Trem da Alegria (álbum de 1986)

(Redirecionado de Trem da Alegria (1986))

Trem da Alegria é um álbum de estúdio do grupo musical infantil Trem da Alegria, lançado em 1986 pela gravadora RCA Victor.[4]

Trem da Alegria
Trem da Alegria (álbum de 1986)
Álbum de estúdio de Trem da Alegria
Lançamento 1986
Gênero(s) Pop
Infantil
Idioma(s) Português
Formato(s) LP, K7 e Streaming
Gravadora(s) RCA Victor
Sony Music
Cronologia de Trem da Alegria
Trem da Alegria do Clube da Criança (1985)
Trem da Alegria (1987)
Singles de Trem da Alegria
  1. "He-Man[1]"
    Lançamento: 1986
  2. "Fera Neném[2]"
    Lançamento: 1986
  3. "Zeppelin[3]"
    Lançamento: 1986
  4. "Na Casca do Ovo"
    Lançamento: 1986
  5. "Tic-Tac do Amor"
    Lançamento: 1986

A formação da época contava com um quarteto, a saber: Patricia, Juninho Bill e Luciano e uma nova integrante chamada Vanessa.

Para promovê-lo cinco canções foram lançadas como música de trabalho, todos sucessos radiofônicos: "He-Man", "Fera Neném", "Tic-Tac do Amor", "Zeppelin" e "Na Casca do Ovo". A turnê promocional contou com 63 shows e atraiu mais de 400 mil pessoas em território brasileiro.[5]

Tornou-se o maior êxito comercial do grupo, vendendo mais de 1,2 milhão de cópias.

Produção e lançamento editar

Da mesma forma que seu antecessor, traz participações especiais de alguns artistas. Nesse lançamento, os convidados foram: Evandro Mesquita (da Blitz), Roupa Nova, Xuxa e Joe.[6] Uma versão instrumental da faixa "He-man" foi incluída como última música do Lado B do disco.

Para promovê-lo foram feitos dois videoclipes para o programa Fantástico, da Rede Globo: "He-Man" e "Fera Neném".[7][8]

Com o sucesso do grupo, o supermercado Sendas lançou um compacto duplo intitulado O Mundo Cor-De-Rosa Da Criança (Volume 2) com duas canções do disco: "He-man" e "A Boneca e o Soldadinho", no Lado A em versões originais e no lado B em versão instrumental.[9]

Recepção editar

Crítica editar

A recepção do público e da crítica foi favorável. Edgar Augusto, do jornal Diário do Pará, disse que as melodias são interessantes, mas criticou o fato das sonoridades utilizadas não serem genuinamente brasileiras.[10]

Comercial editar

Em 4 de maio de 1986, estreou na lista de LPs mais vendidos do Jornal do Brasil na quinta posição[11]. Semanas depois, atingiu o topo da lista, tornando-se o único do grupo a alcançar tal posição.[12]

As vendas atingiram 250 mil cópias em apenas dois meses[13]. Na estreia do Xou da Xuxa, em 30 de Junho de 1986, eles receberam o disco de platina pela vendagem superior a 380 mil cópias.[14] Receberam disco quádruplo de platina no final de 1986. Segundo a hoje extinta revista Manchete, as vendas atingiram 1,2 milhões de cópias até 1992.[15]

