Maria Cristina Peduzzi

Maria Cristina Irigoyen Peduzzi (Melo, 21 de dezembro de 1952) é uma jurista e magistrada brasileira. É a atual presidente do Tribunal Superior do Trabalho desde 19 de fevereiro de 2020, tendo sido vice-presidente dessa corte de 2011 a 2013. Foi conselheira do Conselho Nacional de Justiça de 2013 a 2015.[2]

Maria Cristina Peduzzi
Ministra do Tribunal Superior do Trabalho do Brasil
Mandato: 21 de junho de 2001
até a atualidade
Nomeação por: Fernando Henrique Cardoso
Antecessor(a): Ursulino Santos Filho[1]
Presidente do Tribunal Superior do Trabalho do Brasil
Mandato: 19 de fevereiro de 2020
até a atualidade
Antecessor(a): João Batista Brito Pereira
Dados pessoais
Nascimento: 21 de dezembro de 1952 (68 anos)
Melo, Uruguai
Alma mater: Universidade de Brasília

CarreiraEditar

Filha de pai uruguaio e mãe brasileira, Peduzzi nasceu no Uruguai e foi criada em Bagé, no Rio Grande do Sul, optando pela nacionalidade brasileira.

Começou a estudar direito na Universidade Federal do Rio Grande do Sul, em Porto Alegre, transferindo-se para Brasília, acompanhando seu primeiro marido. Ela concluiu o curso na Universidade de Brasília (UnB) em 1975, e também obteve pela Unb o título de mestre em direito, estado e constituição.[2]

Exerceu a advocacia desde 1975 até sua nomeação para o TST em 2001, com exceção dos períodos em que foi procuradora da República, em 1984, e procuradora do Trabalho, em 1992.[2]

Foi professora de graduação e pós-graduação na UnB, no Centro Universitário de Brasília (Ceub), na Universidade Presbieteriana Mackenzie e no Instituto Brasiliense de Direito Público (IDP).[2] Presidiu a Academia Nacional de Direito do Trabalho de 2002 a 2005.[2]

No CNJEditar

Peduzzi ocupou a vaga do ministro Carlos Alberto Reis de Paula, que deixou o mandato de conselheiro para assumir a presidência do TST.

No TSTEditar

Em 2001, foi nomeada pelo presidente Fernando Henrique Cardoso para o cargo de ministra do Tribunal Superior do Trabalho, pelo quinto constitucional, em vaga destinada a membro da advocacia. Tomou posse em 21 de junho.[2]

Integrou o Conselho Superior da Justiça do Trabalho de 2009 a 2013 e ocupou o cargo de vice-presidente do TST no biênio 2011-2013.[2]

No dia 19 de fevereiro de 2020, tomou posse como Presidente do TST.[3]

Bibliografia[2]Editar

  • Tempo de Serviço no Direito do Trabalho. São Paulo: LTr, 1983.
  • O Contrato de Trabalho e sua Alteração, em coautoria, tendo escrito sobre o tema “Alteração da Função”. São Paulo: LTr, 1986.
  • Sindicalismo, em coautoria, tendo escrito o capítulo “Relações do Sindicalismo com Outras Disciplinas”. São Paulo: LTr, 1986.
  • Curso de Direito Coletivo do Trabalho. Estudos em homenagem ao Ministro Orlando Teixeira da Costa, tendo escrito o capítulo “A Greve nos Serviços Essenciais e nos Serviços Inadiáveis”. São Paulo: LTr, 1997.
  • O Novo Código Civil: Estudos em Homenagem ao Prof. Miguel Reale, tendo escrito o capítulo “A Prestação de Serviços”. São Paulo: LTr, 2003; 2ª ed., 2005.
  • Recursos Trabalhistas: Estudos em homenagem ao Ministro Vantuil Abdala, tendo escrito o capítulo “Agravo de Instrumento, Agravos Inominados, Agravo Regimental”. São Paulo: LTr, 2003.
  • Aspectos Polêmicos e Atuais do Direito do Trabalho. Homenagem ao Professor Renato Rua de Almeida, tendo escrito sobre “O Assédio Moral”. São Paulo: LTr, 2007.
  • Trabalho da Mulher. Estudos em Homenagem a Alice Monteiro de Barros, tendo escrito o capítulo “A Mulher e o Trabalho no Mundo Contemporâneo”. São Paulo: LTr, 2009.
  • Leituras Complementares de Direito e Processo do Trabalho, em coautoria, tendo escrito sobre o tema “O princípio da dignidade da pessoa humana e sua eficácia concreta”. São Paulo: JusPodivm, 2010.
  • O Princípio da Dignidade da Pessoa Humana na perspectiva do direito como integridade. São Paulo: LTr, 2009.

Referências

  1. «Ministros do TST» (PDF). Senado Federal. Consultado em 27 de dezembro de 2016 
  2. a b c d e f g h «Ministra Maria Cristina Peduzzi». Tribunal Superior do Trabalho. Consultado em 27 de dezembro de 2016 
  3. «Ministra Cristina Peduzzi toma posse como nova presidente do Tribunal Superior do Trabalho». G1. Consultado em 21 de fevereiro de 2020 
  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço relacionado ao Projeto Biografias. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.