Abrir menu principal
Vitor Belfort
Vitor belfort cropped.jpg
Informações
Nome
completo
Vítor Vieira Belfort
Nascimento 1 de abril de 1977 (42 anos)
Rio de Janeiro, RJ
Nacionalidade brasileira
Outros nomes The Phenom (O Fenômeno)
Residência Boca Raton, Flórida
Cônjuge Joana Prado (2003–presente)
Filho(s) 3 (Davi, Victoria e Kyara)
Altura 1,83 m
Peso 84 kg
Divisão peso-médio (2008–presente)
meio-pesado (1998-2007, 2012, 2013)
peso-pesado (1996-1997, 2006)
Envergadura 1,88 m
Modalidade Jiu-jitsu brasileiro, Boxe, Karatê Shotokan
Posição canhoto
Luta por Boca Raton, Flórida
Equipe OTB Fight
Treinador Vinicio Antony
Graduação      Faixa preta em jiu-jítsu brasileiro
     Faixa Preta em judô
     Faixa roxa em Karatê Shotokan
Período em
atividade
1996-2018(MMA)
Cartel profissional no boxe
Total 1
Vitórias 1
Por nocaute 1
Cartel nas artes marciais mistas
Total 41
Vitórias 26
Por nocaute 18
Por finalização 3
Por decisão 5
Derrotas 14
Por nocaute 7
Por finalização 2
Por decisão 5
Sem resultado 1
Ligações externas
Página oficial:
www.vitorbelfort.com
Cartel no Boxe pelo BoxRec
Cartel no MMA pelo Sherdog

Vitor Vieira Belfort (Rio de Janeiro, 1 de abril de 1977) é um lutador de artes marciais mistas (MMA) brasileiro, especialista em boxe e que, no momento, pratica caratê shotokan. Já lutou em eventos como Cage Rage, Strikeforce, PRIDE e pelo UFC. Belfort é ex-campeão do torneio peso-pesado e ex-campeão do peso-meio-pesado do UFC e possui em seu cartel vitórias sobre nomes importantes do MMA mundial como Randy Couture, Rich Franklin, Heath Herring, Michael Bisping, Luke Rockhold, Gilbert Yvel, Tank Abbott, Dan Henderson, Wanderlei Silva e Anthony Johnson.

BiografiaEditar

Começou a lutar muito cedo, no judô. Belfort é praticante do jiu-jítsu brasileiro, e seu mestre foi Carlson Gracie, de quem recebeu sua faixa preta. Foi o lutador mais jovem da história do jiu-jitsu brasileiro a receber a faixa preta desta arte marcial brasileira.

O camp de Vitor Belfort está sendo um feito, atualmente, na academia OTB, um centro de treinamento exclusivo do Vitor Belfort em Boca Raton, nos Estados Unidos. Lá, vem treinando junto ao Mestre Vinicio Antony, 5º Dan de karatê, 3º Dan de jiu-jitsu e mestre em kickboxing e muay thai, além de ex-treinador de Lyoto Machida e ex-sparring de André Pederneiras.[1]

CarreiraEditar

Inicio no MMAEditar

Com apenas 19 anos, Belfort chegou aos Estados Unidos para competir. Em sua primeira participação em eventos de MMA, na época vale-tudo, venceu o oponente Jon Hess em 12 segundos por nocaute (KO) em um evento chamado SuperBrawl 2, em Honolulu no Havaí.[2]

UFCEditar

Logo depois, mudou-se para competir no UFC, onde ganhou o apelido de "The Phenom". Ele venceu dois lutadores em seu evento de estreia no UFC, vencendo o UFC 12 Heavyweight Tournament. Aos 19 anos, Belfort tornou-se o mais jovem lutador da história a vencer no UFC.[4] Sua vitória seguinte seria contra o vice-campeão do UFC 6 Tank Abbott por nocaute técnico (TKO) no UFC 13.[5]

Em 1997, Belfort lutou contra o wrestler americano Randy Couture. Aos 8 min 16 s sofreu um nocaute técnico. Foi sua primeira derrota no mundo do MMA.[6]

Após esta derrota, ele iria lutar mais duas vezes no UFC. A primeira dessas lutas foi contra Joe Charles, que foi derrotado rapidamente através de armlock.[7] Um ano mais tarde, Belfort enfrentou o futuro campeão dos médios do Pride, Wanderlei Silva. Partiu para cima de Silva rapidamente com um cruzado de esquerda, em seguida o perseguiu por todo o octógono com uma enxurrada de socos, e Wanderlei Silva foi nocauteado em apenas 44 segundos, em São Paulo.[8]

PRIDEEditar

Em seguida, Vítor Belfort, mudou-se para o Japão para lutar o Pride. Seu primeiro adversário foi Kazushi Sakuraba em 1999. Vítor controlou os primeiros minutos da luta, entretanto quebrou a mão em um golpe e por conta da contusão foi dominado no restante da luta por Sakuraba, que acabou vencendo Vitor por decisão unânime. Após a luta, ele parou de treinar com Carlson Gracie e começou a treinar com a Brazilian Top Team. Ele lutou mais cinco vezes no Pride, contra Gilbert Yvel, Daijiro Matsui, Bobby Southworth, Yoshiki Takahashi, e Heath Herring, vencendo todos.

