Abrir menu principal
To Pimp a Butterfly
Álbum de estúdio de Kendrick Lamar
Lançamento 16 de março de 2015 (2015-03-16)
(veja abaixo Histórico de lançamento)
Gravação 2012–15
Estúdio(s)
Gênero(s)
Duração 78:51
Idioma(s) Inglês
Formato(s)
Gravadora(s)
Produção
  • Dr. Dre (executivo)
  • Anthony "Top Dawg" Tiffith (exec.)
  • Boi-1da
  • Dave Free
  • Flying Lotus
  • KOZ
  • Knxwledge
  • Larrance Dopson
  • LoveDragon
  • Pharrell Williams
  • Rahki]]
  • Ronald 'Flippa' Colson
  • Sounwave
  • Tae Beast
  • Taz Arnold
  • Terrace Martin
  • Thundercat
  • Tommy Black
  • Willie B
  • Whoarei
Certificação Platina (RIAA)
(veja abaixo Lista de certificações)
Cronologia de Kendrick Lamar
Good Kid, M.A.A.D City
(2012)
Untitled Unmastered
(2016)
Singles de To Pimp a Butterfly
  1. "i"
    Lançamento: 16 de setembro de 2014 (2014-09-16)
  2. "The Blacker the Berry"
    Lançamento: 9 de fevereiro de 2015 (2015-02-09)
  3. "King Kunta"
    Lançamento: 24 de março de 2015 (2015-03-24)
  4. "Alright"
    Lançamento: 30 de junho de 2015 (2015-06-30)
  5. "These Walls"
    Lançamento: 13 de outubro de 2015 (2015-10-13)

"To Pimp a Butterfly" é o terceiro álbum de estúdio do rapper estadunidense Kendrick Lamar. O álbum foi lançado em 16 de março de 2015, pelas editoras discográficas Top Dawg Entertainment, Aftermath Entertainment, e distribuído pela Interscope Records.[1][2]

Índice

AntecedentesEditar

Kendrick Lamar primeiro revelou planos de lançar um continuação para a sua estreia por uma grande gravadora, Good Kid, M.A.A.D City de 2012, em 28 de fevereiro de 2014, durante uma entrevista à Billboard.[3] Lamar descreveu o álbum, que incorpora elementos de funk, poesia falada e jazz, como "honesto, com medo e sem remorso."[4]

Em uma entrevista à revista Rolling Stone, Kendrick indicou que o título era uma brincadeira com o romance de Harper Lee, To Kill a Mockingbird. Ele foi citado como dizendo: "Basta colocar a palavra" pimp "ao lado de" borboleta "... É uma viagem. Isso é algo que sera uma frase para sempre. Vai ser ensinada em cursos universitários -.. Eu realmente acredito nisso."[5]

Música e letraEditar

Lamar descreveu o álbum, que incorpora elementos de funk, poesia falada e jazz, como "honesto, com medo e sem remorso.[4]

SinglesEditar

Em 23 de setembro de 2014, Kendrick Lamar lançado "i", como como single para distribuição digital.[6] A canção foi recebida com elogios da crítica musical e foi colocado em numerosos listas de melhores canções do ano.[7][8] Em 15 de novembro de 2014, Lamar foi um dos convidados no Saturday Night Live, onde realizou a versão estendida de "i", que foi a versão incluída no álbum.[9]

Em 9 de fevereiro de 2015, Lamar lançou o segundo single oficial do álbum, intitulado "The Blacker the Berry".[10]

Lançamento e promoçãoEditar

Em 10 de março de 2015 Lamar anunciou seu terceiro álbum, intitulado To Pimp a Butterfly. No mesmo dia, Lamar revelou a capa do álbum, quando ele postou uma foto dele em sua página oficial do Instagram. Depois de uma lista de faixas surgir através da Federação Internacional da Indústria Fonográfica, em 12 de março de 2015 Lamar confirmou lista de faixas do álbum.[4][11]

Em 15 de Março de 2015, o álbum foi lançado em iTunes oito dias antes de sua data de lançamento agendada. Segundo o CEO da TDE, Anthony Tiffith, a libertação antecipada do álbum não foi intencional, aparentemente causado por um erro da parte do Interscope Records.[12] No dia seguinte, a opção de comprar o álbum foi retirado do iTunes e a data de lançamento foi revertida para 23 de março. Finalmente, depois de 16 de março de 2015, o álbum foi lançado digitalmente uma semana à frente do cronograma original. A primeira liberação acidental, de curta duração, pode ter sido a razão para a rápida liberação do disco.[13]

Performance comercialEditar

Sites especializados indicaram que o álbum venderia mais de 325 mil cópias em sua semana de estréia, fazendo o então estrear na primeira posição no Estados Unidos.[14]To Pimp a Butterfly estreou na liderança das paradas de álbuns da Nova Zelândia,[15] e da Austrália,[16] e no top dez na Holanda,[17] mesmo depois de ter sido lançado no meio da semana de rastreamento de vendas.

