Partido Libertário (Argentina)

O Partido Libertário (PL) é um partido político argentino de tendência de direita. Foi fundado em 16 de outubro de 2018[9][10][11] e conta com personalidade jurídica nacional, estando presente em 11 distritos da Argentina, sendo estes: a Cidade Autónoma de Buenos Aires[12] e as províncias de Buenos Aires, Catamarca, Córdoba, Correntes, A Pampa, A Rioja, Mendoza, San Juan, Santa Fé[13] e Santiago do Estero.[14][15][16][17][15][18][19][15] É um dos partidos fundadores e integrantes da frente A Liberdade Avança.[20]

Partido Libertario
Partido Libertário (Argentina)
Líder Javier Milei
Fundação 14 de outubro de 2018[1]

15 de outubro de 2023 (0 ano) (configurado como partido político em nível nacional)[2]

Sede Viamonte 1494, Buenos Aires Buenos Aires
Ideologia Libertarismo[3]
Paleolibertarianismo[4]
Conservadorismo libertário[5]
Minarquismo[6]
Facções:
Liberalismo clássico[6]
Anarcocapitalismo[6]
Espectro político Direita[7]
Membros (2023) 21 841[8]
País  Argentina
Afiliação nacional A Liberdade Avança
Cores      Celeste
     Violeta
     Laranja
Página oficial
partidolibertario.com.ar

Participou pela primeira vez nas eleições presidenciais de 2019, apoiando a candidatura a presidente de José Luis Espert.[21] Nas eleições legislativas de 2021 fundou, junto a outros partidos políticos, a coalizão A Liberdade Avança, apoiando a Javier Milei como candidato a deputado nacional, sendo eleito com 17% dos votos e obtendo sua primeira banca legislativa.[22]

Será o partido que governará a Argentina a partir de 10 de dezembro de 2023, depois do triunfo de Milei nas eleições presidenciais de 2023. Será o primeiro presidente libertário da história desse país.

História editar

Fundação e Primeiros anos editar

O partido foi fundado em 2018 por jovens provenientes de diferentes localidades do país, conectados e agrupados em redes sociais e grupos de debate, simpatizantes do midiático economista Javier Milei.[20] Em 23 de fevereiro do ano seguinte, num ato partidário na Capital Federal organizado pelo PL, Milei se filia publicamente ao partido, ao mesmo tempo em que é nomeado presidente honorífico do mesmo.

Em março de 2019, a justiça concede ao partido o estatuto legal definitivo na província de Córdoba, o primeiro distrito na qual o partido conseguiu tal estatuto, graças a renomeação do antigo partido "Unión Ciudadana" ("União Cidadã", em português) agora convertido em "Partido Libertario", e presidido pelo empresário Agustín Spaccesi.[23] No entanto, o estatuto legal do partido expirou no ano seguinte.[24]

Eleições 2019 editar

Participaram (extra oficialmente) nas eleições presidenciais de 2019, apoiando ao partido "Unite pela Liberdade e a Dignidade" ("Unidos pela Liberdade e a Dignidade", em português), quem levava a José Luis Espert como candidato a presidente.[25][21] O resultado foi muito fraco, ficando em 6° lugar com somente 1,47% de todos os votos.

Nas eleições legislativas desse mesmo ano, na província de Córdoba, onde o PL contava com estatuto legal definitivo, tornou-se oficialmente parte da coalizão de distrito Frente Acordar, junto com a UCEDE, levando a Agustín Spaccessi como pré-candidato a deputado nacional, que finalmente não conseguiu superar o limiar PASO.[23][26]

Eleições 2021 editar

Em abril de 2021 na Terra do Fogo, onde o PL contava com reconhecimento provisório, o partido é dissolvido para criar o Republicanos Unidos no distrito. Mais tarde conseguiriam o estatuto legal definitivo.[27]

Nas eleições legislativas de 2021 o Partido Libertário fez parte da aliança eleitoral A Liberdade Avança na Cidade de Buenos Aires (CABA), sendo Javier Milei, o primeiro na lista; e Nicolás Emma (presidente do Partido Libertário de CABA), o terceiro candidato a deputado nacional; atrás de Victoria Villarruel.[28] Finalmente, Milei foi eleito com 17% dos votos totais.[22] Dessa maneira, o PL obteve sua primeira banca legislativa.

