Makro é uma rede atacadista holandesa fundada em 1968 pela SHV Holdings N.V. em Amsterdã, nos Países Baixos. Nos anos seguintes, lojas foram abertas tanto nos Países Baixos quanto em diversos outros países europeus. Nas décadas de 1970 e 1980, o Makro expandiu sua atuação para outros continentes, com a abertura de lojas na África do Sul[1], na Ásia e nas Américas.

Makro
Comércio
Slogan Faz mais pelo seu negócio. Faz mais por você. (no Brasil)
Atividade Cash and Carry profissionais
Fundação 1968
Sede Utrecht, Holanda; Düsseldorf, Alemanha
Empresa-mãe SHV Holdings N.V.
Carrefour
Website oficial

A operação nos EUA[2] e na África do Sul foram vendidas ainda nas décadas de 1980 e 1990. Em 1998, a SHV Holdings N.V. vendeu a operação europeia da rede à alemã Metro AG, enquanto manteve as lojas na América do Sul e na Ásia. Posteriormente, as operações no continente asiático foram gradualmente cindidas da rede e vendidas a terceiros.

No Brasil, a empresa estava, até 2020, presente em vinte e três estados e no Distrito Federal, com um total de 62 lojas[3]. Em 2013, foi a oitava maior empresa varejista do país (considerando que também vende ao consumidor final), segundo ranking do Instituto Brasileiro de Executivos de Varejo e Mercado de Consumo (Ibevar).[4] No ranking nacional da Associação Brasileira de Atacadistas e Distribuidores de Produtos Industrializados (ABAD), o Makro se encontrava entre as cinco maiores empresas do ramo em operação no país.[5][6]

EmpresaEditar

 
Loja Makro em Amsterdam, capital dos Países Baixos.

Propriedade na EuropaEditar

As lojas europeias foram adquiridas em 1998 pela Metro AG, fundada em 1964. Fora da Europa, a SHV Holdings N.V. é a detentora das lojas.

Makro em PortugalEditar

A Makro chegou a Portugal em 1989 e abriu a sua primeira loja em Alfragide, nos arredores de Lisboa, em 1990. Atualmente conta com dez lojas nos principais centros urbanos e económicos do país e emprega cerca de mil e duzentas pessoas. A rede tem planos para abrir mais lojas no futuro e marcar presença na grande maioria dos distritos e regiões portuguesas.

Lojas em PortugalEditar

Makro no BrasilEditar

 
Unidade Makro localizada na cidade de São Paulo.

Presente no Brasil desde 1972, o Makro instalou sua primeira loja na cidade de São Paulo, estando a mesma localizada no bairro de Vila Guilherme. Em 2020 a rede varejista Carrefour adquiriu 30 lojas da Makro, visando aumento na participação de mercado do Atacadão. A aquisição custou R$ 1,95 bilhão de reais ao Carrefour e incluiu no pacote 14 postos de gasolina. A transição permitirá a expansão da presença do Atacadão no Rio de Janeiro e no Nordeste.[7]

Lojas no BrasilEditar

Seguem-se, abaixo, as unidades do Makro presentes em solo brasileiro (o numeral entre parênteses refere-se às cidades com mais de unidade instalada), antes da conversão das 30 unidades adquiridas pelo Carrefour em lojas do Atacadão. A mais recente atualização está datada ao final.

Região SudesteEditar

Notas: a unidade mineira de Montes Claros, inaugurada em 2006, foi desativada em 2016;[8][9] a unidade paulista de São Carlos, inaugurada em 2013,[10][11] foi desativada em 2016;[12] as lojas mineiras de Contagem e Juiz de Fora, bem como a localizada em Araçatuba e duas filiais na capital paulista, tiveram as suas atividades encerradas no início de 2019;[13] [14][15][16] as unidades capixabas (Serra e Vila Velha), bem como as mineiras que restavam (Belo Horizonte, Uberaba e Uberlândia) foram desativadas em janeiro de 2020[17][18].

Região SulEditar

Nota: reinaugurada em 1999,[20] a unidade localizada na cidade paranaense de Cambé foi desativada no início de 2019.[14][16][21]

Região Centro-OesteEditar

Nota: inaugurada em 1999, a unidade localizada em Campo Grande (capital sul-mato-grossense) foi desativada em 2015.[22]

Região NordesteEditar

Nota: em 10 de janeiro de 2017, a unidade de Aracaju foi completamente destruída num incêndio que não deixou vítimas fatais (sua reinauguração ocorreu em 2018);[23] a unidade localizada em Ilhéus, na Bahia, foi desativada em janeiro de 2020.[24]

Região NorteEditar

Os dados das unidades foram atualizados em 16 de fevereiro de 2020.[25][26][14][21][24][18][17]