No seu país de origem o álbum chegou ao topo da Billboard 200, com 363 mil copias vendidas na semana de estréia,[18] superando as previsões feitas pelos especialistas.[14] Até 18 de Dezembro de 2015, o álbum vendeu mais de 750,000 copias no Estados Unidos.[19]

Recepção da críticaEditar

Críticas profissionais
Pontuações agregadas
Fonte Avaliação
Metacritic 96/100[20]
Avaliações da crítica
Fonte Avaliação
The A.V. Club A–[21]
Billboard      [22]
Chicago Tribune     [23]
Complex      [24]
The Guardian      [25]
HipHopDX      [26]
New York Daily News      [27]
NME 8/10[28]
PopMatters           [29]
AllMusic      [30]

Apos seu lançamento, To Pimp a Butterfly foi aclamado pela crítica profissional. O site especializado em crítica musical e cinematográfica Metacritic avaliou o disco com 96 pontos em 100 possíveis, que dentro dos padrões do álbum é considerado "aclamação universal", analise feita por vinte e um críticos.[20] O álbum foi o álbum maior pontuação do ano no Metacritic, tanto em termos de metascore e pontuação do usuário, além do álbum de hip hop com maior pontuação de todos os tempos.[31] Dessa maneira, a pontuação do disco ultrapassou a do Stankonia do OutKast como o álbum de rap melhor classificado em todo o site e está empatado na oitava posição dos álbuns mais bem avaliados do síte.[32]

FaixasEditar

To Pimp a Butterfly  — Edição padrão[33]
N.º TítuloCompositor(es)sim Duração
1. "Wesley's Theory" (com George Clinton & Thundercat)Kendrick Lamar Duckworth, George Clinton, Steven Ellison, Ronald Colson, Stephen Bruner, Boris Gardiner
  • Flying Lotus
  • Ronald "Flippa" Colson
  • Sounwave
  • Thundercat
4:47
2. "For Free? (Interlude)"  K. Duckworth, Terrace Martin, R. McKinneyTerrace Martin 2:10
3. "King Kunta"  K. Duckworth, S. Bruner, Johnny Burns, Michael Jackson, Ahmad Lewis, Stefan Gordy
  • Sounwave
  • Terrace Martin
3:54
4. "Institutionalized" (com Bilal, Anna Wise & Snoop Dogg)K. Duckworth, Columbus Smith, Fredrik Halldin, Sam Barsh
  • Rahki
  • Tommy Black
4:31
5. "These Walls"  K. Duckworth, T. Martin, Larrance Dopson, James Fauntleroy, R. McKinney
  • Terrace Martin
  • Larrance Dopson
  • Sounwave
5:00
6. "u"  K. Duckworth, Taz Arnold, Michael Brown
  • Taz Arnold AKA Ti$A
  • Whoarei
  • Sounwave
4:28
7. "Alright"  K. Duckworth, Pharrell Williams, Mark Spears 3:39
8. "For Sale?"  K. Duckworth, T. Arnold
  • Taz Arnold AKA Ti$A
  • Sounwave
  • Terrace Martin
4:51
9. "Momma"  K. Duckworth, Glen Boothe, T. Arnold, Sylvester Stewart, Lalah Hathaway, Rahsaan Patterson, Rex Rideout
  • Knxwledge
  • Taz Arnold AKA Ti$A
4:43
10. "Hood Politics"  K. Duckworth, Donte Perkins, M. Spears, S. Bruner, Sufjan Stevens
  • Tae Beast
  • Sounwave
  • Thundercat
4:52
11. "How Much a Dollar Cost" (com James Fauntleroy & Ronald Isley)K. Duckworth, T. Martin, Josef Leimberg, R. McKinney, J. Fauntleroy, Ronald IsleyLoveDragon 4:21
12. "Complexion (A Zulu Love)" (com Rapsody)K. Duckworth, S. Bruner, M. Spears, Marlanna Evans
  • Thundercat
  • Sounwave
  • Terrace Martin
  • Antydote
4:23
13. "The Blacker the Berry"  K. Duckworth, Matthew Jehu Samuels, Stephen Kozmeniuk, K. Lewis, Brent Kolatalo, Jefferey Campbell, Alexander Izquierdo, Zale Epstein
5:28
14. "You Ain't Gotta Lie (Momma Said)"  K. Duckworth, T. Martin, R. McKinney, J. Leimberg, M. SpearsLoveDragon 4:01
15. "i"  K. Duckworth, Columbus Smith, R. Isley, O'Kelly Isley, Ernie Isley, Marvin Isley, Rudolph Isley, Christopher JasperRahki 5:36
16. "Mortal Man"  K. Duckworth, M. Spears, S. Bruner, Fela AnikulapoSounwave 12:17
Duração total:
78:51

