Abrir menu principal
Renosa
Razão social Refrigerantes do Noroeste Participações S.A.
Subsidiária
Slogan "Trabalhando o presente.construindo um futuro que a gente quer"
Atividade Indústria de bebidas
Gênero Sociedade anónima
Fundação 1977 (42 anos)
Fundador(es) Luiz Carlos lomba de Mello
Destino Fusão com a Norsa
Sede Várzea Grande-MT  Brasil
Locais Várzea Grande , Maceió, São Luís
Proprietário(s) Solar
Pessoas-chave Ricardo Torres de Mello
Empregados 5.000 [1]
Produtos Refrigerantes,
e também comercializando chás,
Bebidas energéticas e esportivas,
Sucos,
Produtos lácteos
Água[2]
Ativos AumentoR$ 1.664,5 bilhões (2011)[3]
Lucro Aumento R$ 88,9 milhões (2011)[4]
LAJIR Aumento R$ 157,5 milhões (2011)[5]
Renda líquida Aumento R$ 807,5 milhões (2011)[6]
Website oficial renosa.com.br

Renosa é uma empresa subsidiária fabricante e comerciante para os estados de Mato Grosso e parte de Goiás de refrigerantes, sucos, energéticos e produtos lácteos da The Coca-Cola Company e também proprietária da Companhia Maranhense de Refrigerantes e da Companhia de Bebidas e Alimentos do São Francisco sediadas nos estados de Maranhão e Alagoas. Fundada em 1977 a empresa juntou as suas operações com a Norsa e a Refrescos Guararapes e desde 23 de abril de 2013 integra a Solar.[7] Sua atual sede fica em Várzea Grande, no estado de Mato Grosso.

HistóriaEditar

A Renosa foi fundada em 1977 pelo empresario Luiz Carlos lomba de Mello com o arrendamento da industria em Várzea Grande, que teve a sua operação iniciada em 1976, junto com as industrias de Uberlândia em Minas Gerais e de Maceió no Alagoas.

Em 1981 inicia a operação da segunda unidade do grupo no estado em Barra do Garças.

Em 1991 é iniciada a terceira industria da Renosa em Mato Grosso, em Sinop, norte de Mato Grosso.

Em 1992 é inaugura a sua segunda linha de sopro em Várzea Grande.[8]

No ano de 1997, a Renosa constroi a sua nova unidade na Rodovia Mario Andreazza em Várzea Grande na Região Metropolitana de Cuiabá, numa área de 120 mil metros quadrados por 21 mil metros quadrados de área construida.[9] Em 2003 a Renosa implementa o programa de Valorização do Jovem.[10] Em 2006 o Grupo Adquire a Companhia Maranhense de Refrigerantes fabricante da The Coca-Cola Company, para o Maranhão e norte do Tocantins e também proprietária do Guaraná Jesus.[11]

Em 2007 o Grupo compra a Sorocaba Refrescos S/A com sede em Sorocaba estado de São Paulo que atua em Sorocaba e região.[12]

Em 2009, o Grupo inicia o processo de ampliação e modernização da industria de Várzea Grande, com investimentos de R$ 60 milhões de reais foram beneficiado o processo de engarrafamento, incremento de 25 % na capacidade de produção que antes era de aproximadamente 300 milhões de litros ao ano.[13]

Em 2010 a Renosa inicia a comercialização da Matte Leão em Mato Grosso.

Em 2011 O Grupo adquire a Companhia de Bebidas e Alimentos do São Francisco com sede em Maceió que atua em Alagoas, Sergipe e norte da Bahia, também produz a Água Mineral Crystal Nordeste.

Em 2012 a Renosa desinveste sua participação de 40% na Sorocaba Refrescos S/A ao assinar contrato de compra e venda com a Rio de Janeiro Refrescos Ltda, filial da Embotelladora Andina S/A por querer concentrar a sua atuação nas regiões centro oeste e nordeste.[14]

ProdutosEditar

 
Garrafa do refrigerante Coca-Cola, principal produto produzido e distribuido pela empresa

Como subsidiária da Solar Br a empresa produz refrigerantes e distribui chás, Bebidas energéticas, isotônicos, Sucos e Produtos lácteos da empresa The Coca-Cola Company para os estados de Mato Grosso e parte de Goiás, a sua produção é também ramificada nos estados de Maranhão e Alagoas através da Companhia Maranhense de Refrigerantes e da Companhia de Bebidas e Alimentos do São Francisco.[15]

A Coca Cola foi o primeiro produto da Renosa, então Refrigerantes do Noroeste lançado em Mato Grosso 1977, depois a empresa passou a distribuir o Matte Leão em 2010.[16]

Atualmente a empresa detêm 56% do mercado de refrigerantes entre os seus principais produtos destaca os refrigerantes Coca Cola.[17]

