Abrir menu principal

Uma região vinícola é uma área geográfica para o cultivo e coleitas de videiras em grande escala, a fim de produzir seus sumos derivados como suco, vinho e passa.

As vinícolas atualmente são equipada com as últimas novidades da tecnológicas, tanto na colheita, prensagem e mesmo no processo de vinificação, que é o resultado do esforço de viticultores para a expansão no setor vitivinícola.

Setor vitivinícolaEditar

ÁfricaEditar

AméricasEditar

As primeiras vinícolas brasileiras foram introduzidas pelos imigrantes portugueses, nos estados do Nordeste, em 1756, por ordem do Marquês de Pombal. Na década de 1960 as maiores vinícolas foram introduzidas nas serras do Rio Grande do Sul, incluindo também os outros estados do sul e sudeste.

Os principais estados são:


EuropaEditar

 
Regiões vinícolas na Áustria
  • Áustria: As regiões vinícolas da Áustria somam 45.533 hectares (dados de 2009)[1] de área de cultivo e se dividem nas seguintes regiões:
 
Regiões vinícolas na Alemanha
 
Regiões vinícolas suíças (em marrom)

ÁsiaEditar

OceâniaEditar


Ver tambémEditar

Referências

  1. Weingartengrunderhebung 2009(PDF), pág. visitade 21 de novembro de 2012
  2. "THE WINE MARKET IN 2006"(PDF), pág. visitade 21 de novembro de 2012
  3. Weinjahr 2008(PDF), pág. visitade 21 de novembro de 2012
  Este artigo sobre Vinhos é um esboço relacionado ao Projeto Vinhos. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.