Na Província de Buenos Aires o PL não conseguiu chegar a um consenso e se dividiu, apoiando de maneira extra oficial a duas plataformas eleitorais diferentes.[29] Por um lado a aliança Avança Liberdade do economista José Luis Espert. Por outro lado, apoiou ao partido "Todos por Buenos Aires", tendo como primeiro pré-candidato a deputado nacional José Ignacio Raffo, até então membro da Junta Promotora do Partido Libertário de PBA. Esta última não conseguiu superar o piso nas eleições primárias, obtendo 46.489 votos, ou 0,57% dos sufrágios da Província de Buenos Aires.

Eleições 2023 editar

Em 18 de outubro de 2022, o PL obtém o estatuto jurídico definitivo na província de San Juan, sendo o primeiro distrito em obter tal estatuto.[30][31] Enquanto, em novembro do mesmo ano, inicia seus trâmites para ser reconhecido como partido de distrito na Terra do Fogo.[32] O mesmo ocorre em dezembro, em San Luis, Neuquén[33] e Correntes.[34][35] No dia 14 de novembro é concedida personalidade jurídica provisória ao partido na província de Buenos Aires.[36] Em 18 de janeiro de 2023, o PL obtém a personalidade jurídica definitiva na província de Mendoza, sendo o segundo distrito provincial em obtê-la.[37] Em 6 de março, o PL obtém a personalidade jurídica provisória na província de Correntes, enquanto em 10 de março readquire a personalidade jurídica provisória na província de Córdoba, depois de tê-la perdido em 2021.[38] Em 9 de maio, obtém a personalidade jurídica definitiva na Capital Federal,[12] sendo o terceiro distrito provincial na qual conseguiu obtê-la. Durante o mês de junho, o partido foi obtendo personalidade jurídica definitiva nas províncias de Buenos Aires, Catamarca[14] e Santa Fé; e personalidade jurídica provisória em San Luis.[39][40]

Ideologia editar

Meios jornalísticos consideram o partido como de direita ou extrema-direita. A ideologia do partido, segundo sua própria plataforma, está centrada no libertarismo e inclina-se a favor da liberdade de mercado e defende um modelo de Estado mínimo e laico, entre outras ideias.[41] No entanto, entre seus militantes aparecem posturas liberais clássicas, anarcocapitalistas e transversalistas.[9][42] A principal figura e líder do partido, Javier Milei, tem várias posições políticas que se consideraram como conservadoras, como sua oposição ao aborto, incluindo em casos de abuso sexual, e sua rejeição à educação sexual integral (ESI) nas escolas.[43][44][45]

Juventude Libertária editar

 
Logotipo da Juventude Libertária

O partido conta com seu agrupamento juvenil, denominada Juventude Libertaria (também chamados Jovens Libertarios).[46] Os seus primórdios encontram-se na Cidade de Buenos Aires, porém com a afiliação de Javier Milei ao PL e seu posterior auge político, começou a ser mais reconhecida, chegando a ter presença em várias províncias do país.[47][48]

