Abrir menu principal

O Bem-Amado (filme)

filme de 2010 dirigido por Guel Arraes
(Redirecionado de O Bem Amado (filme))
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde setembro de 2012). Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde setembro de 2012). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Nota: Se procura pelo seriado de televisão homônimo, consulte O Bem-Amado (série); para a telenovela homônima, O Bem-Amado (telenovela).
O Bem Amado
 Brasil
2010 •  cor •  107 min 
Direção Guel Arraes
Produção Paula Lavigne
Roteiro Guel Arraes
Cláudio Paiva
Baseado em Odorico, o Bem-Amado ou Os Mistérios do Amor e da Morte de Dias Gomes
Elenco Marco Nanini
José Wilker
Matheus Nachtergaele
Tonico Pereira
Andréa Beltrão
Drica Moraes
Zezé Polessa
e outros.
Gênero Comédia dramática
Companhia(s) produtora(s) Natasha Filmes
Globo Filmes
Distribuição Buena Vista International
Lançamento 23 de julho de 2010[1]
Idioma português
Página no IMDb (em inglês)

O Bem Amado é um filme brasileiro de 2010, do gênero comédia dramática, dirigido por Guel Arraes, com roteiro baseado na peça de teatro Odorico, o Bem-Amado ou Os Mistérios do Amor e da Morte, de Dias Gomes, cuja estória se passa na cidade fictícia de Sucupira. Seu orçamento girou em torno R$ 9,8 milhões.[2]

O filme foi exibido no 14º Cine PE Festival do Audiovisual, o Festival de Recife.[3]

Durante a pré-estreia do filme no Rio de Janeiro, a atriz Drica Moraes foi homenageada mas, ainda recuperando-se do tratamento contra a leucemia, ela não pôde comparecer ao evento.[4]

A Globo fez uma minissérie com as cenas do filme e dividiu estas cenas em quatro capítulos, apresentados do dia 18 até o dia 21 de janeiro de 2011.

Índice

SinopseEditar

O Bem Amado conta a história do prefeito Odorico Paraguaçu, que tem como meta prioritária em sua administração na cidade de Sucupira a inauguração de um cemitério. De um lado é apoiado pelas irmãs Cajazeiras. Do outro, tem que lutar contra a forte oposição liderada por Vladmir, dono do jornaleco da cidade. Por falta de defunto, o prefeito nunca consegue realizar sua meta. Nem mesmo a chegada de Ernesto - um moribundo que não morre - e a contratação de Zeca Diabo, um cangaceiro matador, lhe proporcionam a realização do sonho. Odorico arma situações para que alguém morra, mas o primeiro corpo a ser sepultado em Sucupira será o do próprio prefeito, que de caçador se torna caça e passa de vilão à mártir.

ElencoEditar

Trilha sonoraEditar

  1. Essa Terra - Caetano Veloso
  2. A Vida É Ruim - Zélia Duncan
  3. Carcará - Zé Ramalho
  4. Nossa Canção - Mallu Magalhães
  5. Jingle do Odorico - Nina
  6. Boggie Sem Nome - Bob Galo
  7. Chacha das Cajazeiras
  8. Cajazeira Tentação
  9. A Bandeira do Meu Partido - Jorge Mautner
  10. A Vida É Ruim - música instrumental

Referências

  1. «Filme "O Bem Amado" estreia nesta sexta-feira (23) nos cinemas». Correio 24 Horas. 19 de julho de 2010. Consultado em 28 de abril de 2015 
  2. Informações no CinePop
  3. Maratona de Filmes do Cine PE
  4. «Pré-Estréia». Consultado em 18 de julho de 2010. Arquivado do original em 17 de julho de 2010 

Ligações externasEditar

  A Wikipédia tem o
  Este artigo sobre um filme brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

Nome do editor= Jessyka Nunnes de Souzaa