Rafael Martins de Almeida

jogador de voleibol brasileiro

Rafael Martins de Almeida (Belo Horizonte, 6 de maio de 1976) é voleibolista brasileiro indoor campeão mundial infanto-juvenil em 1993 e vice-campeão juvenil, ambas conquistas pela seleção brasileira. Participou de elencos consagrados de clubes tradicionais nacionais e é único jogador que disputou todas as edições da superliga.[1]

Rafinha Volleyball (indoor) pictogram.svg
Informações pessoais
Nome completo Rafael Martins de Almeida
Apelido Rafinha
Modalidade Voleibol
Nascimento 6 de maio de 1976 (45 anos)
Belo Horizonte,  Minas Gerais
Nacionalidade  Brasil
Compleição Peso: 79 Kg Altura: 1,87 m
Posição Levantador
Medalhas
Campeonato Mundial de Voleibol Masculino Sub-19
Ouro Istambul 1993 Equipe
Campeonato Mundial de Voleibol Masculino Sub-21
Prata Johor Bahru 1995 Equipe
Campeonato Sul-Americano de Clubes de Voleibol Masculino
Ouro Cali 1999 Telemig Celular/Minas

CarreiraEditar

Sua primeira convocação para seleção brasileira ocorreu na categoria infanto-juvenil, cujo técnico era Percy Oncken, com boa campanha conquistam a medalha de ouro invictos no Campeonato Mundial de Voleibol Masculino Sub-19 de 1993 derrotando na final a seleção japonesa pro 3x0 (15-7, 15-11 e 15-6).[2]

Inicia sua trajetória profissional no Fiat/Minas em 1994 e disputou a primeira edição da superliga e esteve na seleção juvenil que se preparava para o Campeonato Sul-Americano de Voleibol Masculino Sub-21 disputado em Lima-Perú de 1994, porém não foi selecionado para disputa e continuou treinando com o grupo que disputou o Campeonato Mundial de Voleibol Masculino Sub-21 da Malásia de 2005, no qual obteve a medalha de prata, cuja preparação para o resultado deu-se ao lado de uma geração repleta de grandes valores como: Itápolis, Gustavo Endres, Dirceu, André Heller, Giba, Léo, Ricardinho, Royal, Manius Abbadi, Digão, Roim, Lilico, Alex Lenz, Renato Felizardo, comandados por Percy Oncken e pelo técnico Antônio Marcos Lerbach.[3]

Ainda em 1995 foi convocado pelo técnico Antônio Marcos Lerbach para seleção brasileira na categoria adulto(Seleção B) para disputar os Jogos Pan-Americanos de 1995 na Argentina, no qual a equipe não fez uma boa campanha, encerrando em sétimo lugar (última colocação).[4] Na temporada 1999-00 atuando pelo Telemig Celular/Minas chega pela primeira vez a final nesta edição da superliga, obtendo seu primeiro título nacional, mesmo resultado alcançado com este clube na Superliga 00-01. Pelo time mineiro na temporada 2001-02 registra a brilhante façanha do tricampeonato na edição da Superliga 01-02.Disputou em 1999 o Campeonato Sul-Americano de Clubes de Voleibol Masculino realizado em Cali-Colômbia obtendo a medalha de ouro.[5][6] Na temporada seguinte não conquista o tetracampeonato, chegando as quartas-de-final.Na temporada 2003-04 conseguiu subir ao pódio e desta vez obteve a terceira colocação da superliga com time mineiro.

Foi contratado pelo Wizard/Suzano para disputar o campeonato paulista e a superliga na temporada 2004/05, avançando apenas as quartas-de-final e vice-campeão paulista na edição de 2004, respectivamente[6] Passou a defender a Ulbra/Ferraz/São Paulo F.C na temporada 2005-06, classificando com a equipe para as quartas de finais, novamente não figura no pódio ao final desta edição. Retornou ao clube que o revelou, conquistou na temporada 2006/2007 seu quarto título na Superliga 06-07, além desta conquista, foi campeão mineiro em 2006 e neste mesmo ano conquistou título do torneio internacional Flanders Gala na Bélgica. Em 2006 o Minas representou o Esporte Clube Pinheiros no Campeonato Paulista sendo campeão em 2006 e vice-campeão: em 2007 e 2008. Jogando pelo Vivo/Minas na temporada 2007-08 se torna vice-campeão em duas edições consecutivas da superliga: Superliga 07-08 e Superliga 08-09.