Referências editar

  1. «Sociedades y Avisos Judiciales». boletinoficial.gob.ar (em espanhol). 21 de dezembro de 2018. Consultado em 22 de novembro de 2023 
  2. Redacción La Voz (16 de outubro de 2023). «En Rosario, se lanzó el Partido Libertario a nivel nacional». La Voz (em espanhol). Consultado em 22 de novembro de 2023 
  3. Fuenmayor, Ernesto Andrés (21 de março de 2023). «Milei: el anarcocapitalista que crea polémica en Argentina». dw.com (em espanhol). Consultado em 22 de novembro de 2023 
  4. «El paleolibertario que agita la política argentina | Nueva Sociedad». Nueva Sociedad | Democracia y política en América Latina. 23 de março de 2023. Consultado em 9 de dezembro de 2023 
  5. Spivak, Alejandro (2 de maio de 2023). «Los libertarios de Javier Milei en Misiones, entre la participación y la abstención». mdzol.com (em espanhol). Consultado em 22 de novembro de 2023 
  6. a b c Camarano, Cecíilia (10 de maio de 2019). «Quiénes son los jóvenes libertarios y por qué vuelven a la escena política». ambito.com (em espanhol). Consultado em 22 de novembro de 2023 
  7. Alonso, Juan Francisco (19 de novembro de 2023). «Qué es la ideología libertaria y qué tanto se adhiere Javier Milei a ella». BBC News Mundo (em espanhol). Consultado em 22 de novembro de 2023 
  8. «Afiliciones por año - 1997 - 2022» (em espanhol). Consultado em 25 de março de 2023 
  9. a b «Quiénes son los jóvenes libertarios y por qué vuelven a la escena política». www.ambito.com. Consultado em 19 de agosto de 2022 
  10. «BOLETIN OFICIAL REPUBLICA ARGENTINA - PARTIDO LIBERTARIO». www.boletinoficial.gob.ar. Consultado em 28 de abril de 2023 
  11. Fernández, Alejandra Guida (25 de março de 2021). «El fenómeno libertario: quiénes son los jóvenes que militan el orgullo de ser de derecha y el anarcocapitalismo». Clarín (em espanhol). Consultado em 20 de novembro de 2023 
  12. a b «BOLETIN OFICIAL REPUBLICA ARGENTINA - PARTIDO LIBERTARIO CABA». www.boletinoficial.gob.ar. Consultado em 12 de maio de 2023 
  13. «Reconocimiento definitivo Provincia de Santa Fe». scw.pjn.gov.ar. Consultado em 13 de junho de 2023 
  14. a b «BOLETIN OFICIAL REPUBLICA ARGENTINA - PARTIDO LIBERTARIO CATAMARCA». www.boletinoficial.gob.ar. Consultado em 23 de junho de 2023 
  15. a b c «En Rosario, se lanzó el Partido Libertario a nivel nacional | Política». La Voz del Interior (em espanhol). 16 de outubro de 2023. Consultado em 16 de outubro de 2023 
  16. «BOLETIN OFICIAL REPUBLICA ARGENTINA - PARTIDO LIBERTARIO CORRIENTES». www.boletinoficial.gob.ar. Consultado em 5 de julho de 2023 
  17. «BOLETIN OFICIAL REPUBLICA ARGENTINA - PARTIDO LIBERTARIO LA PAMPA». www.boletinoficial.gob.ar. Consultado em 21 de junho de 2023 
  18. «BOLETIN OFICIAL REPUBLICA ARGENTINA - PARTIDO LIBERTARIO MENDOZA». www.boletinoficial.gob.ar. Consultado em 22 de fevereiro de 2023 
  19. «BOLETIN OFICIAL REPUBLICA ARGENTINA - PARTIDO LIBERTARIO SAN JUAN». www.boletinoficial.gob.ar. Consultado em 1 de março de 2023 
  20. a b «Qué hay detrás de las listas sábana». Qué hay detrás de las listas sábana (em espanhol). Consultado em 21 de agosto de 2022 
  21. a b D'Imperio, Julian (26 de agosto de 2019). «El sugestivo mensaje del Partido Libertario: ¿rompe la alianza con Espert?». Perfil 
  22. a b TÉLAM. «Los frentes libertarios se quedan con cinco bancas en la Cámara de Diputados». www.telam.com.ar (em espanhol). Consultado em 20 de agosto de 2022 
  23. a b «BOLETIN OFICIAL REPUBLICA ARGENTINA - UNIÓN CIUDADANA». www.boletinoficial.gob.ar. Consultado em 11 de setembro de 2022 
  24. «BOLETIN OFICIAL REPUBLICA ARGENTINA - PARTIDO LIBERTARIO». www.boletinoficial.gob.ar. Consultado em 1 de março de 2023 