Retorno ao UFCEditar

Voltando para o UFC, Belfort estava se preparando para lutar contra Tito Ortiz no evento principal do primeiro UFC realizado em Las Vegas, o UFC 33, no entanto ele sofreu uma lesão antes do evento, e o combate foi cancelado. Após a lesão, Belfort retornou e lutou contra Chuck Liddell no UFC 37.5 e perdeu por decisão, essa luta foi muito equilibrada entretanto no final da luta Vitor levou um 'knock down' que pesou na decisão. Após esta luta, venceu Marvin Eastman por TKO no UFC 43.

Sua próxima luta ocorreu em 2 de fevereiro de 2004, uma revanche contra Randy Couture valendo o título dos meio-pesados do UFC. Apesar de viver um drama com o desaparecimento de sua irmã Priscila Belfort, no dia 9 de janeiro daquele ano, Vitor venceu a luta em 49 segundos depois de uma emenda de sua luva cortar o olho de Couture, provocando uma paralisação do árbitro. Tornou-se campeão do UFC em duas categorias diferentes, já que no passado tinha sido o campeão mais jovem do torneio dos pesos pesados e da história do UFC. A terceira luta entre os dois ocorreu no dia 21 de agosto de 2004. Couture venceu por interrupção médica após a terceiro round, recuperando o título dos meio-pesados do UFC.

Após a perda do cinturão para Randy Couture, Vitor enfrentou Tito Ortiz em 5 de fevereiro de 2005. Belfort quebrou o nariz de Tito com socos no primeiro round e quase nocauteou Ortiz, no segundo. No terceiro round da luta Vitor já exausto tentou manter Ortiz em pé, mas não conseguiu e a luta foi para o chão. No final do combate Belfort perdeu por decisão dividida, juiz 1 (29-28) para Ortiz, juiz 2(29-28) para Belfort, juiz (29-28) para Ortiz. Essa derrota para o Tito Ortiz é considerada uma das maiores "garfadas" da história do UFC.

BoxeEditar

O talentoso treinador Al Stankie, responsável pelo ouro olímpico de Oscar de la Hoya, afirmou, certa vez, que o MMA roubou um dos maiores talentos da história do boxe.[9]

Isso foi comprovado no dia 11 de abril de 2006, quando Vitor lutou pela primeira – e, por enquanto única – vez no boxe profissional (no evento Minotauro Fights III) contra o ex-campeão baiano Josemário Neves, que possuía um cartel de sete lutas e cinco vitórias.[10] Belfort ganhou por TKO no primeiro minuto depois de nocautear seu oponente por três vezes.

Por conta de seu desempenho neste evento, Vítor foi escalado novamente para fazer uma luta casada de Boxe, na quarta edição do Minotauro Fights. Porém, devido a uma contusão na coxa que ele teve na luta de MMA contra o holandês Alistair Overeem, durante o Strikerforce, ele não pôde lutar.[11]

Em 2010, Vitor usou seu twitter para pedir um novo desafio de boxe ao presidente do UFC, Dana White. Vitor sugeriu uma luta contra James Toney, em seis rounds, nas regras do boxe.[12]

Apesar de ter seu pedido aceito por parte de James Toney, essa luta nunca ocorreu.[13]

EsteróideEditar

No Pride 32: The Real Deal, em 21 de outubro de 2006, Belfort perdeu uma decisão unânime de Dan Henderson. Após a luta, o teste de Belfort deu positivo para uma substância ilegal, 4-hidroxitestosterona. Em sua defesa, Belfort argumentou que comprou um suplemento que continha 4-hidroxitestosterona. Belfort também explicou que poderia ter recebido 4-hidroxitestosterona como o resultado das injeções de reabilitação que lhe era conferida pelo brasileiro endocrinologista Dr. Rodrigo M. Greco após sua cirurgia para reparar um rompimento do menisco no joelho, no verão de 2006.[14]

A Comissão Atlética de Nevada acabou recebendo um comunicado do Dr. Greco, em que ele afirmava que havia administrado no pós-cirúrgico injeções de testosterona. Embora admitindo que Belfort pode não ter conhecimento sobre a testosterona, o NSAC explicou que, mesmo Belfort não sabendo que as injeções continham esteroides anabolizantes, ainda seria uma violação da política de substâncias proibidas. Em 21 de dezembro de 2006, ele foi suspenso por nove meses a contar da data da audiência e multado em US$ 10.000.

