Anápolis Futebol Clube

Anápolis Futebol Clube é um clube brasileiro de futebol, da cidade de Anápolis, no estado de Goiás.

Anápolis
Anápolis-GO (BRA).png
Nome Anápolis Futebol Clube
Alcunhas Galo da Comarca
Mascote Galo
Principal rival Anapolina
Fundação 1 de maio de 1946 (74 anos)
Estádio Jonas Duarte
Capacidade 14.400 pessoas
Localização Anápolis, GO
Mando de jogo em Jonas Duarte
Capacidade (mando) 14.400 pessoas
Presidente Marlon Caiado
Treinador Toninho Cecílio
Material (d)esportivo Kanxa
Competição Goianão - Série A
Ranking nacional Baixa 140º lugar, 290 pontos [1]
Website Anápolis F.C.
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
Temporada atual
editar

HistóriaEditar

O Anápolis foi fundado no dia 1º de maio de 1946, por um grupo de carroceiros. Inicialmente, adotou o nome de Operário Futebol Clube. A idéia era de criação de um time do "povão", para competir com outro já existente, o Anapolina, que era considerado time de "elite".

O time foi crescendo ano após ano e, em 1947, conquistou o seu primeiro título estadual, quebrando um tabu. Pela primeira vez um time do interior ganhava o campeonato que não é reconhecido pela federação goiana de futebol. Em 1951 muda de nome e passa a ser o Anápolis Futebol Clube. Tudo isso porque o time que se chamava até então Anápolis mudara o seu nome para Anapolina. Mas a adoção do nome Anápolis F.C. não mudou o futebol de seus jogadores, que continuava a crescer a cada ano. Desta forma, ele conquistou o campeonato regional de 1954.

Na década de 1960, o Anápolis ja era bastante conhecido e tinha vários apelidos, dentre os quais Galo da Comarca, Tricolor da Manchester e Time dos Carroceiros. Grandes desportistas comandaram o clube, como João Bezze, Munir Calixto, Altino Teixeira de Moraes, Amim Gebrim, Osvaldo Cunha Soares, Ronaldo Jaime, Sebastião Richelieu da Costa e Fadel Skaff. Em 1961, conquistou o vice-campeonato do primeiro torneio octogonal e finalizou nessa data sua fase de amadorismo.

Em 1965, sagra-se campeão estadual pela segunda vez, vencendo o Vila Nova por 3 a 2 em uma virada histórica, no estádio Jonas Duarte. Nesse dia, recebendo público recorde, a torcida foi ao delírio quando o time entrou em campo, com: Sorriso, Nina, Osmar, Paraguaio e Áli; Genésio e Eudécio; Zezito, Dida, Nelson Parrila e Deca. No banco ficaram o goleiro Morais, Baiano, Wilson e outros craques. O técnico era Agnaldo Felisberto, o Caxambu. No ano seguinte disputou a Taça Brasil, sendo o primeiro clube do interior de Goiás a participar desta competição.

Após acesso (e vice) na Divisão de Acesso de 2015, o Anápolis disputou a elite goiana e conseguiu chegar a decisão, eliminando o Atlético na semifinal em pleno Serra Dourada, mas perdeu o título nos pênaltis para o Goiás. Com o vice-campeonato, o Galo da Comarca conquistou vaga para disputar a Copa do Brasil de 2017 e também vaga na Série D.

TítulosEditar

Estaduais
Competição Títulos Temporadas
  Campeonato Goiano 1 1965
  Campeonato Goiano - Divisão de Acesso 2 1990 e 2012
  Copa Goiás 1 1967
  Torneio Início 1 1966
  Super Campeonato Goiano* 1 1947
  Campeonato Goiano do Interior 1 1947
Municipais
Competição Títulos Temporadas
  Taça Cidade de Anápolis 2 1966 e 2011
  Citadino de Anápolis 3 1954, 1958 e 2002
  • * Segundo alguns jornais da época e o site Futebol de Goyaz, o Super Campeonato era o verdadeiro Campeonato Goiano, enquanto os Campeonatos Goianos reconhecidos pela Federação Goiana de Futebol eram na verdade campeonatos citadinos.

Outras conquistasEditar

Campanhas de destaqueEditar

EstatísticasEditar

 Ver artigo principal: Temporadas do Anápolis

ParticipaçõesEditar

Participações em 2020
Competição Temporadas Melhor campanha Estreia Última P   R  
  Campeonato Goiano 49 Campeão (1965) 1950 2020 7
2ª Divisão 10 Campeão (1990 e 2012) 1990 2019 7
  Campeonato Brasileiro 1 10º colocado (1966) 1966
Série B 3 17º colocado (1986) 1981 1986
Série C 8 11º colocado (2002) 1988 2008
Série D 2 16º colocado (2016) 2016 2017
Copa do Brasil 1 1ª fase (2017) 2017

Torneios nacionaisEditar