Abrir menu principal

Thiago Heleno

futebolista brasileiro

Thiago Heleno Henrique Ferreira, mais conhecido como Thiago Heleno (Sete Lagoas, 17 de setembro de 1988), é um futebolista brasileiro que atua como zagueiro. Atualmente, joga pelo Athletico Paranaense.

Thiago Heleno
Informações pessoais
Nome completo Thiago Heleno Henrique Ferreira
Data de nasc. 17 de setembro de 1988 (31 anos)
Local de nasc. Sete Lagoas (MG), Brasil
Nacionalidade brasileiro
Altura 1,84 m
Destro
Apelido General
General Heleno
Maestro da Zaga
Informações profissionais
Período em atividade 2006–presente (13 anos)
Clube atual Athletico Paranaense
Número 44
Posição Zagueiro
Clubes de juventude
1999–2005 Cruzeiro
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
2006–2010
2010
2011–2012
2013
2014–2015
2016–
Cruzeiro
Corinthians
(emp.)
Palmeiras
Criciúma
Figueirense
Athletico Paranaense
00151 0000(7)
0005 0000(1)
0070 0000(5)
0009 0000(0)
0097 0000(7)
00135 0000(13)
Seleção nacional
2004
2005
2007
Brasil Sub-16
Brasil Sub-17
Brasil Sub-20


2 Partidas e gols totais pelo
clube, atualizados até 6 de outubro de 2019.

CarreiraEditar

InícioEditar

Iniciou carreira no Cruzeiro, onde passou pelas divisões de base entre 1999 e 2005. Entre 2006 e 2010, fez parte do elenco principal da equipe mineira, jogando 151 jogos e marcando 6 gols.

CorinthiansEditar

No dia 18 de agosto de 2010, fechou contrato com o Corinthians, teve sucessivas falhas e então não foi muito aproveitado pelo clube paulista, de onde saiu no dia 31 de dezembro do mesmo ano.

PalmeirasEditar

No início de 2011, foi apresentado ao Palmeiras. No final de março do mesmo ano, já como titular da zaga, Thiago Heleno marcou dois gols na vitória do alviverde sobre o Bragantino por 3 a 0, pelo Campeonato Paulista, resultado que garantiu vaga à fase final da competição.[1]

Em dezembro, Thiago Heleno operou os dois pés por dores que sentia desde os tempos no Cruzeiro. Ficou seis semanas sem tocar os pés no chão e quatro meses sem jogar.[2]

Era uma das esperanças do Palmeiras na temporada de 2012 e homem de confiança do técnico Luiz Felipe Scolari. Voltou à equipe na Copa do Brasil e foi fundamental para a conquista do título da competição, obtido de maneira invicta. Entretanto, a má fase palmeirense após o título, que redundou na queda do clube à Série B, fez com que a diretoria não tivesse intenções de renovar com o zagueiro.[3]

CriciúmaEditar

Em 2013, acabou indo para o Criciúma, porém não fez nenhum jogo com a camisa tricolor e foi afastado da equipe após uma confusão com um torcedor em uma casa noturna da cidade.

FigueirenseEditar

Em 2014, o jogador assinou com o Figueirense para a disputa do Campeonato Catarinense e da Série A do Brasileirão. No dia 29 de janeiro de 2015, assinou por mais um ano com o clube.

Athletico ParanaenseEditar

Segundo seu empresario ele estava 70% acertado com o Santos, mas surpreendeu e no dia 28 de dezembro de 2015, dia em que assinou contrato com o clube Atlético-PR por um ano.[4] Na primeira partida da final do Paranaense de 2016 fez um dos gols contra o Coritiba, na vitória por 3-0 na Arena da Baixada.

No jogo de volta no Couto Pereira, foi bem defensivamente, ajudando sua equipe a vencer a partida por 0-2, conquistando o título Paranaense. Após muitas atuações boas e seguras pelo clube, ganhou apelido de General Heleno pela torcida. Na Libertadores de 2017, foi um autêntico xerife, na partida contra o Flamengo, sempre bem colocado, desarmes e ainda marcou 1 gol de cabeça na vitória por 2-1 do furacão. Voltou a ser decisivo na vitória contra o Palmeiras no Allianz Parque, pelo Campeonato Brasileiro 2017. Marcou de cabeça, o único gol da partida, contra seu ex-clube.

TítulosEditar

Referências

Ligações externasEditar