 construiu o primeiro rancho, dando início a um pequeno povoado no município de Martinópolis chamado de Baliza, que norteou o desbravamento da zona e que foi elevado a distrito em 1938.[6]

Em 1939, o Dr. Luiz Ferraz de Mesquita, em missão técnica da Comissão de Divisão Judiciária e Administrativa, criou ao norte de Baliza junto com Max Wirth um novo loteamento, no espigão divisor dos rios Aguapeí e Peixe, bem na divisa dos municípios de Martinópolis, Guararapes e Valparaíso, e que recebeu o nome de Lucélia (nome com origem no latim lux coelis, que significa luz celestial, e que é formado por sílabas dos nomes do fundador e de sua mulher Cecília Mendes de Mesquita).[7]

 
Planta original da cidade de Lucélia.

Mais tarde, fez-se o traçado da cidade de Lucélia, que se desenvolveu rapidamente, sendo elevada em 1944 à categoria de distrito e município ao mesmo tempo.[8]

Formação territorial-administrativa editar

Nesta época, com uma área territorial de 4 964 km², Lucélia era o terceiro maior município do estado de São Paulo.

 
Mapa do estado de São Paulo (1944-1948), período em que Lucélia era o terceiro maior município paulista.

Demografia editar

População editar

Crescimento populacional
Ano População Total
194671 073
195029 900−57,9%
195829 356−1,8%
196023 834−18,8%
197020 472−14,1%
198018 710−8,6%
199119 2863,1%
199618 690−3,1%
200018 316−2,0%
201019 8828,5%
202220 0610,9%
Fontes:[10][11][12]
Censos Demográficos IBGE e Estimativas Fundação SEADE

Dados demográficos editar

Dados do Censo - 2000

População Total: 18.316

Índice de Desenvolvimento Humano (IDH-M): 0,782

  • IDH-M Renda: 0,701
  • IDH-M Longevidade: 0,767
  • IDH-M Educação: 0,878

(Fonte: IPEADATA)

Geografia editar

Hidrografia editar

  • Ribeirão do Pavão
  • Rio Aguapei
  • Rio do Peixe

Rodovias editar

Ferrovias editar

Infraestrutura editar

Comunicações editar

A cidade foi atendida pela Cia. Telefônica Alta Paulista[14] até 1975, quando passou a ser atendida pela Telecomunicações de São Paulo (TELESP)[15], que inaugurou a central telefônica utilizada até os dias atuais. Em 1998 esta empresa foi vendida para a Telefônica[16], que em 2012 adotou a marca Vivo para suas operações de telefonia fixa.[17]

Administração editar

Referências

  1. «Distâncias entre a cidade de São Paulo e todas as cidades do interior paulista». Consultado em 26 de janeiro de 2011 
  2. IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  3. a b «Panorama do Censo 2022». Panorama do Censo 2022. Consultado em 8 de janeiro de 2024 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  6. Seade, Fundação. «HISTÓRICO DA FORMAÇÃO DO MUNICÍPIO DE MARTINÓPOLIS | Fundação Seade». produtos.seade.gov.br. Consultado em 9 de janeiro de 2024 
  7. «IBGE | Cidades@ | São Paulo | Lucélia | História & Fotos». cidades.ibge.gov.br. Consultado em 9 de janeiro de 2024 
  8. a b «Exposição Cenários - As Cidades do Interior de São Paulo no começo do Século XX - Legislação». www.al.sp.gov.br. Consultado em 9 de janeiro de 2024 
  9. a b c d e Seade, Fundação. «HISTÓRICO DA FORMAÇÃO DO MUNICÍPIO DE LUCÉLIA | Fundação Seade». produtos.seade.gov.br. Consultado em 9 de janeiro de 2024 
  10. «Censos Demográficos (1991-2022) | IBGE». www.ibge.gov.br 
  11. «Censos Demográficos (1872-1980) | IBGE». biblioteca.ibge.gov.br 
  12. «Biblioteca Digital Seade | Fundação Seade». bibliotecadigital.seade.gov.br 
  13. «Lucélia -- Estações Ferroviárias do Estado de São Paulo». www.estacoesferroviarias.com.br. Consultado em 7 de outubro de 2020 
  14. «Relação do patrimônio da Cia. Telefônica Alta Paulista incorporado pela Telesp» (PDF). Diário Oficial do Estado de São Paulo 
  15. «Área de atuação da Telesp em São Paulo». Página Oficial da Telesp (arquivada) 
  16. «Nossa História». Telefônica / VIVO 
  17. GASPARIN, Gabriela (12 de abril de 2012). «Telefônica conclui troca da marca por Vivo». G1 

Ver também editar

Ligações externas editar

 
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Lucélia