Cage RageEditar

Vitor Belfort venceu Ivan Serati por TKO no Cage Rage 21, na Inglaterra em 21 de abril de 2007.

Ele derrotou James Zikic 22 de setembro de 2007 no Cage Rage 23 sagrando-se campeão dos meio-pesados do Cage Rage por decisão unânime. Ele entrou na luta com uma mão quebrada e durante a luta deu poucos socos. Ele pediu desculpas à multidão por não dar um bom show, mas prometeu um melhor combate da próxima vez.

AfflictionEditar

Vitor passou um bom período em treinamento para sua luta no Affliction contra Terry Martin com a Chute Boxe no Brasil. No entanto, ele completou sua preparação para a luta na Xtreme Couture em Las Vegas. Shawn Tompkins e Randy Couture ajudaram-no a treinar para a luta em que ele venceu por nocaute no segundo round acertando uma joelhada voadora, combinada com um uppercut.

Após a luta Belfort disse que estava pensando em se mudar para Las Vegas e treinar na Xtreme Couture freqüentemente.

A próxima luta de Belfort foi programada para ser contra Matt Lindland no evento Affliction 2, porém ele foi forçado a desistir, devido a uma lesão sofrida durante a luta contra Terry Martin. O evento Affliction 2 foi remarcado para janeiro de 2009, permitindo que Vitor lutasse.

Após rumores de uma possível luta com o campeão do GP dos médios do Dream, Gegard Mousasi, foi anunciado que iria finalmente ocorrer a luta entre Vitor e Lindland no Affliction: Day of Reckoning. Lindland iria lutar com Renato Sobral em uma luta casada, mas os promotores do Aflliction o preferiram contra Belfort. A luta foi na categoria dos médios. Belfort terminou com a luta em 37 segundos com Lindland nocauteado após levar socos no queixo.

Belfort era esperado para lutar contra Fedor Emelianenko no Affliction: Trilogy, 1 de agosto de 2009, substituindo o Josh Barnett, que foi foi flagrado no antidoping pela Comissão Atlética do Estado da Califórnia. No entanto, em 24 de julho, o evento foi cancelado.[15]

Segunda volta ao UFCEditar

Durante uma conferência de imprensa em 31 de julho, Dana White anunciou que o UFC assinou um contrato com Belfort. Sua primeira luta foi contra Rich Franklin em uma luta casada, válida pelo UFC 103, onde Belfort ganhou por KO. Dana White (presidente do UFC) declarou na conferência de imprensa UFC 103 que: "Depois desta vitória, Belfort está próximo de um combate contra Anderson Silva."[16] Combate que, posteriormente, foi confirmado, e iria acontecer no UFC 112. Contudo, Vitor se lesionou em um treinamento, e foi retirado do cartel. Porém, Dana confirmou que Belfort iria disputar o cinturão dos Médios contra Anderson Silva no UFC 126. Na chamada de Luta do Século, Vitor foi nocauteado com um chute de Anderson logo no primeiro round.[17]

No UFC 133 Vitor voltou a lutar contra o japonês Yoshihiro Akiyama e com uma vitória rápida no primeiro assalto, ele pediu por uma luta com o vencedor do combate entre Anderson Silva e Yushin Okami. Porém Dana White disse que ele ainda precisa lutar mais vezes antes de disputar o cinturão.[18]

No UFC 142 no Rio de Janeiro, Belfort enfrentou o Norte Americano Anthony Johnson e saiu vitorioso com um belo "mata-leão" ainda no primeiro round.

Vitor foi escolhido como um dos treinadores do The Ultimate Fighter: Brasil, o primeiro reality show do UFC realizado no Brasil, que contou também com Wanderlei Silva como treinador da outra equipe. No UFC 147, foi realizada a final do TUF e teria como evento principal a revanche entre os treinadores, porém Vitor lesionou-se dias antes do combate, sendo que Rich Frannklin foi selecionado para o substituir.[19]

No UFC 152 realizou a luta principal da noite, contra Jon Jones,campeão do peso meio-pesado,e após quatro rounds foi finalizado,mesmo quase ganhando no primeiro round com uma chave de braço. Foi a quarta disputa por cinturão do UFC na carreira de Vítor, após a era de torneios.