Desempenho nas paradasEditar

CertificaçõesEditar

País Certificação
  Austrália (ARIA)[50]   Ouro
  Estados Unidos (RIAA)[51]   Platina
  Reino Unido (BPI)[52]   Ouro

Referências

  1. «Kendrick Lamar Announces Album Release Date | News | Pitchfork». M.pitchfork.com. 6 de março de 2015. Consultado em 19 de março de 2015 
  2. «Kendrick Lamar announces the title and release date of his next album». Thevergec,om. Consultado em 19 de março de 2015 
  3. «Top Dawg's Kendrick Lamar & ScHoolboy Q Cover Story: Enter the House of Pain». Billboard. Consultado em 19 de março de 2015 
  4. a b c «Tracklisting: Kendrick Lamar – 'To Pimp a Butterfly'». Rap-Up.com. 13 de março de 2015. Consultado em 19 de março de 2015  Erro de citação: Código <ref> inválido; o nome "rapup" é definido mais de uma vez com conteúdos diferentes
  5. «It is No Longer Untitled - Kendrick Lamar's New Album: Everything We Know». Rollingstone.com. Consultado em 19 de março de 2015 
  6. Frydenlund, Zach (23 de Setembro de 2014). «Listen to Kendrick Lamar's "I"». Complex. Consultado em 19 de março de 2015 
  7. «50 Best Songs of 2014». 3 de dezembro de 2014. Consultado em 19 de março de 2015 
  8. «The 10 Best Songs of 2014». 11 de dezembro de 2014. Consultado em 19 de março de 2015 
  9. «Kendrick Lamar Makes a Triumphant Return to 'SNL'». Rolling Stone 
  10. «Kendrick Lamar premieres "The Blacker The Berry", his intense, racially-charged new single — listen - Consequence of Sound». Consequence of Sound 
  11. «Kendrick Lamar Confirms To Pimp a Butterfly Tracklist Featuring George Clinton, Snoop Dogg, Thundercat, More | News». Pitchfork.com. 12 de março de 2015. Consultado em 19 de março de 2015 
  12. «Kendrick Lamar "To Pimp A Butterfly" Album Leaked By iTunes». Rapdose.com. Consultado em 19 de março de 2015 
  13. «Update: Kendrick Lamar's 'To Pimp a Butterfly' Gets Surprise Digital Release». Billboard.com. Consultado em 19 de março de 2015 
  14. a b Keith Claufield (19 de março de 2015). «Kendrick Lamar Heading for First No. 1 Album on Billboard 200». Billboard. Consultado em 20 de março de 2015 
  15. a b Kendrick Lamar – To Pimp a Butterfly (em inglês). Charts.org.nz. Hung Medien. Consultado em 21 de março de 2015.
  16. a b Kendrick Lamar – To Pimp a Butterfly (em inglês). Australiancharts.com. Hung Medien. Consultado em 21 de março de 2015.
  17. a b Kendrick Lamar – To Pimp a Butterfly (em holandês). Dutchcharts.nl. Hung Medien. Consultado em 21 de março de 2015.
  18. «Kendrick Lamar Earns His First No. 1 Album on Billboard 200 Chart» (em inglês). Billboard. 25 de março de 2015. Consultado em 25 de março de 2015 
  19. «Top 50 Albums Chart». hitsdailydouble. HITS Digital Ventures. 18 de Dezembro de 2015. Consultado em 19 de Dezembro de 2015. Cópia arquivada em 19 de dezembro de 2015 
  20. a b «Critic Reviews for To Pimp A Butterfly». Metacritic. CBS Interactive. Consultado em 17 de março de 2015 
  21. http://www.avclub.com/review/kendrick-lamar-resists-connecting-dots-pimp-butter-216736
  22. «Kendrick Lamar's 'To Pimp A Butterfly' Challenges and Rewards: Album Review». Billboard. 16 de março de 2015. Consultado em 19 de março de 2015 
  23. «Kendrick Lamar delivers masterful 'To Pimp a Butterfly'». Chicago Tribune. 17 de março de 2015. Consultado em 19 de março de 2015 