Em 2006 a compra a “Companhia Maranhense de Refrigerantes”, seguindo a comercialização do Guaraná Jesus somente no estado do Maranhão.[18]

MercadoEditar

Presença regionalEditar

 
Guaraná Jesus: Refrigerante de guaraná distribuído pela empresa no estado do Maranhão

Instalada em uma área de 120 mil metros quadrados e 21 mil metros quadrados de área construída, sua planta indústrial instalada na Rodovia Mario Andreazza em Várzea Grande na Região Metropolitana de Cuiabá, produz e distribui os produtos da The Coca-Cola Company para os estados de Mato Grosso e 17 cidades de Goias. Inaugurada em 1997, no ano de 2009 a planta recebeu investimentos de R$ 110 milhões de reais sendo R$ 60 milhões na ampliação de sua capacidade produtiva.[19][20]

Presença nacionalEditar

No Brasil é proprietária da Companhia Maranhense de Refrigerantes, que também é proprietária do Guaraná Jesus e da Companhia de Bebidas e Alimentos do São Francisco com atuação em Alagoas, Sergipe e norte da Bahia, em 2013 O grupo realizou uma fusão com a Norsa Refrescos da Família Jereissati e a Refrescos Guararapes com a aprovação do Cade em janeiro.[21]

PatrocíniosEditar

A Renosa é um dos patrocinadores do Cuiabá Esporte Clube com a marca Coca Cola,[22] patrocina o nadador mato-grossense Felipe Lima o associando a marca Powerade.[23]

Referências

  1. Coca Cola Brasil. «FABRICANTES REGIONAIS». Consultado em 22 de maio de 2014. Arquivado do original em 23 de maio de 2014 
  2. Coca Cola Brasil. «FABRICANTES REGIONAIS». Consultado em 22 de maio de 2014. Arquivado do original em 23 de maio de 2014 
  3. Valor Econômico. «Ranking das 1000 maiores». Consultado em 22 de maio de 2014 
  4. Valor Econômico. «Ranking das 1000 maiores». Consultado em 22 de maio de 2014 
  5. Valor Econômico. «Ranking das 1000 maiores». Consultado em 22 de maio de 2014 
  6. Valor Econômico. «Ranking das 1000 maiores». Consultado em 22 de maio de 2014 
  7. opovo. «Solar é nome escolhido para a nova gigante da Coca-Cola». Consultado em 10 de janeiro de 2015 
  8. Renosa. «HISTÓRIA». Consultado em 1 de outubro de 2005. Arquivado do original em 11 de janeiro de 2010 
  9. Diário de Cuiabá. «Renosa é a 12a maior empresa». Consultado em 1 de outubro de 2005 
  10. Renosa. «HISTÓRIA». Consultado em 1 de outubro de 2005. Arquivado do original em 11 de janeiro de 2010 
  11. Estadão. «Engarrafador da Coca-Cola no MT compra cia maranhense de refrigerantes». Consultado em 13 de janeiro de 2014 
  12. Renosa. «HISTÓRIA». Consultado em 1 de outubro de 2005. Arquivado do original em 11 de janeiro de 2010 
  13. Diário de Cuiabá. «Renosa anuncia investimento de R$ 60 milhões e 400 empregos diretos em MT» 
  14. Renosa. «HISTÓRIA». Consultado em 1 de outubro de 2005. Arquivado do original em 11 de janeiro de 2010 
  15. opovo. «Solar é nome escolhido para a nova gigante da Coca-Cola». Consultado em 10 de janeiro de 2015 
  16. Renosa. «HISTÓRIA». Consultado em 1 de outubro de 2005. Arquivado do original em 11 de janeiro de 2010 
  17. Diário de Cuiabá. «Coca-Cola consolida mercado em MT». Consultado em 9 de julho de 2015 
  18. Renosa (ed.). «História: Guaraná Jesus». Consultado em 1 de maio de 2010. Arquivado do original em 7 de maio de 2010 
  19. Diário de Cuiabá. «Renosa é a 12a maior empresa». Consultado em 1 de outubro de 2005 
  20. Sefaz/MT. «Renosa anuncia investimento de R$ 60 milhões e 400 empregos diretos em mt». Consultado em 9 de agosto de 2019 
  21. Isto é Dinheiro. «A VIRADA ARRETADA DA COCA-COLA». Consultado em 14 de janeiro de 2013 
  22. Cuiabá E.C. «VICE-PRESIDENTE DO CLUBE ENTREGA CAMISA AUTOGRAFADA NA COCA-COLA». Consultado em 22 de maio de 2014 
  23. Maquina do Esporte. «Renosa vincula nadador Felipe Lima à Powerade». Consultado em 22 de maio de 2014 

Ligações externasEditar


  Este artigo sobre uma empresa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.