Vitor voltou a lutar no dia 19 de Janeiro, no UFC on FX: Belfort vs. Bisping, em São Paulo. A luta foi contra o inglês Michael Bisping. O combate foi a luta principal do evento. Após um chute certeiro no rosto do inglês, Vitor vence a luta por nocaute técnico e na comemoração ainda pediu uma revanche contra o norte-americano Jon Jones.[20]

Após a luta o presidente do UFC Dana White revelou planos para uma luta entre Vitor e o ex-campeão do Strikeforce Luke Rockhold[21] e a luta aconteceu no dia 18 de maio de 2013 no evento UFC on FX: Belfort vs. Rockhold, mais uma vez no Brasil.[22] Belfort venceu a luta por nocaute no primeiro round com um chute rodado e finalizando com socos.[23] Esse nocaute renderia a Vitor 2 prêmios: "Nocaute do Ano" no World MMA Awards[24] e "Sports Science Newton Awards" (categoria: "Greater Than").[25]

Belfort enfrentou o americano Dan Henderson em revanche de luta no PRIDE no UFC Fight Night: Belfort vs. Henderson II em Goiânia, Goiás.[26] Belfort venceu por nocaute no primeiro round, essa foi a primeira derrota por nocaute na carreira de Henderson.[27] O feito lhe rendeu seu quinto prêmio de nocaute da noite na organização.

Disputa de cinturão contra Chris WeidmanEditar

Dana White havia confirmado Vitor Belfort como desafiante do cinturão dos médios no Ultimate, contra Chris Weidman, em luta que ocorreria no começo de 2014.[28]

Porém, em fevereiro, foi anunciada sua substituição por Lyoto Machida, em razão da proibição da terapia de reposição de testosterona pela Comissão Atlética de Nevada, local onde seria disputada a luta, pelo UFC 173.[30]

A luta então foi remarcada para 6 de Dezembro de 2014 no UFC 181, mas foi adiada devido a uma lesão de Weidman. A luta então foi remarcada para 28 de Fevereiro de 2015 no UFC 184, no entanto, em Janeiro de 2015, Weiman se lesiona pela segunda vez, obrigando assim o adiamento da luta. Dana White chegou a propor a Vitor uma luta valendo o cinturão interino dos médios, mas Vitor rejeitou a oferta. Em 19 de Fevereiro, a luta entre ele e Weidman foi remarcada para o dia 23 de Maio de 2015 no co-evento principal do UFC 187.[31]

No dia 23 de Maio de 2015 ocorre a luta. No 1º round, Vitor acerta uma forte sequência de golpes em Weidman, que corta o supercílio do olho esquerdo. Em seguida, o campeão encurta e bota a luta para o solo, onde monta e golpeia o brasileiro até o árbitro Herb Dean interromper o combate e decretar a vitória americana[32]

A primeira luta de Belfort após a derrota na luta pelo cinturão foi a terceira luta contra o americano Dan Henderson, Henderson ganhou a primeira luta e Belfort as outras duas. A luta aconteceu em 7 de Novembro de 2015 no UFC Fight Night: Belfort vs. Henderson III[33] e Belfort venceu a luta por nocaute ainda no primeiro round.

Belfort enfrentou o compatriota Ronaldo Souza em 14 de Maio de 2016 no UFC 198. logo no começo da luta "Jacaré" colocou Vítor para baixo e trabalhou o ground and pound. decretando a derrota de Vítor por nocaute no primeiro round.

Foi escalado para enfrentar o armênio Gegard Mousasi no UFC 204, realizado em Manchester, na Inglaterra. Mousasi nocauteou o brasileiro com menos de três minutos do segundo round, depois de uma sequência de socos no chão.

Em seguida, Belfort fez a luta principal contra Kelvin Gastelum no UFC Fight Night: Belfort vs. Gastelum. Neste combate, Vitor foi nocauteado no primeiro round, porém o resultado foi alterado para No Contest (luta sem resultado), pois Gastelum foi pego no exame antidopping.[34]

No UFC 212: Aldo vs. Holloway, ocorrido no Rio de Janeiro, Belfort voltou a vencer. Vitor derrotou o lutador norte-americano Nate Marquardt por decisão unânime.[35]

Em sua última luta da carreira, no dia 12 de maio de 2018, Vitor enfrentou Lyoto Machida no UFC 224. Vitor foi nocauteado no segundo round, e assim como sua luta contra Anderson Silva em 2011, por um chute frontal.[36]

Vida pessoalEditar

Vítor nasceu em 1º de abril de 1977, no Rio de Janeiro, filho de pai franco-brasileiro e mãe greco-brasileira. Belfort é casado com Joana Prado, com quem tem três filhos.[37][38][39] Eles começaram a namorar em 2000, se separaram mas se reconciliaram ​​durante a segunda edição do reality show Casa dos Artistas em 2002.[40] Nesse mesmo ano Belfort apareceu ao lado de Joana quando ela foi fotografada para a edição brasileira da Playboy.[41]

Belfort fala inglês, francês e espanhol.[42]

Ele é um cristão dedicado.[43] Belfort acredita que a chave mais importante para seu sucesso e longevidade no esporte é que ele está feliz com o que faz. "Só agradeço a Deus todos os dias. Sou feliz. Sou saudável. A linha de fundo é que é apenas a forma como você trata a vida e a vida tratará você. Certifique-se de estar feliz com o que está acontecendo em sua vida. Eu acho que a chave da vida é apenas ser feliz com o que está na sua frente e a decisão da minha vida está sob Deus e Deus sabe o que é melhor para mim".[44] Belfort também apareceu em um vídeo de depoimento em I Am Second, em que ele compartilha sua história de sua fé em Jesus Cristo .

