Yaroslava Shvedova

Yaroslava Vyacheslavovna Shvedova (em russo: Ярослава Вячеславовна Шведова, nascida 12 de setembro de 1987, em Moscou, na Rússia, é uma ex-tenista profissional cazaque, que conseguiu o ranking mais alto da carreira como número 3 do mundo, em duplas. O pai ensinou-lhe tênis quando ela tinha seis anos de idade, e é seu atual treinador.

Tenista Yaroslava Shvedova
Ярослава Вячеславовна Шведова
Shvedova US16 (8) (29235551494).jpg
Shvedova no US Open de 2016
Alcunha(s) Slava, Obelix
País  Rússia (2002–2008)
Cazaquistão (2008–2021)
Residência Moscou, Rússia
Data de nascimento 12 de julho de 1987 (34 anos)
Local de nasc. Moscou, União Soviética
Altura 1,80 m
Profissionalização 09/2005
Aposentadoria 2021
Mão destra
Prize money US$ 6.717.224
Simples
Vitórias-Derrotas 357–278
Títulos 1 WTA, 1 WTA 125, 4 ITF
Melhor ranking 25ª (29/10/2021)
Open da Austrália 3R (2015)
Roland Garros QF (2010, 2012)
Wimbledon QF (2016)
US Open 4R (2016)
Duplas
Vitórias-Derrotas 286–187
Títulos 13 WTA, 1 WTA 125, 3 ITF
Melhor ranking 3ª (22/02/2016)
Open da Austrália QF (2012)
Roland Garros F (2015)
Wimbledon V (2010)
US Open V (2010)
Duplas Mistas
Open da Austrália SF (2013)
Roland-Garros F (2010)
Wimbledon SF (2016)
US Open QF (2015, 2016, 2021)
Última atualização em: 2 de outubro de 2021.

CarreiraEditar

Em fevereiro de 2007, Shvedova chegou inesperadamente na final do Sony Ericsson Internacional, derrotando Mara Santangelo por 6–4 e 6–4 e faturando seu primeiro WTA. O resultado marcou sua estreia no top 100, na 78ª colocação.

No mesmo ano, em Miami, furou o qualifying e bateu, pela primeira vez, uma top 20. Foi a sérvia Ana Ivanović, que viria a ser a número 1 do mundo, por 7–5 e 6–4. Na rodada seguinte, caiu para Tathiana Garbin por 4–6, 6–3 e 6–2.

Em agosto de 2008, ganhou o ITF de Monterrey sobre Magdalena Rybarikova, por 6–4 e 6–1 na final. Pouco mais de uma semana depois, furou o qualifying US Open de 2008, mas caiu para o Agnieszka Radwanska na primeira fase, por 4–6 e 2–6.

Em 2009, Shvedova qualificou-se para a chave principal de Aberto da França de 2009, derrotando Kenny Perry (6–4 e 6–4), Angela Haynes (6–1 e 6–2) e Elena Baltacha (6–2 6–2). Bateu Mittag na primeira fase e avançou para a terceira após derrotar Arantxa Rus, também vinda do qualifying. No entanto, perdeu o jogo seguinte para Maria Sharapova, então uma jogadora fora do top 100, por 6–1, 3–6, 4–6.

No Torneio de Wimbledon 2009, passou por Monica Niculescu em rápidos 6–1 e 6–0, mas caiu para a norte-americana Melanie Oudin na segunda rodada, por 6–3, 2–6 e 4–6.

No US Open de 2009, Shvedova teve uma das maiores vitórias da carreira ao bater nº 5 do mundo, Jelena Janković, por 6–3, (4)6–7, 7–6(6), em uma partida que salvou dois match points.

Em 30 de Junho de 2012, na partida contra a italiana Sara Errani, válida pelo Torneio de Wimbledon, alcançou um Golden Set. Essa foi a segunda vez que um tenista logrou tal feito na era aberta - a primeira de uma tenista feminina -, e a primeira vez que o fato ocorre em um torneio de Grand Slam. Um fato curioso é que em 2006 ela já quase havia alcançado feito, na partida contra a estadunidense Amy Frazier, válida pela pela segunda rodada do WTA de Memphis. Shvedova fez 23 pontos consecutivos, e então cometeu uma dupla falta, a um ponto da marca. Na ocasião, porém, a atleta foi derrotada de virada pela americana: 1–6, 6–0 e 6–0.[1][2]

Não jogava desde maio de 2017, quando perdeu para Elina Svitolina pela 1ª fase do Torneio de Roland Garros. Nesse hiato, deu à luz a gêmeos em outubro de 2018[3] e realizou uma cirurgia no tornozelo.[4]

Foi convocada para o qualificatório da Fed Cup de 2020, contra a Bélgica, mas não jogou.[5] Depois, foi nomeada capitã da equipe cazaque, e fará a estréia nos play-offs, contra a Argentina, em abril.[6]

Seu retorno oficial foi em 17 de fevereiro de 2020, na primeira fase de duplas, quando, ao lado de Darija Jurak, perdeu para as irmãs ucranianas Lyudmyla Kichenok/Nadiia Kichenok.