  25. Fumagalli, Cecilia. «La juventud liberal, un nuevo actor político | Diario Publicable» (em espanhol). Consultado em 9 de outubro de 2022 
  26. «Cámara Nacional Electoral». www.electoral.gob.ar. Consultado em 11 de setembro de 2022 
  27. «BOLETIN OFICIAL REPUBLICA ARGENTINA - PARTIDO LIBERTARIO». www.boletinoficial.gob.ar. Consultado em 12 de novembro de 2022 
  28. «Javier Milei: "Vienen continuos avances sobre la propiedad privada"». CNN (em espanhol). Consultado em 20 de agosto de 2022 
  29. «Quiénes son los precandidatos para las PASO 2021 en Ciudad y Provincia de Buenos Aires». Perfil (em espanhol). 6 de setembro de 2021. Consultado em 21 de agosto de 2022 
  30. «El Partido Libertario de San Juan es el primero del país el recibir la personería jurídica». www.tiempodesanjuan.com. Consultado em 18 de outubro de 2022 
  31. «BOLETIN OFICIAL REPUBLICA ARGENTINA - PARTIDO LIBERTARIO». www.boletinoficial.gob.ar. Consultado em 27 de outubro de 2022 
  32. «BOLETIN OFICIAL REPUBLICA ARGENTINA - PARTIDO LIBERTARIO». www.boletinoficial.gob.ar. Consultado em 23 de novembro de 2022 
  33. «BOLETIN OFICIAL REPUBLICA ARGENTINA - PARTIDO LIBERTARIO». www.boletinoficial.gob.ar. Consultado em 28 de abril de 2023 
  34. «BOLETIN OFICIAL REPUBLICA ARGENTINA - PARTIDO LIBERTARIO». www.boletinoficial.gob.ar. Consultado em 6 de dezembro de 2022 
  35. «BOLETIN OFICIAL REPUBLICA ARGENTINA - PARTIDO LIBERTARIO». www.boletinoficial.gob.ar. Consultado em 28 de abril de 2023 
  36. «Milei se queda con el sello del Partido Libertario para dar pelea en la Provincia». www.latecla.info (em español). Consultado em 15 de dezembro de 2022 
  37. «El partido de Milei tiene personería jurídica en Mendoza y trabaja para el armado de listas». Los Andes 140 (em espanhol). 18 de janeiro de 2023. Consultado em 19 de janeiro de 2023 
  38. «BOLETIN OFICIAL REPUBLICA ARGENTINA - PARTIDO LIBERTARIO». www.boletinoficial.gob.ar. Consultado em 10 de março de 2023 
  39. «Reconocimiento definitivo Provincia de Santa Fe». Consultado em 13 de junho de 2023 
  40. «BOLETIN OFICIAL REPUBLICA ARGENTINA - PARTIDO LIBERTARIO». www.boletinoficial.gob.ar. Consultado em 12 de junho de 2023 
  41. «Plataforma». Partido Libertario Nacional 
  42. Hudson, Ruan Pablo (15 de março de 2021). «Milei, la estrategia de los zócalos». Revista Crisis (em espanhol). Consultado em 22 de março de 2023 
  43. Castrillón, Mayra Castillo, Nelly Luna Amancio; Victoria De Masi, Laura Scofield, Mariama Correia y Rute Pina, Kennia Velázquez; Natalia Arbeláez, María José Echeverry y Elisa (16 de novembro de 2021). «La ultraderecha arma nuevas alianzas para crecer en América Latina». elDiarioAR.com (em espanhol). Consultado em 20 de novembro de 2023 
  44. Página|12 (1 de outubro de 2021). «Para Javier Milei, las niñas violadas no deberían abortar: "es un asesinato agravado por el vínculo" | Definiciones en una entrevista con O Globo». PAGINA12 (em espanhol). Consultado em 20 de novembro de 2023 
  45. «Milei quiere anular la Educación Sexual Integral: "Deforma la cabeza a la gente"». Perfil (em espanhol). 17 de outubro de 2022. Consultado em 20 de novembro de 2023 
  46. «Quiénes son y cómo piensan los jóvenes libertarios». Ahora Mar de Plata (em espanhol). 10 de maio de 2019. Consultado em 16 de janeiro de 2023 
  47. SRL, Editorial La Autentica Defensa. «La Juventud del Partido Libertario también crece en Campana». La Auténtica Defensa (em espanhol). Consultado em 16 de janeiro de 2023 
  48. «Los libertarios llegaron a San Nicolás: Quiénes son los que quieren impulsar a Milei como presidente 2023». www.lanoticia1.com (em espanhol). www.lanoticia1.com. Consultado em 20 de janeiro de 2023