Sua autobiografia Vitor Belfort: Lições de Garra, Fé e Sucesso foi publicada por Thomas Nelson Brasil em 2012.

Belfort aparece no vídeo da música "I'm Down" do The Almost.

Em 26 de abril de 2018, Belfort tornou-se cidadão americano naturalizado.

Desaparecimento da irmã PriscilaEditar

Em 9 de janeiro de 2004, a irmã de Vitor, Priscila Belfort, foi sequestrada e os familiares não receberam nenhuma informação sobre ela até hoje. Em agosto de 2007 uma mulher, identificada como Elaine Paiva, confessou que participou de sua morte e que ela foi sequestrada para saldar uma dívida de aproximadamente 10 mil reais com traficantes de drogas. Porém, a procura da polícia por uma cova indicada ou corpo foi inconclusiva.[45]

TítulosEditar

MMAEditar

UFCEditar

  • UFC 12 - GP Peso Pesado
  • UFC 46 - Cinturão da Categoria Meio-Pesado
  • Nocaute da Noite (cinco vezes)
  • Performance da Noite (uma vez)
  • Maior número de nocautes - 12[46]

Cage RageEditar

Submission GrapplingEditar

Prêmios e IndicaçõesEditar

Ano Prêmio Categoria Evento Observação Resultado Ref.
2013 World MMA Awards Nocaute do Ano UFC on FX: Belfort vs. Rockhold Nocaute na Luta contra Luke Rockhold Venceu [24]
Lutador do Ano Indicado
"Sports Science Newton Awards" "Greater Than" UFC on FX: Belfort vs. Rockhold Esta cerimônia premia os maiores feitos atléticos de 2013. Vitor foi indicado pelo nocaute na luta contra Luke Rockhold Venceu [25]

Cartel no MMAEditar

Res. Cartel Oponente Método Evento Data Round Tempo Local Notas
Derrota 26-14 (1)   Lyoto Machida Nocaute (chute frontal) UFC 224: Nunes vs. Pennington 12/05/2018 2 1:00   Rio de Janeiro Encerrou a carreira, última luta.
Vitória 26-13 (1)   Nate Marquardt Decisão (unânime) UFC 212: Aldo vs. Holloway 03/06/2017 3 5:00   Rio de Janeiro
NC 25-13 (1)   Kelvin Gastelum Sem Resultado UFC Fight Night: Belfort vs. Gastelum 11/03/2017 1 3:52   Fortaleza Gastelum foi flagrado no controle anti-doping em período de competição.
Derrota 25-13   Gegard Mousasi Nocaute Técnico (socos) UFC 204: Bisping vs. Henderson 2 08/10/2016 2 2:43   Manchester
Derrota 25-12   Jacaré Souza Nocaute Técnico (socos) UFC 198: Werdum vs. Miocic 14/05/2016 1 4:38   Curitiba
Vitória 25-11   Dan Henderson Nocaute (chute na cabeça e socos) UFC Fight Night: Belfort vs. Henderson III 07/11/2015 1 2:07   São Paulo Performance da Noite.

Quebrou o recorde de mais nocautes na história do UFC(12)