Lista de faixas editar

  • Créditos adaptados do encarte do álbum Trem da Alegria, de 1986.[16]
Lado A
N.º TítuloCompositor(es)Participação Duração
1. "He-Man"    3:22
2. "Fera Neném"  
  • Vinícius Cantuária
  • Evandro Mesquita
Evandro Mesquita 3:44
3. "Zeppelin"  
  • Michael Sullivan
  • Paulo Massadas
Roupa Nova 3:08
4. "A Patinha Da Vovó"  Xuxa 3:06
5. "Alfabeto"  
  3:24
6. "Um Metro e Vinte"  
  3:41
7. "Puxa O Rabo Dele"  
  • Ed Wilson
  • Gilson
  • Carlos Colla
  3:44
Lado B
N.º TítuloCompositor(es)Participação Duração
1. "Na Casca do Ovo"  
  • Michael Sullivan
  • Paulo Massadas
Xuxa, Sylvinho Blau-Blau 3:15
2. "Tic-Tac do Amor"  
  • Michael Sullivan
  • Paulo Massadas
Joe 3:36
3. "Papagaio Zé Brasil"  
  • Cláudio Roberto
  • Mário Antônio
  • Juninho Ferreira
  3:12
4. "Tartaruga"  
  • César Rossini
  • Paulo Flexa
  3:24
5. "Ling Li Ling"  
  • Carlos Fernando
  • Tony Silva
  3:30
6. "A Boneca E O Soldadinho"  
  • Cláudio Roberto
  • Mário Antônio
  4:14
7. "He-Man" (Karaokê)
  • Michael Sullivan
  • Paulo Massadas
  3:16

Tabelas editar

Certificações e vendas editar

Região Certificação Vendas estimadas
  Brasil   4× Platina 1,200,000[15]

Referencias editar

  1. (1986) Compacto He-man [LP]. Créditos do álbum por Trem da Alegria. Brasil: RCA Victor (990.0070).
  2. (1986) Compacto Fera Neném [LP]. Créditos do álbum por Trem da Alegria. Brasil: RCA Victor (990.0083).
  3. (1986) Compacto Zeppelin [LP]. Créditos do álbum por Trem da Alegria. Brasil: RCA Victor (990.0097).
  4. «Hino do Herói: Trem da Alegria canta as peripécias de He-man». Revista Veja. 26 de Março de 1986. Consultado em 26 de Fevereiro de 2013. Cópia arquivada em 9 de maio de 2020 
  5. Lima, Irlam Rocha (4 de julho de 1987). «Baixinhos do Trem agitam ginásio». Correio Braziliense. Brasília. p. 21 
  6. «A festa do Trem da Alegria no Circus». Correio Braziliense. Brasília. 21 de setembro de 1986. Consultado em 4 de abril de 2020 
  7. Lembra deles? Confira os sucessos que marcaram a infância de uma geração. Jovem Pan FM. Brasil. 1986. Consultado em 29 de maio de 2021. Cópia arquivada em 9 de agosto de 2020 
  8. Trem da Alegria (1986). Fera Neném. Brasil: RCA Ariola. Consultado em 29 de maio de 2021 
  9. (1986) Créditos do álbum O Mundo Cor-De-Rosa Da Criança - Volume 2 por Trem da Alegria [LP]. Brasil: RCA Victor (802.142).
  10. Augusto, Edgar (5 de junho de 1986). «Música popular: Trem da alegria da RCA». Diário do Pará. Pará. Consultado em 1 de abril de 2020 
  11. «Bolsa de Consumo Cultural: discos/ parada de sucessos». Jornal do Brasil. Rio de Janeiro. 4 de maio de 1986. Consultado em 12 de abril de 2020 
  12. a b «Bolsa de Consumo Cultural: discos/ parada de sucessos». Jornal do Brasil. Rio de Janeiro. 1 de junho de 1986. p. 8. Consultado em 12 de abril de 2020 
  13. Martins, Pedro Só (14 de junho de 1985). «Trem da alegria: São quatro crianças e muito sucesso». Jornal do Commercio. Rio de Janeiro. Consultado em 1 de abril de 2020 
  14. Meneghel, Xuxa (apresentadora) (30 de Junho de 1986). «Trem da Alegria no Xou da Xuxa». Xou da Xuxa. Temporada 1. Rede Globo 
  15. a b «O Iogurte Rebelde». Manchete. Rio de Janeiro: Bloch Editores. 1 de agosto de 1992. p. 65. Consultado em 28 de fevereiro de 2020 
  16. (1986) Créditos do álbum Trem da Alegria por Trem da Alegria [LP]. Brasil: RCA Records (103.0664).
  17. Vicente, Eduardo. «Listagens Nopem 1965-1999». Academia.edu. Consultado em 13 de novembro de 2022. Cópia arquivada em 13 de novembro de 2022 
  Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.