Ver tambémEditar

Referências

  1. «About Makro | Makro Online Site». www.makro.co.za. Consultado em 16 de fevereiro de 2020 
  2. «K mart absorbs Makro, boosts clout in clubs. (warehouse membership clubs) | HighBeam Business: Arrive Prepared». web.archive.org. Consultado em 16 de fevereiro de 2020 
  3. «Makro - Quem Somos - Makro Atacadista». www.makro.com.br. Consultado em 16 de fevereiro de 2020 
  4. Bezerra, Paula (27 de novembro de 2013). «As 25 maiores varejistas no Brasil, segundo a Ibevar». EXAME.com - Negócios, economia, tecnologia e carreira (salvo em Wayback Machine). Consultado em 14 de março de 2019 
  5. «Makro Lidera Ranking de Atacadistas no País». www.gironews.com. 25 de abril de 2016. Consultado em 14 de março de 2019 
  6. «Estudo Analisa Empresas do Varejo Brasileiro». www.gironews.com. 24 de agosto de 2018. Consultado em 14 de março de 2019 
  7. «Carrefour compra 30 lojas da rede Makro para acelerar Atacadão». Editora Abril por EXAME. Consultado em 16 de fevereiro de 2020 
  8. «Rede Makro fecha as portas em Montes Claros e deixa mais de 100 pessoas desempregadas». Aconteceu no Vale. 10 de junho de 2016. Consultado em 4 de novembro de 2018 
  9. «Makro encerra atividades em Montes Claros». O Norte de Minas. 11 de junho de 2016. Consultado em 4 de novembro de 2018 
  10. «MAKRO INAUGURA UNIDADE SÃO CARLOS NO DIA 19». www.saocarlos.sp.gov.br. Prefeitura Municipal de São Carlos. 9 de novembro de 2013. Consultado em 19 de novembro de 2013 
  11. «Makro reforça atuação no interior de São Paulo e inaugura nova loja em São Carlos». www.maxpressnet.com.br. Maxpress. 18 de novembro de 2013. Consultado em 19 de novembro de 2013 
  12. «Makro fecha unidade em São Carlos e demite cerca de 200 funcionários». G1 - São Carlos e Região. 30 de setembro de 2016. Consultado em 4 de novembro de 2018 
  13. Mesmer, Alex (2 de janeiro de 2018). «Makro fecha unidade em Araçatuba». www.rp10.com.br. RegionalPress. Consultado em 3 de janeiro de 2018 
  14. a b c Redação (3 de janeiro de 2019). «Makro Atacadista fecha 6 lojas nos primeiros dias do ano». newtrade.com.br. Newtrade - O portal do comércio. Consultado em 3 de janeiro de 2019 
  15. «Makro fecha loja de Araçatuba e pelo menos 150 pessoas são demitidas;». aracatubaeregiao.com.br. Araçatuba e Região. 2 de janeiro de 2019. Consultado em 3 de janeiro de 2019 
  16. a b Mattos, Adriana (4 de janeiro de 2019). «Atacadista Makro fecha seis lojas no Brasil». Valor Econômico. Consultado em 14 de março de 2019 
  17. a b «Makro confirma encerramento de atividades na loja em Uberaba». jmonline.com.br. Consultado em 16 de fevereiro de 2020 
  18. a b «Atacado Makro fecha as portas em Vila Velha e na Serra». www.agazeta.com.br. Consultado em 16 de fevereiro de 2020 
  19. Digital, Rony Rodrigues - Marketing. «Makro Atacado». www.martcentershopping.com.br. Consultado em 17 de julho de 2018 
  20. «Makro confirma reabertura em Cambé». www.folhadelondrina.com.br. Folha de Londrina. 22 de janeiro de 1999. Consultado em 3 de janeiro de 2019 
  21. a b «Rede atacadista fecha unidade na região de Londrina». Bonde. 3 de janeiro de 2019. Consultado em 3 de janeiro de 2019 
  22. Raíza Calixto, Edivaldo Bitencourt (2 de outubro de 2015). «Com concorrência maior, Makro sente crise e fecha as portas após 16 anos». Campo Grande News. Consultado em 4 de novembro de 2018 
  23. «Incêndio atinge supermercado na Zona Sul de Aracaju». G1 - Sergipe. 10 de janeiro de 2017. Consultado em 10 de janeiro de 2017 
  24. a b «Makro fecha portas na rodovia Ilhéus/Itabuna». Diário Bahia. 15 de janeiro de 2020. Consultado em 16 de fevereiro de 2020 
  25. Marques de Souza, João Henrique. «Lojas do Makro». www.makro.com.br. Makro Atacadista. Consultado em 4 de novembro de 2018 
  26. «Makro - Nossas Lojas». www.makro.com.br. Makro Atacadista. Consultado em 14 de março de 2019 

Ligações externasEditar