Derrota 24-11   Chris Weidman Nocaute Técnico (socos) UFC 187: Johnson vs. Cormier 23/05/2015 1 2:53   Las Vegas, Nevada Pelo Cinturão Peso Médio do UFC.
Vitória 24-10   Dan Henderson Nocaute (socos e chute na cabeça ) UFC Fight Night: Belfort vs. Henderson II 10/11/2013 1 1:17   Goiânia Luta no Meio Pesado. Nocaute da Noite.
Vitória 23-10   Luke Rockhold Nocaute (chute rodado e socos) UFC on FX: Belfort vs. Rockhold 18/05/2013 1 2:32   Jaraguá do Sul Nocaute da Noite. Nocaute do Ano (2013).
Vitória 22-10   Michael Bisping Nocaute Técnico (chute na cabeça e socos) UFC on FX: Belfort vs. Bisping 19/01/2013 2 1:27   São Paulo Nocaute da Noite.
Derrota 21-10   Jon Jones Finalização (americana) UFC 152: Jones vs. Belfort 22/09/2012 4 0:54   Toronto, Ontario Pelo Cinturão Meio Pesado do UFC.
Vitória 21-9   Anthony Johnson Finalização (mata-leão) UFC 142: Aldo vs. Mendes 15/01/2012 1 4:49   Rio de Janeiro Peso Casado (197 lb); Johnson não bateu o peso.
Vitória 20-9   Yoshihiro Akiyama Nocaute (socos) UFC 133: Evans vs. Ortiz 06/08/2011 1 1:52   Philadelphia, Pennsylvania Nocaute da Noite.
Derrota 19-9   Anderson Silva Nocaute (chute frontal) UFC 126: Silva vs. Belfort 05/02/2011 1 3:29   Las Vegas, Nevada Pelo Cinturão Peso Médio do UFC.
Vitória 19-8   Rich Franklin Nocaute Técnico (socos) UFC 103: Franklin vs. Belfort 19/09/2009 1 1:58   Dallas, Texas Peso Casado (195 lb). Nocaute da Noite.
Vitória 18-8   Matt Lindland Nocaute (socos) Affliction: Day of Reckoning 24/01/2009 1 0:37   Anaheim, California
Vitória 17-8   Terry Martin Nocaute (socos) Affliction: Banned 19/07/2008 2 3:12   Anaheim, California Estreia no peso-médio.
Vitória 16-8   James Zikic Decisão (unânime) Cage Rage 23 22/09/2007 3 5:00   Londres Ganhou o Cinturão Meio Pesado do Cage Rage.
Vitória 15-8   Ivan Serati Nocaute Técnico (socos) Cage Rage 21 21/04/2007 1 3:47   Londres
Derrota 14-8   Dan Henderson Decisão (unânime) Pride 32: The Real Deal 21/10/2006 3 5:00   Las Vegas, Nevada Testou positivo para Hidroxitestosterona.
Vitória 14-7   Yoshiki Takahashi Nocaute (soco) Pride Critical Countdown Absolute 02/07/2006 1 0:36   Saitama
Derrota 13-7   Alistair Overeem Decisão (unânime) Strikeforce: Revenge 09/06/2006 3 5:00   San Jose, California
Vitória 13-6   Antony Rea Nocaute (socos) Cage Rage 14: Punishment 03/12/2005 2 1:30   Londres
Derrota 12-6   Alistair Overeem Finalização (guilhotina) Pride Total Elimination 2005 23/04/2005 1 9:36   Osaka
Derrota 12-5   Tito Ortiz Decisão (dividida) UFC 51: Super Saturday 05/02/2005 3 5:00   Las Vegas, Nevada
Derrota 12-4   Randy Couture Nocaute (interrupção médica) UFC 49: Unfinished Business 21/08/2004 3 5:00   Las Vegas, Nevada Perdeu o Cinturão Meio Pesado do UFC.
Vitória 12-3   Randy Couture Nocaute Técnico (corte) UFC 46: Supernatural 31/01/2004 1 0:49   Las Vegas, Nevada Ganhou o Cinturão Meio Pesado do UFC.
Vitória 11-3   Marvin Eastman Nocaute Técnico (joelhadas e socos) UFC 43: Meltdown 06/06/2003 1 1:07   Las Vegas, Nevada
Derrota 10-3   Chuck Liddell Decisão (unânime) UFC 37.5: As Real As It Gets 22/06/2002 3 5:00   Las Vegas, Nevada
Vitória 10-2   Heath Herring Decisão (unânime) Pride 14: Clash of the Titans 27/05/2001 3 5:00   Yokohama
Vitória 9-2   Bobby Southworth Finalização (mata-leão) Pride 13: Collision Course 25/03/2001 1 4:09   Saitama
Vitória 8-2   Daijiro Matsui Decisão (unânime) Pride 10: Return of the Warriors 27/08/2000 2 10:00   Saitama
Vitória 7-2   Gilbert Yvel Decisão (unânime) Pride 9: New Blood 04/06/2000 2 10:00   Nagoya
Derrota 6-2   Kazushi Sakuraba Decisão (unânime) Pride 5 29/04/1999 2 10:00   Nagoya
Vitória 6-1   Wanderlei Silva Nocaute Técnico (socos) UFC Brazil: Ultimate Brazil 16/10/1998 1 0:44   São Paulo Estreia no meio-pesado.
Vitória 5-1   Joe Charles Finalização (chave de braço) UFC Japan: Ultimate Japan 1 21/12/1997 1 4:03   Yokohama
Derrota 4-1   Randy Couture Nocaute Técnico (socos) UFC 15: Collision Course 17/10/1997 1 8:16   Bay St. Louis, Mississippi Pela chance de disputar o Cinturão Peso-Pesado do UFC.
Vitória 4-0   Tank Abbott Nocaute Técnico (golpes) UFC 13: The Ultimate Force 30/04/1997 1 0:52   Augusta, Georgia
Vitória 3-0   Scott Ferrozzo Nocaute Técnico (socos) UFC 12: Judgement Day 07/02/1997 1 0:43   Dothan, Alabama Ganhou o Torneio de Pesados do UFC 12.
Vitória 2-0   Tra Telligman Nocaute Técnico (golpes) UFC 12: Judgement Day 07/02/1997 1 1:17   Dothan, Alabama
Vitória 1-0   Jon Hess Nocaute (socos) SuperBrawl 2 11/10/1996 1 0:04   Honolulu, Havaí