  24. «Kendrick Lamar's 'To Pimp a Butterfly' Is a Dark Album for a Dark Time». Complex. 17 de março de 2015. Consultado em 19 de março de 2015 
  25. «Kendrick Lamar: To Pimp a Butterfly first-listen review – an ambitious, at times overwhelming album». The Guardian. 16 de março de 2015. Consultado em 19 de março de 2015 
  26. «Kendrick Lamar - To Pimp A Butterfly». HipHopDX. 17 de março de 2015. Consultado em 19 de março de 2015 
  27. «Kendrick Lamar's 'To Pimp a Butterfly' is an instant classic». New York Daily News. 16 de março de 2015. Consultado em 19 de março de 2015 
  28. «Kendrick Lamar - 'To Pimp a Butterfly'». NME. 18 de março de 2015. Consultado em 19 de março de 2015 
  29. «Kendrick Lamar: To Pimp a Butterfly». PopMatters. 18 de março de 2015. Consultado em 19 de março de 2015 
  30. Jeffries, David (19 de março de 2015). «Read the AllMusic Review and stream Kendrick Lamar's New Album, 'To Pimp a Butterfly'». AllMusic. Consultado em 21 de março de 2015 
  31. "Best Music and Albums for 2015". Metacritic.
  32. "Best Music and Albums of All Time". Metacritic.
  33. «iTunes - Music - To Pimp a Butterfly by Kendrick Lamar» (em inglês). iTunes Store. Apple Inc. 16 de março de 2015. Consultado em 19 de março de 2015 
  34. Kendrick Lamar - To Pimp a Butterfly (em alemão). Charts.de. Media Control. Consultado em 23 de março de 2015.
  35. Kendrick Lamar - To Pimp a Butterfly (em alemão). Austriancharts.at. Hung Medien. Consultado em 25 de março de 2015.
  36. «Kendrick Lamar Album & Song Chart History» (em inglês). Billboard 200 para Kendrick Lamar. Prometheus Global Media. Consultado em 25 de março de 2015 
  37. «Kendrick Lamar Album & Song Chart History» (em inglês). Billboard Top R&B/Hip Hop Albums para Kendrick Lamar. Prometheus Global Media. Consultado em 25 de março de 2015 
  38. «Kendrick Lamar Album & Song Chart History» (em inglês). Billboard Rap Albums para Kendrick Lamar. Prometheus Global Media. Consultado em 25 de março de 2015 
  39. Kendrick Lamar – To Pimp a Butterfly (em inglês). Finnishcharts.com. Hung Medien. Consultado em 25 de março de 2015.
  40. GFK Chart-Track (em inglês). Chart-Track.co.uk. GFK Chart-Track. IRMA. Consultado em 22 de março de 2015.
  41. 2015-03-28 Top 40 Official UK Albums Archive | Official Charts (em inglês). UK Albums Chart. The Official Charts Company.
  42. Official Rock & Metal Albums Chart Top 40 (em inglês). Official Charts Company. The Official Charts Company.
  43. Kendrick Lamar – To Pimp a Butterfly (em inglês). Swedishcharts.com. Hung Medien. Consultado em 21 de março de 2015.
  44. Kendrick Lamar – To Pimp a Butterfly (em inglês). Swisscharts.com. Hung Medien. Consultado em 25 de março de 2015.
  45. «ARIA Charts - End of Year Charts - Top 100 Albums 2015». Australian Recording Industry Association 
  46. «Billboard Top Canadian Albums - Year-end Chart» 
  47. «Billboard 200 - Year-end Chart» 
  48. «Billboard Top R&B/Hip-Hop Albums- Year-end Chart». Billboard 
  49. «Top Selling Albums of 2015». Recorded Music NZ 
  50. http://www.aria.com.au/pages/AlbumAccreds2015.htm
  51. «Gold & Platinum». Recording Industry Association of America 
  52. Jones, Alan (19 de fevereiro de 2016). «Official Charts Analysis: Adele back at No.1». Music Week. Intent Media. Consultado em 20 de fevereiro de 2016. (pede subscrição (ajuda))