No US Open de 2021, fez seu torneio final, disputando as três modalidades. O último jogo foi em duplas mistas, nas quartas de final, quando, com o francês Fabrice Martin, perdeu para Dayana Yastremska e Max Purcell. Quase um mês depois, oficializou a aposentadoria e foi homenageada no WTA de Nur-Sultan, primeiro evento de nível profissional em seu país de acolhimento.[7]

NaturalizaçãoEditar

Sob cores russas até 2008, naturalizou-se cazaque no segundo semestre do ano. Em torneios grandes, jogou pela última vez com a primeira nacionalidade no Torneio de Wimbledon.[8] Estreou a nova em Cincinnati[9], na competição de duplas. De acordo com a atleta, a mudança se deu pela falta de oportunidades na equipe da Fed Cup e consequente não participação em Olimpíada, além da falta de ajuda da Federação Russa de Tênis. Ela admitiu que não tinha ligações com o Cazaquistão.[10]

FinaisEditar

Circuito WTAEditar

Simples: 2 (1 título, 1 vice)Editar

Posição N. Data Torneio Piso Oponente Placar
Vice 1. 19 April 2015 Claro Open Colsanitas, Bogotá, Colômbia saibro   Teliana Pereira 26–7, 1–6
Campeã 1. 18 Fevereiro 2007 Sony Ericsson International, Bangalore, Índia duro   Mara Santangelo 6–4, 6–4

Duplas: 28 (13 títulos, 15 vices)Editar

Status V–D Data Torneio Cidade/país Categoria Piso Parceira Adversárias Resultado
Perdeu 13–15 Fev 2017 Qatar Total Open   Doha, Catar WTA Premier duro   Olga Savchuk   Abigail Spears
  Katarina Srebotnik
3–6, 76–7
Perdeu 13–14 Jul 2016 Wimbledon   Londres, Reino Unido Grand Slam grama   Tímea Babos   Serena Williams
  Venus Williams
3–6, 4–6
Venceu 13–13 Jun 2016 Ricoh Open Grass Court Championships   Rosmalen, Países Baixos WTA International grama   Oksana Kalashnikova   Xenia Knoll
  Aleksandra Krunić
6–1, 6–1
Perdeu 12–13 Abr 2016 Miami Open   Miami Gardens, Estados Unidos Premier Mandatory duro   Tímea Babos   Bethanie Mattek-Sands
  Lucie Šafářová
3–6, 4–6
Venceu 12–12 Out 2015 Prudential Hong Kong Tennis Open   Hong Kong WTA International duro   Alizé Cornet   Lara Arruabarrena
  Andreja Klepač
7–5, 6–4
Perdeu 11–12 Set 2015 US Open   Nova York, Estados Unidos Grand Slam duro   Casey Dellacqua   Martina Hingis
  Sania Mirza
3–6, 3–6
Perdeu 11–11 Ago 2015 Western & Southern Open   Cincinnati, Estados Unidos WTA Premier 5 duro   Casey Dellacqua   Chan Hao-ching
  Chan Yung-jan
5–7, 4–6
Perdeu 11–10 Jun 2015 Roland Garros   Paris, França Grand Slam saibro   Casey Dellacqua   Bethanie Mattek-Sands
  Lucie Šafářová
6–3, 4–6, 2–6
Venceu 11–9 Mai 2015 Mutua Madrid Open   Madri, Espanha Premier Mandatory saibro   Casey Dellacqua   Garbiñe Muguruza
  Carla Suárez Navarro
6–3, 46–7, [10–5]
Venceu 10–9 Abr 2014 Family Circle Cup   Charleston, Estados Unidos WTA Premier saibro (verde)   Anabel Medina Garrigues   Chan Hao-ching
  Chan Yung-jan
7–64, 6–2
Venceu 9–9 Fev 2014 Brasil Tennis Cup   Florianópolis, Brasil WTA International duro   Anabel Medina Garrigues   Francesca Schiavone
  Sílvia Soler Espinosa
7–61, 2–6, [10–3]
Venceu 8–9 Set 2013 Tashkent Open   Tashkent, Uzbequistão WTA International duro   Tímea Babos   Mandy Minella
  Olga Govortsova
6–3, 6–3
Venceu 7–9 Mar 2013 Brasil Tennis Cup   Florianópolis, Brasil WTA International duro   Anabel Medina Garrigues   Anne Keothavong
  Valeria Savinykh
6–0, 6–4
Perdeu 6–9 Jan 2013 ASB Classic   Auckland, Nova Zelândia WTA International duro   Julia Görges   Cara Black
  Anastasia Rodionova
6–2, 2–6, [5–10]
Perdeu 6–8 Mai 2012 Estoril Open   Oeiras, Portugal WTA International saibro   Galina Voskoboeva   Chuang Chia-jung
  Zhang Shuai
6–4, 1–6, [9–11]]
Perdeu 6–7 Abr 2012 Family Circle Cup   Charleston, Estados Unidos WTA Premier saibro (verde)   Anabel Medina Garrigues   Anastasia Pavlyuchenkova
  Lucie Šafářová
7–5, 4–6, [6–10]
Venceu 6–6 Out 2011 Kremlin Cup   Moscou, Rússia WTA Premier duro (coberto)   Vania King   Anastasia Rodionova
  Galina Voskoboeva
7–63, 6–3
Perdeu 5–6 Out 2011 HP Japan Women's Open Tennis   Osaka, Japão WTA International duro   Vania King   Kimiko Date-Krumm
  Zhang Shuai
5–7, 6–3, [9–11]
Perdeu 5–5 Set 2011 US Open   Nova York, Estados Unidos Grand Slam duro   Vania King   Liezel Huber
  Lisa Raymond
6–4, 56–7, 36–7
Venceu 5–4 Ago 2011 Western & Southern Open   Cincinnati, Estados Unidos WTA Premier 5 duro   Vania King   Natalie Grandin
  Vladimíra Uhlířová
6–4, 3–6, [11–9]
Venceu 4–4 Jul 2011 Citi Open   College Park, Estados Unidos WTA International duro   Sania Mirza   Olga Govortsova
  Alla Kudryavtseva
6–3, 6–3
Perdeu 3–4 Mai 2011 Internazionali BNL d'Italia   Roma, Itália WTA Premier 5 saibro   Vania King   Peng Shuai
  Zheng Jie
2–6, 3–6
Venceu 3–3 Set 2010 US Open   Nova York, Estados Unidos Grand Slam duro   Vania King   Liezel Huber
  Nadia Petrova
2–63 6–4, 7–64
Venceu 2–3 Jul 2010 Wimbledon   Londres, Reino Unido Grand Slam grama   Vania King   Elena Vesnina
  Vera Zvonareva
7–66, 6–2
Perdeu 1–3 Jun 2010 Unicef Open   Rosmalen, Países Baixos WTA International grama   Vania King   Alla Kudryavtseva
  Anastasia Rodionova
6–3, 3–6, [6–10]
Perdeu 1–2 Abr 2010 Andalucía Tennis Experience   Marbella, Espanha WTA International saibro   Maria Kondratieva   Sara Errani
  Roberta Vinci
4–6, 2–6
Venceu 1–1 Fev 2009 PTT Pattaya Open   Pattaya, Tailândia WTA International duro   Tamarine Tanasugarn   Yuliya Beygelzimer
  Vitalia Diatchenko
6–3, 6–2
Perdeu 0–1 Set 2008 Western & Southern Financial Group Women's Open   Cincinnati, Estados Unidos WTA Tier III duro   Hsieh Su-wei   Maria Kirilenko
  Nadia Petrova
3–6, 6–4, [8–10]