Cartel no Submission grapplingEditar

Resultado Oponente Método Evento Data Round Tempo Notas Ref.
Vitória   Ricardo Almeida Finalização Técnica (Contusão) ADCC 2001 Absoluto 2001 3º Lugar - Ganhou a medalha de bronze [47]
Derrota   Ricardo Arona Pontos ADCC 2001 Absoluto 2001 Semifinais [47]
Vitória   Ricco Rodriguez Pontos ADCC 2001 Absoluto 2001 Quartas-de-Final [47]
Vitória   Genki Sudo Pontos ADCC 2001 Absoluto 2001 Oitavas-de-Final [47]
Derrota   Mark Robinson Pontos ADCC 2001 +99 kg 2001 Quartas-de-Final [47]
Vitória   Hiroki Fukuda Finalização (mata-leão) ADCC 2001 +99 kg 2001 Oitavas-de-Final [47]

Cartel no boxeEditar

1 Luta - 1 Vitória (1 nocaute(s))
Resultado Cartel Oponente Método Data Round Tempo Local Evento Nota
xVitória 1–0   Josemário Neves KO 11/04/2006 1 1:01   Ginásio Antonio Babino, Salvador, Bahia, Brazil Minotauro Fights III Estreia no Boxe profissional

Referências

  1. «Vitor Belfort - Saída da Blackzilians». Consultado em 30 de outubro de 2015 
  2. «Vitor Belfort: exemplo além do esporte, HISTÓRICO». Vegas Brasil 
  3. «Antes de Weidman, Belfort lembra gagueira na infância e sumiço da irmã» 🔗, Globo Esporte, janeiro de 2015 .
  4. «Youngest win». UFCStats – Stats and Records from Inside the Octagon (em inglês). x10 hosting 
  5. «Vitor Belfort vs. Tank Abott (UFC 15)». MMA Space 
  6. «Relembre trilogias históricas do MMA». MSN Esportes. Microsoft 
  7. «Joe Charles vs Vitor Belfort – UFC Japão». TV IG 
  8. «Combates Históricos: Vítor Belfort nocauteia Wanderlei Silva em menos de um minuto». One Round. Janeiro de 2013 
  9. «R7 Vitor Belfort estreia no boxe profissional com nocaute avassalador: veja». Record. 1 de maio de 2012 .
  10. «Vitor Belfort arrasa no boxe no MF 3». Tatame. Consultado em 2 de fevereiro de 2015. Arquivado do original em 20 de fevereiro de 2015 .
  11. tatame.com.br/ Arquivado em 25 de fevereiro de 2015, no Wayback Machine. Belfort fora do Minotauro Fight IV
  12. a b «Vítor Belfort pede luta contra James Toney no boxe», MMA byneko .
  13. James Toney accepts Vitor Belfort’s challenge to a boxing match: "Tell Vitor Belfort let’s make i... [James Toney aceita desafio de Vítor Belfort para uma luta de boxe: ‘Digam a Vítor Belfort para fazermos…🔗 (em inglês), Blood yelbow, 6 set 2010 
  14. Trembow, Ivan (21 de dezembro de 2006). «Vitor Belfort & Pawel Nastula suspended». Mma Weekly. Consultado em 19 de março de 2009. Arquivado do original em 20 de maio de 2007 
  15. July 22, 2009 (22 de fevereiro de 1999). «Fedor Emelianenko vs. Vitor Belfort expected for "Affliction Trilogy"». Five Ounces of Pain. Consultado em 23 de julho de 2009 
  16. «Dana White Press Conference Live Updates - Dana confirma que assinaram com Vitor Belfort». 31 de julho de 2009 
  17. Barboza, Luiz Filipe (6 de fevereiro de 2011). «UFC: Anderson Silva venceu Vitor Belfort por nocaute no primeiro assalto». O Globo. Consultado em 6 de fevereiro de 2011 
  18. Eduardo Cruz (8 de agosto de 2011). «Dana White: Belfort terá que lutar mais vezes antes de disputar o cinturão.Venceu Anthony Johnson no UFC 142.». MMA, Mano a Mano. Consultado em 13 de agosto de 2011 
  19. «UFC confirma Rich Franklin como rival de Wanderlei Silva no UFC 147 onde o norte-americano venceu o Cachorro Louco por decisão unânime.». sportv.com. 30 de maio de 2012. Consultado em 31 de maio de 2012 
  20. «SPORTV - Belfort vence Bisping com chutaço no rosto e pede revanche contra Jones» 
  21. «LANCENET - Dana White revela planos para luta entre Belfort e ex-campeão do Strikeforce» 