Um episódio preocupante em sua carreira ocorreu na temporada 2007/2008 e ficou três meses afastado das quadras por causa de lesão e necessitou submeter-se a ciorurgia nos dois joelhos, mas se recuperou prontamente.[1] Na temporada 2009 foi quarto lugar no Campeonato Sul-Americano de Clubes de Voleibol Masculino realizado em Florianópolis, já na superliga nas temporadas 2009-10 e 2010-2011 não chega ao pódio nas duas ocasiões.[7]

A equipe de BMG/Montes Claros o contrata para temporada 2011-12, mas não se classifica para a próxima fase, terminando na décima colocação.[6] Na temporada 2012-13 defendeu a equipe do Canoas Vôlei se classificando para fase seguinte e terminando na sexta colocação.[8][9] Renovou contrato com este clube para temporada 2013-14.[10]

ClubesEditar

Clube País De Até
Minas Tênis Clube   Brasil 1994 2004
Wizard/Suzano   Brasil 2004 2005
Ulbra/Ferraz/São Paulo F.C   Brasil 2005 2006
Telemig Celular/Minas   Brasil 2006 2007
Esporte Clube Pinheiros   Brasil 2007 2009
Vivo/Minas   Brasil 2009 2011
BMG/Montes Claros   Brasil 2011 2012
Canoas Vôlei   Brasil 2012 2013
Kappersberg/Canoas   Brasil 2013 2017
Corinthians-Guarulhos   Brasil 2017 Atual

[1][6][9][10]

Títulos e ResultadosEditar

  • 1995- 7º Lugar dos Jogos Pan-Americanos de 1995(Mar del Plata,   Argentina)[4]
  • 1999-00 - Campeão da Superliga[6]
  • 1999- Campeão Sul-Americano de Clubes (Cali,  Colômbia)[5][6]
  • 2000-01 - Campeão da Superliga[6]
  • 2001-02 - Campeão da Superliga[6]
  • 2003-04 - 3º Lugar na Superliga[6]
  • 2004- Vice- Campeão Paulista[6]
  • 2006-07 - Campeão da Superliga[6]
  • 2006-07 - Campeão Paulista[6]
  • 2006-07 - Campeão Mineiro[6]
  • 2006-07 - Campeão do Flanders Volley Gala (Antuérpia,   Bélgica)[6]
  • 2006-07 - Campeão dos Jogos Regionais de Lorena[6]
  • 2006-07 - Vice-Campeão dos Jogos Abertos[6]
  • 2007-08 - Vice-Campeão da Superliga[6]
  • 2007- Vice-Campeão Paulista[6]
  • 2008- Vice-Campeão Paulista[6]
  • 2007-08 - Campeão Mineiro[6]
  • 2008-09 - Vice-Campeão da Superliga[6]
  • 2008-09 - Campeão do Torneio de Vôlei de Juiz de Fora [6]
  • 2009 - 4º Lugar no Sul-Americano de Clubes(Florianópolis,  Brasil)[6]
  • 2008-09 - Vice-Campeão do Mineiro[6]
  • 2008-09 - 3º Lugar no Torneio de Florianópolis [6]
  • 2008-09 - 3º Lugar no Desafio Globo Minas[6]
  • 2012- Campeão Gaúcho[8]
  • 2012-13- 6º Lugar da Superliga[8]
  • 2017 - Campeão da Taça Ouro

Referências

  1. a b c José Eduardo Martins. «Rafinha, do Montes Claros, é o senhor Superliga». Consultado em 7 de setembro de 2013 
  2. «Boys Volleyball III World Championship 1993» (em inglês). Consultado em 7 de setembro de 2013 
  3. «A legenda da foto da Seleção juvenil de 1994». 05 de maio de 2011. Consultado em 7 de setembro de 2013  Verifique data em: |data= (ajuda)
  4. a b «História dos Jogos Pan-Americanos». 13 de julho de 2007. Consultado em 7 de setembro de 2013. Arquivado do original em 12 de dezembro de 2013 
  5. a b «Central Henrique busca inspiração na conquista do torneio Sul Americano de 1999». 7 de maio de 2013. Consultado em 8 de setembro de 2013 [ligação inativa]
  6. a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v w x y z «Levantador Rafinha é contratado pelo BMG/Montes Claros». 11 de julho de 2011. Consultado em 7 de setembro de 2013 
  7. «Minas Tênis Clube (voleibol masculino)». Consultado em 7 de setembro de 2013 
  8. a b c «Associação dos Pais e Amigos do Vôlei». Consultado em 7 de setembro de 2013 
  9. a b «Superliga 2012-13- Canoas». 10 de julho de 2011. Consultado em 7 de setembro de 2013. Arquivado do original em 30 de dezembro de 2012 
  10. a b «Kappersberg/Canoas renova com Xanxa e Rafinha e espera decisão de Gustavo». 30 de maio de 2013. Consultado em 7 de setembro de 2013. Arquivado do original em 30 de dezembro de 2012