Duplas Mistas: 1 (1 vice)Editar

Posição Ano Campeonato Piso Parceiro Oponentes Placar
Vice 2010 Roland Garros saibro   Julian Knowle   Katarina Srebotnik
  Nenad Zimonjić
6–4, 56–7, [9–11]

Referências

  1. Mc Grogan, Ed (30 de junho de 2012). «Shvedova wins 'Golden Set' against Errani» (em inglês). tennis.com. Consultado em 26 de novembro de 2013 
  2. «Cazaque vence 'golden set' contra italiana: 24 pontos consecutivos». sportv.com.br. 30 de junho de 2021 
  3. «Yaroslava Shvedova to return in Doha» (em inglês). 22 de janeiro de 2020. 22 de janeiro de 2020 
  4. «Yaroslava Shvedova to return in Doha» (em inglês). tennis.life. 22 de janeiro de 2020 
  5. «Fed Cup: Belgium vs Kazakhstan» (em inglês). fedcup.com. Consultado em 15 de fevereiro de 2020 
  6. «Yaroslava Shvedova Named Chief Coach of Kazakhstan's National Women's Team» (em inglês). tennisworldusa.org. 15 de fevereiro de 2020 
  7. «Dona de dois Slam nas duplas, Shvedova se aposenta». tenisbrasil.com.br. 1º de outubro de 2021 
  8. «Wimbledon 2008 Ladies' Qual. Singles» (PDF) (em inglês). wtatennis.com. 2008. p. 4 
  9. «Western & Southern Financial Group Women's Open: Main Draw Doubles» (PDF) (em inglês). wtatennis.com. 2008. p. 2 
  10. «Soviet Bloc Citizenship Rules, With Yaroslava Shvedova» (em inglês). Fourty Deuce. 15 de setembro de 2009. Consultado em 26 de novembro de 2013 

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Yaroslava Shvedova