  22. «TATAME - UFC desembarca em Jaraguá do Sul com Belfort x Rockhold em maio». Consultado em 15 de março de 2013. Arquivado do original em 19 de fevereiro de 2013 
  23. «SPORTV - Com chute espetacular, Vitor Belfort nocauteia Luke Rockhold pelo UFC» 
  24. a b sportv.globo.com/ Chris Weidman bate Belfort e é eleito o lutador do ano no "Oscar do MMA". Vitor leva o prêmio de melhor nocaute de 2013.
  25. a b sportv.globo.com/ Vitor Belfort supera LeBron James e Serena Williams em premiação
  26. «Dana prepara Vitor Belfort x Dan Henderson para novembro no Brasil». sportv.globo.com/site/combate/. 21 de Agosto de 2013 
  27. «Vitor Belfort protagoniza nocaute histórico sobre Dan Henderson no UFC em goiânia; brasileiros decepcionam». Consultado em 10 de novembro de 2013. Arquivado do original em 10 de novembro de 2013 
  28. http://www.mmaspace.net/o-povo-quer-ver-vitor-belfort-contra-o-vencedor-diz-dana-white-74935/
  29. http://www.superlutas.com.br/noticias/20655/weidman-ja-pensa-em-duelo-contra-belfort-sera-uma-grande-luta/
  30. «Belfort está fora do UFC 173; Lyoto enfrentará Weidman». esportes.terra.com.br 
  31. http://odia.ig.com.br/esporte/2015-02-19/ufc-remarca-luta-entre-weidman-e-belfort-para-o-dia-23-de-maio.html
  32. http://wp.clicrbs.com.br/nomundodaslutas/2015/05/24/chris-weidman-nocauteia-vitor-belfort-em-mantem-cinturao
  33. http://esportes.r7.com/fotos/belfort-e-outros-brasileiros-dao-show-no-ufc-em-sao-paulo-veja-tudo-o-que-rolou-08112015#!/foto/1
  34. Raphael Marinho (7 de maio de 2017). «Gastelum recebe suspensão de três meses, e luta contra Belfort é anulada». sportv.globo.com. Consultado em 13 de maio de 2018 
  35. Adriano Albuquerque, Marcelo Barone, Raphael Marinho e Zeca Azevedo (4 de junho de 2017). «Vitor Belfort encerra a má fase e vence Nate Marquardt por pontos no Rio». sportv.globo.com. Consultado em 13 de maio de 2018 
  36. Marcelo Barone, Marcelo Russio e Raphael Marinho (12 de maio de 2018). «Lyoto Machida repete Anderson Silva e apaga Vitor Belfort com chute frontal». sportv.globo.com. Consultado em 13 de maio de 2018 
  37. «Vitor Belfort Is A Proud Papa Again». Evilmaster.proelite.com. Consultado em 19 de março de 2009 
  38. Vitor Belfort, Joana Prado, Vitoria Belfort, Davi Belfort And Kyara Belfort. allwrestlingsuperstars.com
  39. «Em Casa Joana Prado e a filha Kyara já deixaram a maternidade». Ofuxico.terra.com.br. Consultado em 19 de março de 2009 
  40. «Pela carreira de Belfort, Joana Prado vira dona de casa e se afasta do showbiz». UOL Esporte. Consultado em 19 de março de 2009 
  41. «Vitor Belfort and Joana Prado in Playboy Magazine». Consultado em 19 de março de 2009 
  42. «Vitor "The Phenom" Belfort». PRIDEFC Official Website. Pride. 2005 
  43. Vitor's Story, IamSecond.com
  44. «UFC 133's Vitor Belfort Credits His Success In Life With Being Happy». MMAWeekly.com. Consultado em 19 de março de 2009 
  45. «Priscila Belfort teria sido sequestrada por uma dívida de R$ 9 mil com traficantes». O Globo. 17 de abril de 2006. Consultado em 19 de março de 2009 
  46. http://www.parana-online.com.br/colunistas/direto-do-octogono/111687/VITOR+BELFORT+E+O+LUTADOR+COM+MAIS+NOCAUTES+NO+UFC
  47. a b c d e f adcombat.com/ ADCC 2001 results

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Vítor Belfort
Precedido por:
  Randy Couture
campeão do peso-meio-pesado do UFC
31 de janeiro de 2004 – 21 de agosto de 2004
Sucedido por:
  Randy Couture